Ir para conteúdo

Posts Recomendados

Na realidade este meu relato me lembra o início das minhas pescarias e sendo uma das que eu mais gosto, e eu pratico até hoje; tudo que aprendi em termos de eficiência e produtividade é fruto de observação, erros e acertos.

 

Pode até ser estranho valorizar pescarias de traíras com varas de bambu, mas é a legitima pescaria caipira em toda  sua essência e praticada a muito anos, mesmo antes de surgir a linha de naylon e toda essa gama de anzois e varas de carbono que temos hoje.

 

Eu quando vou pescar traíras em lagoas levo sempre 5 varas de bambu com linha 0,80 mm e anzol tipo 4/0, sempre uso lambari ou rãs como isca, normalmente uso lambari pois acomoda melhor no anzol e a fisgada é mais garantida.

 

Quando não tenho de pescar os lambari para isca, já início a pescaria rodeando toda a lagoa observando os melhores postos de armar as varas, principalmente memorizando os pontos que farei a pescaria de batida a noite.

 

Feito o primeiro reconhecimento, e chegando a boca da noite, já armo as 4 varas relativamente próximas uma das outras no que considero o melhor ponto e fico com uma vara que percorro toda a lagoa fazendo a pescaria de batida que consiste ficar bater o lambari na água por 3 ou 4 vezes e esperar o ataque da traíra.

 

Quem gosta desta pescaria sabe como é emocionante quando a traíra chega no lambari, da uma mamada, fica com ela na boca por 3 segundas e depois corre, aí entra a fisgada e voce joga ela no pasto, se ficar bem fisgada, ótimo, se solta do anzol e cai no pasto voce tem aguçar o ouvido e ouvir o barulho dela se arrastando no mato, tudo isso a noite com lua escura, eu acho extasiante.

 

Fico rodeando a lagoa por varias vezes e o trecho da lagoa que esta batendo melhor eu tranfiro as 4 varas que ficam fixas, o que já pude observar é quando voce erra a fisgada, eu volto daí meia hora no mesmo lugar onde perdi e pego a traíra, contatei que ela faz tipo uma cama no fundo similar ao tucunaré e não muda de lugar mesmo depois de tomar uma fisgada.

 

Em média consigo pegar de 6 a 15 traíras por noite; Pode até parecer fora de propósito trazer a voces essa minha maneira de pescar traíras, em meio de tantos tucunarés de 10 kgs e relatos sofisticados de pescarias devido a simplicidade desta pescaria, mas aqui em nossa região é bastante praticada alem de ser uma pescaria de custo muito baixo e farta.

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também prefiro pescar as dentuças com IAs mas não existe pescaria ruim... E a hora do bote, seja no lambari ou no plug, sempre faz o coração bater mais forte...

Claro... não quis dizer que a pescaria no lambari seria ruim... mas to viciado na IA

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pesquei muita traíra na minha infancia, tanto a noite como de dia. Hoje prefiro pescar com isca artificial, mas, se não esta pegando apelo para a boa e velha vara de bambu com iscas naturais. kkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Reanato;

 

Os carrapatos fazem parte da essência da pescaria por min relatada, sem eles não tem graça.

 

Eles são mais frequentes e abudantes em clima quente e nos mêses de maio a agôsto, o recurso que quando vou pescar traíras é o uso do BOFO, borrifo do joelho pra baixo com isso minimiza bastante o problema.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A pesca de traíra no estilo "caipira" é show de bola e garante muita adrenalina e emoção. E pra jogar no mato um trem de 2 ou 3 kg? Cabo de guerra total. Se ela escapar do anzol tem que tomar um baita cuidado com as cobras. Já pratiquei muito essa pescaria. Abraço e parabéns pelo relato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando menino fiz muita pescaria assim com "toco de bambú" kkkk

 

Hoje em dia gosto mesmo é quando elas erram o ataque em minhas zaras e saem fora d´água...  alegre::

 

igual o tubarão branco caçando as focas  :gorfei:

 

:amigo:

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eduardo, já usei essas boias pescando com vara e carretilha a noite e lagoas grandes, faço aremesso longo e realmente é divertido e pura adrenalina ver a boia ciscando água afora.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fabricio, quando pesco traíras em cima de braquiaras e taboas eu vou fazendo uma cama com galhos e pedaços de tábua que encontro, daí consigo chegar no parte aberta da logoa onde as coisas acontece.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

kkkkk

faço demais esse tipo de pescaria,cresci fazendo isso e faço até hoje

na minha fazenda passa dois rios e tem varias lagoas cheios de trairas

a pesca se da de maio a outubro,no periodo de estiagem

e aonde tem braquiarão do brejo é o melhor lugar...

so é tenso o medo de sucuri e de onça, mas isso da uma adrenalina boa kk

agora,carrapato é mato rsrs

como traira frita toda semana...

