Ir para conteúdo

Fabrício Biguá

Administrador
  • Total de itens

    14.241
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    110

Sobre Fabrício Biguá

  • Rank
    Veterano
  • Data de Nascimento 15-04-1976

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Fabrício Biguá

Meu contato

  • Website URL
    http://www.turmadobigua.com.br

Informações de Perfil

  • Localização
    Águas Claras - DF
  • Interesse
    Tudo relacionado a pesca esportiva.

Últimos Visitantes

16.742 visualizações
  1. Boa, Vagner....Obrigado por compartilhar sua aventura conosco. Estivemos em Barcelos na mesma data e puts, água muito alta e nada de peixe. Vários pescadores voltaram "atolados". Parabéns pela aventura.
  2. Concordo com tudo....rsrsr.. E Kid, por favor não brigue comigo...rsrs. Mas tá cada dia mais chato e insuportável assistir a qualquer coisa. O "politicamente correto" tomou conta geral. Se eu sei a importância do uso de um colete, não importa o q o apresentador de programa ou o q a foto de alguém mostre. Uso onde acho importante, e não uso quando acho desnecessário. Se eu morrer, problema meu...Se o amigo morrer, problema dele. Sério, tenham seguro de vida não deixar a família desamparada, e sejam felizes. Vamos tomar conta das nossas vidas. Claro q estamos falando de pessoas que formam opinião....se bem, sério mesmo, hj acho q ninguém mais é referência pra nada. Todo mundo já nasce um "Professor de Deus"....rsrsrs Bj no coração de todos...
  3. Fala, João.... Rapaz, saíram sim, bons peixes. E pegou as manhas mesmo....Parabéns....
  4. Linha Power Pro 65lb, 4 fios. Nó palomar ou SF. Não precisa de líder com essa linha. Agora, é claro q se consegue pegar peixe grande com material leve...mas vamos lá (opinião minha): - Linha 8 fios = esgarça mais facilmente. É mais confortável de usar, mas enfraquece mais rapidamente. - Líder = Se for usar linha de 50lbs pra baixo, recomendo. Fora isso, não. - Snap = Só se for de confiança mesmo. Evite os de engate rápido. - Garatéias = Use reforçada, mas não demais. Esse negócio de 10X é para peixe de cara dura. No Japão a resistência das garatéias variam de acordo com o tipo de peixe. Se vc usa uma garatéia q é um trambolho (peso e grossura), ela acaba desbalanceando a isca e prejudicando o engate na cara do tucunaré. É melhor usar uma mais fina um pouco (não demais, é claro) e soltar mais o freio, a fazer cabo de guerra com o peixe. E não se iluda. Peixe de 10kg é mais lento q os menores q isso. Peixe entre 7kg e 9kg, na minha opinião, são os mais bravos. O de 23,5lbs q peguei em 2015 foi dublê com outro outro de 19lbs (Xande pegou). O peixe do Xande fez um arregaço perto do meu....rsrs. Tirou toda a linha da carretilha, correu o lago inteiro, resistiu pelo triplo do tempo. Mas o problema é q um destes de 9Kg, bravo, quando entra arregaçando tudo, se a tralha não for boa, vai estourar em algum lugar...rsrs...Até mesmo com a tralha boa, se o freio estiver muito travado, o bicho estoura alguma coisa. O negócio é estar preparado e relaxar. Uma hora o bicho entra.
  5. Arthur...é isso aí. O bom de tudo isso é ter objetivo...rsrs Sobre as iscas, eu sou fã de iscas de superfície. Já fui muito tarado em hélice e só pescava com ela. Hj mudei um pouco, uso aquilo q está pegando peixe. Hj basta levar para 1 semana de pescaria: - 2 RipRollers ou 2 WoodChoper Slim (5,5', ou 6,25); - 2 Jumping Minnow (osso), com garatéia 1. - 2 PopQueen 105 ou 135 (amarelo ou azul). - 5 Jigs de Pena reforçados (amarelo c/vermelho) O resto levamos de sobra ou pq somos cabeça dura...rsrs (claro q testar tb faz parte). Levo sempre Bonnie 128, Perversa, Cristal Minnow, e por aí vai...Mas jogo na água por 10min e troco pelas iscas acima citadas. E são muitos fatores que pra mim influenciam numa pescaria de sucesso. Teríamos q trocar prosa por algumas horas no buteco para colocar parte disso para o amigo.
