Ir para conteúdo
Márcio Costa

Expedição na Amazônia? Atrás dos Açus do Rio Negro de caiaque!

Posts Recomendados

Antes de mais nada, esta é apenas uma idéia que venho amadurecendo e não consigo tirar da cabeça. Vou acabar fazendo!

 

O mais importante em uma expedição assim é a parte que a antecede, de estudo e planejamento.

Minha intenção seria sair de Santa Isabel do Rio Negro e terminar em Barcelos (280km). Descer remando, acampando e pescando no próprio Rio Negro e nas bocas dos seus afluentes. Sem apoio nenhum, porém de forma responsável. Conhecendo os riscos da região. E contando com gps, telefone de satélite, entre outros equipamentos.

 

Apesar de nunca ter ido ao Rio Negro, venho pesquisando muito sobre o lugar, os afluentes, lendo relatos de pesca, etc..

A escolha da data seria de acordo com o nível das águas. Rio mais baixo, melhor para acampar nas praias.

Não me preocupo tanto com a produtividade e nem almejo buscar um troféu, tendo em vista que o raio de ação de um caiaque é muito menor. E o bicho nos arrasta para onde quiser. A viagem tem outros objetivos além da pesca. (aventura, camping, remo, fotografia, etc)

 

Uma das dificuldades seria a parte do caiaque. Não sei se existe algum lugar em Manaus que alugue caiaque de pesca. Penso até na possibilidade de mandar meu caiaque (Brudden Flying Fishing) p/ Manaus por transportadora e depois deixá-lo em Barcelos para futuras expedições. A subida até SIRN seria feita por água. Se possível lancha expressa (ajato).

Outra dificuldade é companhia p/ expedição. Tô tentando arrumar alguém que compre a idéia. Se tiver alguma alma aventureira no fórum se manifeste hahah.

 

E gostaria de opiniões de quem conhece a região, sobre a viabilidade, as dificuldades, perigos, etc...

 

Espero algum dia poder abrir um relato sobre essa aventura!

 

 

Um abraço à todos!

 
 
ps: Abri o tópico tb no Pescaki na seção de caiaques.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Odirlei, pensei nessa possibilidade de fazer em algum dos afluentes também. São rios bonitos, mais calmos e estreitos.

Mas em relação ao apoio, por mais que aumente a segurança, acho que corta o clima um pouco de expedição/aventura. E toda aventura tem seus riscos... Por isso quero avaliar quais são os específicos da região.

Como disse, não quero fazer de forma irresponsável. Por isso gostaria da opinião de vocês que conhecem bem aquela região p/ saber quais são os perigos.

Confesso que meu maior medo é em relação ao ser humano, assalto ou coisas do tipo. Nem tanto os perigos da natureza em si.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hum, porque vc não vai uma primeira vez com barco hotel pra conhecer  in-loco. De preferencia fazendo o trajeto que deseja, assim vc já sente o drama!!

Também penso como o Odirlei, faça isso em um afluente que já será uma grande aventura.

Navegar de caiaque no labirinto do Rio negro não é pra qualquer um.

 

E fazer isso sem algum apoio é temerário.

E se acontecer algum acidente ou vc precisar de socorro médico????

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bacana cara! Também penso muito nisso. Acho isso totalmente possível. Como eu sou meio "Amyr Klink", gostaria de fazer sozinho, mas com um parceiro é mais seguro por diversas razões.

Tem que ver quantos dias isso pode levar, num caiaque não tem muito espaço de carga, por mais minimalista que a pessoa seja pode complicar.

De repente dá pra alugar uma canoa dessas de madeira que é quase um caiaque e dispensa toda essa logística de enviar o lance pra Barcelos - e fica até mais "camuflado" também.

Quem sabe dá pra comprar alguns ítens nessas comunidades ribeirinhas como farinha, um pouco de carne de caça, sei lá.

Tem que ter um lance pra purificar a água pra beber, um carregador solar pro gps e outros dispositivos, toda a tralha de acampamento (rede, toldo, fogareiro, facão...), etc.

Perigos existem numa situação dessas, mas não acredito em assalto. Eu acho que o maior perigo nessa situação é a própria exposição aos elementos da natureza mesmo. O principal é deixar alguém de confiança sabendo todo o trajeto a ser percorrido e a data do "pânico" pra providenciar um resgate.

