Ir para conteúdo

Olá amigo que está de passagem pelo Fórum Turma do Biguá (FTB).

É um enorme prazer tê-lo em nossa casa. O fórum é aberto a todos. Pra nós, tê-lo participando é sempre um prazer. Para utilizar nossa plataforma em sua totalidade, basta clicar em CADASTRE-SE e siga os passos seguintes. É fácil e em poucos segundos você estará interagindo com todos.

Para aqueles que já se cadastraram mas não se recordam dos seus nomes de usuário, SOLICITAMOS QUE NÃO EFETUE UM NOVO CADASTRO. Basta enviar um email para fbigua@gmail.com nos informando os dados que vc se recorda, que em pouco tempo resetaremos seu perfil e enviaremos os dados para você.

Qualquer dúvida basta ser enviada para o mesmo email acima mencionado.

Att. Equipe de Moderação do FTB

Fabrício Biguá Fabrício Biguá
  • +25 °C
  • Cadastre-se

Kid M

Moderador
  • Total de itens

    10.424
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    20

Kid M venceu a última vez em Maio 16

Kid M had the most liked content!

User Groups

Sobre Kid M


  • User Group: Moderador


  • Member ID: 5


  • Rank: Super Pescador


  • Post Count: 10.424


  • Post Ratio: 2.48


  • Total Rep: 154


  • Member Of The Days Won: 20


  • Joined: 22-11-2006


  • Been With Us For: 4202 Days


  • Last Activity:


  • Atualmente:


  • Age: 65


Clubes

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Agenor Pedreira de Freitas
  • Sobre mim
    Qualquer pescaria esportiva

