Ir para conteúdo

Kid M

Moderador
  • Total de itens

    10.778
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    41

Tudo que Kid M postou

  1. Kid M

    Serviços de logística !

    Já tem um tempo que não me pronuncio, ou melhor, abro um novo tópico aqui na Sala de Bate Papo ! Gostaria de me manifestar sobre as questões de logística das encomendas / compras realizadas dentro do nosso País ! Falando sobre os "Correios" (nosso atual "elefante" que já prestou excelentes serviços no passado), é muito difícil entender a opção estratégica de alguém que detinha um "monopólio" dessa atividade se afastar de uma eficiência que é o principal item requerido para atuar nessa área de logística ! Nem preciso mencionar que os valores cobrados nos dias de hoje se tornaram absurdos, mesmo com a péssima qualidade do serviço prestada ! Se for para chegar, tem mesmo que apelar para o Sedex (bem mais caro) e mesmo assim com restrições de entrega - não compensa o benefício x custo ! Receber encomendas por PAC é uma loteria ainda mais se direcionada para o Nordeste. Tudo indica que irá ser privatizado a título de "economia"... embora seu problema mesmo seja uma questão de Gestão ! Quem sabe o novo dono venha fazer o que dele se espera ? Tomara que sim... Há empresas privadas que trabalham com esse tipo de logística (todas as companhias aéreas tem seu nicho de serviço em atividade), mas realmente umas poucas colocam a qualidade de seus serviços (mais caros que os demais) em prioridade perante seus clientes ! Pegar a domicílio, embarque, tracking eficiente, entrega, etc... é simplesmente uma rotina acompanhada (e aferida) por essas empresas ditas "de ponta" ! Para não ficar "vago", listo como exemplo a DHL, UPS, Fedex, etc... (só algumas delas). Pois bem, o que me assusta é que uma encomenda postada num determinado dia é transportada neste mesmo dia, chega no seu destino (aeroporto) e não consegue ser entregue ao cliente há diversos dias... (está no depósito da empresa aguardando rota para ser despachada). Também não vou deixar de mencionar esse serviço, pois é preciso ficar alerta na hora da escolha ! Trata-se da LATAN Cargo. Começa bem o serviço (dentro do que se propõe a executar) mas se perde nos detalhes que fazem a diferença perante os clientes ! Acredito que não tenham competência para se qualificarem e disputarem "esse mercado" com quem é do ramo ! Aproveitam os canais de distribuição já existentes para "arriscarem-se" nessa atividade, mas deverão ter "vida curta" salvo se conseguirem rever a questão de controles e acompanhamentos de suas cargas. De minha parte já perderam a oportunidade de fidelização ! Pago mais um pouco e fico satisfeito... E com vocês isso também acontece ou é algo que "fui escolhido" para "sofrer"... ?
  2. Kid M

    PROGRAMA ANTIGO...BONS TEMPOS...

    Obrigado Cristiano, Também havia assistido esse programa lá e então... Muito bom rever essas lembranças ! Faltou apenas a "inclusão" das iscas artificiais nessa reportagem ! Quanto ao rio Maracá, desconheço quem já tenha se aventurado por lá !
  3. Marcão, Duas coisas... 1. É (ou era) para ser surpresa... 2. Ele é Baêea, e não Grêmio, mas ficou linda...
  4. Kid M

    Semelhança com as taxas em SIRN e Barcelos ???

    Giovani, Assim como você, acredito que a grande maioria dos pescadores "estranha" essas taxas cobradas em Barcelos e/ou SIRN. É para estranhar mesmo, pois não vemos qualquer benefício desses pagamentos. Não me refiro a valores e sim a do que fazem com esses recursos ! Cobrar por cobrar (mesmo após a criação municipal de uma lei que autoriza isso) é o que nos parece existir ! O coerente (não estou entrando no mérito de ser ou não justo) é reconhecermos algum tipo de consequência dessa cobrança e isso me parece ser algo quase que unânime. Beneficiam o que mesmo ? Quando se faz um "pedágio" (e essas cobranças não deixam de ser um pouco isso) há uma contrapartida estabelecida previamente e acompanhada pelas agências reguladoras, mas nesse caso qual o acompanhamento ou transparência de uso dessa arrecadação ? Posso até estar completamente errado nessa minha visão, mas depois de tanta corrupção e má gestão da classe política nesse nosso país, é difícil pensar diferente disso ! Como é possível haver uma taxa de licença de pesca federal, e outras estaduais e municipais ? Não vejo a lógica nisso... Acho mais fácil "não implementarem" do que "abrirem mão" dessas cobranças...
  5. Kid M