Vai estudando bem o assunto que dá pra fazer sim.


Boa sorte

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hum, porque vc não vai uma primeira vez com barco hotel pra conhecer  in-loco. De preferencia fazendo o trajeto que deseja, assim vc já sente o drama!!

Também penso como o Odirlei, faça isso em um afluente que já será uma grande aventura.

Navegar de caiaque no labirinto do Rio negro não é pra qualquer um.

 

E fazer isso sem algum apoio é temerário.

E se acontecer algum acidente ou vc precisar de socorro médico????

 

Se não der tempo de fazer até janeiro, penso em ir sim em algum barco hotel antes.

Quanto aos labirintos do Rio Negro, não seria problema. Consigo programar tudo antes nos GPS, traçar rotas, marcar pontos importantes para resgate, casas, etc, ao longo do rio.. E como auxiliar tenho um GPS que consigo transferir os mapas de satélite (google, bing) da região. A resolução é tão boa que dá p/ ver até o telhado de algumas casas que tem ao longo da margem. Caso saísse da rota seria fácil recalcular.

Em relação ao socorro menos urgente eu teria que conhecer alguém em Barcelos e SIRN que conseguisse chegar a um ponto por gps. Enviaria as coordenadas através do telefone (satélite). Em casos mais graves acionar algum resgate aéreo ou algo assim.. Pedindo ajuda aos meus familiares aqui em BH.

Mas em viagens assim temos que ter o dobro de cuidado para que não aconteça acidentes.

 

Ai sim, isso seria uma aventura e tanto...... ::tudo::  ::tudo::  ::tudo::

 

Merecia até um cinegrafista!! hahahh

 

 

Bacana cara! Também penso muito nisso. Acho isso totalmente possível. Como eu sou meio "Amyr Klink", gostaria de fazer sozinho, mas com um parceiro é mais seguro por diversas razões.

Tem que ver quantos dias isso pode levar, num caiaque não tem muito espaço de carga, por mais minimalista que a pessoa seja pode complicar.

De repente dá pra alugar uma canoa dessas de madeira que é quase um caiaque e dispensa toda essa logística de enviar o lance pra Barcelos - e fica até mais "camuflado" também.

Quem sabe dá pra comprar alguns ítens nessas comunidades ribeirinhas como farinha, um pouco de carne de caça, sei lá.

Tem que ter um lance pra purificar a água pra beber, um carregador solar pro gps e outros dispositivos, toda a tralha de acampamento (rede, toldo, fogareiro, facão...), etc.

Perigos existem numa situação dessas, mas não acredito em assalto. Eu acho que o maior perigo nessa situação é a própria exposição aos elementos da natureza mesmo. O principal é deixar alguém de confiança sabendo todo o trajeto a ser percorrido e a data do "pânico" pra providenciar um resgate.

Vai estudando bem o assunto que dá pra fazer sim.

Boa sorte

 

 

Tem hora que eu quase crio coragem em fazer sozinho, mas aí penso na segurança e fico me imaginando várias noites no meio da floresta amazônica.

Calculo uns 15 dias de viagem. Média de 20km por dia.

A carga tem que ser muito bem pensada, mas caiaque consegue levar muita coisa. Além dos bagageiros, muita coisa vai por dentro do casco.

Canoa pode ser uma opção. Mas caiaque é mais seguro. E o meu por exemplo é bem camuflado. 

Alimentação é tranquilo também. Só fazer um planejamento antes. E em ocasiões assim não tenho exigência nenhuma. Só não pode faltar um carboidrato e proteína. E pode negociar com os ribeirinhos também, como você disse, p/ se ter algum "luxo" a mais.

Água tem aquele lifestraw e o Clorim.

De equipamento tenho bastante coisa pois já fiz algumas expedições. As que faltam ja estou estudando. Vou ter que comprar na Amazon. Aqui no Brasil não tem nada direito, principalmente em relação à energia solar! E claro comprar meu Boga Grip original pq nessa minha primeira descida já vou homologar o recorde na IGFA! kkkk

 

Buscando relatos de expedições à remo na Amazônia, achei essa:

http://brazil9000.com

Depois dá uma olhada p/ ver. Esses sim são loucos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa Márcio.

