Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''açu''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Bate Papo Geral e Assuntos Correlatos.
    • Selecione a sala abaixo:
  • Pesca em Água Doce
    • Assuntos Gerais (água doce)
    • Equipamentos de Pesca (água doce)
    • Relatos de pescaria (água doce)
  • Pescaria em Água Salgada.
    • Assuntos Gerais (água salgada)
    • Equipamentos de Pesca (água salgada)
    • Relatos de pescaria (água salgada)
  • Pesqueiros (pesca-e-pague), Fly Fishing e Caiaque.
    • Selecione o tipo de pescaria abaixo:
  • Náutica
    • Tudo sobre náutica
    • BassBoat Brasil
  • Eletrônicos
    • Selecione a sala
  • Aprenda a usar o fórum. Entenda como ele funciona.
    • Selecione a sala
  • Anúncios Globais e Anunciantes
    • Anunciantes do FTB. Promoções aos nossos amigos pescadores!
  • Club das 22lbs
    • Galeria 22lbs. Só monstro acima de 10Kg.
  • Pacotes de pesca dos nossos usuários
    • Em Andamento
  • Classificados
    • Selecione a sala abaixo:
  • Grupos Organizados
    • Traga a sua turma de pesca pra cá. É fácil e rápido.

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Nome + Sobrenome (obrigatório)


Localização

Encontrado 53 registros

  1. Com a atualização do fórum, resolvi atualizar tb a lista de todos os recordes mundiais do tucunaré. Agora foi a vez do Tucunaré Açu por tamanho. Interessante constatar que em 5 anos, chegaram perto, mas não passaram os 2cm necessários para quebrar o recorde do Dini (capturado em 2014). Depois de todos estes anos, analisando esta questão, tudo me leva a crer que antes, pelo fato de não haver esta categoria All Tackle (Length), ou por tamanho, os nossos pescadores não mediam o peixe corretamente. E falo por mim mesmo, que antes media meus peixes com uma fita de costura comum. Claro q a fita não estava mentindo, mas, como as medidas serviam apenas para termos uma noção do tamanho, fazíamos a medição por toda a lateral do peixe, q ainda estava na vertical, dependurado pelo bogagrip. Tenho certeza que muitos amigos mediram peixes usando pedaços de varas, tôcos de madeira, pedaços de linha, e por aí vai. Fato é q não é fácil capturar um peixe com mais de 89cm. Aqui a foto de todos os recordistas. Aqui o link do post do Dini falando da quebra. https://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/38687-recorde-mundial-tucunaré-açu-89cm-carlos-dini/ Aqui o link do posto do Ednaldo Lazzarin falando da quebra. https://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/40340-recorde-mundial-tucunare-açu-90cm-ednaldo-lazarin/
  2. Turma, caso não saibam eu monto e organizo muitos grupos para o amazonas. O Cido e Fabio (proprietários) da operação Savana Sport Fishing são nota 10. Atendem todas as minhas exigências (sou chato pra caramba) e apresentam um contrato de prestação de serviço que é exemplar. Rodam os afluentes da região de Barcelos como ninguém. Cravei no meu GPS diversas viagens com mais de 350km rodados com o barco Hotel. A operação aposta muito no calado baixo do barco que atende até 12 pescadores, na estrutura com mecânica perfeita e no atendimento da tripulação. A Tripulação é incrível. Olha o nível dos guias: Branco, Kelson, Renato (primo Kelson), Chupita, Sr. Luiz, Fabiano... Este time é um grande diferencial. Nossa cozinheira Perla já trabalhou comigo e agora integrou a equipe. O garçom Ronny é praticamente um mordomo hehe. Governa tudo lá com os clientes... Focados nos peixes grandes! Buscam navegar para encontrar nível de água e tucunaré grande! São exemplares! Fica aqui meu APROVADO e algumas fotos da operação
  3. Rio secando e começou a aparecer os bocudos!! 🎣💥 peixe capturado nesse final de Semana pelo pescador Emerson Souza
  4. Nova isca que promete bombar entre os pescadores amazônicos Spinner Laser Marine Sports PEIXINHO (Equipado com anzol VMC inline 4/0 e split ring Varivas 100lbs) Quem é mais antigo no forum lembra do grande sucesso da Imakatsu Kazlla... Esse Spinner agora promete superar a Kazlla... à noite eu atualizo o tópico com um vídeo da captura de Açus com a isca... mas desde já fica uma fotinha pra assanhar as lombrigas: PEIXINHO1.mp4 Vídeo adicionado
  5. Olá Amigos pescadores A Empresa PERSONAL FISHING tem o orgulho em apresentar o seu mais novo empreendimento em pesca esportiva! A Pousada PERSONAL FISHING !!! Entrem no site http://www.personalfishing.com.br e confira as informações e TARIFÁRIO PROMOCIONAL de INAUGURAÇÃO para temporada 2019/2020 ( setembro a março) 💥💥💥PACOTE DE 4 DIAS💥💥💥 Sendo 4 Noites hospedagem com 3 Dias e 1/2 de pesca. (valores por pescador) *BASS BOAT (DUPLO) ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$ 5.990,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data do pacote. R$ 7.200,00 no cartão crédito em 12 x sem juros *BASS BOAT (TRIPLO)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$4.990,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data do pacote. R$ 6.000,00 no cartão crédito em 12 x sem juros *BARCO DE ALUMÍNIO (DUPLO)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$ 3.990,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data do