    Algumas fotos do mar

    Leandro, Belas fotos ! Já estamos providenciando um local para elas serem postadas... (não demora) !
  6. Kid M

    Varas Quebradas

    Superar o trauma pela perda e se livrar "do corpo" o mais rápido possível para não dar arrependimento.
  7. Kid M

    Sugestão para pesca em 2020

    Araguaia é local onde se encontra as duas modalidades, e indicações de Operadores é o que não falta no Fórum !
  8. Kid M

    GRANDE PERDA PARA A PESCA ESPORTIVA

    Mais um desses nomes ícones de um passado não muito distante que sempre buscou a melhoria preservacionista ! Não o conheci pessoalmente, mas sua fama não possuía fronteiras ! Precisamos de reposição de gente desse quilate !
  9. Diante de tantas variáveis, acredito que esse perfil possa ser útil àqueles que "mapeiam" uma época de menor risco ! Valeu Marcos ! Era essa mesma a minha pretensão. SHOW
  10. Me parece terem surgido numa determinada época da nossa vida, em nossas pescarias que pareceram ser bem estruturados, mas na verdade a maioria dos Grupo de Pesca termina "se perdendo" ao longo do tempo. Aquilo que chegou a um clímax de empolgação e fixação a cada pescaria vai se "diluindo no tempo" e raros são aqueles que conseguem se manter ativos. Claro que existem exceções, algumas das quais conhecidas por muitos de nós, porém onde se encontram aquelas turmas com quem contracenávamos num passado nem tão distante assim ? Fiz questão de postar algumas logomarcas desses grupos até mesmo com um pouco de nostalgia, embora grande parte de seus integrantes permaneçam amigos e mais que isso, pescando sempre... Mas "o Grupo" onde foi parar ? Será que "crescemos" e não mais nos anima "fazer parte" de algo coletivo (e aí incluo os Fóruns de Pesca) ? Será que nos acostumamos a ter alguém a frente de tudo e esse alguém "partiu para outra coisa" e ninguém o substituiu ? Será talvez que as pessoas hoje tem menos "intensidade" em frequentar um lugar comum para tratar de suas pescarias, suas tralhas, etc... ou seja, se cansaram de tudo isso que antes era primordial ? Será também que os "objetivos de vida" hoje são mais ambiciosos que outrora ? Ir pescar (onde quer que seja) é algo possível de se fazer com um pouco de planejamento e poupança programada... Por que (ou pra que) um "clube da esquina" (mesmo que seja virtual) ? Acredito que de todas as "provocações" feitas, existem inúmeros "pedacinhos" a serem colocados num mesmo "Grupo de Fatores" em busca da "resposta certa". E digo mais, as respostas não necessariamente são as mesmas, embora seu "DNA" esteja composto de razões similares. Lembro sempre que o prazer de pescar é algo fadado a existir sempre nos indivíduos que gostam dessa atividade. Comemorar os feitos é do ser humano, por mais discrição possa haver nisso. Entendo que todos nós (ou grande parte) temos uma evolução de nossas prioridades, alguns atrelados a involução de qualidade de vida, mas outros em buscas maiores de conquista e de realização. Não me refiro necessariamente às questões profissionais ou até mesmo familiares, mas as coisas que até bem pouco tempo atrás nos motivavam a "enfrentar a ira" do chegar em casa tarde por ter passado um enorme tempo "jogando conversa fora" (sobre pescaria). Talvez esse tempo de "jogando conversa fora" possa nos fazer falta num futuro não muito distante, quando a velhice e morte nos levar antigos companheiros de Grupo. Se o "Mal de Alzheimer" permitir, ainda teremos o consolo das lembranças das brincadeiras feitas, das mentiras pregadas, das experiências realizadas e quem sabe até daquela sensação de adrenalina nunca esquecida pela "peleja" com um dos nossos primeiros troféus... Camisetas preparadas, garateias trocadas, iscas "envenenadas", varas customizadas e toda aquela alegria de convivência e exibição junto dos fraternos companheiros de aventuras. Quem de nós não tem "causos" já gastos de tanta repetição nas rodas desses amigos ? Partimos para um "novo estágio" na correria crescente que nos impulsiona a vida competitiva do cotidiano ! Claro que cada vez mais pescamos menos do que gostaríamos, mas estamos (parecemos estar) mais conformados com isso... Novos desafios, novas (e antigas) dificuldades a serem superadas e até mesmo aquela "preguiça" que se apodera cada vez mais do nosso corpo e permeia nosso cérebro ! Novos compromissos, ampliação da família, chegada dos netos, maior "quinhão de trabalho" e certamente menos tempo reservado a si próprio (aposentado não tem paz... nem eles !). Mas vamos em frente, quer seja através de um Fórum, quer através da "FishTV" (ou similar), ou se programando para fazer "aquela pescaria prometida há tempos" e que jamais conseguirá ser efetivada. A experiência da vida pelos anos de prática nos conduz a ser mais comedidos e "pacíficos", principalmente por conta de nossas "amarras", sejam elas emocionais, familiares e até mesmo econômicas. Não deixamos (em momento algum) de pensar em voltar a ter um Grupo de Pesca, onde - quase sempre - regressamos à juventude pelas brincadeiras e vontade de sermos felizes fazendo aquilo que nos trás muitas alegrias. O tempo contudo é (e será sempre) cruel com aqueles que deixaram de usufruir desses momentos, mesmo que inconscientemente pela época em que viveram suas juventudes. Pena daqueles que não tiveram a oportunidade de ter um pai, tio ou avô de companheiro numa dessas pescarias, ainda que de lambaris num córrego perto de casa. Esses momentos são mágicos e certamente o "berço" de qualquer Grupo de Pesca posteriormente formado com os "amigos de sempre", não apenas de pescarias, mas de toda a vida.
  11. Beleza Marco, Sugiro (se é que posso) que junto ao gráfico existente poste um segundo apenas com a linha representando a média verificada. Mesmo que não seja algo que possa oferecer uma "certeza" indicará a "tendência" registrada nesses últimos anos... Para os que não são muito detalhistas, o perfil da curva já sinalizará a forma de comportamento da bacia do rio Negro.
  12. Kid M