Informações de Perfil

  • Localização
    Salvador - BA

Últimos Visitantes

2.887 visualizações
  1. Mariano, (e amigos) Espero estar enganado, mas algo parecido com isso já ocorreu em Barcelos ! Na verdade por duas vezes com o prefeito Beleza ! Da primeira feita, a cobrança de "Licença Municipal" foi feita "no grito", e durou por pouco tempo... (alguém tomou uma providência jurídica adequada) Da segunda vez, o Município elaborou lei municipal, e a aprovou na Assembléia, com enormes promessas de "transparência" da arrecadação, limitação dos operadores e proibição da pesca dita "profissional" (barcos geleira). Nessa tinha "pulseirinha" e uma bela burocracia a ser superada... claro que não deu em nada, principalmente do destino do que foi arrecadado (e não foi pouco). Tem gente aqui do FTB que certamente vai se lembrar desse período... Desta feita há mais uma tentativa de "ordenação". Nem vou me alongar ficando nesse aspecto. Existem hoje (seguramente) mais de 50 barco-hotéis operando no Alto Amazonas. Barcelos (que tem uma boa infra estrutura de receptivo) deve ficar com uns 75 à 85% desse quantitativo. Qual o critério de avaliação / validação de quem serão os operadores ? Outro aspecto a ser avaliado, diz respeito ao número de pescadores que semanalmente estarão em busca de "seus troféus" na região. Nada diferente de hoje, MAS com um comprometimento ainda maior do operador/cliente. Média de 6 botes por barco hotel, e dois pescadores por bote, teríamos - facilmente - uma pressão de pesca de mais de 300 clientes por semana... Se acham que é isso mesmo, lembro-lhes dos inúmeros "guias" que operam sem barco hotel, diretamente a partir da cidade, e que crescem mais a cada ano... Essa turma entrará no "ordenamento" ? Temo que não... Mas contrariamente ao que possa parecer, entendo que este é um processo (ou procedimento) que precisa ser iniciado. Precisamos MESMO validar (e cobrar) ações mais coerentes de nossos representantes, e não me refiro apenas aos "políticos", mas a toda a cadeia envolvida nesse processo. Pressionar um posicionamento dos operadores (donos de barco hotéis, mesmo que isso seja função deles, até por serem "seus negócios"), da comunidade ribeirinha, dos meios de divulgação, etc... e principalmente, de algo que possibilite um acompanhamento do teor dos objetivos desses critérios ! Transparência acima de tudo, e fiscalização de todos aqueles que tem que ver com o assunto da pescaria na região, independentemente de ser operador ou cliente. Somente assim conseguiremos que nossos filhos e netos venham conhecer o que é pescar açus amazônicos.
  2. Sem discordar das ponderações feitas, gostaria de "introduzir" (calma galera !) um novo aspecto que pode complementar alguns dos pensamentos... Na busca de esportividade, cada vez mais trabalhamos com conjuntos mais leves, não apenas no peso, mas também no equilíbrio. Há pescadores que dificilmente se permitem usar iscas de fundo, pois a esportividade que procuram está "aliada" a iscas de superfície ou mesmo as de sub-superfície. Via de regra, essas iscas não são grandes, embora existam exceções ! Faço a ressalva da prática direcionada aos tucunarés, e peixes encontrados na região centro oeste e norte. Nesses locais, quanto mais natural se apresentarem as iscas, maiores serão os sucessos nas "batidas". As iscas de superfície e sub superfície, necessitam de um procedimento de "ponta de vara" ao serem recolhidas, e um líder (independente do que seja) irá prejudicar seu desempenho (mais ou menos dependendo do grau de exigência do pescador). Longe de desejar ficar perdendo "iscas", entendo que o risco precisa estar presente nas pescarias, até para fazer com que o pescador se aperfeiçoe nas suas técnicas de pincho e recolhimento. Iscas serão perdidas ? Claro que sim, mas pense na alegria de embarcar um troféu capturado com material mais leve do que seria o normal de ser usado... Pelo menos para mim (e acho que idade e experiência tem um pouco a ver...), a alegria da pescaria está em buscar a própria melhoria constante, desafiando-se a permitir mais exposição de risco a cada pescaria ! "Mas e se perder o troféu ?" - essa é a pergunta que mais tenho ouvido após essas afirmações - vamos em busca de outro ! A pescaria se resume mesmo na superação dos desafios, já que iremos (ou deveríamos) soltar os peixes embarcados. Dessa forma, por que ficar "estressado" se o peixe levou sua isca, ou mesmo escapou no recolhimento que estava sendo feito ? Assim é a pescaria. Buscar algumas "alternativas" de pequenos líderes é algo aceitável, desde que exista consciência de que as iscas (principalmente de menor tamanho ou porte) não estarão trabalhando de forma plena. Finalizando, não é meu desejo criar qualquer polêmica nesse tema, mas tão somente apresentar meu ponto de vista. Nas pescarias, precisamos ter o direito de ousar, e cada um deve saber dos riscos que isso pode levar...
  3. Caro Felipe, nada mais que uma opinião pessoal... Já usei muita coisa antes do snap, e cada vez mais prefiro não usar qualquer líder ! Quando muito, em função da questão da abrasão, um pedaço pequeno de líder de fluorcarbono ou monofilamento, este último mais macio e melhor de ser trabalhado. Empates de aço já é algo mais complicado ! Também já desisti deles há tempos, e olha que usava os encapados ! Estes agora só na pesca de espera de peixes de couro. Boca de traíra já é uma navalha, imagine a de trairão ! Se pegar na linha (independente de multi ou mono) vai cortar. Como o bote é na isca, é torcer para não "encharutar" ! Mas vamos ouvir os demais depoimentos...
  4. Pois é, nada diferente do que era esperado (pelo menos por mim). Estamos "engatinhando" com relação a um "enfrentamento" com essas empresas estrangeiras que operam pesca esportiva. Dentro do que se antevê, apenas os mais abonados é que conseguirão retornar à SIRN. Que - PELO MENOS - o município saiba tirar o proveito disso, e beneficie as comunidades ribeirinha (quero acreditar, mas não consigo...) Muito em breve mais rios estarão "loteados" para benefício de muito poucos... cada vez mais complicado...
  5. Kid M