pacote. (Com acréscimo de 1% por parcela) R$ 4.800,00 no cartão crédito em 12 x sem juros *BARCO DE ALUMÍNIO (TRIPLO)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$2.990,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data do pacote. (Com acréscimo de 1% por parcela) R$ 3.600,00 no cartão crédito em 12 x sem juros 💥💥💥PACOTE DE 8 DIAS💥💥💥 Sendo 8 Noites hospedagem com 7 Dias e 1/2 de pesca. * (valor por pescador) *BASS BOAT (Duplo)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$ 11.690,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data reservada. R$ 14.030,00 no cartão crédito em até 12 x sem juros *BASS BOAT (Triplo)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$ 9.990,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data reservada. R$ 11.990,00 no cartão crédito em até 12 x sem juros *BARCO DE ALUMÍNIO (Duplo)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$ 6.490,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data reservada. R$ 7.800,00 no cartão crédito em até 12 x sem juros *BARCO DE ALUMÍNIO (TRIPLO)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ 👉 *R$ 5.490,00* A VISTA no Boleto Bancário ou dividido pela quantidade de meses que antecede o mês da data do pacote. R$ 6.590,00 no cartão crédito em 12 x sem juros ⚠️ INTERESSADOS EM CONQUISTAR PACOTE FREE? 🔝🔝🔝🔝🔝🔝 👉 GRUPO DE 8 pescadores (Você + 7 ) pescar em Barco de Alumínio DUPLO 👉 GRUPO DE 12 pescadores (Você + 11 ) pescar em Barco de Alumínio TRIPLO 👉 GRUPO 8 pescadores (Você +7) pescar em Bass Boat (DUPLO) 👉 GRUPO 12 pescadores (Você +11) pescar em Bass Boat (TRIPLO) 😉👍🏽 (valores sujeitos a alterações sem aviso prévio) ✅ INCLUSO: * Voo de Manaus a Barcelos ida e volta * Traslado Veicular Aeroporto Barcelos a pousada ida e volta. * Estadias na Pousada. * Três Refeições e petiscos. * BASS BOAT ou BARCO DE ALUMÍNIO completo com tanque cheio de Gasolina todos os dias (embarcação conforme o pacote adquirido) * Guia profissional nativo da região. * Bebidas a vontade ( Cerveja,Refrigerante, Água Mineral) * taxa de Turismo de Barcelos * Sistema de radio VHF * monitoramento por GPS durante a pescaria via SPOT * Wi-Fi * Seguro Viagem ❌ NÃO INCLUSO: * Voo de origem a Manaus * Hotel em Manaus * Transfer ou Passeio por Manaus ( Uber, Taxi ou particular) * Excesso de bagagem * Bebidas Alcóolicas VINHO, VODKA, WISKY (poderão ser compradas na pousada) * Equipamento de pesca (poderão ser alugados na pousada) * Licença de pesca Nacional * Suvenir em Manaus ou na Pousada * Gorjetas * Demais itens que não constar no descritivo incluso. www.personalfishing.com.br CONSULTEM sobre Datas disponíveis!!! PERSONAL FISHING O LEVA AONDE O PEIXE ESTÁ !
  6. Olá Amigos Pescadores De 27 de Outubro a 03 de Novembro 2018. Amigos Pescadores: Grupo Completo Pacote: Pacote de 7 dias com 6 dias de pesca. Recepção e 3 tranfers de van para o grupo em Manaus. No Sábado o embarque no aeroporto Eduardinho de Manaus com destino a Barcelos, estimado em 1 hora de voo. Recepção da equipe do barco hotel no aeroporto e embarque para a estrutura do barco, a turma se acomoda nas suítes com os petiscos e o almoço será servido as 12h00. Após o Almoço a equipe de piloteiros estará aguardando os pescadores para sair para iniciar a pescaria. Domingo a Quinta após as 5h30 será servido o café da manhã e as 6 se inicia a pescaria. Por volta das 12h00 será servido o almoço com a opção de almoçar próximo ao ponto de pesca ou também poderá voltar para almoçar na Lancha. A partir das 18h00 será servido o Happy Hour e o jantar será servido a partir das 20h00. Sexta o café as 5h30 e a partir das 6h00 se inicia a pescaria até as 12h00 que se encerra. Incluso no Pacote: Bebidas (exceto destiladas) Comidas Gasolina Voadeira com 2 plataformas Motor de popa de 25hps Motor elétrico Guia experiente Restaurante e quartos climatizados Não inclusos Passagens aéreas do estado de origem até Manaus e de retorno ao estado de origem. Aéreo: Manaus > Barcelos + Barcelos > Manaus. Telefonemas via satélite (temos Iridiun). Hotel na cidade. Socorro médico. Materiais de pesca. Bebidas aqui não especificadas. Extras de caráter pessoal. Gorjetas e gratificações. Seguro viagem. Licença de pesca. Taxas. Qualquer dúvida e interesse estou a dispor. Email para contato- Franciscoformigoni@gmail.com Abraços
  7. O peixe capturado no final do ano passado no Marié não foi aceito como recorde mundial perante a IGFA. Chegamos a comentar aqui no fórum a captura feita. Aqui o link: Segundo o formulário da IGFA, faltou o envio do pedaço da linha utilizado na captura, além do peixe ter sido pesado somente dentro do barco, o que, segundo as regras, não deve ocorrer. O peixe deve ser pesado em terra firme. Tenho a certeza q muita fofoca está rolando na internet, mas o que me causa estranheza, foi o fato de o pescador que capturou o peixe ser um membro da IGFA. Não sei se é fofoca também, mas as informações que recebi na época davam conta de que ele (o pescador) era um representante da IGFA no país dele. Como que um representante, conhecedor das regras, daria um "mole" destes!??! Bem, não foi desta vez, mas vamos todos continuar tentando..