  6. Arthur...sem dúvida hoje o melhor ponto para se capturar um grande peixe é a região de SIRN. Todavia, não se iluda. Pesco na região há 14 anos...E nesses 14 anos estive explorando os 4 afluentes de lá, em média, por 30 dias por ano...Alguns anos com mais dias, e em outros por menos dias. Em 2019 e 2020 não estive por lá... Fato é que tenho 6 peixes acima de 22lbs, inclusive. Tendo o privilégio de ter pego um com 26.5lbs, outro de 23.5lbs e os outros de 22lbs.... Peguei 5 peixes grandes em SIRN e apenas 1 em Barcelos...ocorre q tenho 30 semanas de pesca em SIRN e apenas umas 6 em Barcelos...E digo mais, o maior peixe perdido nestes anos, foi no Aracá. Agora, sem dúvidas, tentaria estar em SIRN. Mas não se iluda, destas 30 semanas por lá, só acertei a mão umas 6 vezes. Em cheio mesmo, apenas 2007, 2010, 2013 e 2015. Em 2016 foi muito boa tb. Saíram monstros. Ou seja, você tem q estar no lugar certo, com a turma certa, e no momento certo. Na pescaria de 2015 muitos voltaram de lá falando q não dava pescaria, q barco não entrava nos afluentes e tals, mas insistimos e fizemos uma pescaria memorável. Sobre a operação?!?! Se conseguir ir em barquinho regional ou com menos pescadores, as chances aumentam (mas não quer dizer q é fundamental), em 2015 mesmo, todos os 16 pescadores tiveram a chance de pegar peixe acima de 22lbs...mas com barco muito grande e turma diversificada demais, com pescadores de grupos diferentes, as chances de seguirem para um local "coringa" para agradar todos é maior (peixe de couro, quantidade e etc, atrapalhando o resultado final = qualidade). Ah, e já pesquei várias vezes nas cabeceiras dos afluentes garimpando peixe grande, mas perdi as contas de quantos peixes de 22lbs foram pegos a 1h, ou menos de voadeira, do porto de Barcelos ou de SIRN....rss. Resumindo, não há fórmula de sucesso.
  7. Q fera Cuca...Bela sacada...Bela abordagem...Certeza de sucesso...
  8. VENDO MEGABASS VELOSTER (2015) Barco completaço, com pouquíssimo uso. Só água doce. O conjunto se encontra em SP. Motivo da venda: pouco uso. Valor: R$170.000,00. 👈 E pra quem está montando um barco novo, sabe quanto está saindo um conjunto completo hoje, e olha, q montar um barco deste com todos estes acessórios sairia um absurdo de caro. Ah, e hoje falta tudo no mercado. Vamos aos detalhes do conjunto: - 01 Motor Mercury 250 HP PRO XS 2015 (120 horas); - 01 Casco Mega Bass Veloster 2015; - 01 Carreta Fortcar 2012 / 2015 <== A carreta foi totalmente restaurada e reformulada para o casco Veloster em 2015 pela Fortcar; - 01 Jack Plate hidráulico Atlas 14"; - 01 Volante Momo Apache italiano; -01 Computador de bordo Livorsi; - 01 Velocímetro GPS Livorsi; - 05 Relógios diversos Livorsi; - 01 Hélice Pro Max pitch 28 4 blades RH; - 02 Cabos teleflex de comando 14'; - 04 Cunhos retráteis para amarrações; - 01 Barramento; - 02 Chaves gerais de baterias; - 02 Bombas de porão 1500 GPH; - 01 Automático para bomba d'água; - 01 Filtro decantador de combustível; - 01 Acelerador de pé bigfoot; - 01 Bomba para aerador no viveiro; - 01 Luz de proa led; - 01 Mastro de popa; - 01 Painel aerador com temporizador; - 01 Caixa de Fusíveis; - 01 Fish Finder GPS Lowrance HDS 7 Gen 2 Touch 1 Suporte RAM para o fishfider; - 01 Comando do trim na direção; - 01 Comando de elevação do motor na direção; - 03 Baterias Optma D34M 55ah 12V; - 01 Carregador ProMariner protech 1220i 3 bancas; - 01 Tomada 12 V; - 01 Tomada para motor elétrico; - 01 Luz de cortesia; - 01 Minn Kota i-Pilot terrova W/Link US2 24V / 80 lb Power drive ancora; - 01 Controle remoto manual do motor elétrico; - 01 Protetor de linha Motor elétrico (Switch); - 01 Cabo comunicação Minn Kota X Lowrance; -01 Protetor de linha baterias X GPS Lowrance; - 02 Hastes para selim Springfield; - 01 Descanso para motor; - 01 Chave de ignição no painel; - 01 Protetor de quilha; - 01 Estepe completo para carreta; - 02 Catracas com cinta fita laterais para transporte do casco; - 02 Catracas com cinta fita traseiras para transporte do casco; Tratar pelo telefone: (61) 996675929 (zap)