    APROVADO - Barco Hotel SAVANA - Barcelos Am

    Indiscutivelmente é um excelente grupo de piloteiros ! Já pesquei com alguns deles ! O barco hotel também parece ser muito bem cuidado ! Uma ótima alternativa ! Seria interessante postar uma ideia de preço por pessoa e quantos dias pescando !
  13. Absoluta realidade ! O problema que enfrentei (daí meu alerta) foi a impossibilidade de seguir no rio desejado e ter que ir a outro... (claro que não funcionou como o desejado). Mas SIRN é local de boa pesca sim...
  14. Para que estiver com disponibilidade a data é interessante e o barquinho é mais que esperto... A questão que falta informar é a do rio em que irão pescar, depois do "loteamento ambiental" que foi feito... De qualquer forma, a opção de SIRN é sempre uma boa oportunidade de encontrar um troféu de 2 dígitos !
  15. Qual seria a sua recomendação ? E qual a melhor "janela" para pescar na Maçarico ?
  16. Thiago, Entendo seu "passatempo", mas reconheçamos que esse é um trabalhinho "ingrato" e o benefício x custo de um feito industrialmente é muito mais simples. Não tenho mais trabalhado com empates pequenos, optando (quando é o caso) por uns preparados e reforçados...
  17. Kid M

    O que esperar de um operador de pesca ?

