Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
João Luiz Lusardo

O JULGAMENTO

Posts Recomendados

Na Idade Média, em um reino muito distante, um presidiário condenado a cumprir 20 anos de prisão, após metade da pena, foi intimado a passar por outro julgamento muito difícil, onde poderia ser decidido sua liberdade, ou continuar preso até o fim da pena. Ele foi solto por três dias, pois tinha que arranjar alguém do povo, para representá-lo no tribunal, já que nenhum advogado estava disposto a se submeter a esta modalidade de julgamento, que seria muito difícil, seria todo feito por mímicas. Então o presidiário, saiu pela cidade procurando um representante, mas ninguém quis aceitar, todos tinham medo dos sacerdotes e juízes do rei. No final do terceiro dia, o presidiário ainda não tinha arrumado ninguém para representá-lo, já prevendo que teria que passar mais 10 anos na cadeia, sem nenhuma chance de conseguir a liberdade antecipada; até que viu sentado no chão um bêbado, e já não tendo mais a quem recorrer, perguntou se o bêbado gostaria de representá-lo, prometeu muitas garrafas de mé para ele, se conseguisse vencer no julgamento. O bêbado achando que não tinha nada a perder, aceitou o desafio e foi junto com o presidiário direto para o tribunal. Começou a sessão, o juíz mostrou para o bêbado uma maçã. O bêbado catou o seu saco, revirou, revirou e achou um pão velho, e mostrou para o juíz. Depois o juiz mostrou 1 dedo para o bêbado. E o bêbado mostrou 2 dedos para o juíz. E o juíz mostrou 3 dedos para o bêbado. E então o bêbado levantou o braço e mexeu todos os dedos da mão. O juíz falou: -Para mim chega, a sessão está encerrada. E o senhor está em liberdade, o seu amigo aqui, conseguiu te representar muito bem. Depois que os dois saíram do tribunal, os assessores do juíz não entenderam nada, do que tinha acontecido naquela sala e perguntaram: -Mas como ele conseguiu te vencer? -Eu mostrei a maçã, que é a perdição do homem. Aí ele me mostrou o pão, que é a salvação do homem. Aí eu mostrei 1 dedo, dizendo: Deus é Pai. E ele me mostrou 2 dedos, querendo dizer: Deus é Pai, e Filho. Então eu mostrei 3 dedos, dizendo que Deus é Pai, Filho e Espírito Santo. E assim ele levantou o braço e chacoalhou os dedos dizendo que Deus é Pai, Filho e Espírito Santo unidos em uma só pessoa. Lá fora o ex-presidiário, não entendendo nada pergunta ao bêbado: -Como foi que você conseguiu? -Bom foi muito fácil. Eu cheguei lá e ele disse que ia tacar a maçã em mim. Então eu revirei meu saco, e achei um pão véio, dizendo que se ele tacasse a maçã em mim, que eu tacava o pão nele. Aí ele disse que ia enfiar 1 dedo em mim, e eu respondi que se ele enfiasse 1 dedo em mim, que eu enfiava 2 dedos nele. Depois ele disse que enfiava 3 dedos em mim, então eu respondi dizendo que se ele enfiasse 3 dedos em mim, que eu enfiava o braço todo nele, e ainda dava uma chacoalhada...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×