  8. Entao apos 1 ano de espera, eis que chegou o grande dia de partir para Manaus e depois SIRN. Foram meses de agonia acompanhando o nivel do Rio Negro, inumeras discussoes e teorias sobre o nivel do Rio, semanas de agonia com relatos de repiquete, noticias recebidas com desespero davam conta de que estava havendo rodizio em SIRN e que nem sempre era possivel pescar onde se havia programado e enfim o sofrimento encerrou e era hora de partir....Engano meu que o sofrimento havia acabado, ja na chegada em Guarulhos muita chuva, voos todos atrasados e meu voo ja acumulava 2 horas de atraso, o restante da turma ja havai embarcado logo na sexta pela manha e o caxias aqui por ter que trabalhar deixou para embarcar no ultimo voo a noite. O voo fretado para SIRN saia as 5:00 da manha de Manaus, o desespero somente aumentava, ja eram 22:300 e nada de tripulacao disponivel em GRU para levantar voo, depois de muita discussao e angustia no aeroporto eis que embarcamos eu e meu irmao no ultimo voo disponivel que saiu exatamente as 23:30 de Sao Paulo. Opa era hora de comemorar e abrir uma latinha, chegando em Manaus parada no primeiro posto para comemorar a chegada. Chegamos entao no hotel e nao fomos nem dormir, ja engatamos uma gelada apos a outra para comemorar a primeira vitoria que era ter conseguido chegar a Manus a tempo. Enfim encontramos nossa turma no hall do hotel as 4:30....Arley, Anderson, Onivaldo (marinheiro de primeira viagem), Osvaldo, Wellington e Junior (dono da melhor operacao d epesca em Cananeia Black Mamba e meu amigo de infancia)...tudo estava conspirando agora para uma otima semana no Barco Zaltana, as coisas estavam melhorando...conhecemos entao na ida para o aeroporto de Manaus o resto da turma (tudo gente boa!!!). Chegando em SIRN ja na recepção na pista do aeroporto me surpreendo com a recepção de um velho amigo na pista, Jeferson (gerente do Zaltana), nao sabia que ele estaria como gerente deste barco, surpresa super agradável, a semana prometia muita diversão. Ainda me surpreendi com alguns outros velhos conhecidos (Izak, Gato, etc) todos amigos de longas conversas apos dias intensos de pescaria em outras datas em Barcellos. Entao chegou o momento do sorteio e eu estava apreensivo para que saísse com algum conhecido como o Izak, pois então nada feito, sorteio feito e ficamos com o Radio (mais a frente vou descrever esta fera!!!!) No primeiro dia somente churrasco no barco, muita e muita bebida e ja nos entrosamos com a turma toda. O Osvaldo como sempre ja queimou na largada, bebia tudo que se parecesse com liquido, difícil acompanhar esta fera! Bom em resumo no primeiro dia todos pareciam se conhecer ha anos e a festa nao teve hora para acabar. Ja era a segunda noite sem dormir para mim...kkkkk Domingo as 5:00 ja estava dentro da voadeira, e que voadeira, um conforte extremo, parecia que estava pescando de bass boat! Ja no primeiro dia bastante acao no nosso barco e 6 peixes de 60 cm e um de 72 cm ja estava feliz com o inicio. A tarde pouca acao e nenhum trofeu. Voltamos para o barco e realmente nos tinhamos sido afortunados, nenhum outro barco tinha pego peixe grande fato que me preocupava. Neste primeiro dia ja deu para perceber que nosso guia era top, alias um dos melhores que ja conheci (o cara fica mais puto que o pescador quando nao esta pegando nada - fica louco!!!!) No segundo dia troquei de barco para poder pescar com meu primo Onivaldo que era marinheiro de primeira viagem, estava na torcida para ele opegar algo pois no primeiro dia nao pegou nada. Na parte da manha muita acao, peguei muito peixe com alguns entre 50 e 55 cm e entao apos alguma insistencia eis que o Onivaldo engatou uma nave de 77 cm...excelente para o primeiro peixe dele!!!! No perido da tarde pouca acao e fui finalizar com a tentativa de um courinho, nao estava preparado com material pesado e de repente engato um montro que apos 25 min mostrou sua cara, uma pirarara de 1,3 metros...recordo que me rendeu o trofeu de peixe de coro do barco. Meu companheiro de barco (meu irmao Anderson) neste dia nao pegou nenhum peixe expressivo e estava muito "ansioso" eu diria para nao falar outra coisa.... Na terca feira fui pescar entao com o Bento (amigo de infancia), ha muiot tempo nao epscavamos juntos, e foi uma farra, ele levantava com a Junping minow e eu finalizava com um stick....pegamos muito peixe mas todos entre 50 - 60 cm...na parte da tarde foi fraco novamente. No retorno ao barco o Anderson novamente frustrado....Os peixes estavam manhosos, trabalho de bonnie igual para robalo estava surgindo efeito, o restante o peixe olhava e virava a cara!!! Helice entao nem pensar....ele parecia que batia com o rabo para espantar a isca e debochar da nossa cara kkkkkkk Na quarta feira voltei a pescar com o Anderson e entao varamos um lago toda a turma, put@ trabalho gigante, a moto-serra estava quebrada e fomos no machado....lago lindo e por incrivel que poareca nenhuma acao...na quarta feira pegamso quase nada....E o Anderson aguniado.....Alias preciso confessar que pescar com ele e divertido, o bicho parece uma metralhadora de arremesso, se esta na frente do barco nao sobra um ponto para o parceiro...ele varre o lago todo.....(brincadeira anderson!!!) Bom no retorno ao barco vimos que ninguem estava pegando peixe, o rio estava subindo muito rapido e nao era pouca coisa nao, os peixes estavam super manhosos. NA quarta a noite o Anderson ja estava em fase de desespero e ai meus amigo.....foi pescar a noite na rabeta do Zaltana, pesca peixe de couro, e entao abriu o r....bo....pegou duas pirararas na rabeta do Zaltana, em poucos minutos eramos 6 pescadores na rabeta do barco kkkkkkk Na quinta feira o dia ja foi melhor e o Anderson entao mostrou que a sorte agora estava ao seu lado (nao e somente sorte, o bicho pesca muito!!!) e entao engatou o primeiro 20 lbs da semana....bateu o recorde que ate entao estava com o novato Onivaldo! Na quinta foi o churrasco e premiacao, e entao nosso barco levou o maior peixe de couro e maior tucunare.....mas ainda tinha a sexta para pescar!?!? Para fechar a sexta o Anderson pegou mais um 20 lbs, ou seja, ja estava com o bone preto e colocou mais um broche de penacho no bone!!!! Para finalizar o Onivaldo novato me engata uma linda pirarara aos 45 do segundo tempo. Pescaria excelente!!!! Turma excelente!!! Barco nota mil....turma do Zaltana tambem nota mil, em especial ao meu amigo Jefferson e tambem a um novo companheiro Radiomar que nos guiou durante aquela semana e mostrou o que e ser um guia de pesca diferenciado e profissional do mais alto escalao!!!!
