Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Aline Patricia

A paixão vencendo desafios

Posts Recomendados

Quando a paixão pela pesca fala mais alto, vale cometer qualquer "loucura" para tentar boas fisgadas

Existem dias em nossas vidas em que acordamos para desafios. Nossa teimosia insiste em nos provar que algo que parece inalcançável pode ser possível.

Assim, dominados pela paixão, partimos em busca de desafios que a maioria das pessoas certamente diria: "isso é loucura".

É como a sensação de um jovem que vai a um show muito esperado contrariando os pais e ao chegar fica sabendo que ele foi cancelado. Mas, nesse dia, por voltar para casa mais cedo, bate aquele papo com os familiares em casa que há muito não acontecia.

Também ocorre quando ainda adolescentes, esperamos nossas férias o ano todo e ao chegarmos à praia chove todos os dias e, ao usar o shopping como opção, conhecemos aquela pessoa super interessante.

E assim, aconteceu comigo. Em pleno dezembro chuvoso, sul de Minas com o ceu de cara amarrada, água caindo, barro pela estrada, etc..., eu resolvi: "vou pescar". Para os aficcionados pela pesca isso já soaria com uma certa desconfiança. Para os demais então, certamente ouviríamos a já dita frase: "isso é loucura".

Num dia que tinha tudo para não dar certo, minha paixão pela pesca me empurrou até um pesqueiro. Lá chegando pude perceber que poucas pessoas partilhavam da mesma intenção nessa dia.

E dentre essas poucas pessoas, fiquei surpresa ao encontrar um grande amigo, teimoso como eu, que teve a mesma ideia. Bom conhecedor de técnicas de pesca como ele é, logo percebi que poderia aprender e muito com seus ensinamentos. Porém, imagino eu que, mais que o prazer de aprender, deve estar o prazer em ensinar. E isto ele logo demonstrou, tornando as coisas muito mais fáceis para mim.

Pescar com quem já pratica o esporte a anos é muito diferente, pois há incentivo, toques, truques e dicas.

Pescar com iscas artificiais requer muito conhecimento, arremessos preciosos e pescando com quem entende muda muito.

Confesso que, nos primeiros arremessos ainda não havia colocado junto à minha isca um ítem importante, a confiança. Mas, foi só ver que eu já tinha dado o primeiro passo para vencer esse desafio que tudo mudou. E quem veio me mostrar isso de cara, foi uma bela traíra que com seus saltos parecia me dizer que a festa havia começado. Daí por diante, a emoção e a adrenalina pareciam secar cada gota de chuva que caía sobre mim.

E teve mais. Logo uma linda cachara também veio participar da festa, assim como outros mais, que iluminaram esse dia chuvoso e, diante da esportividade de soltá-los carinhosamente, já pareciam dizer aquela famosa frase das casas comerciais: "obrigado e volte sempre".

Foi uma pescaria diferente das que eu normalmente estou acostumada.

Mas a minha vontade pescar é tanta que não dispenso um amigo e nem me preocupo muito se o tempo está bom ou não, afinal pescaria não é somente céu azul, temos que mostrar que também chove, faz frio, venta. Mas se pensarmos nisso não saímos de casa em um dia de chuva.

Eu como adoro arriscar prefiri tentar. E deu certo.

Isso, meus amigos leitores, foi para lhes mostrarque a paixão pela pesca supera obstáculos que parecem intransponíveis. Basta que, munidos de certo bom senso, levemos adiante nossa vontade mesmo quando tudo conspira contra e todos se eximem de qualquer palavra de incentivo.

Por: Aline Patrícia Horikawa

Foto/Ilustração: Arquivo pessoal

Publicado em: 12/2009

http://pesca-cia.uol.com.br/

ou

http://pesca-cia.uol...ivo.aspx?c=2892

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Òtimo ler isso, pq vejo que nao sou o unico louco nesse mundo, hehe.

Pescar em condições adversas é um desafio a mais e para quem vai em p&p é uma garantia que vamos encontrar o lugar vazio.

Já descobri muitas coisas interessantes pescando quando "nao deveria". No p&p q eu frequentava formava uma corredeira em uma boca de lobo que jogava agua pluvial dentro do lago, certo dia descobri q nessas ocasioes os peixes redondois ficavam todos nessa boca de lobo comendo folhas q vinham na enchurrada, era uma festa no fly, embora eu quase sempre perdesse, hehe. Como morava em frente ao lago, toda vez que via o tempo fechando corria pra lá.

bração e continue pescando

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...