Ir para conteúdo

GM_Veraneio

Membro
  • Total de itens

    58
  • Registro em

  • Última visita

Sobre GM_Veraneio

  • Rank
    Já consegue zarar
  • Data de Nascimento 03-07-1970

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino

Informações de Perfil

  • Localização
    Valparaiso - GO
  • Interesse
    PESCA E AFINS

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Caros amigos, Sou o feliz proprietário de um mercury 25 sea pró desde zero km ano 2008. Realmente, ele não é uma maravilha para pegar. O macete é o seguinte: pressione a pera da mangueira do tanque até a mesma endurecer, gire o acelerador cerca de 15%, retire a mangueira do motor, dê a partida e seja feliz...em 90% das vezes o motor pega de primeira. Isso para a primeira partida do dia, após essa partida todas as outras ocorrem sem problemas mesmo que você demore bastante no almoço e dê a partida após 4 ou 5 horas...o problema, às vezes ocorre apenas na primeira partida do dia. Abraços, Willian. :gorfei: :gorfei:
  2. Afif, Mais uma vez obrigado pela dica e pela experiência. Vou considerar e reconsiderar a hipótese de levar o barco. Canali, Obrigado pelas informações. Estou pesquisando tudo sobre licenças de pesca e suas proibições nos locais onde pretendo passar. Caso haja algo a acrescentar por favor postem aqui. Abraços.
  3. Lamana, Mais uma vez, obrigado pela dica. Vou, realmente, reavaliar a passagem pelo Paraguay, afinal de contas não tenho nenhuma parada especial programada por lá, meu objetivo é chegar a Atacama no Chile e depois seguir para Argentina e Uruguay. Inicialmente, a idéia era apenas cruzar o Paraguay e entrar no Chile, se for mais tranquilo entrar pela Bolívia subo mais um pouquinho. Abraços.
  4. Afif, Grato pela informação, gerou uma preocupação há mais. Vou reavaliar a passagem pelo Paraguay. Como vou para Campo Grande e penso em entrar no Paraguay por Ponta Porã posso subir um pouco mais até Corumbá e entrar pela Bolívia, seguindo até o Chile. Será que pelo Sul da Bolívia também vou encontrar estes problemas? Em que região você atua e tem visto estes problemas? Abraços.
  5. Celso, Mais uma vez, obrigado pelas dicas. Tenho uma preocupação especial com o reboque, a experiência em viagens, anteriores, rebocando barco mostra que o desgaste do reboque é absurdamente grande, fui de Brasília a Porto Seguro-BA com o reboque, aproximadamente 4000km contando com as andanças pela região e observei que os pneus se desgastam de forma muito irregular e duram poucos km, acredito que pela falta de cambagem precisa do reboque pois o mesmo não conta com os recursos de um eixo de carro, rolamentos e eixos se desgastam de forma bastante acentuada bem como os suportes dos amortecedores. Visando segurança e tranquilidade para a "expedição" estou programando algumas melhorias no reboque ao longo dos meses que faltam para a partida, incluindo a substituição dos semi-eixos, rolamentos, amortecedores e pneus quando estiver faltando apenas 01 mês para a viagem, assim viajarei com tudo novo. Programo também levar 02 estepes para o reboque e a substituição da bola do engate do carro por uma zero km. Já há algum tempo adoto o uso de 02 correntes de segurança e utilizo parafusos com porcas para prendê-las, utilizo os cadeados apenas para atender à legislação pois os mesmos não aguentam o tranco no caso de uma eventual desconexão do reboque em movimento. Quanto à carta verde, é necessário também para o reboque? Abraços, Willian.
  6. Celso e Lamana, Obrigado pelas dicas, estou programando uma viagem a estes países ano que vem, mais ou menos em agosto, entrando no Paraguai por Mato Grosso do Sul, seguindo até atacama no Chile e depois descer para Buenos Aires e seguindo pelo Uruguai até entrar no Rio Grande do Sul. Estou pesquisando antecipadamente pois li alguns relatos de viagens pela Argentina e todos citam o que o Celso disse, todos dizem que a polícia Argentina é um saco. Como estes paises tem vários locais para pescar vou aproveitar e transformar a viagem numa expedição de pesca. Caso lembrem-se de algo mais, por favor, façam contato. williancred@gmail.com. Abraços.
  7. Senhores, boa tarde! Alguém já rebocou barco pela argentina, chile, uruguai ou paraguai? Caso afirmativo, houve algum problema com fiscalização em relação ao reboque ou em relação ao barco? Abraços, Willian.
  8. Amigos, Lembrem-se apenas de não permanecerem no barco ou nas margens quanto houver relâmpagos, pode ser fatal. O pescador pode ser exatamente o ponto mais algo naquele momento e receber a descarga elétrica, se cair um raio perto a água traz o choque até o barco que é de alumínio. Em jan de 2009 morreu um pescador e outros dois ficaram muito feridos por causa de um raio. Eles estavam pescando no barco, correram para a margem e ao desembarcar foram atingidos. Podem acreditar, raios são muito perigosos em lagos, principalmente em barcos de alumínio. Abraços a todos, Willian.
  9. Caros colegas, Necessito, com urgência do telefone do Sr. João que trabalha no Canastra Parque, próximo a Luziânia. Estou pensando em dar uma chegadinha lá este fds e preciso ligar para saber se o rancho está disponível pois vamos em 08 amigos. Caso alguém tenha o telefone dele ou do Eduardo que é o dono, eu agradeço. Abraços, Willian.
  10. Vieira e Beto-BH, obrigado pelas dicas, assim que puder vou entrar no MSN para conversarmos. Continuo pesquisando Abraços.
  11. Xandego, Grato pelas informações, foram muito úteis e serviram muito para a montagem do roteiro. Vou em agosto e não setembro mas acredito que as condições sejam bem parecidas. Caso tenha algo a acrescentar fique à vontade. Vou pesquisar sobre o Cristalino. Grato, Willian.
  12. Cleison, Obrigado por opnar, sei que na Ilha do Bananal será mais difícil, mais selvagem mas é justamente por isso que estou procurando informações de quem já conhece. Quanto a ser o rio Javaés não tem problema pois acredito que a diferença seja apenas o nome, a pesca deve ser do mesmo tipo. Caso conheça mais alguma coisa e queira acrescentar agradeço. Abraços, Willian.
×
×
  • Criar Novo...