Ir para conteúdo

Falcão

Membro
  • Total de itens

    90
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    3

Posts postados por Falcão


  1. Boa tarde, Ramon.

    Para a pesca que vc está pretendendo, não vai precisar mais que isso (vara de 15 a 17 libras).

    Eu costumo utilizar ahá muitos anos as Hunter Fish da MS. Ótimo custo-benefício (na faixa de R$ 200 a 250). São leves, blank maciço de carbono, passadores fuji...

    As que eu tenho estão comigo há mais de 5 anos e nunca tive problemas.... e olha que já perdi por quebra duas Enzo (que são tubulares) e uma Rapala Gold...

    Tem a Hunter 25 libras também, que vc poderá utilizar em bargadas, cacharas e outros peixes maiorzinhos. Dê uma olhada antes de comprar. Não custa nada.


  2. Guilherme, boa tarde.

    Concordo plenamente com o Kid (afinal sou fã do Rio Araguaia), mas concordo com o Valtolino: você precisa definir data.

    Maio/Junho é excelente no Rio Araguaia. Os cardumes estão subindo e voce consegue fazer várias pescarias interessantes: pacus (caranhas), matrinxãs, cacharas... além dos peixes próprios de lá (grandes bargadas no raseiro das praias e douradas, palmitos (mandubés) nas águas mexidas... Existem também lagoas muito boas para pesca como o Lago do Japonês (onde tem muito tucunaré e aruanãs (deliciosas de pescar) e o Lagoão, onde existe uma infinidade de espécies.

    Já peixes grandes de couro, voce vai precisar de um equipamento específico, mas vai ter a oportunidade de pegar grandes pirararas e, com sorte, alguma piraíba...

    Como os cardumes estão subindo, muitos desses peixes grandes ficam na espreita... 

    Querendo melhorar, na busca de peixes grandes, tire pelo menos um dia para descer o rio e pescar na Volta Grande... Como o afluxo de barcos eé menor, fica mais tranquilo e aumenta a probabilidade de piraíbas.

    Outra vantagem é que o custo/benefício do Araguaia é bem superior a outros lugares.

    Mas lembre-se: é preciso marcar com antecedência se quiser bons piloteiros. Pesco há muitos anos com o Lindomar, dono da Pousada Recanto das Piraíbas. O cara é super bacana e um excelente piloteiro.

    Para vc ter uma idéia, depois de muitos anos no mesmo lugar, resolvi dar uma mudada para conhecer outros pontos. Ligando há cerca de 20 dias, o piloteiro que escolhi só tinha reserva para duas datas em 2020. Fechei na hora. 

    Outra excelente opção mas um pouco mais longe é Luciara, também no Rio Araguaia e o Cristalino como já informaram.


  3. Quer saber Kid, embora eu faça vários tipos de pescaria e ame a pesca pesada, nunca dispenso uma pescaria de lambari...

    Graças a Deus aqui numa cidade vizinha a Bauru tem um rancho que cobra R$ 10,00 e vc tem estaleiros num braço do rio para pescar lambari...

    As vezes vou com amigos.... as vezes vou sozinho... Levanto às 5h e vou...

    Minha esposa fala: é só voce mesmo para levantar uma hora dessas para pescar essa porcaria (Deus, perdoai.... ele não sabe o que diz)

    Se tem uma coisa gostosa é pescar lambarizinho....  Chego no lugar com o sol nascendo, aquele silêncio gostoso, as garças passando...

    Antes de ir aviso o caseiro do lugar e ele separa para mim uma porção de lambari e frita..... O delícia, com uma cerveja gelada...

    Passo o dia ali naquela "briga" com os lambaris...

    A tarde volto para casa, mais feliz que pinto no lixo...

    Tem pescaria de Piraíba... tem pescaria de Tucunaré-açu... Tem pescaria de marlim... mas o tal do lambarizinho ainda é aquele que nos ensina o verdadeiro prazer da pescaria.

    (ah, e fica aqui uma dica: experimenta fazer uma paçoca de lambari! Ai vcs vão ver o que é coisa boa) 


  4. 43 minutos atrás, Pedro Furtado disse:

    Já ouvi ameaças graves qdo tava pinchando numa represa aqui em Goiás e reboquei uma rede que tava no ponto (sem querer, sequer tinha visto)...

