Ir para conteúdo

Kid M

Moderador
  • Total de itens

    11.272
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    112

Kid M venceu a última vez em Dezembro 9 2021

Kid M had the most liked content!

Sobre Kid M

  • Rank
    Veterano
  • Data de Nascimento 14-06-1952

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Agenor Pedreira de Freitas
  • Sobre mim
    Qualquer pescaria esportiva

Informações de Perfil

  • Localização
    Salvador - BA
  • Interesse
    Pesca, Futebol, Gastronomia

Últimos Visitantes

7.130 visualizações
  1. Pois é Marcelo, esse é que o "meu papel". Bola para frente e ótimas pescarias para todos nós !
  2. Isso é o que muita gente faz, não tenho dúvida, mas é preciso participar sempre !
  3. Marcelo, O que vem a ser "material sem prestígio" ? É aquele que foi impedido de ser postado, ou aquele que os usuários não se interessaram em ler ? Também me pergunto o que vem a ser um "lugar famoso" ? Para postar no FTB, nada dessas coisas é requerida. Pois é Marcelo, um dos focos do FTB era (e é) a possibilidade dessa troca de conhecimentos... Também espero que tenhamos "vida longa", mas não depende APENAS de nós.
  4. Caro Astra, Não pretendo polemizar qualquer dos seus pontos de vista, embora discorde de algumas coisas que escreveu nas suas observações. Temo que a posição da Moderação é de evitar excessos, nada além disso... Essa pode ser SUA OPINIÃO. Não me considero elitista, ou que tenha postado opiniões nesse sentido. Como "ex-moderador" você poderia ter um pouco mais sensibilidade em fazer as informações que posta. Não temos um Fórum profissional, que GANHA dinheiro no exercício da atividade. Esse tipo de posicionamento sugerido (matéria, artigo, post de alto nível, etc...) não é o "caminho" que os responsáveis pelo FTB escolheram seguir. Pode ser que as expectativas tenham sido maiores que o nosso papel em querer ajudar e interagir com as pessoas, e se assim foi, paciência, mas não mudarei minha maneira de ser. Atualmente o outro Moderador é também o Adm do FTB (Fabrício Biguá), que certamente já postou incontáveis formas de ajuda e participações junto aos usuários. Me pergunto se esses seus posicionamentos não retratem alguma divergência com o Fabrício ? Comigo certamente não é ou será, pois não me presto a isso... Nisso eu concordo ! Nada de reviews sérios, pois nossa essência no FTB não é essa, mesmo com algumas tentativas frustradas... Virar um ponto de referência para discussões do tipo as que está citando é no mínimo uma coisa surpreendente. A "Moderação" jamais poderá estar presente 24 h ou mesmo ter ingerência em alguns dos temas apresentados, até porque Moderador não é "dono da verdade", não passando - muitas das vezes - de um "palpitador credenciado". Tem gente com MUITA COMPETÊNCIA no FTB para debater ou mesmo apresentar uma visão maior e mais ampla do que relatos de pesca, mas a preferência que vejo registrada é a da "leitura sem maior conteúdo", algo do tipo "ler e esquecer", daí - talvez - a dificuldade de um JCKruel (apenas como exemplo) em ter frequência dos usuários em suas matérias cheias de conteúdo e aspectos de realidade. Difícil insistir nisso, quando não há interesse (demonstrado) em assuntos dessa natureza. Você já deve ter aprendido que ser Moderador é tarefa difícil e para poucos, mesmo com seu passado de diversos "ex". Não pretendo dar continuidade ao esse tipo de manifestação, daí a não necessidade de me responder.
  5. Cristiano, Já tivemos (parece que foi há décadas atrás) toda essa movimentação em torno de encontros e pescarias coletivas. Não vejo como interagir e/ou fazer com que isso funcione. Há mais "expectativa" do que real interesse de fazer acontecer. Nesse mesmo passado, as pessoas topavam se deslocar para desfrutar de uma festa conjunta, não apenas num ano, mas em vários deles... Peguei avião para estar presente, ainda que num esquema de "bate e volta". Grandes esquemas naquela época... Também fizemos camisas, kits de pesca, logomarcas e por aí vai... tudo dentro de uma época em que havia interesse recíproco. Hoje já não há espaço para se repetir isso (não se trata de 2ª oportunidade, e sim a realidade do momento). Já havia até me retirado dessa função de "moderador", mas o hábito nunca me permitiu realmente deixar de frequentar. Vou tocando em frente, até porque não vejo maior interesse (de quem quer que seja) em buscar por uma mudança... Não me queira mal por retratar o que vejo e conte comigo naquilo que puder ajudar ! Boas pescarias
  6. Pois é Alexandre, O que vale nessas horas é o aprendizado das alternativas. Sei que as "expectativas" sempre são elevadas nas idas para a Amazônia, principalmente a partir do rio Negro. Locais de raras belezas, sem falar nos enormes cardumes que presenteiam (presenteavam ) os grupos que fazem esse investimento de ir lá. Já tive uma pescaria (SIRN) em que por mais que batesse iscas (e as trocasse) não consegui acertar ! Uma bosta... Mas estar com o grupo em locais como onde estivemos, minimizou bastante... Que as temporadas de pesca tenham a seu favor a regularidade das chuvas (e secas).
