Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Paulinho1

Campinorte, Pescaria

Posts Recomendados

   Coloquei aqui no Bate Papo, porque no momento não tenho nenhuma foto da pescaria, que aconteceu neste final de semana passado, espero que me desculpem pelos erros de portuquês, da narração que começo a fazer agora.
  

Saimos 4 de Goiania quinta a tarde, num santana quantum usado, de um colega que o pegou emprestado a 1 ano de seu primo que não o usava mais, estava parado a mais de 3 anos e tambem não tinha documento, fiquei sabendo disso durante a conversa na viaje, e o resultado foi que entre as cidades de Corumba e Dois Irmãos o pneu furou, o estrepe
ja estava com os arames de fora, o macaco não consequia erquer o carro pois precisava de um suporte no chão, a solução foi erquer o carro na mão e colocar um pedaço de meio fio quebrado para suspender o carro e trocar o pneu, ja em Dois irmão compramos um pneu usado com camara para rodar mais seguro, resultado rodou 16 km e furou por causa de um prego. Desta vez usamos um suporte com o macaco no chão e ficou mais facil trocar o pneu, decidimos ir para frente ate Barro Alto, chegamos no final da tarde, e compramos e colocamos um pneu novo, e o pneu que tinha furado arrumado ficou como estrepe, então fomos no gas ate quase chegar em campinorte quando o motorista sentiu algo errado, e o pneu novo furou e a roda cortou ele todinho, prejuizo de 260,00 reais colocamos o estrepe e acabamos de chegar na casa do joãzinho ja a noite.
  

Decidimos pousar em campinorte e consertar o pneu de manha, para chegarmos ao lago da serra da mesa, mas quando chegamos na casa do joão, ele e sua esposa estavam indo para uma festança na cidade, e tivemos que ir com eles sem tomar banho para o local da festa, que era uma area grande com barracas de bebidas e comida e algumas mesas onde uns violeiros colocaram um som e começaram a tocar forró, ai o povo em volta começaram a dançar,

 

Eu cansado de short e camiseta e chinelo sentei na mesa com os meus amigos e ficamos observando o povo dançar, pegamos um caldo de mocoto e cerveja e matamos a fome e a sede, pois estava muito quente. Como ficamos perto do banheiro feminino as mulheres passavam por ali, e era muito excitante ver as garotas de botas shortinhos enfiados na bunda e camisetinhas mostrando parte dos seios eram uma belezura mas outras minas nem tanto,

Voce via aquele povo animado, e os casais dançando, velhos, novos e mocinhas lindas com senhores de meia idade, teve uma hora que vimos uma coroa vestida de calça
pela frente normal, mas na hora que ela virou de costas tinha um bumbum que era uma coisa de loco, delineado pela calça colada no corpo, foi o maior alvoroço com a nossa  turma na mesa, como estavamos cançados pedimos a chave da casa e fomos embora para tomar um banho e dormir.
  

No dia Sequinte na sexta, ao chegar na borracharia encontramos um rapaz que estava querendo vender os pneus de seu monza, pois iria vende-lo, então negociamos e compramos os dois pneus com suas rodas por 120,00 reais, uma penchincha, partimos para o lago e chegamos na hora de fazer o almoço que foi um arroz com suan de porco e feijão com pé de porco, depois do almoço fomos pescar na ceva dentro do flutuante,

 

Eu sai de canoa no remo e ficamos pescando ate o final da tarde, eu ainda tive uma ação numa zara do nakamura, e meu colega pegou uma porção de pacuzinhos e piauzinhos branco na ceva, tratei os peixes e fizemos uma fritada, comemos com arroz do almoço, como eu ronco muito, a turma não quiz dormir comigo no quarto, pois estava muito quente e colocaram seus colchoes na palhoça e foram dormir, eu ainda tomei um banho quente, e abri a janela do quarto, como estava ventando muito isto refrescou bem o quarto, porem ja de madrugada acordei com uns pingos no colchão, e vi que estava chovendo gostoso, fui no banheiro ao lado, e vi que a turma tinha tirado os colchões da palhoça e posto na cozinha ao lado, pois gotejava muito na palhoça.
  

No sabado acordamos as 6:00, dia maravilhoso fresquinho e meio nublado, pequei uns ovos caipira, num ninho proximo da casa, fritei e comemos com pão de Hot-Dog e cafe fresco, desci o morro perto da casa e proximo a um paliteiro de arvores fiquei arremessando minhas iscas artificiais; Comecei com as helices e quando estava trabalhado uma das minhas preferidas um tucunarezinho atacou a minha isca, mas não entrou e a jogou mais proximo da margem onde eu estava e quando eu tentei puxar a isca, veio um grandão
do fundo e abocanha a isca com tudo saindo todo fora da agua , me assustando e puxando a isca para o fundo, ai foi so alegria, tirei rapido o bicho fora dagua e pensei: o almoço ta garantido !