 

Sua expedição é perfeitamente viável,claro,desde que vc tome medidas mínimas de segurança.Pelo visto vc é do "ramo",portanto bem planejadinho e equipado vai ser uma bela aventura.Por via das dúvidas,vá com um parceiro,isso é fundamental.

 

Acho que o expresso para SIRN não vai aceitar transportar um caiaque,nesse caso vai de regional mesmo..........liga para eles e pergunta.

Acampar nas praias do Negro é muito bom,a única ressalva que faço é a logística do acampamento.Como vc pensa em dormir,barraca ou lona/rede?Não se esqueça que dependendo do período,vc pode pegar chuvas torrenciais constantes,mesmo agora,na temporada(teoricamente) seca.

Vc já pensou em alugar um rabetinha para levar as tralhas?Além de vc ir bem mais leve,sai barato e vc pode mandar o cara na frente ir montando acampamento e etc...

 

Já ía esquecendo,vc não vai ser atacado por onça nem sucuri,isso é lenda .... :gorfei:  :gorfei:

Boa sorte. ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia amigo!!

 

Não me entenda mal, mas quando vc der uma volta de voadeira no rio negro, vai ver que a coisa é diferente.

 

É muito grande amigo. Muita ilha. Vai demorar muito tempo p chegar de SIRN a Barcelos.

 

Como vai levar mantimento? E a agua? Vai tomar do rio? Tem gente que tem diarreia quanto toma a agua preta ( ácida ).

 

Com um apoio eu acho que seria uma ótima ideia. Aventura a mil.

 

A ideia do Celso é ótima. Segurança em primeiro lugar.

 

Sozinho eu acho complicado.

 

Mas se for, mande relatos.

 

Abraçosss...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa Márcio.

 

Sua expedição é perfeitamente viável,claro,desde que vc tome medidas mínimas de segurança.Pelo visto vc é do "ramo",portanto bem planejadinho e equipado vai ser uma bela aventura.Por via das dúvidas,vá com um parceiro,isso é fundamental.

 

Acho que o expresso para SIRN não vai aceitar transportar um caiaque,nesse caso vai de regional mesmo..........liga para eles e pergunta.

Acampar nas praias do Negro é muito bom,a única ressalva que faço é a logística do acampamento.Como vc pensa em dormir,barraca ou lona/rede?Não se esqueça que dependendo do período,vc pode pegar chuvas torrenciais constantes,mesmo agora,na temporada(teoricamente) seca.

Vc já pensou em alugar um rabetinha para levar as tralhas?Além de vc ir bem mais leve,sai barato e vc pode mandar o cara na frente ir montando acampamento e etc...

 

Já ía esquecendo,vc não vai ser atacado por onça nem sucuri,isso é lenda .... :gorfei:  :gorfei:

Boa sorte. ::tudo::

 

Penso em dormir em barraca, na praia. Mas levaria uma rede com mosquiteiro caso precisasse ficar mais abrigado, escondido na floresta. E p/ chuva uma boa lona... Outra coisa que me incomoda bastante são os raios, mas aí é tomar alguns cuidados e contar com a sorte. 

Essa expedição eu tentaria fazer sem apoio, por mais que seja mais trabalhoso e menos seguro. Acho que o diferencial seria esse.

E por mais que eu saiba que os animais dificilmente se aproximam/atacam, não tem como não deixar de pensar.

Acho que fazer um perímetro com uma linha de nylon e alarme em volta da barraca, já ajudaria no psicológico um pouco na hora de dormir.

Só no Brasil mesmo que  a gente não pode portar arma em casos assim.. Vou ter que enfrentar a onça na faca!  :gorfei:

 

Bom dia amigo!!

 

Não me entenda mal, mas quando vc der uma volta de voadeira no rio negro, vai ver que a coisa é diferente.

 

É muito grande amigo. Muita ilha. Vai demorar muito tempo p chegar de SIRN a Barcelos.

 

Como vai levar mantimento? E a agua? Vai tomar do rio? Tem gente que tem diarreia quanto toma a agua preta ( ácida ).

 

Com um apoio eu acho que seria uma ótima ideia. Aventura a mil.

 

A ideia do Celso é ótima. Segurança em primeiro lugar.

 

Sozinho eu acho complicado.

 

Mas se for, mande relatos.

 

Abraçosss...