    Molinete para os gigantes de couro

    Complementando, ele é marinizado, o que ajuda na manutenção ! 👍 Já aparece no Mercado Livre...
  6. Kid M

    Molinete para os gigantes de couro

    Acredito que um 5000 ou 6000 vai estar de bom tamanho, senão fica muito pesado para a proposta...
  7. Kid M

    Molinete para os gigantes de couro

    O novo BG é uma aposta promissora ! Está todo "requalificado", com cara nova ! Só vi até agora nos EUA (BPS), mas já deve ter no Mercado Livre Seria a minha opção ! 👍 molinetes-pesca-daiwa-.webp
  8. Kid M

    Tralha de pesca vs avião

    Pelo que sei, a definição de procedimento é de livre arbítrio da operadora. Algumas AINDA estão usando como marketing no segmento destinado aos pescadores, a inclusão da vara como bagagem normal. Já outras não só desprezam a "bagagem extra" (que pode até ter sido previamente comprada), como classificam o Tubo como "bagagem especial" (fora dos limites de tamanho). Acredito que grande parte dos aeroportos (embarques) estão usando um pouco de bom senso, embora as regras quanto ao tamanho do volume a ser transportado (quilos e tamanho - perímetro - do volume) já estejam em vigor... (ressalvados os bilhetes comprados anteriormente). As empresas - em contra partida - ficaram de abaixar os preços das passagens... (não vi qualquer mudança nisso). Ainda teremos um momento em que os aeroportos estarão liberados para outras empresas aéreas atuar, sem regras e dentro da competição de mercado... Vai ser difícil as atuais se manterem...
  9. Aprimorando o estilo em cada modelo ! Parabéns !
  10. Prezados, Já houve um tempo (lá pra trás...) em que "fazer experiências" era algo necessário, pois as iscas artificiais disponíveis (fora as Faria) eram estrangeiras, estas sempre focadas em peixes de ação mais suave que os nossos tropicais. Garateias frágeis era uma constância, e trocá-las exigia um bom esforço pois não havia a multiplicidade de ofertas hoje existentes. Colocar "rabiola", mais peso num dos anzóis, trocar as argolas que prendem as garateias, e buscar um distorcedor para usar com as colheres que não trançasse a linha mono era um sufoco (as de rolamento anda não existiam). Tudo isso virou passado. A indústria nacional reagiu à pressão de demanda (muito em função de ícones como o Rubinho, Gugu, entre outro - inclusive o próprio Pepe, no que pese seu aspecto de garoto), e a Moro, Deconto, Borboleta, Lurjensen (quantas não foram as vezes que nós pecadores testávamos os modelos para o Jenner Leite), e outras mais... Surgiu também o mercado das réplicas, "pirataria" não da ideia original, mas da isca inteira, algumas delas devidamente "tropicalizadas". A realidade é que ingressamos no mercado mundia de consumo, e com isso, as marcas estrangeiras passaram nos olhar com outra dimensão, não apenas nas iscas, mas no conjunto de pesca. Adeus "Paoli" para muitos dos pescadores... Nos dias atuais, já me tornei adepto de preservar o trabalho de desenvolvimento das fábricas, se elas nacionais ou estrangeiras. Troca de algumas garateias e argolas (iscas estrangeiras) somente nas pescarias de grandes açus amazônicos. Fora disso, não vejo qualquer necessidade (exceto a T20 e T10 - sempre) de "querer inventar". Contudo, é compreensível a vontade de alguns que pescam, de "ajustarem" suas iscas da forma que julguem ser melhor (não nos esqueçamos que parte do encantamento da pesca esportiva, é a imaginação das situações e dos arremessos realizados). Isso também está valendo...
  11. Mais uma "obra de arte" by Marbele Company ! Acredito que seja uma vara direcionada aos robalinhos, apesar da "pegada extra fast", mas como tem o trabalho do blank moderado, deve ser por aí... Compete fácil com as Redai que passaram por minhas mãos ! Na verdade, com qualquer delas, pescar fica muito mais fácil... A empunhadura do cabo está como eu gosto, longa para apoiar no antebraço, e o padrão de qualidade permanece o de sempre ! 👏 Grande Marcão e família, PARABÉNS ! 💥
  12. Hugo, Imaginei que não seria algo fácil e simples de ser encontrado... o Zauber existe sim, mas só através do E-Bay, e aí sai muito caro... Esse modelo "Zester" (fabricado pela Sumax - deve ser uma licença da Ryobi - não me parece ser ruim, a começar pelo preço), mas ainda não o peguei nas mãos para confirmar isso... MATERIAL DE VENDA O Zester VX 4000 é confeccionado com o corpo totalmente em metal, sob design e engenharia japonesa! Conta com sistema de baixa oscilação para um desempenho extra suave, aliado a grande força de tração. Desempenho especial para pesca de arremesso em água doce, excelente para o mar e costeiras! Além disso o Zester conta com: - V-Shaped Rotor (Rotor extra reforçado); - V-Shaped Large Spool (Carretel projetado para otimizar o arremesso); - 5 Rolamentos; Especificações: Modelo: Zester VX 4000 Rolamentos: 5 Capacidade de linha: 0,25mm - 290m / 0,30mm - 180m / 0,35mm / 130m Recolhimento: 5.0:1 Material do corpo: Alumínio Material do carretel: Alumínio Drag: 6kg Peso: 290g Avalie se não lhe interessa ! Sucesso
  13. Quem tem Ryobi não quer mais sair deles... O Zauber é o mais recomendado !
  14. Kid M