 

Valeu!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

kkkkk

faço demais esse tipo de pescaria,cresci fazendo isso e faço até hoje

na minha fazenda passa dois rios e tem varias lagoas cheios de trairas

a pesca se da de maio a outubro,no periodo de estiagem

e aonde tem braquiarão do brejo é o melhor lugar...

so é tenso o medo de sucuri e de onça, mas isso da uma adrenalina boa kk

agora,carrapato é mato rsrs

como traira frita toda semana...

 

Valeu!!!!

Valeu Miron, eu gostaria de fazer a sua pescaria, estou vendo voce com uma piraíba, já tem 2 anos que estou indo ao Rio Araguaia em Luiz Alves tentar fisgar a minha, e até agora sem conseguir, o problema que aqui em Governador Valadares os meus companheiros não gostam de pescar de fundo e nem tem paciência de ficar esperando o dia inteiro parado,mas um dia eu chego lá e pego a minha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fabricio, quando pesco traíras em cima de braquiaras e taboas eu vou fazendo uma cama com galhos e pedaços de tábua que encontro, daí consigo chegar no parte aberta da logoa onde as coisas acontece.

 

Essa é boa ein Elio. Não tinha visto ainda meu caro. Vou testar com certeza. Vlw pela dica

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando era mais novo ia para entrada de brejos (meio de aguapés) com o barco e procurava pequenos "buracos" entre as folhas para descer o lambari, a cada 5 buracos, um era uma traíra pega.. kkkkkkkkkkk... era bom demais... hoje a cada 200 eu devo achar uma! vergonha::

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz muito isso, aff...hehee...Era tudo de bom.

 

Meu pai era um tarado neste tipo de pescaria. 

 

Basicamente eu andava farolando a margem do lago atrás das dentuças...Iscava um pedaço de minhoca ou isca branca, e com a lanterna acessa mesmo, eu descia a isca na cara da dentuça...Ela ataca sem o menor problema.

Cheguei a fazer isso de dia no Rio dos Macacos (aqui no GO),  fizemos algumas vezes no interior de Minas, e até na Serra da Mesa, meados de 1999, quando o lago ainda tinha muita vida nas margens.

 

....Show demais... ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz muito isso, aff...hehee...Era tudo de bom.

 

Meu pai era um tarado neste tipo de pescaria. 

 

Basicamente eu andava farolando a margem do lago atrás das dentuças...Iscava um pedaço de minhoca ou isca branca, e com a lanterna acessa mesmo, eu descia a isca na cara da dentuça...Ela ataca sem o menor problema.

Cheguei a fazer isso de dia no Rio dos Macacos (aqui no GO),  fizemos algumas vezes no interior de Minas, e até na Serra da Mesa, meados de 1999, quando o lago ainda tinha muita vida nas margens.

 

....Show demais... ::tudo::

eu tambem

assim mesmo como vc ta falando... rsrsrrs

so que antigamente eu matava tudo e levava p fritar, tempo bons, que nao volta mais, isso quando eu tinha de 8 a 14 anos

tambem enchia a lagoa de boia, iscada com isca branca, e ainda dava uma olhada a noite e iscava tudo para no outro dia, recolher as detuncas... 

melhor fase da minha infancia, toda fim de semana, era a mesma coisa, e ja pescava os tucunas, com uma colher, nessa epoca, nem tinha ISCAS ARTIFICIAIS, pelo menos eu nao conhecia, isso a 25 anos atras

OBRIGADO MEU PAI, POR TER ME ENSINADO A PESCAR, A MELHOR COISA QUE APRENDI NA VIDA...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×