 

2 horas mais tarde cansei das iscas de superficie e tentei uma de meia agua, ai foi uma festa uns tucunares pequenos de meio quilo ficaram num frenesi tentando bocar a isca, alguns pegavam ela mas se soltavam rapidim das garateias, ate que entrou um onde eu puxei violentamente e o joquei morro acima, ele então se soltou e veio se debatendo no chão para cair na agua, mas eu fui mais rapido que o bicho e o pequei quase no ar antes de atingir a agua, botei ele no viveiro, e la pelas 10 horas um dos meus amigos me gritou do alto da casa para eu subir para comer um churrasco que ele estava começando a fazer, me perquntou se eu avia pego alguma coisa, eu menti para ele e logo subi com a
traia na mão, escondendo os tucunares, ao chegar na palhoça, tinha carne e mandioca cozida numa tabua e a churrasqueira cheia de carne, perquntei se eles
tinham pego alguma coisa na ceva e me disseram que pegaram sim, uns pacuzinhos e uns poucos piauzinhos, mas que os peixes estavam no flutuante com o diomar pescando,
e foi neste momento que mostrei pra eles os tucunares que eu tinha pego e eles ficaram tão animados que foram bater fotos com o celular dos peixes ainda vivos então
eu fui pesar o grandão que pesou 1 kilo e meio, tratei os peixes para a janta e fui churrasquear, um dos meus amigos ganhou do irmão dele um barrilzinho de
chopp e o trouxe para a pescaria, o danado estava geladinho dentro do freezer então ficamos tomando um chopp gelado e comendo uma carne com mandioca, o vida dificil
gente, depois do almoço, pequei uma soneca de meia hora no sofa, e desci para o flutuante com o colete, chequei la a turma tava animada com um pequeno
cardume de tucunares pequeno, do qual eles pegaram uns 2 de tamanho medio, eu nem dei bola coloquei o colete e pulei na agua naquele sol escaldante, fiquei um
tempão boiando me refrescando, ate que vimos ao longe que chegava gente na casa do caseiro, logo vejo o caseiro descendo o morro na nossa direção, e eu
brinquei com aquela visão, disse aos amigos "La Vem o SuperTição" e caimos na gargalhada, era o irmão e sobrinhos do caseiro que vieram pedir a canoa emprestado para pescar, neqamos, pois estavamos usando a canoa, emprestamos um remo para eles que então pegaram outra canoa para pescar, sai da agua ajeitei a canoa com uns lambaris vivos e fui para uma arvore grande no meio do lago tentar umas corvinas;

Tive 2 ações onde voltaram somente a cabeça dos lambaris, voltei de noite com a lua cheia, tranquei a canoa e subi para casa com a traia, sem peixe chequei la, eles estavam assando um pernil de porco, fritado torresmo, mandioca, e uns peixinhos que eu tinha temperado, e estavam tomando umas latinhas, eu perquentei onde eles tinha consequido a cerveja, eles falaram que foram comprar numa venda proxima, como eu queria comer uma coisa mais light, falei se eles não queriam comer uma pizza de tucunare, toparam na
hora então tirei os files do tucuna temperei com limão china, sal e pimenta, piquei uma cebola e tomate temperei com shoyu coloquei os files na churrasqueira e depois fui na horta ao lado pequei uns talos de salsa piquei-a nos files e os cobri com mussarela, quando ficou pronto, voce via um suculento e fulmegante file de peixe com mussarela deretida, o tiramos o peixe da grelha e devoramos tudo, lambendo os beiços e tomando uma, no final da noites tomei um banho quente e fui pra cama dormi que nem uma pedra.

  

Acordamos de novo as 6, arrumamos as tralhas e fomos para campinorte, o joão e sua esposa, tinham ido para o Pau-Terra currutela proximo a campinorte, mas estavam chegando em 30 minutos, nesse meio tempo fomos a uma panificadora proxima e tomamos um delicioso cafe da manha, que ficou bem baratim vantagem de se morar no interior, o João logo chegou, entregamos a chave da casa do pesqueiro, nos despedimos e fomos embora para goiania, la pelas 13:00 ja proximo de em goiania em Teresinha de goias, paramos para almoçar a vontade por 10,00 comidinha boa, compramos um requeijão quente e um delicioso doce leite em tablete que viemos degustando ate chegar em goiania.
  

Foi um passeio muito divertido com muitas piadas contadas pelo diomar, comida boa e lugar maravilhoso, com a alma lavada me despeço de voces ja com saudades da proxima pescaria.

 

Aqui uma das piadas contadas na pescaria:

    A Professora flagou Joãzinho
num canto da sala de aula,
sozinho de olhos fechados
mordendo os labios e com
a mão na barquia, Chegou
mais perto e viu ele tocando uma.
Assustada Gritou:
                          " Joãzinho !
                             Mas o que que voce esta fazendo ?
                          "
Joãzinho abre os olhos, olha
para traz e vê a Professora

e então diz:
"Oh. Fessora, 
 a senhora num morre, mais nunca,

 acredita que eu tava pensando na senhora, neste instante ! ! !
"

:gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×