    Endosso o conselho ! Já escrevi sobre isso em algum das minhas "considerações". Saber o que esperar é uma diretriz importante, mesmo que a expectativa seja diminuída. A verdade sempre. Nada mais coerente que isso ! A busca de auto-afirmação no mercado competitivo (e ofertado) de pacotes de pesca tem desviado a atenção do que realmente interessa. Claro que bons serviços de "hotelaria" são importantes e tem gente que os valoriza (não fujo de minha realidade), mas é fundamental manter o foco naquilo que leva as pessoas a quererem ir pescar... Mais do que um "boa praça", esse profissional irá lhe possibilitar a oportunidade de fazer boas pescarias. Temos alguns bons profissionais de pesca, assim como outro tanto de "gestores de navegação". Por fim, Acredito que sim, mais até pela vontade de ser (ou ter) mais que o disponibilizado. Também entendo que sim, pois o nível de qualidade e padrão de excelência que está acostumado a ter e oferecer dificilmente evolui de forma natural. Tem que acontecer algo para promover uma mudança e/ou reflexão sobre qualquer tema. Por outro lado os pescadores brasileiros (na sua maioria) se adaptam às circunstâncias e permitem a manutenção desse "status quo".
  18. Amigos, Essa é uma "questão recorrente" embora quase sempre tratada apenas quando a experiência foi negativa... O preparo para uma pescaria de uma semana (ou quase isso) é algo feito com bastante antecedência (ou deveria ser...) Logística, vôos, traslados, refeições, hospedagem e toda essa tranqueira que precisa ser vista e revista, sempre com muita ansiedade. Talvez a parte mais importante para que tudo venha dar certo (respeitando a questão climática) é feita - generalizando - com pouco aprofundamento... Retornar a um já conhecido operador de pesca (ou sua estrutura disponibilizada) é quase sempre uma tarefa preferida por quem coordena o grupo de pesca. Possivelmente por já conhecer os itens que possam vir causar problemas no grupo, e cuidar deles antecipadamente... (pouca cerveja, gasolina, bote reserva, piloteiros sem experiência, comida de qualidade questionável, pontos de pesca, comunicação e por aí segue... quem coordena sabe bem ao que me refiro). A recomendação mais adequada aos que começam agora esse "patamar" de pescar com uma assistência profissional de um guia ou mesmo operação de pesca, é que não deixem de fazer suas pesquisas ANTES de contratarem/pagarem o serviço. Não se importem de passar "por chatos", pois quanto mais esclarecimento tiverem, menor serão as surpresas adversas às expectativas ! Esclareçam logo que nada melhor que a verdade ! Levar equipamento para pescar couro numa localidade onde esse peixe é difícil de ser encontrado, é aumentar a raiva e frustração. Melhor saber a realidade e se adequar a ela ANTES da pescaria. Mas se o propósito for pegar peixe de couro, claro que o local/operação é que deve mudar... Promessas de troféus são quase sempre recorrentes nas operações de pesca, principalmente nas chegadas aos locais escolhidos onde quase sempre "somos informados" que na semana anterior os brutos estavam assanhados e possivelmente na semana após a pescaria é que vai ficar ainda melhor... (isso faz parte do jogo - não pode é acreditar...) Um bom operador poderá lhe informar aquilo que ele estará lhe oferecendo (e aí é marketing de venda mesmo), mas você não deve perder a oportunidade de questionar e/ou perguntar sobre questões quase sempre esquecidas, como comunicação, resgate no caso de acidente, vacinas, remédios disponíveis e os que devem ser levados, etc... A lista é grande e recomendo sempre um "check list" para o coordenador do grupo (quase sempre o com maior experiência) ir anotando essas questões. Por fim é importante lembrar que "o operador" é tão somente um prestador de serviços, remunerado para fazer (ou verificar que seja feito) tudo aquilo que "anunciou". Ele não poderá garantir uma "boa pescaria", mesmo com seus piloteiros treinados, mas deverá garantir tudo aquilo que nos ajuda a passar um tempo de alegria em torno da pescaria. Pegar peixe nem sempre é o mais importante (acreditem nisso), mas ter um serviço abaixo do esperado é algo que tira as pessoas (pescadores) do sério. Pesquisar sempre, buscar informações com quem já usou o serviço, são indicadores para que se diminua a "janela" de insucesso durante o período de pesca. Por outro lado, o sucesso do serviço praticamente fideliza o grupo por muito tempo... Falo por mim e nosso grupo que sempre pesca no rio Negro com o mesmo operador, desde sempre...
  19. Vamos ver SE HÁ COMENTÁRIOS !
  20. Kid M

    Reminiscências de um tempo...