 

Mesmo por satélite dá p/ ver que a coisa lá é bem diferente msmo (trecho do rio próximo a Barcelos):

 

11cdttg.jpg

 

Mas mesmo assim isso não seria problema. Estudaria bastante antes de ir e tomaria alguns cuidados mapeando o trecho todo!

Acho que 15 dias daria p/ chegar. Mesmo errando e pescando... Tirando um dia inteiro p/ remar, caso seja necessário, dá p/ andar mais de 30km. E se precisasse esticar mais alguns dias também não haveria problema. 

 

Comida teria que ser bem escolhida p/ não perder, ocupar muito espaço e dar energia p/ remar. No mais, um bom arroz com peixe assado 2x ao dia.

 

Água seria do rio, purificando/filtrando com clorin/lifestraw

 

lifestraw12.jpg

 

A minha maior preocupação mesmo está na segurança em relação à gente má intencionada, índios sei la.. Ainda tenho que conversar com mais pessoas sobre isso.

 

E a verdade é que tem que ser feito com a maior segurança possível, mas não pode faltar coragem e um pouco de ousadia!

 

Mas esse relato ainda vai sair algum dia, bem detalhado! 

 

Abs!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Penso em dormir em barraca, na praia. Mas levaria uma rede com mosquiteiro caso precisasse ficar mais abrigado, escondido na floresta. E p/ chuva uma boa lona... Outra coisa que me incomoda bastante são os raios, mas aí é tomar alguns cuidados e contar com a sorte. 

Essa expedição eu tentaria fazer sem apoio, por mais que seja mais trabalhoso e menos seguro. Acho que o diferencial seria esse.

E por mais que eu saiba que os animais dificilmente se aproximam/atacam, não tem como não deixar de pensar.

Acho que fazer um perímetro com uma linha de nylon e alarme em volta da barraca, já ajudaria no psicológico um pouco na hora de dormir.

Só no Brasil mesmo que  a gente não pode portar arma em casos assim.. Vou ter que enfrentar a onça na faca!  :gorfei:

 

 

Mesmo por satélite dá p/ ver que a coisa lá é bem diferente msmo (trecho do rio próximo a Barcelos):

 

11cdttg.jpg

 

Mas mesmo assim isso não seria problema. Estudaria bastante antes de ir e tomaria alguns cuidados mapeando o trecho todo!

Acho que 15 dias daria p/ chegar. Mesmo errando e pescando... Tirando um dia inteiro p/ remar, caso seja necessário, dá p/ andar mais de 30km. E se precisasse esticar mais alguns dias também não haveria problema. 

 

Comida teria que ser bem escolhida p/ não perder, ocupar muito espaço e dar energia p/ remar. No mais, um bom arroz com peixe assado 2x ao dia.

 

Água seria do rio, purificando/filtrando com clorin/lifestraw

 

lifestraw12.jpg

 

A minha maior preocupação mesmo está na segurança em relação à gente má intencionada, índios sei la.. Ainda tenho que conversar com mais pessoas sobre isso.

 

E a verdade é que tem que ser feito com a maior segurança possível, mas não pode faltar coragem e um pouco de ousadia!

 

Mas esse relato ainda vai sair algum dia, bem detalhado! 

 

Abs!!

Vai ser uma aventura p ficar na história.

 

Boa sorte na empreitada.

 

Abraçoss...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcio,

 

Em primeiro Lugar entendo ser uma aventura muito legal e acima de tudo viável.

 

Apesar de ser perigoso tudo isso, como vai buscar somente o negro de Sirn a Barcelos, será preciso avaliar quantos dias você vai precisar. E vou ser bem sincero, se você descer remando direto, vai levar 10 dias no minimo, mas como vc vai "pescar". Pode dobrar esse prazo e ainda colocar mais uns dias... Digo isso porque, em Outubro lá em Barcelos, conheci um maluco americano de 23 anos de idade, que fez a mesma coisa que vc, mas muito mais selvagem que isso, e viveu pra contar... Conversei muito com o "garoto" muito corajoso por sinal.  Alias, segundo esse americano, ele remou de Manaus a Barcelos, e levou 30 dias. Me contou muitas coisas que aconteceu nesse período. mas não vou falar muito, porque vai escrever um livro sobre isso. Boa Sorte, e planeje bem o que quer fazer, porque a brincadeira é sofrida...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

rapaz, vc é doido, mas que seria uma doidera massa de realizar, com certeza!! to aqui ansioso pra ver as fotos desta aventura!! abs!!