  9. Em todos estes anos de pescaria, tive a sorte de nunca ter tido problemas com alimentação. Claro q passar mal com pingaiáda porca não vale...rsrs....mas sério, evito folhagens, tracajá, peixes q não conheço a procedência, comidas típicas sem indicações, e por aí vai... Sigam as dicas acima q dará tudo certo...
  10. E vou te dizer outra coisa...Muitos não acreditam, mas um casco de alumínio (rebitado, então)...gera um arrasto muito grande na água. Sim, tive alguns cascos de alumínio q consumiam muito mais bateria do elétrico q um bassboat grande (claro q me refiro a bateria do elétrico, e usando o mesmo sistema - elétrico/baterias). Sim, usei um Terrova 12V, 55lbs numa Megabass....mesmo elétrico q usei num Tucunabass 5.4 da Pantanáutica. Por incrível q pareça, até o tipo de pintura do casco influencia no arrasto na água. Mas descubra quanto vc gasta de bateria no dia, tente recarregar tudo sem deixar a bateria (se automotiva) não perder mais de 70% da carga total, e seja feliz...
  11. Q isso.....estamos para ajudar sempre. E conjuntinho leve, com 60hp, 4T, puts é o conjunto perfeito (custo x benefício), viu!!!. Vc consegue chegar rápido em qualquer lugar, com performance legal, e muito conforto. Pode acreditar. E temos tópicos aqui no fórum q falam a diferença entre baterias automotivas e estacionárias, q falam sobre isolador de bateria, q falam de alternadores e carregadores on-board, q falam de ligações corretas e por aí vai...Tudo isso ajudará em muito na montagem mais eficiente do sistema.
  12. Devemos sempre considerar os fatores que envolvem nosso tipo de pescaria: - Peso a ser transportado. - Tem energia elétrica e carregador disponível. - Quanto uso da bateria por dia. Temos sempre q levar isso em consideração. Se você vai pescar por 3 dias e não tem como recarregar a bateria, você, obrigatoriamente, terá q levar baterias maiores e eficientes. Caso você possa recarregar as baterias todos os dias a noite, você não precisará carregar tanto peso. Darei o meu exemplo. Eu pesco de Bassboat, q só tem excelente performance com pouco peso. Se eu levo muitas baterias (ou baterias muito pesadas) dentro do barco, isso vai diminuir a performance, aumentar o gasto de combustível e por aí vai. Eu tenho alternador onboard (Minnkota Mk-2)...ou seja, mesmo q ele mande apenas 5amp/h, 10amp/h para as baterias do elétrico durante os deslocamentos, só isso já ajuda a não deixar as baterias do elétrico (2 Moura Boat de 105amp cada) se esgotarem demais. Para a bateria do motor de popa e acessórios, o motor de popa (alternador do popa) é que carrega...mas aí a bateria é automotiva normal (1 Freedom de 100amp), sendo q o alternador do popa manda 60amp/h pra ela. Chego a noite no rancho e carrego tudo num carregador onboard da ProMariner. Depois de 3h, 4h, tudo está pronto para o dia seguinte. Resumindo, encontrei a forma ideal de usar meu elétrico para o meu tipo de pescaria. Tente levar o mínimo de peso, sem comprometer o tempo de uso do elétrico e da sua pescaria. 😉
  13. Show de bola, Guilherme...Parabéns pela abordagem. Infelizmente uma boa parte dos que se aventuram por lá é para pegar o próprio recorde. Claro q respeitamos quem faz isso, e lá é local de bater mesmo, o próprio recorde. Ocorre que é uma região muito sensível e com grande probabilidade de errar a condição ideal de pesca. Como resultado, muitos se irritam, irritam os amigos de pesca, reclamam de tudo, colocam a culpa até na cerveja muito gelada, e depois saem falando mal pelos cotovelos. Parabéns mais uma vez pela abordagem e pescaria é isso, é observação, contemplação, é isolamento, é reflexão, e tb, estar com a isca na água para o caso de um peixe grande querer abocanha-la...rsrs Abs...😉
  14. João...blz pura?!?!?! Vara de pesca é um dos itens mais pessoais de toda a tralha. Apesar de ser muito adaptável ao pescador, geralmente adotamos um certo gosto. Particularmente não gosto de varas de ação rapidíssima ou lentas demais. Mas a turma acima deu excelentes dicas. Não sei se você vê a REDAI como uma opção, mas as Viking e as Black Mamba II estão fantásticas.
×
×
  • Criar Novo...