    Perdoem-me aqueles que se permitem ler esses tópicos que venho postando como "considerações", alguns dos quais relativamente extensos... (acabam sendo). Uma das formas que me parece interessante de buscar participações nesse nosso Fórum, vez que este já começa dar mostras de diminuição dos usuários "realmente ativos". Nada que não seja interpretado como uma "fase" onde os interesses (ou disponibilidade de tempo) estejam mais "ariscos" de uma participação efetiva. Já vimos isso acontecer antes e quase sempre retomam mais adiante... O tema de hoje é "saudosista" e poderá trazer à lembrança alguns fatos que estão guardados nas memórias mais antigas de alguns de nós! Pescar com varinha de bambu, nylon, boia e anzol "mosquitinho" é algo que quase sempre nos remete à idade em que tínhamos a liberdade (e prazer) de procurar pelas minhocas a serem usadas nas pequenas barragens, ou riachos de locais "de roça" onde eventualmente frequentávamos ! Por vezes alguns parentes de idade mais velha eram intitulados como responsáveis pela ida do "grupo" (mínimo, na maior parte das vezes), ou com a presença de alguém mais velho (pai, tio ou avô). Os lambaris (piabas no nordeste) eram velozes nos ataques à iscas oferecidas e não fosse a quantidade dos cardumes, podia se correr o risco de perder a grande maioria das "investidas". Mas era só o jeito de dar o tranco na ponta do bambu e orgulhosamente exibir mais uma captura (me lembro que eram todos praticamente de um mesmo tamanho, parecendo terem sido "clonados"). O tempo se tornava nosso inimigo pela pressa com que esgotava aqueles momentos de folguedo e genuína alegria ! Levar uma "fieira" de lambaris para casa era motivo de enorme orgulho (muitas vezes maior do avô do que do neto...). Já nesse tempo, antes de qualquer "evocação de ecologia", já era um hábito existente a libertação de grande parte dos peixes apanhados, pois não haveria sequer como utilizá-los nas frituras com farinha de trigo. O grau de consciência das pessoas nesse sentido era algo bastante natural e talvez por conta disso parte dessas noções de "equilíbrio" tenham ficado impregnadas no subconsciente, embora adormecidas na fase do "trazer para casa" na época das aventuras e excursões... Impressiona-me nos dias de hoje a dificuldade existente em encontrar um material mais simples como os de outrora ! Tenho "receio" de me deparar com uma simples varinha de bambu "made in China" quando for renovar as minhas antigas para uso dos meus netos (já usam as minhas "relíquias" sob supervisão). As linhas de monofilamento (esse é o atual nome para "nylon") permanecem como antes, embora os fabricantes de hoje já não sejam os que ficaram na memória (pelo menos na minha). O chumbinho do peso permanece inalterado, mas a pequena boia mereceu um "banho de loja", não apenas no formato, mas na forma e atuar com a batida do peixe (fica até uma "covardia" com os peixes). Já os anzóis "mosquitinhos" se tornaram mais escassos, sendo constantemente substituídos por uns "moscas" pelo seu tamanho de maior envergadura. Parte dessa "evolução" é devida pela infestação das prolíferas tilápias nos nossos principais cursos de água, e como crescem bem mais que os lambaris, os anzóis foram ajustados para essa demanda. Hoje em dia buscamos nossa diversão em torno de peixes mais brigadores, como o dourado, tucunaré, matrinxã, e tantos outros que costumamos encontrar nas nossas pescarias. Momentos de enorme prazer no embarque desses quase campeões de "MMA" (ou UFC) dos rios. Estamos melhor equipados, com material de tecnologia moderna e competitiva, onde a esportividade nos permite ter ondas de adrenalina ao longo desses "cabos de guerra" travados entre o peixe e o pescador. Muita farra e alegria nessas conquistas fazem parte das nossas aventuras da atualidade e como nos fazem bem, mesmo sendo de poucos dias no ano... Todavia aqueles que tiveram a oportunidade de participar das "pescas de lambari" na infância, na companhia de "alguém", saberão que o sentimento de alegria já é seu conhecido, embora o de criança venha sempre ser muito mais apreciado...
  21. Kid M

    Alteração Tamanho Vara

    Sérgio, Acho o mais "aconselhável" nessa situação, vender (ou guardar para outro momento - inclusive "dar de presente") e substituir por algo que lhe atenda melhor. Varas são projetadas para realizar um tipo de trabalho e modificações no blank geralmente trazem menos vantagens e quase sempre se tornam "tralha encostada". Não quero desmerecer o presente, mas isso seria o que faria ! Hoje em dia não justifica mais ficar procurando "ajustar" esse tipo de tralha. Acha coisa em conta (R$)...
  22. Alguém pode me passar informações sobre "Cabana Nativa. Localizado na Região do Rio Juma" ? Pelo que pude verificar fica distante 2h30' de Manaus (de carro).
  23. Kid M

    Isca high roller

    Bom dia Junior, seja bem vindo ! Um dos locais (não o único) que sempre têm essas iscas é na Sucuri Pesca Aventura ! https://www.sucuripesca.com.br/index.php?route=product/search&search=high roller Já está de frente para o gol... De repente você as pega numa das lojas em Manaus... Sucesso !
  24. Kid M

    Carteira de Pesca

    Também já estou com a minha carteirinha liberada. Jogo rápido se você é isento ou já realizou seu pagamento ! Até que enfim algo funcionando (e bem) nesse setor !
×