 

Expedição assim é mto massa!

Você está ali na natureza dependendo de você. Do seu físico, psicológico e  da sua habilidade p/ viajar, se alimentar, dormir, etc.

Tirando a parte que eu curto demais que é pescar, fotografar, montar acampamento e tal..

E claro com a ajuda de equipamentos... Essa parte dos equipamentos é bem legal também. 

 

 

Marcio,

 

Em primeiro Lugar entendo ser uma aventura muito legal e acima de tudo viável.

 

Apesar de ser perigoso tudo isso, como vai buscar somente o negro de Sirn a Barcelos, será preciso avaliar quantos dias você vai precisar. E vou ser bem sincero, se você descer remando direto, vai levar 10 dias no minimo, mas como vc vai "pescar". Pode dobrar esse prazo e ainda colocar mais uns dias... Digo isso porque, em Outubro lá em Barcelos, conheci um maluco americano de 23 anos de idade, que fez a mesma coisa que vc, mas muito mais selvagem que isso, e viveu pra contar... Conversei muito com o "garoto" muito corajoso por sinal.  Alias, segundo esse americano, ele remou de Manaus a Barcelos, e levou 30 dias. Me contou muitas coisas que aconteceu nesse período. mas não vou falar muito, porque vai escrever um livro sobre isso. Boa Sorte, e planeje bem o que quer fazer, porque a brincadeira é sofrida...

 

Pensei em 15 dias a princípio. Acho que 20km/dia seria bem tranquilo de média e sobraria tempo p/ pesca. Dias e lugares ruins tiraria p/ remar somente. Também não vou ficar muito preso aos dias. Mas ideal seria perto desses 15...

 

Os americanos curtem bastante isso. Acho que tinha que abrir um tópico lá fora tb! hahah

Manaus à Barcelos deve ser bem puxado! São mais de 450km rio acima! Agora fiquei curioso p/ saber o que aconteceu... Se algum dia sair o livro vc me avisa! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, Márcio!

 

Admiro a coragem. Vou tecer apenas sugestões.

 

Tenho muitas preocupações em relação à segurança. Não acho nem um pouco seguro pescar sem um guia de fora, olhando da voadeira, pronto para dar apoio. Já entendi que você não quer, mas é uma sugestão.

 

Em relação ao local escolhido, eu jamais recomendaria alguém enfrentar o Negro de caiaque. Se der um "banzeiro", que é a ventania, com ondas e tudo o mais, você pode ter um parceiro a 10 metros e nem conseguir ver o caiaque dele. Prefira que um pequeno barco regional os arraste até a cabeceira do Cuiuni/Alegria e de lá vocês descem. Vai ficar muito mais difícil de se perder e não vai ter marolas significativas.

 

Interessante demais a sua ideia. Vou acompanhar este tópico.

 

Abraço e boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tipo, o homem quer ser o Bear Grills da Amazônia..

tipo eu concordo com o Marcel, ir até as cabeceiras de arrasto ou carona, seria uma grande valia.

Eu com certeza iria em primeiro lugar chamar alguem pra ir comigo.. e também alugar uma rabeta pra levar mantimentos e as tralhas maiores e iria me deslocar de rabeta arrastando o caiaque.. tem mtos nativos que se deslocam de canoa e rabeta inclusive dormem dentro das canoas encostados em praias.

 

Mas como vc não quer isso e quer ir no pelo (te admiro por isso) seguem algumas dicas do pouco que eu conheço de sobrevivência na selva (sou oficial R2 do EB)

 

1- Ponto principal pra sua aventura é conhecer profundamente a região, não sei se vc já foi pra lá alguma vez e conhece bem a região, mas o ideal é ter um conhecimento prático de tudo, tem muitas coisas que vc pode ler, olhar mapas etc mas quando tiver a noção de estar no local e sentir na pele muda muita coisa. Se você nao conhece lá ainda talvez seria mais prudente fazer uma prospecção prévia.