  9. Amigos, li em algum lugar que o melhor horário para pesca dos açus é por volta das 12h, com Sol a pico e temperatura bem quente. Estareiem SIRN e gostaria de saber se esta informação procede. Grato
  10. Amigos, já se encontra aberta a agenda da temporada de pesca 2018 para a região de Santa Isabel do Rio Negro - AM. Abaixo as informações gerais do pacote. SANTA ISABEL DO RIO NEGRO – AM - OUTUBRO DE 2018 (altíssima temporada). BARCO ANGATU AÇU - para 16 pessoas. PERÍODO: DE 12 a 19 de outubro de 2018 CHEGADA EM MANAUS: 11 de outubro de 2018 (quinta-feira). Embarque para Santa Isabel dia 12 pela manhã.RETORNO A MANAUS: 19 de outubro de 2018 (sexta-feira) pela manhã VALOR DO PACOTE: R$ 5.000,00 (sujeito à alteração)Forma de pagamento: Entrada de 30% no ato da reserva: R$ 1.500,00 Os outros 70% deverão ser pagos em até 20 dias antes da data da pescaria. Recomendo o parcelamento em 9x sem juros (jan, fev, mar, abr, mai, jun, jul, ago e set). Fica a critério de cada um esta forma de pagamento parcelado. Uma oportunidade interessante para quem conhece ou não a região. OS DADOS DO PACOTE:Nosso grupo será composto de 16 pescadores. Serão 6 dias inteiros de pescaria (o q dá uma média de 830,00 a diária num dos lugares mais remotos do Brasil). Pensão completa (hospedagem, alimentação, bebidas, canoas completas, guias e combustível). O que não está incluído no pacote: Equipamentos de pesca, parte aérea, Licença de pesca de SIRN, Bebidas destiladas, Taxa de Turismo, Hospedagem e Deslocamento em Manaus; Gorjetas e outras coisas que vcs já sabem. VISTA DO RESTAURANTE E DA SUITE Fretamento aéreo: De Manaus até SIRN (ida e volta) o grupo embarcará em avião fretado pela empresa. O valor do fretamento só será definido na metade de 2018 quando a empresa dividirá a quantidade de pescadores confirmados pela quantidade de viagens. Assim, teremos um valor definido. Definido este valor o pescador deverá enviar 50% dele para a empresa, devendo os outros 50% serem pagos na semana anterior a pescaria. Os interessados poderão me contatar via email (jbd.camargos@gmail.com), ou via telefone ou whatsapp (61 - 99661 1807). Já estou com alguns interessados confirmados mas aguardo contato da turma para fecharmos todo o grupo. Abs. João Biguá Vagas disponíveis 1.Marcelo Ferreira de Souza Netto 2. Fernando Eustáquio dos Santos Júnior 3. José Reginaldo Simão 4. Antonio Benedido Ribeiro Pinto Júnior 5. Luis Carlos de Lima 6. Guilherme da Silva Júnior 7. Arthur Perrucci Júnior 8. Renan Bergamasco da Silva 9. Orlando Aparecido Lima 10. Valter Nelson Camargo Jorge 11. Ara Garabed Agopyan 12. Luiz Henrique Cussen Cossentino 13. aulo Rogério Ribeiro 14. Heraldo Franci Rocha 15. Cláudio Satoshi Sigemori 16. Wilson Takeshi Hara RESERVAS: 1. ALDO 2. Aldo 3.Francisco 4. Um abraço a todos.
  11. OLÁ AMIGOS PESCADORES. REALIZAMOS UMA PESCARIA EM BARCELOS, NO RIO NEGRO E NOS SEUS AFLUENTES COM GRANDES AMIGOS NO BARCO HOTEL EXPLORER, EM BUSCA DOS GRANDES AÇUS. OS RIOS ESTAVAM COM O NÍVEL UM POUCO ACIMA DA MÉDIA PARA A DATA, MAS ESTAVAM ABAIXANDO BEM PORÉM NÃO ESTAVAM MUITO ATIVO OS PEIXES. FRANCISCO JR PRETO BARCELLOS PEDRO BOTELHO DOUGLAS TALES OBRIGADO A TODOS OS AMIGOS. E QUE VENHAM AS PRÓXIMAS PESCARIAS... ABRAÇÃO..
  12. Vendo iscas hélice R$ 130.00, frete por conta comprador.. 2 tucunarex 16 slim 1 whoodchopper 14 slim 1 kv dr hélice 13
  13. Equipe IRAÇU em Barcelos- 2017 - Operação Ney Pesca e Aventura * por Beto Caranha Este é o relato de uma viagem de pesca anual de um grupo de amigos que se conheceram graças a um fórum de pesca (Fórum Turma do Biguá-FTB). O nome IRAÇU surgiu de uma brincadeira, "iríamos pescar irados contra o "perverso" tucunaré açu"... Isso por conta da fama deste tucunaré de romper linhas, abrir garatéias, quebrar varas e etc... O grupo que viajou esse ano com destino à cidade de Barcelos-AM foi composto por: Beto Caranha- Betão- Beto Panema (panema significa azarado na linguagem amazônica kkk) -Bahia Teodoro Japa- Japinha- Polaroid - Distrito Federal Rogério Catarina- Catarina- Roger In Love - Mato Grosso do Sul 99%/Santa Catarina 1% Eduardo Sone- Sone- Sone Creminho do Verão - Distrito Federal Edu Gurjão - Edu - Barriga Azul - Paraiba Marcello- Cello- Marcelo Marisco - Paraiba * Não viajaram esse ano por conta de compromissos familiares mas fazem parte do grupo o Cristiano Julio e o Amâncio, ambos do Distrito Federal. Toda a programação da pescaria começou há um ano atrás quando fizemos contato com o Operador Ney Pesca. Fechamos com o Ney, um pacote bem alternativo... 10 dias de pesca ao invés dos 7 tradicionais, gasolina e diesel extra para atingir cabeceiras de afluentes, cervejas Heineken/Budweiser no lugar das comuns, picanhas, vodca Absolut, Campari... até Gatorade estava na lista de extras... Coisas que não se encontra em pacotes "normais"! Nosso "pequeno" estoque de cerveja para a pescaria Falando um pouco sobre o nosso destino... 2 cidades se destacam como polos de pesca esportiva com foco no tucunaré açu. A cidade de Barcelos, que por experiência, digo que seu forte é a quantidade de peixe, podendo ainda assim sair alguns peixes bem grandes. Seria uma pescaria mais "segura" ou "conservadora" digamos assim... esse foi o nosso destino! E a cidade de Santa Isabel do Rio Nergro "SIRN" que se destaca pelo porte avantajado dos peixes, porém com um indicie de captura/pescador/dia menor. Barcelos fica a 1 hora de voo de Manaus e SIRN 2 horas. Uma vez definido o destino, acertado operador e etc, quem já tem experiência na região pode fazer algumas coisas extras na etapa pré-pescaria que ajudam no sucesso da mesma. Duas coisas são muito importantes! Estudar o regime de chuvas na região e os mapas satelitais (Google Earth) do local onde você irá pescar. Ao longo dos anos, percebi que olhar previsão de tempo não adianta nada... A Amazônia é uma região conhecida internacionalmente como Rainforest...