Welcome to Fórum Turma do Biguá

Pra nós é um enorme prazer tê-lo em nossas páginas. 
Todo o conteúdo postado por nós é aberto a todos, no entanto, para postar suas dúvidas, dicas, vendas ou para comprar um produto e etc, é necessário que você se cadastre em nosso fórum. 

Sinta-se em casa no fórum onde as turmas se encontram!

Fórum Turma do Biguá ::tudo:: 

Fabrício Biguá

Administrador
  • Total de itens

    12.022
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    36

Fabrício Biguá last won the day on Março 13

Fabrício Biguá had the most liked content!

Sobre Fabrício Biguá

  • Rank
    Super Pescador
  • Data de Nascimento 15-04-1976

Informações de Perfil

  • Localização
    Águas Claras - DF

Últimos Visitantes

6.069 visualizações
  1. 2 - Uhmm...ok..Obrigado pela informação. 4 - Perdoe a minha burrice...rsr....mas "Instrução Normativa" serve para instruir ações internas de um órgão/setor/etc. Caso as TI tivessem sido homologadas, aí sim, a Instrução 003/15 serviria de alguma coisa....Como não foram, a Norma não vale de nada fora de TI. Será q estou desaprendendo ou o amigo está contando com algo que ainda não existe? 6 - Precisamos preservar sim...Disso não há dúvidas...Ocorre q passou da hora do poder público fiscalizar estas operações estrangeiras (e até mesmo as nacionais). É preciso sim, saber de onde este capital estrangeiro procede. Se é proibido o investimento estrangeiro em vários setores do nosso País, porque deveríamos deixar de fiscalizar empresas estrangeiras atuando diretamente com índios!?!?!? Sorte um "Bolsonaro" não estar no poder, caso estivesse, certamente essa "fanfarronarem" não ocorreria como é hoje. E não estou me referindo a nenhuma empresa gringa (deixo claro), mas apenas aproveitando a dica dada, imagine como o empresário sobreviveria ganhando apenas 5.5% de lucro líquido do negócio dele, tendo ainda q investir e manter sua estrutura, e ainda pagar uma verdadeira fortuna (50% ou mais da sua estrutura) em investimentos obrigatórios, fiscalização e etc para as tribos?!?! Esta é uma conta difícil de fechar, não acham??? De qualquer forma obrigado mais uma vez pela contribuição...
  2. Gustavo.....na verdade o cara de pau aí copiou uma foto minha (daqui do fórum) e sequer colocou os créditos...rsrs. Quem fez este mapa foi eu...A foto maior está lá no tópico. E aqui vai o link do tópico. http://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/11460-imagem-e-nomes-todos-os-rios-do-médioalto-rio-negro-am/
  3. hehe....lá dá isso o tempo todo...rsrsr... Relaxa q uma hora o bichão engata.
  4. Cristiano...deixa eu tentar demonstrar pra vc o q ocorre. Eu, há alguns anos atrás, tinha o mesmo pensamento q vc. Saiba q neste caso, desta empresa q vc se refere, eles são brasileiros...ou seja, não existe neste caso, uma exploração/investimento estrangeiro de origem não sabida. A empresa q vc se refere é a Untamed Angling. Aqui abaixo os destinos horríveis q eles operaram....rsr http://www.untamedangling.com/destinations.html# E olha só o q ocorre na prática. Terras Indígenas são áreas q não permitem visitação para a exploração da pesca. Ocorre q neste País encontra-se sempre uma brechinha na lei (ou a interpreta de uma forma conveniente). Pra ajudar, os índios, em vários casos, vivem em condição de miséria, isso pq não são mais "índios"...Os caras, depois de se encontrarem com os brancos, de uma forma natural e compreensível, querem andar de Hilux e assistirem novela em tela plana de 60". O problema é q eles querem tudo isso sem dar nada em troca. Numa tentativa de parar de encher o saco do poder público q deveria tomar conta das terras indígenas....os pajés começaram a "licitar" seus territórios. Ou seja, um "finge que está trabalhando" enquanto o outro "finge que acredita". Deram um jeitinho brasileiro e "legalizaram" o q era ilegal. No caso do Marié - q é o q posso falar - foi aberta uma licitação e 04 operadores concorreram. Essa empresa q ganhou pagou uma verdadeira fortuna para os índios. Foi barco, voadeiras, motores de popa, computadores, telefones satelitais, e um monte, um monte de outras coisas. Além disso os índios da tribo precisam estar dentro das canoas pra fiscalizar a operação e, no final das contas, os turistas ainda pagam cerca de 700 dólares de taxinha pra tribo. Aliado a isto, a empresa fez um investimento milionário em estrutura (balsa, canoas, e estrutura como um todo). O lugar é remotíssimo. Para chegar lá o hidroavião voa, salvo engano, por 4h. Para levar mantimentos e suprimentos para a operação o gasto é altíssimo.....ou seja, só mesmo abastados estrangeiros para conseguir pagar mais de 8.000 dólares numa