2- Rota de fuga, além de mapas, gps, bussola e afins, procure entender sobre meios expeditos de orientação diurna e noturna. Por mais que você tenha tempo, se perder na região pode custar sua sobrevivência. Lembre-se de estar na selva amazônica.

3- Alimentação, vc estará em um local onde conseguir alimento não será muito problema, porém mesmo assim procure levar ração desidratada entre outros alimentos que possam servir num caso de emergência.

4 - Hidratação, posso te garantir que de todos as necessidades humanas que um militar pode sofrer, como fome, sono, frio, calor, cansaço físico, pressão psicológica entre outros a pior disparada é a hidratação, um militar não sobrevive em condições de combate a partir do segundo dia com má hidratação, por isto abasteça-se com sobra de clorin, water saver entre outros meios para garantir sua hidratação com qualidade, procure tomar um cuidado adicional quanto a queimaduras uma vez que estarás sempre exposto, queimaduras de pele naquela distancia sem apoio médico podem colocar sua sobrevivência em risco.

5- Comunicação, é sabido que vc não quer interação com a comunidade e quer uma aventura brutal, levar um globalstar seria o mais prudente, mas na falta dele, leve sinalizadores de qualidade e em quantidade, isto pode ser a sua salvação em casos de problemas. Procure saber quais são as comunidades nativas na região, onde ficam, quais são "pacíficas" e o que dispõem, em caso de alguma urgência você poderá recorrer a elas.

6 - Preparo físico, não sei qual sua condição física, mas caso não seja bem preparado, procure cuidar muito e se preparar com bastante antecedência para uma rotina insana de esforços físicos, musculação, aeróbico e principalmente treinamentos intensos como TRX e Crosfit podem te ajudar muito na intensidade que vc vai precisar

7 - Treinamento, não sei também qual seu nível de treinamento para uma operação destas, mas é importante que simule em locais mais próximos situações minimizadas do que você irá encontrar lá, como marchas longas, acampamentos prolongados, etc.

8 - Conforto, lógicamente você não está indo em busca de conforto e sim de aventura, mas numa situação de selva, conforto se chama sono e corpo seco, acredito que um bom bivaque te ajude a resolver a parte do sono na maior parte das condições, não só pelos riscos de animais grandes, mas principalmente animais menores, como morcegos que tem mto lá, aranhas abelhas entre outros, uma picada destes te colocaria em rota de fuga com certeza pois a dor e o que atrapalha é uma enormidade, além disso a vedação é muito importante, ter roupas limpas e secas (amazonia chove direto) é muito importante, dormir bem e estar bem é o que vai garantir que vc acorde cedo e continue remando, se vc estiver mal, seu psicológico começará a agir contra vc, em toda minha carreira militar tive apenas uma baixa que foi por estado de hipotermia, quase morri em uma defensiva no alto de um morro onde ficamos 2 dias entrincheirados, leve plastico bolha ou filmes específicos para manter seu corpo aquecido em caso de seu corpo começar a entrar em estado de choque pela baixa temperatura.

9 - Fogo, leve inumeras formas de fazer fogo, e aprenda sobre como agir em casos de nao conseguir produzir calor. sempre que acampar faça uma fogueira em volta. Procure também não comer nada cru, cozinhe todos os alimentos e se possível até a agua.

10 - Kit medicamentos, não exite em levar primeiros socorros e medicamentos, você estará sozinho e se necessário precisará se auto-medicar, procure entender o que e quando agir neste sentido.

Enfim é isto aí meu brother, não vejo a hora de ver o relato desta aventura!

 

Uma ultima dica, QUANDO A CABEÇA NÃO PENSA, o corpo PAGA!! ou seja, planejamento é tudo!! procure manter sua moral elevada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, Márcio!

 

Admiro a coragem. Vou tecer apenas sugestões.

 

Tenho muitas preocupações em relação à segurança. Não acho nem um pouco seguro pescar sem um guia de fora, olhando da voadeira, pronto para dar apoio. Já entendi que você não quer, mas é uma sugestão.

 

Em relação ao local escolhido, eu jamais recomendaria alguém enfrentar o Negro de caiaque. Se der um "banzeiro", que é a ventania, com ondas e tudo o mais, você pode ter um parceiro a 10 metros e nem conseguir ver o caiaque dele. Prefira que um pequeno barco regional os arraste até a cabeceira do Cuiuni/Alegria e de lá vocês descem. Vai ficar muito mais difícil de se perder e não vai ter marolas significativas.