(floresta úmida ou algo ao pé da letra como floresta chuvosa) Então, sempre chove e ponto final! Não adianta você olhar em sites de meteorologia os nos jornais: "daqui uma semana vai chover na Amazônia". O que você tem que olhar é: "onde choveu e quanto choveu"... nada de previsão! Busque fatos confirmados! Para isso recomendo olhar bons sites que tenham mapas com acumulados de chuvas dos últimos 7-15 dias Nessa foto está um gráfico com o acumulado de chuvas dos últimos 7 dias. Eu olho 1 vez por semana, toda semana faltando 1 mês para a pescaria Pela foto podemos ver muita chuva na cabeceira do Aracá e do Preto também. Caurés não houve chuvas e Alegria com pouca chuva Nessa foto tem o gráfico do acumulado juntamente com as nuvens de chuva diárias. Dessa forma eu olho faltando uma semana para a pescaria. Foi justamente essa foto que nos indicou que teríamos uma pescaria difícil! Chuva no Negro acima de SIRN e em praticamente todos os afluentes. Preto e Aracá foram completamente descartados. Caurés parecia melhor opção, porém sabíamos que já tinha uma empresa explorando bem o rio com acampamento na cabeceira do mesmo e etc... Nos pareceu então sensato subir o Cuiuni com destino ao rio Alegria. O estudo das fotos dos satelites já é uma coisa mais delicada...mas posso dar boas dicas: Estude as distancias! Meça todo o curso do rio que você deseja pescar; meça a distancia da boca do rio até o lago mais distante ou até os lagos em posições intermediárias... veja o que o rio lhe oferece, se são ressacas(enseadas) ou lagos... enumere cada um deles, se você souber quantos pontos de pesca um rio tem, sua programação fica mais fácil. Ex: o Rio Preto acima da Cachoeira do Malalaha possui 17 ressacas pescáveis... Essa informação vai no meu gps para o "campo"! Assim chegando lá, sei se posso continuar subindo o rio ou se não vale mais a pena. Outra dica boa é olhar o tamanho dos lagos... se na foto o lago tiver largura menor que o curso normal do rio, este não é um bom lago para pescar... já se ele tiver o dobro da largura, com certeza será um lago bastante promissor! Alguns bons dados: Um barco hotel subindo rio com destino à sua cabeceira, percorre aproximadamente 70km por dia, uma "voadeira" atinge velocidade máxima em torno dos 38km/h em situação normal de pesca e velocidade média de cruzeiro 30km/h Chegada em Manaus Chegamos eu, Japa, Sone e o Catarina em Manaus por volta das 14:00. Edu e Cello só chegariam a noite. Como de praxe, fomos visitar a loja de pesca Sucuri e a Cachaçaria do Dedé (esquema básico quase que obrigatório de quem vai pra Manaus pernoitar para pescar. No dia seguinte, logo cedo estávamos no aeroporto para pegar o vôo da Map com destino a Barcelos. Foi muito legal encontrar com amigos do fórum no mesmo voo! Encontrei com um camarada gente finíssima, o Marcos Vinicius, que até então só conhecia virtualmente... Ele e sua equipe toda uniformizada... Galera toda muito simpática! O melhor do fórum de pesca, sem sombra de dúvida, são as amizades que fazemos! Da esquerda pra direita: Japa, Beto, Edu, Cello, Roger, Sone Chegada em Barcelos Chegando em Barcelos, enquanto nosso barco terminava de carregar o gelo e alguns itens para nossa jornada de 10 dias, fomos caminhar pela cidade... Como todo bom pescador viciado que se preza, fui pessoalmente conferir o nível do rio Negro nas escadarias da Igreja! Olha ai que dica "mamão com açúcar" Ainda deu tempo pra esse gesto de amizade que pode ser claramente confundido com "boiolagem"...kkkk A essa altura, as resenhas e risadas já estavam a mil por hora... Primeiro dia de pesca Entramos no rio Cuiuni e começamos a pescar logo após as comunidades da boca do rio. Tive meu melhor primeiro dia de pesca dos últimos anos... fisgamos eu e meu parceiro nesse dia, Sone, mais de 40 peixes e todos em iscas de superfície! Ou hélices ou zaras... pensei:"caramba, vamos arrebentar durante a semana!" Maior peixe nesse dia para a dupla foi um paca de 10lbs do Sone. Ao retornar no barco hotel, as outras 2 duplas relataram a mesma coisa... muito peixe! Estávamos muito animados! Vale chamar atenção a um detalhe que fará mais sentido à frente. A maioria dos peixes eram tucunarés pacas fisgados em bicos próximos a agua corrente... em estruturas no próprio rio( do jeito que eles gostam) Segundo dia de pesca Nesse dia partimos para uma pescaria típica de quem busca grandes açus... A pescaria dentro de lagos e o uso quase que exclusivo de iscas de hélice. Incrivelmente, a produção despencou de vez... Os lagos pareciam desertos! Nem uma ação sequer... nem um rebojo... nem sinal dos açus... Para não ficar sem ação, vez por outra tentávamos os bicos de agua corrente atrás dos pacas, mas até esses pareciam mais difíceis que no primeiro dia. Outro fato complicou bastante nossa pescaria... A Excessiva pressão de pesca! Na mesma altura do curso do afluente, estávamos nós e mais outros 3 barco hoteis! A pescaria virou uma verdadeira regata! Um barco hotel que estava ancorado com os clientes almoçando, ao ver nosso barco passar, recolheu rapidamente a ancora e acelerou forte ao nosso lado... Falei para o gerente do nosso barco, o meu grande amigo "Barata": "Não adianta entrar nessa competição... podem deixar eles subirem o afluente na frente" A noite o "Barata" deu o troco... kkkk como nosso pratico é exímio conhecedor do rio, navegamos durante a noite, enquanto os outros estavam parados já pra dormir! Não sou muito fã de competição em hobby... Mas adorei a resenha!kkk No dia seguinte, amanhecemos sozinhos... ( ou quase) Grande Marcelo, fera nas hélices! Terceiro dia de pesca Acordamos cedo, tomamos café e já estávamos prontos pra partir rumo a um trecho muito piscoso do Cuiuni, que é a região da antiga pista de pouso, quando aparece um barco hotel que havíamos deixado pra trás... Os "felas" no bom sentido, adotaram