  7. Não tenho dúvida que os acessos diminuíram SIM (pouco significativo) As postagens, contudo, despencaram... 😞 Conforme o Dudu Chagas mencionou, as temporadas tem sido muito ruins... Se acrescentarmos as questões ligadas à Pandemia, fica ainda pior ! Tudo pode ser uma fase, mas se não cuidarmos (participarmos), o desinteresse poderá triunfar. Sempre importante explicitar que existe um custo de manutenção do Fórum (servidor, analista, etc...) que sempre foi bancado pelo Fabrício, seja através dos anúncios do FTB, seja através de recursos próprios. Quando menciono "desinteresse", incluo o risco de não mais justificar esses gastos existentes, vez que a "contrapartida" de participações ser muito baixa. Não há outro propósito que não o de reunir pessoas (pescadores) nesse ambiente, para que interajam, mas é preciso que façam isso... Como estou no procedimento administrativo de diversas ações, fico cada vez mais surpreso com o número de usuários que se cadastra no FTB e não retorna mais... Mesmo com esses "tempos difíceis" em que vivemos, entendo que o FTB deveria ser um local mais frequentado (com participação) de todos. Provocações nesse sentido vem sendo feitas, principalmente através de MP individual, mas o cenário parece não se alterar... Vamos buscar alternativas de acessos e comentários, até porque esse é (e continua ser) nosso objetivo maior !
  8. Na verdade a forma que encontrei de minimizar esse problema é iscar a própria piranha, de preferência as menores que conseguir pegar. Ainda melhor se conseguir usar isca viva. Não deixam de atacar, mas demora um pouco mais... Também a cabeça de peixe (traíra ou a própria piranha) são boas opções... Muito melhor enfrentar as piranhas que os botos...
  9. Caro Cristiano, Acho que é muito válido ! Acho que o operador Alan Gadelha era especializado em programas assim, com acampamentos avançados a partir de Barcelos. Conheço quem já fez isso (e repetiu) dentro de uma situação de "pura aventura". Não perca sua vontade, pois vale muito a pena !!
  10. Cristiano, Entendo seu posicionamento - que também já foi o meu há 30 anos atrás, quando iniciei minhas pescarias pelo Norte Amazônico. Dormir em rede, acampamento, pousada mofada, etc... foram coisas que superei pelas exigências (e disponibilidades) dessa "minha época" Não tínhamos muitas alternativas e éramos bem mais novos e "audaciosos" em buscar essas aventuras sem qualquer preocupação com os riscos... Os tempos mudaram com o passar dos anos e a frequência ampliada por aqueles que passaram a frequentar a Amazônia, principalmente Barcelos... Se no início eram poucos operadores (menos ainda barco hotéis), hoje já se constituem num quantitativo numeroso e (perdoe-me) excessivo ! Com tudo isso, os cuidados sanitários passaram a ser desrespeitados (ou levados à descrença) por muitos de nós pescadores... Observe que não me refiro à Covid e sim todas aquelas situações de riscos enfrentadas que abrangem até a malária, erisipela, entre outras... Não quero "cortar a vontade de ninguém", mesmo consciente das dificuldades e "modus operandi" com que as "coisas" acontecem em Barcelos. Ir de barco regional não é (nem nunca será) o problema, mas ver aquela quantidade de pessoas confinadas sem necessariamente estarem conscientes dos riscos... Enfim, não é para polemizar pois tenho certeza de que serei minoria nesse ponto de vista, até por já ter "provado desse sabor" num passado próximo. Aproveitem para usufruir desse local tão efervescente de espécies de peixes e intenso no que diz respeito a energia que nos propicia em "estar lá".
  11. Para mim mudaria muito pouco. Claro que se trata de uma enorme aventura (não nego), mas o saldo final é de alto risco, já que a chance do "desgaste físico" é imenso. Enfim é tudo uma questão de "apetite". Quanto maior a ansiedade, maior será a exposição. Áreas isoladas e quartos sem ventilação num calor amazônico é uma opção que não me atrai. Sucesso para os que forem conferir isso.
  12. Acho muito poético (lúdico) esse processo ! Claro que para o pessoal do local é o que conhecem e praticam, mas daí a achar que seja uma alternativa a ser usada, me perdoem mas não concordo. Não vou entrar no mérito do conforto, pois passar mais de 24 h num ambiente repleto de redes é para poucos (já fiz isso num barco regional pequeno e não tenho qualquer boa lembrança). Precisamos sempre estar ligados às questões de saúde, pois haverá a possibilidade (grande) de um contágio (de gripe à malária - coisas normais na região). Idas para pescar nessas condições são - novamente - para muito poucos.
  13. Cristiano, Mesmo sem plena certeza, me parece que existe uma "co-obrigação" (e acerto com a Prefeitura) deles (operadores) agilizarem o processo de pagamento e posterior ressarcimento com os grupos. De novo, nada que seja algo comprovado. No passado - quando ainda ia à Barcelos - chegou a funcionar desse modo (tinham até uma pulseirinhas...). Se funciona, não sei, mas pelo passado, é questionável...
×
×
  • Criar Novo...