 

Interessante demais a sua ideia. Vou acompanhar este tópico.

 

Abraço e boa sorte.

 

Ir por algum afluente pode ser uma alternativa também. O Rio Cuiuni é um rio bonito? Tem mtas praias ao longo p/ acampar? 

Poderia ser algum afluente próximo à SIRN também, como o Tea e o Uneiuxi. Nesse caso não sei se seria preciso de autorização para a pesca.

Quanto ao banzeiro já ouvi falar inclusive na expedição Brazil 9000 eles comentam sobre isso.

Mas se eu seguisse pelo Rio Negro iria o tempo todo margeando atento aos ventos e tempestades. Qualquer coisa arrastoo caiaque p/ cima do barranco.

E por mais que pareça pequeno e frágil, o caiaque é uma embarcação muito segura e que enfrenta bem as ondas.

 

 

Tipo, o homem quer ser o Bear Grills da Amazônia..

tipo eu concordo com o Marcel, ir até as cabeceiras de arrasto ou carona, seria uma grande valia.

Eu com certeza iria em primeiro lugar chamar alguem pra ir comigo.. e também alugar uma rabeta pra levar mantimentos e as tralhas maiores e iria me deslocar de rabeta arrastando o caiaque.. tem mtos nativos que se deslocam de canoa e rabeta inclusive dormem dentro das canoas encostados em praias.

.

.

.

 

Haahah nem tanto Rafael.

 

Obrigado pelas dicas! Vão ser muito úteis e concordo com tudo que falou ali. Já até tinha lido algumas coisas sobre bushcraft.

Meu preparo físico é bom... Malho, faço aeróbico e sempre que dá, remo muito meu caiaque na fazenda que fica aqui no Lago de Três Marias.

Já fiz algumas expedições, uma inclusive foi no Rio Cristalino por uns dias com mais 2 pessoas. Na época a região estava bastante isolada e na ocasião não tinhamos nenhum meio de comunicação, coisa que eu não faço mais.

E sua experiência na selva é bem mais avançada, para lidar com situações extremas. No meu caso não posso nem pensar em sair de perto do rio pq aí sim as coisas complicam!

 

Devo acabar dando um pulo lá antes p/ conhecer a região e arrumando o detalhe do caiaque. Enquanto isso vou tentando convencer algum amigo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, como eu disse antes, eu penso nisso e pretendo fazer esse esquema um dia, porém sozinho. Entretanto nunca tive a idéia de descer o Rio Negro, como de SIRN até Barcelos, mas é realmente muito interessante!

 

Minha idéia sempre foi descer um afluente, preferencialmente o Aracá que eu acho um rio bonito pra caramba! Então o projeto seria atingir a cabeceira dele perto de umas cachoeiras que tem antes de uma aldeia indígena, e de lá descer remando, seja caiaque ou canoa de madeira até Barcelos. Esse trajeto pelos meandros do rio são aproximadamente 400km!

 

Na tua idéia original é bem menos custoso, já que basta chegar em SIRN com o caiaque e descer o Negro até Barcelos. Só tem que abrir o olho pra não passar de Barcelos, quando o gps avisar que a cidade está próxima tem que ficar atento pra não ter de remar rio acima depois. No caso do afluente, tem que subir todo ele num barquinho com motor rabetinha arrastando o caiaque até lá. Isso vai levar no mínimo 1 semana. Soma;se a isso o aluguel da embarcação, combustível, diária do prático e alimentação.

 

Equipamentos:

Para uma viagem dessas tem que ser bem minimalista. Eu pratico caminhadas e acampamentos selvagens, 95% dos meus equipamentos foram comprados fora do Brasil, seja importando via web ou comprando localmente em viagens ao exterior, pelo simples fato de que aqui não existem as opções que se encontra no estrangeiro, sobretudo de materiais leves, compactos e funcionais, além do preço, é claro. Convém ter uma lista de equipamentos necessários e bem confiáveis para uma viagem dessas. Como tu disse, uma das coisas que eu mais gosto também é de equipamentos bacanas e de qualidade!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, como eu disse antes, eu penso nisso e pretendo fazer esse esquema um dia, porém sozinho. Entretanto nunca tive a idéia de descer o Rio Negro, como de SIRN até Barcelos, mas é realmente muito interessante!