    molinete daiwa regal x 4000

    Caro Wilson, Os molinetes Regal são (sempre foram) excelentes ! Possuo todos os tamanhos da linha "Z" (acho que descontinuada e/ou substituída pela "X") Atualmente uso (e não troco) os Ryobi Zauber (já citados pelo Gabriel Bessa). São inigualáveis... pequenos, resistentes, macios e confiáveis (servem também para mar) A dificuldade contudo é encontrá-los no Brasil ! O Ryobi Applause é um pouco inferior, mas também muito bom ! Se estiver disposto a investir em algo mais duradouro, os Ryobis são uma boa alternativa. O Regal continuam sendo uma boa opção !
  15. Kid M

    [Pioneirismo] Coaching de Pesca Esportiva

    Amigo Marcel, Não o conhecesse, diria que estaria se "amostrando" com tanto peixe exibido... 🤣🤣 Tenho certeza de que essa "nova iniciativa" complementa todas as demais fases que já superou ! A questão da visão do pescador com relação ao que está sendo proposto através "coaching" ainda é pouco esclarecida. Pioneirismo tem essa questão ! Apenas fazendo um paralelo, há tempos (muito tempo), a ideia de ter um guia de pesca era esquisita. Na abundância de outrora, o "piloteiro" era mais que suficiente para as pescarias funcionarem... Tempo em que não se falava em motor elétrico, e até mesmo em "pesque e solte". Depois a evolução foi chegando e com ela as melhorias das tralhas e os novos conceitos de pesca esportiva. Romper os paradigmas sempre será uma função difícil e feita apenas por aqueles (como você) que acreditam no propósito oferecido. Particularmente e pessoalmente, acho o propósito fantástico não apenas para os que estão começando, como também para os que estão a beira da aposentadoria como eu ! Ainda me acho tão necessitado de aprendizados, que esse esquema seria uma coisa a ser pensada ! Quem sabe não me convenço a mudar de molinete para carretilha ? 😁 Tenho a convicção que muito em breve você já terá expandido seus horizontes dentre desse enorme potencial de pesca, que é nosso país ! Sucesso será uma decorrência natural do seu trabalho, sempre ético, perspicaz e elegante perante seus colegas e amigos ! Nem preciso lhe desejar sorte...
×