Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Entre para seguir isso  
Bruno Merino

Extensor de cabo para motor elétrico

Posts Recomendados

Boa noite,

O cabo do motor elétrico Minn Kota C2 34lbs não alcança o local da bateria no Big Fish 5016 e estou querendo fazer um extensor com tomadas para facilitar a ligação, como não entendo muito bem de parte elétrica queria dicas de bitola do fio e tipos de conectores, preciso me preocupar com a fuga de energia nesse caso? Alguém já fez algo do tipo? Agradeço toda ajuda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Brunão,

Você diz que quer fazer uma extensão, suponho que para utilizar o motor elétrico e outras cositas más. Nesse caso, você deverá usar tomadas (macho e fêmea) POLARIZADA), caso contrário é certo que irá provocar um curto-circuito. Se for assim, não precisa se preocupar com conectores, basta verificar o tipo de contato da tomada e ter o cuidado de conectar o fio vermelho (corrente ou positivo) no positivo da tomada e o preto (ou terra) no respectivo lado, e a mesma coisa com os fios que saem do motor. Enfim, tudo deve estar casado: vermelho com vermelho, preto com preto.

Mas se você quer apenas aumentar a extensão do cabo (ou fios) do motor, não há problema algum em emendá-los usando soldagem em estanho para reforçar e isolar cada fio (vermelho e preto no geral ou qualquer cor versus preto, que é sempre o negativo). Caso queira, pode comprar um revestimento sanfonado em lojas de venda de peças automotivas e recobrir todo o conjunto. Esses revestimentos têm um corte longitudinal que permite que vá encaixando o chicote (ou os fios) de ponta a ponta. Termine o processo com fita auto-fusão em cada extremidade do novo chicote.

A fuga de corrente, nesse caso, é desprezível ou totalmente nula, dependendo da bitola do fio, já que estamos a falar de mais 2 ou 3 metros a mais. Observe que a regra básica é: quanto menor o diâmetro ou bitola, maior a dispersão de calor e consequentemente da perda de energia. Não use fiação de menor diâmetro que a existente no motor.

Espero ter sido útil.

Abraço do Gilbertinho da Amazônia    

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz uma emenda de aproximadamente 3 metros num Phanton 44 que tinha usando fiação que se acha em qualquer elétrica. Seguindo o que o Gilbertinho falou acima, não tem erro. Só ter o cuidado de separar o positivo do negativo. Coloquei no final, inclusive, uma plug macho, substituindo as garras tipo "jacaré" originais que vieram no motor, pois meu barco ja possuía tomadas instaladas. :good:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, Gilbertinho disse:

Brunão,

Você diz que quer fazer uma extensão, suponho que para utilizar o motor elétrico e outras cositas más. Nesse caso, você deverá usar tomadas (macho e fêmea) POLARIZADA), caso contrário é certo que irá provocar um curto-circuito. Se for assim, não precisa se preocupar com conectores, basta verificar o tipo de contato da tomada e ter o cuidado de conectar o fio vermelho (corrente ou positivo) no positivo da tomada e o preto (ou terra) no respectivo lado, e a mesma coisa com os fios que saem do motor. Enfim, tudo deve estar casado: vermelho com vermelho, preto com preto.

Mas se você quer apenas aumentar a extensão do cabo (ou fios) do motor, não há problema algum em emendá-los usando soldagem em estanho para reforçar e isolar cada fio (vermelho e preto no geral ou qualquer cor versus preto, que é sempre o negativo). Caso queira, pode comprar um revestimento sanfonado em lojas de venda de peças automotivas e recobrir todo o conjunto. Esses revestimentos têm um corte longitudinal que permite que vá encaixando o chicote (ou os fios) de ponta a ponta. Termine o processo com fita auto-fusão em cada extremidade do novo chicote.

A fuga de corrente, nesse caso, é desprezível ou totalmente nula, dependendo da bitola do fio, já que estamos a falar de mais 2 ou 3 metros a mais. Observe que a regra básica é: quanto menor o diâmetro ou bitola, maior a dispersão de calor e consequentemente da perda de energia. Não use fiação de menor diâmetro que a existente no motor.

Espero ter sido útil.

Abraço do Gilbertinho da Amazônia    

Valeu pelas dicas, vou fazer com um conector macho e fêmea assim facilita

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 27/05/2019 em 20:45, Leonardo Carraro disse:

Opa. Alguém tem a foto da conexão?

Leonardo existem uma infinidade de tomadas que podem ser usadas, partindo do disponível ao ideal e evidentemente tudo aliado ao custo.

No menor custo pode ser usado uma simples tomada de uso doméstico (20 A) que inclusive impede a inversão de polaridade.

Cabe salientar que em motores elétricos manuais, se for invertido a ligação, não há problemas a não ser o acionamento invertido no manche.

Uma opção interessante em termos de durabilidade, facilidade de instalação, proteção contra inversão de polaridade, trava de conexão e grau de proteção estão as tomadas da Steck (32 A)

Dai pra frente só mesmo as importadas para uso especifico, ai são outros 500, o único problema é a disponibilidade.

Lembrando que a durabilidade vai depender da capacidade da tomada (quantos Ampéres) e de uma instalação abrigada de contato com a água.

conector minn kota.jpg

p_tomada-industrial-steck-22.jpg

TomMinnKotaMKR18_220.jpg

tomada macho femea steck.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Angelo Roberto disse:

Leonardo existem uma infinidade de tomadas que podem ser usadas, partindo do disponível ao ideal e evidentemente tudo aliado ao custo.

No menor custo pode ser usado uma simples tomada de uso doméstico (20 A) que inclusive impede a inversão de polaridade.

Cabe salientar que em motores elétricos manuais, se for invertido a ligação, não há problemas a não ser o acionamento invertido no manche.

Uma opção interessante em termos de durabilidade, facilidade de instalação, proteção contra inversão de polaridade, trava de conexão e grau de proteção estão as tomadas da Steck (32 A)

Dai pra frente só mesmo as importadas para uso especifico, ai são outros 500, o único problema é a disponibilidade.

Lembrando que a durabilidade vai depender da capacidade da tomada (quantos Ampéres) e de uma instalação abrigada de contato com a água.

conector minn kota.jpg

p_tomada-industrial-steck-22.jpg

TomMinnKotaMKR18_220.jpg

tomada macho femea steck.jpg

Muito obrigado pela ajuda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 01/06/2019 em 10:46, Angelo Roberto disse:

Esqueci de postar, eu tinha feito diferente em meu barco, inclusive a fixação do motor elétrico tem um rebaixo que evita que ele entorte 

quando se dá maior rotação

f10.jpg

Obrigado pela dica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...