Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Fernando Braga

Do Fundo do Baú e de uma Época Brava ... Muito Brava, Povo.

Posts Recomendados

Podem não acreditar ... mas já fui jovem e responsável (no caso “na marra”)

Imagem Postada

Fui convocado ... não tinha como chiar (queria, ah! como eu queria ...), então fiz o curso de cabo (CFC) só para ganhar uns caramingaus a mais e não precisar ficar de sentinela (isto é um tremendo porre).

Imagem Postada

E os caras colocaram esta porcaria de metralhadora INA em minhas mãos ... pior que isto eram os mosquetões da 2ª., talvez da 1ª. guerra, que os soldados colegas tinham para usar.

Armas em mãos de quase crianças ...

Treinamento ... KKKK ... eles economizavam munição em uma época que o pau estava começando solto ... vejam a data ...

Nós é que nos “esfregássemos” ... um bando de crianças.

Eu era laranjeira ... o cara que dorme no quartel, por que não tem casa para ir.

Eu tinha ... mas era em Caraguá ... e eu estava no km 29 da Estrada de Ferro Sorocabana,

Jardim Belval, Barueri.

Já namorava a Eliana ... eu comprava 2 serviços por semana para vender 1 no fim de semana.

Nosso grupo era responsável por uma HIPOTÉTICA defesa anti-aérea.

A minha turma especificamente monitorava os movimentos de naves inimigas, para orientar os canhôes.

Imagem Postada

Tudo muito primário hoje em dia ... e já naquela época ...

Nos primeiros 30 dias ficamos confinados no quartel.

Um dia descobri que ia dar “merd@” quando saíssemos: fiquei excit@do vendo um cartaz da Coca Cola na cantina... cartaz antigo ... sem muita sugestão.

Não deu outra ... na primeira saída ... estava todo mundo babando na estação de trem ...e as garotas não eram nenhuma Brastemp e nem brastempinha.

O mais importante durante todo este tempo, foi esta turma

Imagem Postada

Imagem Postada

Imagem Postada

Nós nos apoiamos durante todo este tempo (inclusive com a PE ... apanhamos juntos).

Prendemos também um trem suspeito em Barueri, atrás da Casa da Guarda na Vilas dos Sargentos (nós estávamos na Casa da Guarda).

Nós estivemos no bloqueio da estrada quando La Marca saiu do 4º. RI armado ... um bando de crianças sem ideologia e apenas sob comando e a distância ... só os idiotas de nós.

Foi nesta época também que perdi o medo de morrer.

Dormia, quando em serviço, equipado e preparado para o que viesse.

Acordar na manhã seguinte era lucro.

Um dia o Comandante me chamou ... Ai vem ferro eu pensei.

“Cabo 245 Braga, você (assim... em minúsculas mesmo) vai sair na primeira baixa por medida de economia ... POR MIM FICARIA ATÉ A ÚLTIMA ...”

e desenrolou as minhas fichas ... tipo aquelas de cartão de crédito:

33 dias de prisão (por prender o trem e por ter chamado um tenente de vi@do ... juro que ele é)

90 e muitos dias de pernoite e detenção por vários tipos de insubordinação.

A melhor foi quando um sargento pediu a escaLa de serviço, chamei dois colegas, e levamos para ele uma escaDa de serviço (esta valeu vários dias para nós).

Eu estava muito puto com a situação, estava estudando para entrar na Faculdade ...

Bem,

Isto hoje é estória ...

Valeu

Fernando Maximiliano Braga

Cabo 245

2º G.CAN.40 AU.A AE.

4º CSM 1ª categoria

Com Muita Honra.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×