.

.

.

 

Então Alexandre, li alguns relatos aqui sobre o rio Aracá também. Mas só até sua entrada já são mais de 80km.

E como você disse, SIRN - Barcelos a logística seria melhor e menos dispendiosa. Mas não descarto fazer em algum afluente, mas não subindo tanto.

 

Semana passada comecei a fazer uma lista, pesquisar sobre equipamentos no exterior e vi que não dá p/ renovar tudo $$$. Tem que ser aos poucos.

Quero investir em uma tralha boa e fazer pelo menos uma pescaria todo ano lá dessa forma. Pretendo inclusive manter um caiaque em Barcelos. Já faz 6 anos que só pesco de caiaque e p/ mim é a forma mais prazerosa.

 

Não sei se já tem ou conhece, mas uma das prioridades na minha lista é esse gerador aqui da Goal Zero:

yeti-150-4.jpg

Mto legal os produtos dessa marca. Esse daí ainda tem 110v e entrada p/ painel solar. Daria p/ carregar os equipamentos e ainda ligar a iluminação à led no acampamento.

 

Outro legal é esse daqui, 110v movido à manivela:

K-TOR-Pocket-Socket-2-Hand-Crank-Generat

Mas só para caso de emergência, pois esse não tem bateria. O tempo de carga total do equipamento tem que ser o tempo de giro.

 

Já olhei muita coisa... a Amazon é um paraíso!  :gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Márcio, de Barcelos até a foz do Aracá são aproximadamente 30km.

 

Conheço esse goal zero sim, Mas eu levaria um esquema bem mais simples:

 

http://www.rei.com/product/827121/goal-zero-guide-10-plus-adventure-kit-solar-charger#descriptionTab

 

Com isso tu carrega as pilhas do gps, telefone, câmera, lanterna de cabeça, etc. E pesa apenas 500gr.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Márcio, de Barcelos até a foz do Aracá são aproximadamente 30km.

 

Conheço esse goal zero sim, Mas eu levaria um esquema bem mais simples:

 

http://www.rei.com/product/827121/goal-zero-guide-10-plus-adventure-kit-solar-charger#descriptionTab

 

Com isso tu carrega as pilhas do gps, telefone, câmera, lanterna de cabeça, etc. E pesa apenas 500gr.

 

Mas o Aracá não é depois do Demini? Aqui fazendo o trajeto pelo rio deu 82,4km.

 

A vantagem, que eu acho, desse que te mostrei é:

 

- a bateria com maior capacidade de carga (o menor não aguentaria carregar o tanto de equipamento todo dia)

- os 110v (basta só o carregador original, sem preocupar em comprar cabos ou adaptadores 12v p/ os que não carregam por usb)

- a possibilidade de colocar um painel solar maior, de 27w por exemplo.

- ligar a luminária de led da própria Goal Zero (economizaria espaço com lampião e cartuchos de gás)

 

Tem outros modelos intermediários também. Depois isso tudo tem que ser estudado e ver o peso final dos equipamentos no caiaque..

Mas essa parte de energia é bem importante. Prefiro levar p/ mais. A expedição depende muito dos equipamentos como gps, telefone, lanternas e até a própria gopro, dslr pro registro e tal...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas o Aracá não é depois do Demini? Aqui fazendo o trajeto pelo rio deu 82,4km.

 

Então, segundo o que eu sei, o Demeni começa aí nesses 82,4. Pelo menos é isso que diz em tudo quanto é mapa e assim como dito por eles lá e aqui no forum também.

 

Tranquilo cara, essa questão de equipamentos é muito pessoal mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então, segundo o que eu sei, o Demeni começa aí nesses 82,4. Pelo menos é isso que diz em tudo quanto é mapa e assim como dito por eles lá e aqui no forum também.

 

Tranquilo cara, essa questão de equipamentos é muito pessoal mesmo.

 

 

Sério? No mapa do google tá mostrando que quem desagua no Rio Negro é o Demini e não o Aracá. 

Aí dei mais uma lida rápida na internet e parece que o Aracá (que descobri que é Araçá) é afluente do Demini.

Mas eu só conheço pelo computador neh, na teoria ahahah... vocês que conhecem bem eles

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×