     

    O que me impressiona sobre os "predadores" é que o consumo de peixe no Brasil é abaixo da média mundial, e o produto é um dos mais baratos no mercado. Se picanha se pescasse no rio, certamente já tinha acabado... 😂

    Me parece que boa parte disso é um vício cultural...

    Ah, se desse picanha no rio kkkkkkkkkkk 🤣


  5. Na minha região, recentemente, tivemos duas situações de espantar e se perguntar aonde vai o limite da idiotice.

    Na primeira, um matador de peixes, desses que mergulha à noite e arpoa o peixe "dormindo" encostado no barranco, acabou morrendo afogado, depois que a roupa de mergulho ficou enroscada, nas costas, num espinhel de outro imbecil. 

    Na outra, um redeiro tocaiado no mato, atirou num pescador que passou com o barco em cima de onde ele tinha colocado a rede.

    Precisa mais?

    Falar em pesca esportiva com essa gente é gastar saliva. O negócio deles é encher freezer. Vale tudo: anzol de galho, espinhel, rede, tarrafa, "joão-bobo", bomba, arpão... Eu cansei.

    Agora não convido mais ninguém. Vou pescar todo ano com minha esposa (a melhor companheira de pesca que eu poderia ter). Pescamos muito, nos divertimos nas prainhas do Araguaia... comemos um ou outro peixinho na beira do rio (depois limpamos tudo para a sujeira não ir parar o rio)... Não usamos anzol assistente (para dar chance ao peixe e tornar a briga mais justa, sem correr o risco do anzol ir parar na garganta)... Nunca ficamos três horas com o peixe fora d'água, tirando foto, para não devolvê-lo todo estropiado e ser atacado pelas piranhas ou outro predador...  Tiramos duas ou três fotos rápidas, retiramos eventuais candirus das guelras e voltamos o bicho para água que é o lugar dele...

    Tirar um peixe grande é muito emocionante... mas depois de uma foto de lembrança, vê-lo voltando para seu habitat, sabendo que ele vai criar, se multiplicar e repovoar o rio, é coisa que não tem preço...  

    As vezes chego a acreditar que estamos evoluindo, nos conscientizando e que tudo vai ser só uma questão de tempo.... Daí aparece uns idiotas desses com varais cheios de pintados pendurados.... dezenas de pirararas mortas... canoas abarrotadas de pirarucus... e eu desanimo.

     


  6. Foi com tristeza pelo fato (pesca predatória) e alegria (pela apreensão), que li a reportagem de ontem, sobre alguns animais que se dizem pescadores, e sobem para o Araguaia para depredar, e outras coisas mais. (Segue reportagem ao final).

    Sinceramente me irrita demais esse pessoal que se diz pescador, mas vai em áreas preservadas e acha que a casa dos outros é "terra sem lei".

    Ai fica marmanjo (inclusive uns bem avançados na idade) cheio da grana, desfilando de caminhonete cheio de menininha (muitas menores), de biquini, bebendo na caçamba, se achando o máximo, o tigrão...

    Gente dirigindo bêbada, pesca predatória, "carteirada" de autoridade ou posando de milionário em cima do povo simples da região...

    Esse pessoal precisa "se tocar". O lugar deles não é ali. Aliás, quem não sabe respeitar o lugar dos outros, não deveria nem sair de casa.

    Me desculpem o desabafo, mas é a realidade.... É paulista, é mineiro, é brasiliense, etc, etc, etc, indo detonar o rio de onde esse pessoal tira o sustento e onde as pessoas conscientes se divertem muito sem extrapolar...

    Numa única foto da reportagem citada, aparecem 11 pirararas mortas... Pra que isso gente? Alguém por um acaso está morrendo de fome?

    Qualquer um sabe que, se vender uma carretilha de pesca pesada (SHIMANO, PENN - em torno de R$ 4.500) dá para comer salmão o ano todo... Então a questão não é falta de grana de muitas dessas pessoas - é pobreza de espírito.

    Aqui mesmo em minha cidade: quantas pessoas convidei para pescar no Araguaia e se animaram após verem as fotos dos peixes... Porém, depois, quando eu dizia que era pesca esportiva, desanimavam e aí vinha a famosa frase: MAS NÃO PODE TRAZER NADA? ENTÃO NÃO VALE A PENA...

