Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
ThaisonScopel

Ficalização no GO e MT. Mas pode melhorar.

Posts Recomendados

vendo nos site do mt o trabalho da sema com policia ambiental

Operação conjunta apreende armas, pescado e materiais de pesca no Araguaia

Fonte: Assessoria

palmas:: palmas:: palmas:: palmas:: Quinhentos e cinquenta quilômetros de áreas às margens dos rios Araguaia e Garças foram fiscalizados, durante uma operação conjunta da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) com apoio da forças policiais de Barra do Garças (509 km ao Sul) e do Juizado Volante (Juvam). O trabalho iniciou no dia 24 de novembro e terminou ontem. Foram apreendidas 18 armas de fogo (espingardas e revólveres), 166 munições, 170 redes de pesca, 40 tarrafas, 148 tambores com pindas (espécie anzol), 1 arpão, 1 barco, 1 motor, 1 freezer, 81,5 quilos de carnes de caças e 80,2 quilos de pescado irregular.

Uma pessoa foi presa no município de General Carneiro e vai responder por posse irregular de arma de fogo e crime ambiental. Na propriedade do preso, foram encontrados as carnes de animais silvestres.

Durante seis dias os policiais e fiscais percorreram por via terrestre e aquática uma extensa área do Araguaia, onde foram vistoriados rios e propriedades ribeirinhas da região de Tesouro até Cocalinho. Conforme a polícia local, o trabalho é rotineiro, mas acaba sendo intensificado neste período da piracema joia::: joia::: joia:::

Sema regional de Guarantã do Norte realiza fiscalização de pesca

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) da regional da Guarantã do Norte (cidade a 715 km ao Norte da capital) juntamente com as polícias militar e civil realizaram fiscalização em parte do rio Telles Pires. A operação começou às 9 horas da manhã de sábado (21.11) e até as 15 horas os técnicos da Sema e os policiais já haviam feito três apreensões. Na ocasião dois pescadores foram presos, além de multas aplicadas aos infratores. Foram percorridos 30 quilômetros de rio, com abordagens na divisa entre os municípios de Novo Mundo, Carlinda e Alta Floresta.

Foram apreendidos um barco de alumínio de seis metros, um motor de popa Yamaha 25 hp, um motor de popa Honda 15 hp, dezoito molinetes, trinta e quatro varas para molinetes, quatro carretilhas para pesca, um motor rabeta stihl, duas tarrafas, uma rede, mais de mil metros de espinhéis armados no rio, trinta e sete kilos de pescado de diversas espécies inclusive filé de pintado e de tucunaré, além de oito caixas de acessórios de pesca (anzol, chumbada, entre outros) e uma motoserra.

A primeira multa foi aplicada ao indivíduo que estava se preparando para pescar, a ele foi aplicado o valor mínimo de multa, que é de R$ 700,00. Os demais valores das multas foram a outros dois responsáveis por todo o equipamento citado acima. Os valores das multas foram de R$ 12.210,00 e R$ 16.160,00, respectivamente.

O diretor regional da Sema em Guarantã do Norte, Martinho Philippsen, disse da importância destes trabalhos de fiscalização. “Nosso trabalho é parte da programação da secretaria em combater a pesca depedatória neste período proibitivo. Iremos continuar com estes trabalhos, sempre acompanhados por técnicos da Sema e por policiais civis e militares da região”, acrescentou Martinho.

Nesta operação participaram dois técnicos da Sema e dois policiais militares. Os pescadores presos foram encaminhados para a delegacia, só foram liberados mediante pagamento de fiança. O valor cobrado foi de R$ 930,00 para cada pescador.

Fonte: SECOM-MT

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

diabo:: diabo:: diabo:: diabo:: diabo::

Mais de 3 mil kg de peixes apreendidos em MT na piracema

Fonte: Assessoria

A Coordenadoria de Fiscalização de Pesca vinculada a Superintendência de Fiscalização da Sema - Secretaria de Estado do Meio Ambiente- divulgou hoje o relatório parcial das operações de fiscalização realizadas desde o início da piracema em Mato Grosso. No total já foram apreendidos 3.740,035 kg de pescado irregular. De janeiro a outubro deste ano a fiscalização apreendeu 10.511,75 kg de pescado irregular.

Durante as operações que têm sido realizadas desde o início da piracema as equipes de fiscalização apreenderam 358 redes, 64 tarrafas, 393 anzóis, 67 espinhéis, 19 canoas, 25 molinetes, 31 varinhas de, 10 remos, 7 freezers, 8 caixas de isopor e térmicas, 1 veículo, 7 motores de popa e rabeta, 3 barcos, 24 armas de fogo, uma carteira de pesca profissional e 174 cartuchos de armas. No total, foram aplicadas multas no valor de R$ 323.444,25. Durante o mês de novembro, oito pessoas foram conduzidas para a Polícia Civil.

Segundo o superintendente de Fiscalização, coronel Gley Alves, a Sema tem conseguido evitar que durante a piracema pescadores depredem os rios de Mato Grosso. "As ações de fiscalização tem alcançado resultados satisfatórios graças ao serviço de inteligência e a colaboração da sociedade por meio do disque denuncia", salientou ele.

As ações de fiscalização contam com o apoio das Diretorias Desconcentradas da Sema, além das instituições parceiras. "Desde o planejamento das operações de fiscalização para a piracema 2009-2010 elevamos estrategicamente o número de integrantes, com o objetivo de estarmos presentes em maior número de regiões em especial naquelas de maior índice de pesca predatória.

Para isso contamos com a parceria do Núcleo de Policiamento Especializado da Polícia Militar, a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), o Juizado Volante Ambiental (Juvam), a Policia Rodoviária Federal e outros".

De acordo com o superintendente de Fiscalização, nesta piracema, o foco das operações tem sido o recolhimento dos apetrechos utilizados na pesca predatória alcançando o maior objetivo do período de defeso que e a manter os peixes vivos nos rios para que cumpram sua função natural de reprodução.

"A Sema integrada a outras instituições parceiras tem provado que é capaz de manter uma fiscalização efetiva nos rios, com o aumento substancial de petrechos proibidos apreendidos, conforme demonstram os dados estatísticos do primeiro mês de piracema. O número de redes, tarrafas, anzóis de galho, bóias e espinhéis apreendidos crescem a cada ano e, são indicativos importantes, quando a fiscalização é focada na proteção da reprodução dos peixes", destacou ele. diabo:: diabo:: diabo:: diabo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...