operação de pesca semanal. Então é isso...São brasileiros investindo e trabalhando para pagarem suas dúvidas e se manterem. Ocorre q o público deles é o de gringos....Só isso. O mercado deles é lá fora. Agora, caso vc tenha o dinheiro para pescar lá, vc pode sim. Outra coisa...Temos terras indígenas por todo o Brasil...O problema é q muitos não fazem nada para operar lá dentro...mas na hora q alguém consegue o acesso e investe uma grana preta, aparecem vários para suspeitar da operação..rsrsr... Deixo claro q isso não tem nada a ver com a pescaria na região de SIRN, onde as terras indígenas não foram homologadas e tem um gringo aí achando q vai dar o tombo num monte de gente. Mas isso é assunto para outro dia.
  5. Prontinho, Tiago....veja se agora vc vê a sala???
  6. Olá Tiago...blz?!?! Apesar de termos vários amigos pescadores que pegaram e participaram da sala Club das 22lbs....atualmente a sala se encontra desativada. Estamos com algumas ideias aí (faz mais de ano)...mas uma hora destas abrimos novamente a sala...Ou melhor, sabe o q vou fazer?!?! Vou abrir a sala novamente e agora. Como não coloquei em prática a ideia, vamos voltar com o q era antes.
  7. Se a previsão é de cheia....então teremos uma super seca...
  8. Irineu...a água ainda está bem baixa...mas quem tem ido tem pegado bem. Vc estará indo pra que lado da SM???
  9. Boa tarde, Gabriel....seja muito bem vindo. Confesso que ainda tento entender um pouco o q se passa na cabeça do amigo ao se registrar no fórum para arrumar interessados para um grupo no WhatsApp...rsrs...É sério, e não veja isto como uma tentativa minha de toli-lo da sua ideia...rsrs...Mais abaixo vc entenderá q isso não me preocupa mesmo. O WhatsApp é uma ferramenta fantástica e revolucionária, mas ela não serve (na minha opinião) para gerar conteúdos q sirvam/servirão como ensinamentos futuros. Ou seja, vc irá ensinar e aprender dicas sobre o tucunaré que em menos de 3h se perderão para sempre. Pergunto, para que perder tempo digitando extensos textos (muitos deles muitíssimo interessantes), para q apenas 10, 30, 50 usuários o leiam e depois de 1 dia ele se perca?!?! Essa é uma pergunta q não paro de me fazer. Eu sou participante de uns 100 grupos de zapzap...é sério. São tantos grupos q nem aguento mais. Se meu pai criar um grupo chamado " Minha Família Querida " eu vou sair do grupo pq minha vida já não mais suporta esse tanto de informações inúteis (99% delas). Sabe o q eu faço quando alguém pergunta no zapzap sobre qualquer assunto q possa continuar ajudando outras pessoas?!?!? Eu crio um tópico aqui no fórum e posto apenas o link no zap toda vez q a mesma pergunta é refeita. E olha, o mesmo assunto é perguntando sempre, sempre, sempre. Eu não perco mais tempo em digitar tudo...Eu posto apenas no link. Hj o zapzap é a ferramenta da vez (juntamente com o Facebook). Como eu disse, elas são fantásticas e viciam de uma forma q todos nós (e eu me incluo neste grupo), sentimos a necessidade de estar conectado 24h por dia. É um verdadeiro vício q está prejudicando a vida de muita gente. E nós, como fórum, não temos o menor problema com novas mídias sociais q estão bombando ou q ainda nem foram criadas e irão bombar ainda mais. Se posso ajudar lá no zap, ajudo sem problema. Fórum existe para gerar conteúdo. Serve pra vida inteira. Se vc faz uma pescaria show e posta suas fotos apenas no zapzap...como eu disse acima, em 2 dias suas fotos já eram. Se vc posta um relato completo, bem escrito e redigido aqui no fórum (ou em qualquer fórum que seja), ele estará sendo sempre consultado. Sou de dizer pra vc q nós vamos partir desta pra outra e os nossos netos, bisnetos e etc, poderão consultar estes relatos sabe-se lá até quando. Será q estou " viajando na maionese" ??? Eu aposto que não. Na verdade somos os bebês da internet... Poste seu ensinamento/aprendizado onde ele possa ser recuperado. Não perca tempo na vida com algo é mais volátil q acetona. Minhas palavras acima podem não servir de nada para vc....mas, pelo fato delas não se perderem com o tempo, tenho a certeza q para vários outros elas servirão....rsrs E faça um teste aí...Lá em cima do fórum tem um campo PESQUISAR. Quando a turma lá da sala perguntar alguma coisa, venha aqui no fórum e dê uma pesquisada antes. Tenho quase certeza q 90% das vezes precisará postar lá apenas o link do tópico....rss Abs....e boa sorte...
  10. Ewerton.....acima de Santa Isabel tudo é Terra Indígena. Talvez vc consiga alguém q tenha contato com alguma tribo e talvez vc consiga pescar em canoinha por lá...Mas não é recomendável.... Já operação legalizada, excluindo o Marié, não existe ainda.
  11. vendo