    O tristeza... O santa ignorância... Quando é que esse pessoal vai se dar conta que a gente pesca para se divertir, pela companhia dos amigos, pelos causos na beira do rio, saboreando um peixinho pescado na hora... E depois, voltar pra casa, feliz, em paz, cheio de boas recordações, com a consciência tranquila de que foi lá para PESCAR e não para DESTRUIR TUDO E SE COMPORTAR COMO UM IDIOTA... Voltar ciente de que deixou tudo como estava, para as futuras gerações poderem desfrutar desse prazer inenarrável que é pescar...

    Não sou puritano, nem ambientalista vegano... sou só alguém que ama a pesca.

    SEGUE A REPORTAGEM RESUMIDA:

    O Ibama e a Sema se uniram para fortalecer as ações de fiscalização dos rios no Vale do Araguaia. A operação resultou na apreensão total de 14 conjuntos de canoas. A ação ocorreu entre os dias 24 e 30 de maio deste ano e flagrou cinquenta pessoas entre pescadores, comerciantes e piloteiros em atividade ilegal de pesca ou caça.

    Dentre as atividades irregulares, um cidadão foi autuado por transportar 18 tartarugas e na noite do dia 27 de maio, dois comerciantes foram autuados pelo transporte irregular de 224 kg de peixe Pirarucu.Caravanas de pescadores de São Paulo representaram 80% das autuações. Grupos foram localizados pescando no interior das Unidades de Conservação, pescando com redes, tarrafas e anzóis de galho (apetrechos proibidos) e pescando peixes abaixo da medida. 
    Segundo o coordenador da operação Leandro Nogueira, apesar do êxito da ação, atividades nocivas ao meio ambiente tendem a continuar devido o descontrole na entrada e saída de turistas e das construções irregulares de ranchos nas Áreas de Preservação Permanente por turistas, além do funcionamento de pousadas ilegais. “Para os munícipes só fica o prejuízo: redução do estoque pesqueiro e acúmulo de lixo deixado pelos visitantes, porque essas práticas não geram empregos e não contribuem com a economia local". 

     


  7. Em 31/05/2019 em 19:37, Custom by Marco disse:

    hehhehehhe Muito legal seu comentário Falcão  Valeu!!!!!  Qual Penn que comprou para a esposa?

    Comprei a Penn Internacional 50 VISW (Se ela não gostar, eu uso kkkkkkk)🤣

    Tá fácil mesmo... a mulher não deixa nem ajudar ela na pescaria....

    Quando pega algum peixe muito grande ela quase morre mas não reveza com ninguém nem a pau kkkkkk

    O ano passado eu dei mais sorte e ela disse que era porque minha carretilha (uma Tiagra 50) era maior e melhor que a dela (uma Tiagra 30)...

    Ai dei essa Penn Internacional de aniversário para ela... Ela amou. 😍 E disse que esse ano vai me dar um coro lá no Araguaia 😅

    Quem mandou querer ser gentil... amor é amor, pescaria é pescaria kkkkk


  8. Kid, sou eu quem peço desculpas por não ter sido claro.

    Quando falo em hipocrisia, me refiro a alguns pescadores, como alguns grupos que tenho em minha cidade, que ficam fazendo um dramalhão se vc posta uma foto assando um peixe...

    Outro dia, postei uma moqueca de pintado que fizemos na beira do rio, num grupo de whats app, e um cara que veio me questionar se era de cativeiro ou se eu tinha tirado do rio. É esse tipo de coisa que eu quis dizer... 

    Para você ter uma idéia, esse foi o único peixe que comemos lá em dias.... no mais, fizemos churrasco, feijoada, dobradinha...

    Aí estamos em 8 na beira do rio, usamos UM pintado na medida para matar a lombriga e o cara me pergunta se é de cativeiro? Não respondi, mas pensei: simmmm, é de cativeiro... sai daqui do meio do mato, atravessei dois estados e fui no supermercado em Bauru buscar kkkkkkk

    Abraço. Espero ter explicado. 


  9. Muito bom o texto e as considerações Kid. Nada como a experiência para nos dar sabedoria.

    Já estou com bastante anos nas costas e sei o quanto isso representa.

    Porém, tenho uma colocação que sei que vai desagradar a muitos, mas é o que eu penso.

