Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
DaniloElias

Pegando as manhas da pescaria de tucuna - pesca de barranco

Posts Recomendados

Boa noite pessoal, ontem fiz minha primeira pescada de tucunas na represa de furnas, mas precisamente na ponte de Santo Hilário-MG, achei interessante não pelo resulatado final da pesca já que não foi tão produtivo(resultado até então esperado pois realizei a pescaria no barranco) apenas um tucuninha na isca stick one da marine sports, mas pelo visual que é muito bonito e também visualizei muitos tucunas e desses um era um lindo tucunaré azul que aparentava estar com seus 2kg. Mas peguei algumas manhas onde acho que poderei ajudar outras pessoas como eu. As dicas estão abaixo.

 

1-Se estiver ventando com ondas muito altas fique quieto na sombra não vale a pena, melhor guardar forças para os períodos mais produtivos.

2-Chegue cedo pois o periodo da manhã e da tarde tem menos incidência de ventos. Por este motivo horários tendem a ser mais produtivos.

3-Escolha lugares onde tenha menos incidencia de restos vegetais e galhadas pois quando vc está no barranco o peixe pode embaraçar nela e assim vc pode perder o peixe e a isca que não são baratas(longe das galhadas vc tambem fica menos sujeito ao ataque dos tucunas).

4-Não espere resultados de pescaria de barranco igual a pescaria embarcada(essa que é a ideal para pescaria de tucunas).

5-Se vc está aprendendo a pescar com carretiha como é o meu caso, melhor não utilizar iscas de fundo pois uma embaraçada na linha é certeza que vc vai perder a isca.

 

Ficam essas dicas para quem não tem condições de pescar embarcado e está disposto a arriscar no barranco mesmo uns tucunas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí Danilo,tudo bom ?

Ja comprovem na prática muitas das suas dicas. Faço +ou- 50% das minhas pescarias de barranco ou em pedrais no meio do Xingu e o vento é um inimigo mesmo, principalmente para iscas leves. Na minha experiência de pescador de barranco, cheguei a conclusão que o arremesso as vezes tem que serem longos, coisa de 30/40 MTS ou muito precisos, pois um erro, pode custar uma isca...por isso, aconselho a todo pescador treinar o flip casting (no meu caso aprendi vendo vídeos do Nakamura). Com esse tipo de arremesso, melhores muito minha precisão, depois de muuuito treino é claro...

No quintal aqui de casa, "desenvolvi" um método de treino :

Num arremesso tu deixa a bóia de treino, bater no tronco da árvore, no outro, tu para a iscas antes dela bater... Mire em baldes e bacias... fazer a isca cair lá dentro...

Isso pra mim, fez muita diferença, principalmente em alguns lagos da região do Xada e nas lagoas, atrás das traíras, onde tem muita estrutura, onde a precisão é mais importante que a distância.

E pra pescar nos pedrais próximo a corredeiras, atrás de tucunarés e principalmente de cachorras, o importante e a distância e aí o conjunto balanceado é o mais importante, e iscas de bom peso.

E é claro, ir explorando os barrancos, procurando pontos bons pra pescar, que só o "barranqueiro" conhece; cada local com a suas particularidades. Tem certos barrancos e pedrais aqui da minha região, que dependendo a época, as pescarias costumam a ser bem produtivas...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Blz Danilo?

 

Já pinchei muuuito de barranco, o melhor aprendizado foi observando o rio (nada de presa).

 

- Não fique pinchando no mesmo local por muito tempo para não fazer a famosa pressão de pesca no local. 

- Ao se deslocar, procure não fazer barulho (vibração no solo) pois os tucunas apesar de curiosos tendem a fugir e só depois de um tempo voltam.

- Observar ao longe e decidir antes, onde irá lançar a isca faz a diferença.

- Como em toda pescaria, existem riscos, é sempre bom ter algum companheiro por perto.

 

joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí Danilo,tudo bom ?

Ja comprovem na prática muitas das suas dicas. Faço +ou- 50% das minhas pescarias de barranco ou em pedrais no meio do Xingu e o vento é um inimigo mesmo, principalmente para iscas leves. Na minha experiência de pescador de barranco, cheguei a conclusão que o arremesso as vezes tem que serem longos, coisa de 30/40 MTS ou muito precisos, pois um erro, pode custar uma isca...por isso, aconselho a todo pescador treinar o flip casting (no meu caso aprendi vendo vídeos do Nakamura). Com esse tipo de arremesso, melhores muito minha precisão, depois de muuuito treino é claro...

No quintal aqui de casa, "desenvolvi" um método de treino :

Num arremesso tu deixa a bóia de treino, bater no tronco da árvore, no outro, tu para a iscas antes dela bater... Mire em baldes e bacias... fazer a isca cair lá dentro...

Isso pra mim, fez muita diferença, principalmente em alguns lagos da região do Xada e nas lagoas, atrás das traíras, onde tem muita estrutura, onde a precisão é mais importante que a distância.

E pra pescar nos pedrais próximo a corredeiras, atrás de tucunarés e principalmente de cachorras, o importante e a distância e aí o conjunto balanceado é o mais importante, e iscas de bom peso.

E é claro, ir explorando os barrancos, procurando pontos bons pra pescar, que só o "barranqueiro" conhece; cada local com a suas particularidades. Tem certos barrancos e pedrais aqui da minha região, que dependendo a época, as pescarias costumam a ser bem produtivas...

 

Obrigado Rafael pela contribuição de sua experiência.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando você chegar em um ponto que você acha que vai ser produtivo não começe arremessando direto pro meio, começe fazendo arremessos paralelos ao barranco fazendo tipo um leque, não deu nada, mude de ponto!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×