    Wander...aprovei o anúncios, mas coloque o valor, por favor...
  12. Guilherme...seja muito bem vindo...É um prazer tê-lo em nosso fórum. Sobre a sua pergunta, por mais q os equipamentos e técnicas tenham melhorado, a pescaria no AM é uma q evolui muito. Lá o negócio é bater isca com equipamento bom, passar a isca na cabeça do bicho e esperar a cacetada. Temos vários tópicos no fórum q falam sobre equipamentos e técnicas. Dê uma olhadinha nesta sala q vc encontrará muita coisa legal. - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A SALA - Qualquer dúvida é só postar aqui pra baixo q a turma te ajuda. Abs...
  13. Nativamente os motores ETEC (seja modelo G2 ou o "G1") já vem com rede NMEA 2000. Para fazer o motor se comunicar com os dispositivos eletrônicos q tb utilizam a mesma tecnologia, basta que vc adquira um Kit Starter NMEA 2000. Antes de começar o nosso tutorial é bom explicar para aqueles q não sabem, O QUE É UMA REDE NMEA 2000??? Para exemplificar, usarei como exemplo a rede de computadores da sua casa/trabalho, q usa uma linguagem chamada TCP/IP. É justamente esta rede TCP/IP q permite q o seu laptop comunique com a sua impressora de rede, com a sua TV Smart na rede, com o seu smartphone ou tablet, até mesmo para se comunicar na internet nossos computadores usam a TCP/IP e por aí vai. Toda uma rede de computadores precisa usar uma mesma linguagem para todas as máquinas consigam "falar" entre sim. No caso dos nossos barcos, os sonares, GPS, player de música, sensores, câmeras e etc, podem/usam essa rede NMEA 2000 para se comunicar entre si. Sacaram?!?! E quando vc compra um motor de popa Etec da Evinrude (115hp pra cima), essa rede NMEA já vem nativa nele. Vou citar algumas vantagens de usar a rede NMEA 2000, mas saibam q são uma infinidade... - Sensores individuais como um anemômetro, sensor de inclinação do barco, de altura do TRIM, de flaps, de consumo e nível do tanque de combustíveis, tudo isso pode ser instalado separadamente na embarcação e tais informações serem exibidas na tela do seu sonar/GPS. - Ligar o som do seu barco (SonicHub da Lowrance) e controlar todas as funções (volume, faixas e etc) diretamente na tela do seu GPS/sonar. - Ligar câmeras de vigilância (no caso de grandes embarcações) sendo q a imagem das câmeras são vistas na tela do GPS/sonar. - Ligar sensores externos de GPS para melhorar a recepção de satélites (no caso de grandes barcos). - Ver informações de parelha de motores (ou mais) em apenas 1 tela. - Ligar radares. - Ligar transducers especiais. - LIgar rádio de comunicação na rede e usa-lo pela tela do GPS/sonar em modo viva voz. - e o q acho muito interessante para o nosso caso, q usa embarcações de pesca, a possibilidade de compartilhar as informações dos nossos