    Tenho verdadeiro ódio de pensar o que "pescadores" (predadores, fizeram com muitos rios do Pantanal, entre outros lugares), levando toneladas de peixe para apodrecer nos freezeres ou para fazer bonito (na época essa era a prática)..

    Entretanto, não sou favorável a "cota zero" ABSOLUTA. Acho bem eficiente equilibrada a regra do Araguaia: pode se comer um peixinho (desde que não sejam espécies em extinção) na beira do rio, mas não pode se levar nada, a não ser fotos e boas lembranças.

    Nunca mato uma matriz, nem fico com o peixe 3 horas fazendo foto, nem pego além de um peixe para comer na beira do rio.... Mas se formos levar tudo ao extremismo, vamos cair naquela ladainha de quem não gosta de pescar: "Por que fisgar o peixe? Machucar o coitado? " Ou então: Só pesco de artificial, para não usar um pobre peixe como isca.

    Acho que tudo na vida carece de equilíbrio.

    Se vou uma vez por ano para o Araguaia e como um peixe na barranca por dia, são 7 peixes no ano. E não é pelo custo zero. Todo mundo sabe que pescaria é uma "brincadeira" de alto custo. O que se gasta daria para comprar uma infinidade de peixes no mercado.... Mas não é isso... É aquele contato com a natureza... e saborear o peixinho que você mesmo pescou, enquanto assiste o rio correr...  e isso não tem preço.

    Acho muito pior (e hipócrita), não comermos um peixe sequer na beira do rio e depois comer nas pousadas ou bares do lugar aquelas porções de peixe, jacaré, etc... que todo mundo sabe de onde vem... (essa sim uma matança predatória, na base da rede, sem respeito a espécies ou medidas)

    Acho que com bom senso, dá para se divertir, para preservar e para curtir a vida de forma mais leve, respeitando e preservando a natureza, mas sem radicalismos que façam de coisas simples como a pescaria algo chato...

    Politicamente correto: sempre; politicamente "mala": nunca.


  10. Em 29/05/2019 em 21:51, Pedro Furtado disse:

    As Crocs talvez estejam entre as coisas mais feias que há entre o céu e a terra, mas realmente têm características boas pra pescaria: protegem dando um bom respiro pros pés. Mas são grandes. A minha, que calço 46, acho que pega um motor 15hp...

    Cara, essa valeu a sexta feira kkkkkkkkkkkkkkkkk  🤣🤣🤣🤣🤣


  11. Astra, eu tô no meio termo...

    Tenho um carinho com minhas tralhas véias que só vendo.... e de vez em quando me dá um comichão de comprar alguma coisa nova (as vezes nem uso kkkkk... fica lá na bolsa de carretilhas: de vez em quando só para ver que estão lá...)

    Como disse em outro post: atualmente estou tentando gastar mais indo pescar do que ficar colecionando iscas, varas, carretilhas... mas já fiz muuuuito disso 😝

    Por isso nem posso criticar 😂


  12. Sei lá... acho que tem gosto (e bolso) pra tudo....

    Tem gente que gosta de pescar lambarizinho na barranca.... outro gosta de ver tucunaré-açú pulando... outro prefere ficar horas e horas na expectativa de uma piraíba (que nem sempre sai)...

    Um "coleciona" equipamento de pesca... outro torra em cerveja... É gosto... e dentro do gosto de cada um, a gente tem que respeitar.

    Eu não tenho coragem de pagar uma fortuna numa vara de pesca... mas tem gente que gosta e tem condições de sobra...

    Na minha cidade tem um cara podre de rico que gosta de fazer as próprias varas (embora pudesse comprar qualquer outra)...

    Pescaria é curtição, é pra relaxar...

    Como eu disse, deixa cada um na sua...

    Tem gente que faz parte do "pesca ostentação"? Tem.

    Mas também ficar só criticando os outros, dá uma impressão de despeito...

    Eu nunca fui pescar no Suriname, na Patagônia ou em Esquina, mas nem por isso vou falar que bom é pescar no Rio Batalha em Bauru...

     


  13. Ahhhh, cuidado com vendedor....

    Vão querer te empurrar coisas que o cara nuuuuunca vai usar..... ou dizer que "aquele" equipamento serve para tudo... (Isso não existe)

    Minha esposa me comprou uma "garra" de segurar peixe... Até hoje meus colegas me zoam por causa da bendita garra kkkkkkkk

    Pior foi um cara que vendeu para um senhor que conheço uma carretilha perfil baixo e pois linha 0,60.... disse que dava para pegar tucunaré e pintado... Resultado: os arremessos não chegavam 5 metros kkkkk e acabou não servindo nem para uma coisa, nem para outra.....