a estratégia de navegar bastante ao alvorecer do dia... devem ter começado a navegar a partir das 4 da manhã! Que competição heim!? Corremos para as nossas voadeiras e formos pescar... Nesse dia aconteceu um fato interessantíssimo! Uma das voadeiras ao retornar para o barco hotel para o almoço recebeu uma dica de ouro! Seu Domingos que faz parte de tripulação do barco hotel que estávamos, O Gloria de Deus-Ney Pesca, viu o piloteiro sair de um local muito bom sem pescar... Seu Domingos tem sítio no rio Cuiuni e é um profundo conhecedor do rio ... Seu Domingos então fala: "Aquele canto ali onde vcs sairam, é um "choqueiro" de tucunaré! Sempre sai peixe grande dali... vcs deveriam voltar lá!" E assim, a dupla "lapada na rachada"kkkk composta pelo Edu e o Japa fizeram... Não deu outra! O japa engata um bitelo... um cavaaaaaalooooo como ele próprio diz! Pra completar a festa, eu ia passando bem na hora da briga em outra voadeira... só fiz pegar a camera e botar o Japa pra tomar banho e fazer uma sessão de fotos! Fotos ficaram massa! Animallllllll Pra cada peixe uma cerveja! Digo...2 cervejas! kkkk Pesque, fotografe e solte! Dias seguintes: Apesar do monstro fisgado pelo Japa, a coisa não estava fácil... peixe só saia com muito esforço... Barata, gerente do nosso barco chegou a ficar preocupado com a situação... Me chamou e perguntou o que é que eu achava... se valia a pena continuar subindo... La se vai em plena pescaria, a gente fazer reunião em clima sério! Putz, estamos lascados... lembra na hora dos problemas do trabalho que ficaram pra trás! A reunião era pra votar kkk se deveríamos continuar subindo ou abortar e tentar correr para o Negro de volta. O Negro subindo lento em repiquete e cheio de barco hotel... a turma não pensou 2x... vamos pra cima, nada de voltar! lascados... lascados e meio! Acertamos com o Barata de irmos com o barco hotel até o Lago da Anta no Alegria... Japa acerta esse paca lindíssimo... "Tá aqui o bicho!!!" Só borboletão! Edu "perverso" com suas rips 6.5 com "rodas" de owner 4x 2/0 acerta essa nave "Só pega peixe quem pesca! ÊEEEEERRRRRAAAAAA!" kkkkkk não achei como colocar a tarja de censura! No Rio Alegria Chegamos no Alegria, e incrivelmente ele estava mais alagado que o Cuiuni... A área de igapó(agua que invade a mata) era definitivamente bem maior... o que dificulta demais a pescaria do tucunaré, pois esse fica se alimentando dentro da mata... inacessível às iscas artificiais! Pra piorar ainda vinha grande quantidade de espuma branca descendo com a correnteza, denunciando a vinda de água nova... O que deixa o peixe inativo! O famoso repiquete... e esse era dos bravos.... uma verdadeira "cabeça dágua"! Fomos subindo o Alegria, pescamos no lago da anta... em seguida no lago azul... na saida do lago azul, reunimos as 3 voadeiras... ninguém tinha pego nada... alguns borboletas salteados apenas! Piloteiros e pescadores foram unânimes... "vamos sair daqui"! A ideia era tocar de volta pro barco hotel e pedir pra ele retornar! Eis que me surge uma ideia... Eu sabia que estávamos perto de um lago muito famoso de peixe grande, o Lago dos Patos! Olho no GPS e calculo por alto que 10 a 15min de voadeira, estaríamos lá! Como o lago é bem grande, pescaríamos todos juntos... cada voadeira pega uma margem e uma vai lá pro final do lago... mesmo com muita agua, passando um "pente fino", poderia sair um peixe bom pra algum dos 6! Todos topam, e rumamos ao lago dos patos! Entramos no lago, e a voadeira que pega a margem da direita acerta o bitelo! Um monte de palavrão em tom de felicidade plena ecoa no lago! Por fim, escuto uma voz tremula baixinha vindo da tal voadeira:"Cara eu estou com as penas tremendo!" Rogério Catarina acabava de embarcar seu troféu! Foi emocionante! Caramba, que demais! "Esse é do Boné virado!" (apesar de não ter virado kkkk) Quando ví as fotos não entendi pq ele tirou sentando, mas escrevendo o relato lembrei... as penas tremiam! Top demais! Parabéns meu amigo Rogério! Plano B Após a festa no lagos dos patos, retornamos ao nosso barco hotel que vinha subindo o Alegria a todo vapor! Conversei com o Barata, e pedi para retornássemos de imediato ao repartimento. Repartimento é a confluência dos rios Cuiuni, Alegria e o pequeno e modesto Cuiunizinho. Fosse outro operador, iria se chatear... iria dizer "Esses caras não sabem o que quer"... Porém o Barata e a tripulação toda do Gloria de Deus é 100% e faz tudo para agradar o cliente! O pratico deu meia volta no barco e tocamos ainda a noite de volta para o repartimento. Minha ideia era no dia seguinte pescar no rio Cuiunizinho. Havia chance de ele não estar pegando agua igual ao Alegria, pois sua cabeceira aponta para o lado oposto! Amanhecemos na boca do Cuiunizinho, e tocamos as 3 voadeiras pra cima... E não é que o riozinho estava incrivelmente secando?! Ao passo, que o Alegria estava enchendo... Amazônia é mesmo muito louca! Foram fortes emoções nesse rio... não sei nem por onde começar... Começar logo pelo cavalo com cara de mau do meu parceiro do dia Edu! Tocamos pra um dos lagos marcados em meu GPS como promissor, cerca de 1:30h de voadeira rio acima... antes disso foram inúmeros tucunarés borboletas... o rio estava infestado deles! Chegamos no lago, logo na entrada, no primeiro arremesso pra um bico de jarazal com molongó tb. Edu levanta o peixe! Sabem aqueles peixes que chamamos de "vigia de lago" pois fica guardando a entrada do lago bem na esquina? Pois bem, esse peixe veio atacando a a Rip 6.5 do Edu desde que ela caiu na agua... Edu chegou a gritar "socorrooooo Betão" kkkkk juro! Eu pra socorrer, não sabia se olhava pro peixe atacando a isca, ou se pegava a vara com jig que tava do lado... tudo deve ter durado uns 5 segundos mas parecia uma eternidade... Quando eu consigo catar a vara com o jig,que era pra cobrir se precisasse, o peixe acerta a isca do Edu