Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Adhemar

Cordel da Dilma

Posts Recomendados

Publicado no Blog do Augusto Nunes, de Veja.com, ontem, dia 20/10.

Leitores da coluna sugeriram a publicação, na íntegra, do cordel Um PAC com a Dilma, criado por Miguelzim de Princesa, um craque do Cariri. Ótima ideia. Confiram os versos:

I

Quando vi Dilma Rousseff sair na televisão,

com o rosto renovado após uma operação,

senti que o poder transforma: avestruz vira pavão.

II

De repente ela virou

namorada do Brasil:

os políticos, quando a veem,

começam a soltar psiu

pensando em 2010

e em bilhões que ela pariu.

III

A mulher que era emburrada

anda agora sorridente,

acenando para o povo,

alegre, mostrando o dente.

E os baba-ovos gritando:

“É Dilma pra presidente!”

IV

Mas eu sei que o olho grande

está mesmo é nos bilhões

que Lula botou no PAC,

pensando nas eleições,

e mandou Dilma gastar

sobretudo nos grotões.

V

Senadores garanhões

sedutores de donzelas

e deputados gulosos

caçadores de gazelas

enjoaram das modelos:

só querem casar com ela.

VI

Também quero uma lasquinha,

um pedaço de poder,

quero olhar nos olhos dela

e, ternamente, dizer

que mais bonita que ela

mulher nenhuma há de ser.

VII

Eu já vi um deputado

dizendo no Cariri

que Dilma é linda e charmosa,

igual não existe aqui,

e é capaz de ser mais bela

que a Angelina Jolie.

VIII-

Diz que pisa devagar,

que tem jeito angelical

nunca gritou com ninguém

nem fez assédio moral,

nem correu atrás de gente

com um pedaço de pau…

IX

Dilma superpoderosa:

8 bilhões pra gastar

do jeito que ela quiser,

da forma que ela mandar!

(Sem contar com o milhão

do cofre do PI).

X

Estou com ela e não abro:

viro abridor de cancela,

topo matar jararaca,

apago fogo em goela

para no ano vindouro…

fazer…um PAC com ela.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ô tio Dhema!

Divide o milhãozinho com a gente...

Daí, mesmo política sendo um assunto rançoso, eu faço uns versinhos procê!

Óia aí...

Armando o Circo

A este povo sofrido, sobrevivente,

Que se acha, de Dom Bosco, herdeiro,

Anuncia-se mais um acordo impertinente,

Fazendo do cidadão, pescoço de cordeiro!

Talvez seja, por todos nós, merecido,

Passar por mais uma prova de fogo!

Porém o que me deixa estarrecido,

É a cara de pau de quem faz o jogo!

Juntaram a troupe da mão armada,

Aos sorridentes mestres do colarinho!

E aí está a bandalha, outra vez, a caminho!

Sim, já votamos em mais de um ladrão!

Agora, neste circo, veremos sufragada,

Novidade, quem tem sangue na mão!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...