Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Diógenes Saldanha Hoffmann

Membro
  • Total de itens

    1
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Diógenes Saldanha Hoffmann

  • Rank
    Pescador de Lobó
  • Data de Nascimento 18-03-1996

Profile Fields

  • Sexo
    Feminino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Diógenes Saldanha Hoffmann

Informações de Perfil

  • Localização
    Carazinho - RS
  • Interesse
    acompanhar relatos e demais informações postadas.

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. TROMBETAS JULHO 2016 Ola amigos pescadores, meu nome é Diógenes Saldanha Hoffmann, este é meu primeiro relato aqui no Fórum do Bigua, quero deixar aqui a experiencia que passei no Rio Trombetas ao lado do meu pai Jacques Hoffmann. Esta foi minha primeira pescaria na Amazônia, então eu estava louco pra chegar la e colocar a isca na água, e claro, estando em uma operação dessas, ficando ao lado do meu melhor amigo seria ainda mais empolgante! A viagem começou saindo da minha cidade Carazinho/RS a destino Porto Alegre/RS, la peguei a primeira escala de voo em direção a Guarulhos/SP e depois direção a Belem/PA. No aeroporto conheci a turma com qual daria sequencia na viagem juntos, pescadores de BH, SP e Brasilia, então seguimos viagem na ultima escala pra Santarem/PA de la a lancha rápida para a cidade de Porto Trombetas, dando a ultima etapa para chegar a comunidade PTR ( cachoeira porteira ) todos da turma estavam ansiado para chegar a pousada Arapari, almoçarmos e então ir atras dos MONSTROS do Rio Trombetas. Conhecendo toda a equipe de trabalho que nos atendeu durante 5 dias, ai esta uma parte que me chamou muita atenção pessoal que vive la é muito acolhedor, passa muita atenção a todos que chegam la. De todos tive a experiencia de conversar com o senhor Valdir, como diria os gaúchos o capataz da pousada, pude escutar muitas histórias do povo QUILOMBOLA e os costumes deles, ai já pude aproveitar muito desta grande aventura. Natureza? Simplesmente inexplicável, local intocável, com animais silvestres a todo momento, e principalmente com os peixes que aquele rio nos deu o prazer de fisgar. No primeiro dia todos estavam apreensivos para pegar o primeiro peixe saímos a meia tarde, fisgamos algumas especies, retornamos a pousada ao anoitecer, local onde já estava nos esperando com uma culinária tipica de la, bem apimentada assim dizer, e uma boa e gelada Cerveja. Dando continuidade no segundo dia fomos pescar saindo cedo, no segundo dia já teve muito peixe, mesmo com a alta do rio, saiu todas as especies que la tem! Matando a saudade do meu pai, entre muitas conversas aqui e ali, como o pessoal diz, "bora la" pega um pescado, em primeiro arremesso fisguei o primeiro Tucunaré Porteiro (C. THYRORUS) espécie que apenas existe nesse rio, sem explicação para meu primeiro peixe da pescaria, continuando os arremessos saiu mais tucunarés e ataques baguais dos trairões. Turma seguia satisfeita já com a pescaria, muito peixe na linha, os de couro então, deram show de mais. Partindo já para o terceiro dia de pesca, fui pescar com meu novo amigo, Leandro Cabral, outro apaixonado por pesca, pude conhecer o trabalho dele como customizador de varas, tchê vou falar pra vocês trabalho incrível, varas de ótima qualidade, subimos o rio junto a outra companhia SHOW, piloteiro Marcão, qual fez muitas pescarias ao lado do profissional Johnny Hoffmann, logo nos primeiros arremessos saiu os tucunarés. Fisgadas de trairões e belas pegadas dos grandes tucunarés do TROMBETAS. Neste mesmo dia saiu um dos monstros da pescaria um JAÚ enorme, fisgado pelo Jack, onde tinha ido pescar com o Thiago Caetano, bom essa parte da pescaria sem sombra de duvidas foi uma das mais brutas, estavam os dois na pesca dos peixes de couro, o Tiago acertou um jundia lindo de mais, onde este foi pego por um jau, na medida que foi sendo recolhido, ( segue imagem do estrago ) continuando com a linha na água, e com ainda mais empolgação depois dessa cena, entrou o esperado JAU, Jack fisgou ele e la travaram a briga, segundo o Thiago, esse bicho é doido, embarcado é hora das fotos que seguem abaixo. Seguindo aos outros dias de pesca, sem palavras para descrever muito, mas o local te deixa com mais vontade ainda de voltar, isto mesmo estando em baixa temporada de pesca, pude conhecer junto ao meu pai natureza de la, e sem mais, ter os momentos mais inesquecíveis que um filho pode ter ao lado do seu pai, amigo você que tem vontade de ir conhecer este local reserve sua data, com absoluta certeza você ira se encantar com tudo o que o local lhe proporciona. Grande abraço a esta turma dos ABOMINÁVEIS, em especial ao grande Lincoln Nunes ( presida ) que organizou a turma pra que tudo saísse perfeito! Relato escrito por Diógenes Saldanha Hoffmann ( Pescando Amizades ) Pescaria realizada durante o período de 06/06 a 13/06 2016. Turma dos Abomináveis: Lincoln Nunes, Leandro Cabral, Tiago Caetano, Cristian Caroli, Jorge Choairy, Murillo Brito, Rafael Soares, José Vicente Junior, Rodolfo Marcussi, Diego Papai.
×
×
  • Criar Novo...