ao lado do barco, dando um banho de agua na gente! Que cena! Peixe bota a linha nas costas, vejo a vara do Edu trepidar parecendo que ia arrancar os passadores! Nossa, que top! Peixe enrosca um pouco no jarazal, mas com calma conseguimos fazer ele sair por sí só! Peixe embarcado... Edu desembarcado! Lá vai o Edu pulando no meio do lago pra comemorar o peixe...sensacional! Fotos do bicho: O amor é lindo! rsrs Os caras não deixam passar nada... vc acerta 100 arremessos, basta 1 dar errado que tem um "fela" pra tirar foto! kkkk Segundo dia no Cuiunizinho É um Borboleta, não é um Açu.... mas merece história... Vimos um peixe grande num espraiado meio choqueiro antigo... Só que tiramos o motor popa bem em cima e fez muito barulho..Tentamos alguns arremessos sem sucesso. Marquei o ponto no gps e no dia seguinte, fomos em silêncio ... Arremessei de longe uma T20, a onda se formou atrás....pensei "se ferrou açuzão". Peixe entrou, brigou... mas não foi aqueeeeeela briga... Quando olho, retruco "borboleta?"... e o piloteiro:"não, açu"... pronto, quando embarco vejo que é uma lapa de um borboleta! Um borboleçu!kkkk 4kg esse danado! Agora vou tentar contar uma das histórias mais emocionantes que já ví na pesca... Todos sabem, que a pescaria na Amazônia é um turbilhão de emoções! Esse ano então foi muito difícil para todos do grupo... Com essa crise financeira que enfrenta todo o pais, ficou bem difícil para todos quitarmos o pacote... Mas isso é o de menos... Nosso amigo Sone quase não embarca conosco por conta de problemas na sua coluna... além disso deixou sua esposa amada em casa só numa batalha contra uma atrite reumatoide. Sone, é aquele cara 100% correto... um gentleman como costumo dizer! Na noite anterior, o Sone meio que desabafou comigo no quarto antes de dormir! Ele me disse mais ou menos assim: a pescaria está muito difícil, estamos tendo que dar duro... minha vida toda ta sendo assim... Estou nessa batalha atrás de um tucunaré que bata meu recorde pessoal... mas quer saber? Eu enfrento toda dificuldade possível em troca da cura de minha esposa! Eu fiquei sem saber o que dizer... deu aquele nó na garganta! Tentei algumas palavras de consolo pela situação delicada...mas não sei se ajudou! No dia seguinte, senti o Sone determinado a fisgar um peixão! Acho que ele queria provar pra si mesmo que é mais forte que qualquer dificuldade e vai vencer tanto a batalha contra um grande tucunaré quanto a batalha contra as dificuldades da vida! A dupla do dia é Sone e o Catarina. Logo cedo o Sone levanta um peixe na hélice( olha que por conta dos problemas de coluna, Sone nem era pra esta usando iscas de hélice), o peixe fica só rebojando... Sone manda o Catarina jogar a Jumping Minnow... E o peixão entra na isca do Catarina... Não sei como foi para o Sone, mas imagino que deva ter sido difícil... As dificuldades da vida se materializando na pescaria... Por sorte, nosso grupo, é um grupo de pessoas do bem! Amizade acima de tudo! Catarina encorajou o Sone a seguir na luta, e pouco depois veio a GRANDE vitória! Catarina e o primeiro peixão do dia! O peixe que viria para o Sone, claro que não seria fácil! Sone engata um borboleta numa isca de hélice e o enorme açu aparece para tentar tomar a isca do borboleta! Forma aquela confusão na água... Sone manda o Catarina arremessar novamente a Jumping Minnow... Catarina hesita por alguns segundos... tempo suficiente para o Sone jogar a vara com o borboleta para o piloteiro e pegar uma segunda que está com um Jig de bucktail atado pelo próprio pescador. Sone arremessa no meio da bagunça e o peixão entra! Meu Deus, pensem ai que emoção! Tanta dificuldade e depois fisgar um peixe com uma isca de fabricação própria! Que VITÓRIA! Sone e piloteiro emocionados! (reparem que até o piloteiro está segurando as lágrimas) Recorde pessoal batido! "Tá aqui o bicho!" A noite foi só cana... Olhei pra essa praia antes... "Sone, o peixe que a gente pegar vamos tirar foto nela..." e o borboletinha virou astro kkkk Olhem pra esse guloso... nem engoliu o Jaraqui todo e ainda ataca isca artificial... Jaraqui Gringo pescador de Black Bass da zorra! kkkkk Na famosa Sura Six do mestre Eloy! Pensem numa isca top! Outro borboletão Caipirosca com jig... um um kkkk Na volta, o "ruivinho barriga azul" acerta outra nave! Tava demais esse Edu! Cavaloooo! Nem adianta que essa caçapa de boca desse tucuna, vc não vai conseguir imitar com a sua! Os irmãos Edu e Marcello pescando juntos e curtindo cada momento da captura e liberação do peixão! Edu Barriga Azul! kkkk Pelo menos garantiu todas as fisgadas! Valeu a pena! O rei dos peixes grandes, o piloteiro "Cueca" e seus súditos! A Equipe toda junta "Cueca" piloteiro, nosso Pratico fera, "Negão" piloteiro, Japa, Edu e o "Moreno" piloteiro O grupo junto com o gerente Barata Pescadores e piloteiros Material utilizado Varas 25lbs Linhas 65lbs Iscas mais efetivas: Helices Rip 6.5, 5.5, Caribe Lures, Yara, T20, Bonnie 128, Duo Realis 110 e Jigs by Sone AGRADECIMENTOS Todo o grupo agradece ao serviço impecável do Ney Pesca. À toda tripulação do Barco Glória de Deus! Foram dias maravilhosos que passamos juntos! Recomendamos com louvor os serviços deste operador! Fantástico! ...e que venha 2018!
  14. Vídeo da captura de um belo exemplar de tucunaré por meu amigo Danilo e belas imagens desta pescaria, espero que gostem, abraços.
  15. GRANDES PESCADORES VENHO RELATAR A NOSSA VIAGEM NO ÓTIMO BARCO HOTEL AÇU III EM BARCELOS AMAZONAS NO INICIO DE OUTUBRO NA REGIÃO DO RIO NEGRO E SEUS AFLUENTES. INFELIZMENTE OS RIOS NÃO ESTAVAM EM UM PONTO IDEAL MAS SAÍRAM BONS PEIXES PARA ALEGRAR A SEMANA NESSA ÓTIMA ESTRUTURA. AVIÃO BRASÍLIA NO VOO DE MANAUS A BARCELOS. BONÉ E VARAS CUSTOMIZADAS DO AMIGO RENATO BADEJO DA MIRAGUAIA CUSTOM & SERVICE. AGRADECER A TODOS OS AMIGOS DA ESTRUTURA DO BARCO HOTEL AÇU III OS PESCADORES E DO FORUM.
