Ir para conteúdo

Fabrício Biguá

Administrador
  • Total de itens

    14.166
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    102

Sobre Fabrício Biguá

  • Rank
    Super Pescador
  • Data de Nascimento 15-04-1976

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Fabrício Biguá

Meu contato

  • Website URL
    http://www.turmadobigua.com.br

Informações de Perfil

  • Localização
    Águas Claras - DF
  • Interesse
    Tudo relacionado a pesca esportiva.

Últimos Visitantes

14.171 visualizações
  1. Blz pura, Sued?!?!? Uhmmm...pelo q vc descreveu, o que acho q aconteceu?!?! Ao retirar a corda, as engrenagens da rabeta não estavam totalmente encaixadas, elas estavam com um pouco de folga. Quando vc engatou a ré, as engrenagens deram um "tranquinho", fazendo este barulho, mas ao encaixarem novamente, o barulho sumiu. Digo isso pq todos os Mercury q tive, seja o 175, 250 e 300, ao engatar a marcha, faz mesmo um barulhinho chato. Pode ter ocorrido da corda ter segurando o eixo a ponto de trincar as engrenagens da rebeta?!?! Eu acho q não. Bem, vá observado aí o comportamento do motor e falando pra nós..😉
  2. https://pt.aliexpress.com/item/32816344700.html Olavo...encontrei apenas as informações de configuração no site da própria Aliexpress...Essa foi ficar te devendo.
  3. Guilherme, para o Sucunduri dá para usar essas carretilhas mais "parrudas", como Tatula e Zillion...mas tb dá para usar as mais leves, como Aldebaran, Steez e similares. Qualquer um das duas carretilhas indicadas lhe atenderá bem. 😉
  4. Bom dia, Thiago. Rapaz....a Garmin tem um mapa dessa região, ocorre q ele é útil apenas para navegação na calha do Rio Negro...ele não serve para encontrarmos lagos, igarapés e canais mais estreitos. Mas caso você ainda queira tentar, segue o link de onde você encontra: http://gpsclube.com/forum/index.php?/topic/1964-mapa-de-cartografia-fluvial-da-bacia-amazonica/ Dá para usar o Google Maps. Você baixa o mapa off line da região q você quer e pronto. Você terá as fotos de satélite disponíveis no seu celular. Dá tb para levar um tablet com o programa RMaps e os mapas baixados. Dá uma olhada aqui no FTB q você encontra mais informações sobre o RMaps. 😉
  5. Uhmm...vou ficar te devendo essa, Sued. Eu nunca vi essa direção sendo usada.
  6. Lucas, como a turma muito bem explicou, não existe cartilha para estes tipos de situação, afinal, tudo pode mudar em segundos. Barco de 6m com motor de 15hp, tralha e mais 2 pescadores...Temos até um relato aqui no FTB de quando usávamos exatamente o mesmo equipamento e enfrentamos uma marola mediana na Serra da Mesa. Estávamos a favor do vento quando a canoa literalmente surfou na onda. Viramos reféns da situação. Chegando em casa trocamos o motor por um 30Hp. - Tente cortar o vento sempre de frente. - Se vai mudar de curso, verifique se as ondas não correm o risco de passar por cima da borda do barco, se sim, continue de cara pro vento até encontrar um local mais raso para manobrar. - Peso maior sempre na traseira do barco, mas cuidado na hora de parar o barco (cortar o acelerador) e a água subir pelo espelho de popa. - Amarre toda a trabalha ao barco. - e a dica mais importante, evite sempre de entrar em situações como esta e sempre use colete salva vidas. 😉
  7. Vamos mandar pro @Jaida M Machado dar uma batida por lá. 😉
  8. Q Show, Magronez...E q lugar bonito. Parabéns pela bela pescaria, pelo relato e por compartilha-los conosco. Abs...😉
  9. Arthur...vários atributos definem um bom piloteiro. Como você disse, se o cara for bom, ele fará um péssimo dia de pescaria valer a pena. Me lembro q certa feita, isso em 2010, eu estava pescando juntamente com o Fábio Neves, Eloy Fonseca e o finado Mauri (vítima de covid)...mas a região de Barcelos estava tão seca, mas tão seca, q não havia peixe. É sério, não tinha peixe, não chegavam mantimentos, suprimentos, nada...Conseguimos um barquinho regional para subir o Alegria, mas nem chegamos a passar a boca do Cuiuni de tão seco q estava (sim, e de regionaozinho). Tivemos q subir o Negrão mesmo... Semana complicadíssima, não conseguíamos pegar peixe grande. Pegamos sim, muitas traíras. Elas pegavam riproller no meio dos lagos. Nem uma gota de chuva. Sol de 45 graus na cabeça a semana inteira. Nossos guias eram o Branco e o Iró, seu irmão. No último dia de pescaria, lá por volta das 15h, todos exaustos, resolvi chamar todos para irmos embora, dizendo q a semana tinha sido show. O Branco vai e me solta: "Peraí, vamos ali num lago secreto q vai sair um monstro lá"....kkkkk....sabíamos q era apenas uma forma de não desanimar o grupo para as poucas horas de sol e de pescaria q ainda nos restavam...Mesmo assim fomos lá. Claro q não pegamos nada relevante, mas ficou marcado como sendo um dos grandes diferenciais dos excelentes guias. 😉
  10. Blz pura, João...Pode ir no Rip Tide q você não irá se arrepender. Gosto muito dos Motorguide de mão...mas de pé, pra mim os Minnkota são insuperáveis. Acho estes mais robustos, de melhor assistência técnica, e menos descomplicados. 😉
  11. Rapaz...tem saído uns peixes top por este Brasil à fora. Será q a pandemia deixou os bitelos mais a vontade?!? Tomara q sim. Parabéns pelos belíssimos exemplares, Tammer. Obrigado por compartilhar sua aventura conosco. Esse barco do Leandro é show...é um Classic Sport, mas se não me engano, ele não tem os bancos traseiros, deixando a plataforma da popa bem maior. 😉
  12. Eita, Cristiano...que pescaria top, aff. Tranquilo demais em manter o nome do rio em sigilo...Aproveite bem o local. Parabéns pelas fotos, pelo relato e obrigado por compartilhar sua aventura secreta com a turma. Daqui 30 anos ainda teremos as lembranças dessa pescaria aqui em nosso fórum. Show. E aguardamos o vídeo das cenas...rsrs Abs..😉
×
×
  • Criar Novo...