  14. Realmente, para pesca de tucunarés uma vara de 30lb foge muito à realidade, além de dificultar o arremesso de iscas menores e mais leves.

    Certo é que com o tempo o cara vai aprendendo e substituindo as tralhas e aquela inicial que ganhou acaba sendo uma boa recordação.

    Modestamente, penso que de início, não adianta investir muito. É preciso saber se vai gostar, se adaptar... o resto vem com o tempo...

    Um material barato para se iniciar e que não compromete (na minha opnião) é:

    Vara hunter 17lb

    Carretilha Titan ou Brisa (são verdadeiros fuscas da pesca)

    Linha Monofilamento 0,35mm (multi, para quem nunca usou, é de enlouquecer quando dá cabeleira)

    e aposte em uma ou duas iscas artificiais coringas: a Brava é uma isca a prova de iniciantes (ela praticamente trabalha sozinha - é só ir recolhendo). Quase não enrosca e vem na meia água.  De preferência a transparente que brilha dentro da água quando está sol e a água é limpa.... e uma cor osso (marfim).

    O restante (anzóis, chumbadas, etc, etc...) deixa o cara comprar..... Um dos prazeres do pescador é visitar casa de pesca e escolher seu material...

    Vai por mim... ganhei um conjuntinho desses e hoje tenho quase uma Bass Pro dentro de casa kkkkkk


  15. Como bem disse o Kid, o customizador vai trabalhar naquilo que o cliente pediu, sem fugir muito daquilo.

    Agora, eu me pergunto: será que eu ou outro amante da pesca entende tanto a ponto de saber detalhes e minúcias?

    Acho que qualquer material de pesca (entre eles e principalmente as varas), deve se buscar investir em qualidade.  Vale dizer, qualidade do blanque, dos passadores, peso, resistência e tipo  de ação desejada, tudo de acordo com a pescaria que se vai fazer...  Mas para isso, não é "necessária" a customização... Como disse o outro colega: existe material de boa qualidade no mercado...

    Sempre tenho comigo que material de qualidade é investimento pela durabilidade e confiabilidade.... fugindo disso, estarei partindo para um luxo pessoal que pode me satisfazer, mas que, sinceramente, não vai alterar substancialmente o resultado da pescaria... A menos que voce tenha uma necessidade específica: como recentemente estive consultando alguns customizadores sobre a possibilidade de incluir um passador mais próximo à carretilha de uma vara para pesca pesada, a fim de facilitar na hora de recolher a linha sem devaneador. A necessidade é porque o equipamento era para minha esposa e como ela tem as mãos pequenas tinha dificuldades com isso, pois o dedão usado para distribuir ficava longe da linha...

    Fora isso, acho que é uma questão de prazer pessoal pela exclusividade e bolso para bancar esse prazer... Isso, para mim em particular, foge um pouco da idéia de pescaria, da coisa mais simples (com qualidade é claro)... (mas também tenho meus hobbys e respeito o dos outros)

    Como disse um amigo meu: pode se levar champagne, taças, caviar e se jogar poquer na beira do rio, mas sejamos francos: pescaria é para tomar cerveja na lata, com um bom churrasco (de preferência uma costela) com uma trucada....

    A favor da customização, temos o fato de que algumas marcas tem lançado varas cujo valor estão muito próximos das varas customizadas... Então, já que é para pagar caro, vamos customizar, deixar a coisa bonita, exclusiva... (especialmente se for para presentear alguém) - "espero que meu filho veja esta dica kkkkkkk"

    A pescaria evoluiu e com ela os equipamentos... mas não podemos deixar que se perca a essência, sob pena de nos tornarmos parte da "pesca ostentação".

    Comecei pescando traíra e lambari com meu pai e meu tio, usando varinha de bambu... Depois meu pai entrava no rio e metia a mão nas tocas para pescar cascudo e fazer uma sopa deliciosa...

    Hoje pesco de lancha, com equipamento relativamente caro, mas que saudades... Trocava tudo para ter eles aqui a meu lado numa barranca de rio...

     

     

     

×