motores de popa com a rede NMEA e visualizar todas as informações do nosso motor diretamente na tela do nosso GPS/sonar. Nesta imagem abaixo vc entenderá visualmente como funciona a rede NMEA 2000. Sempre q comprava um combo (GPS + Sonar) top de linha via que tinha a possibilidade de se instalar ele na NMEA 2000 e consultar as informações do meu motor de popa na tela...mas por usar Mercury, nunca conseguia fazer esta ligação. Já havia visto a NMEA num ETEC do Moacyr e fiquei louco pra usar esta rede. Tb liguei uma rede NMEA 2000 num Mercury 250hp do nosso amigo Cristiano Júlio, mas pra isso tivemos q adquirir um kit chamado MercMonitor. A ligação ficou perfeita, mas além do kit ser caro, o relógio do kit é um pouco diferente dos relógios do motor...mas é tudo de top q existe. Acabou que liguei a NMEA no meu Mercury SportXS também (com a ajuda de um Gateway). Calma, não precisa apavorar...vou ensinar primeiro o passo a passo pra vcs de como se instala a rede NMEA, depois farei outro tutorial ensinando o lance do tablet no painel. Vou passar o q é preciso para ligar o motor Evinrude G2 e G1 na rede NMEA 2000. - 01 Kit Start NMEA 2000 (N2K-EXP-RD-2 pra Lowrance e o 010-11442-00 para Garmin ) $70 Com "apenas" esta peças acima vc consegue fazer o seu motor Evinrude exibir as informações dele na tela do seu GPS/Sonar (claro q o combo precisa ter a função NMEA - consulte no manual do aparelho). A ligação é muito simples. Basta vc observar a figura abaixo pra sacar de cara como fazer a ligação. Depois da rede instalada, acesse o manual de usuário do aparelho e configure de acordo com as instruções. Não tem mistério. E recentemente com a chegada dos G2 em 2017, a Evinrude lançou um novo dispositivo q é muito interessante. Chama-se E-Link E-TEc. Que nada mais é que um dispositivo que, ligado na rede NMEA 2000 do motor (ligado exatamente da mesma forma acima), envia todas as informações do motor diretamente para a tela do seu smartphone e tablet. Olhando a foto abaixo vc entenderá de cara a utilidade do aparelho e a facilidade de liga-lo. Então é isso...Espero q este tutorial tenha sido útil pra vc. Abs e até o próximo.
  14. Seu tópico estava na sala Novos Usuários. Começem por aqui, apresentem-se. e foi movido para a sala Assuntos Gerais sobre a Pesca Qualquer dúvida pode me mandar uma MP.

Sobre nós

O Fórum Turma do Biguá (FTB) surgiu no ano de 2006. Na época os poucos fóruns de pesca que existiam estavam voltados a divulgação de produtos e marcas, ocasião em que o FTB foi criado com a intenção de reunir amigos e grupos de pesca de todo o Brasil sem vinculação a qualquer empresa ou produto..

Cadastre-se

Se cadastrando no fórum você terá acesso a conteúdos exclusivos e ainda poderá postar sua dúvida, opinião, ajuda e etc..