  16. Car@s amig@s de Fórum, estou aqui para relatar minha pescaria realizada em SIRN no período de 19/11/2016 a 27/11/2016. Como a grande maioria dos pescadores, minha pescaria começou há 1 ano, ano esse de muita expectativa, ansiedade, investimentos $$$, planejamentos e noites sem dormir. Esse foi meu terceiro ano na Amazônia ( 2014 - Juma = Lástima, 2015 - Uatumã = Perfeito ), e sempre sendo agenciado pelo Cuca da empresa Buriman, rapaz super prestativo e responsável, sempre procurando proporcionar o melhor nas operações. Mas esse ano ele apenas intermediou nossa operação, o barco ficou responsável pelo Joelson, da Taua Adventurex, que se mostrou sempre disposto e ajudar e informando as situações do rio. Esse ano fomos em 8 pescadores, Eu (dudu), Kid (primo), Irio, Dani, Wallace (primeira pescaria), Alemão, Mineiro e o Mateus. Galera nota 1000, terceiro ano consecutivo com esses amigos que muitos se tornaram uma família. Semana da pescaria, as notícias não eram as melhores, rio secando, porém, peixe inativo e rio ainda cheio mas sai de Brasília com o pensamento de que o peixe era apenas uma consequência, onde outros fatores são essências para uma boa pescaria, apreciar a natureza ímpar, compartilhar ótimos momentos com os amigos e bater muita isca!!! Chegamos no domingo, almoçamos e partimos para os primeiros arremessos...A tripulação decidiu subir o TEA, acreditavam que por não terem subido antes, o rio estaria "virgem" na temporada, porém, não se concretizou, peixe muito inativo e rio muito cheio a cada subida!!! Tivemos ações dos borboletas e popocas, só que decidimos voltar e subir o uneuixi, pois esse mesmo apresentou boa pesca na semana passada e aparentava estar mais seco, então partimos para lá... Já na terça feira, pescaria muito fraca, a cada chegada no barco principal percebia-se o semblante de tristeza em todos que chegavam, É A PESCARIA VAI SER MUITO DIFÍCIL...Mas a noite chegou e o momento de confraternizar e aproveitar aquele momento em meio a amazônia estava ali, então tínhamos que curtir aquele momento, e o que seria das pescarias sem os amigos e momentos inesquecíveis. E mais uma manhã chegou, e eu sempre otimista, fui com o novato da galera, o Wallace, que já estava arremessando como poucos...Passamos uma manhã com bastante ação dos popocas e borboletas, e algumas traíras deram a graça também, mas os açus e pacas NADA, incrível como 3 dias de pesca e nem os açus e pacas menores apareciam... Eis que por volta das 11hrs, depois de bater toda extensão de um lago, avistamos a ponta do lago com uma ilha submersa, o piloteiro pediu para que eu arremessasse a Hélice atravessando a ilha submersa e trazendo por cima, missão dada é missão comprida, no primeiro arremesso da minha hélice da Deconto, trabalho por cima da ilha, já chegando no barco, aparece o tão esperado açu, sugou a isca e foi para o limpo, ai a briga foi boa, carretilha cantando e desespero do meu parceiro e meu...peixe bem trabalhado e embarcado para emoção e alívio...Meu parceiro ficou impressionado pelo peixe e eu tbm, meu tucunaré de 7kg, e para a semana estava sendo um belo troféu, estava louco para compartilhar esse momento com o pessoal do barco para que eles pudessem ficar mais motivados. Chegando no barco, compartilhei do momento e das fotos, galera com ânimo renovado, e partimos para a tarde, que foi muito fraca e nem tenho fotos para mostrar. Chegando quinta feira, o dia melhorou para grande maioria, peixes bom embarcados, Wallace novato tinha engatado um de 8kg e meu primo pegou a fêmea de 6kg. Eu fui com meu amigo Irio de São Paulo, ele diz que sou o seu pé de coelho, porque no ano passado no Uatumã, quando pescou comigo engatou um bitelo de 8kg. E não é que ele estava certo, numa única manhã ele tinha pego de 3kg, 5kg, 7kg e um monstro, tinha acabado de comemorar o peixe de 7kg, quando ele arremessa a T20 a 2 metros do barco, na caída sentimos a explosão (era peixe grande), desespero bateu no barco, câmera na mão filmando toda a ação, e eis que surge um lindo tucunaré açu, gigante de 84cm e 9kg exatos...ai foi só festa, fotos, filmagem e cachaça!!! Ps: Não postei fotos dele pq não consegui falar com ele!!! Fomos para o almoço no barranco, ele tomou 13 latinhas em menos de 20 minutos . Quando compartilhamos tivemos a notícia de que o Mateus também havia pego um de 9kg ( não tenho fotos). Eu já estava feliz demais, dormindo mais aliviado e bem mais leve...a tarde eu perdi um peixe muito bom, mas nada me abalaria mais Sexta feira e o Irio pediu para pescar comigo de novo , porém esse dia foi horrível, pegamos uma tempestade de raios e quase não pescamos, nem os popocas explodiram nas sticks, e vale ressaltar que até então peixe só batia nas sticks e zaras, salvo o que peguei na hélice ( sorte ), nem adiantava jogar meia água ou jigs. O bom da sexta foi o lual, que maravilha, parabéns a tripulação do Tauá Adventurex....Belíssimo lual!! Sábado, última manhã de pesca, pois a tarde teríamos que voltar, fui com meu primo nesse dia, batemos a boca do uneuixi e nada, nada mesmo...já cansados e todo empolado de uma alergia que pegamos lá, entramos num lago onde meu primo varando com a T20 e eu cansado no meio do barco, com meu kit mais leve, vara de 17lbs e com uma Borá, arremessando no meio do lago, o piloteiro (Aracá) avista um borbulhão na água, pediu para arremessar passando o borbulho e trazer bem no fundo, dito isso arremessei certinho e nada, outro arremesso e nada, terceiro arremesso e nada, já estava desistindo, quando no quarto arremesso a coisa ficou feia, uma tomada de linha surreal para o meio do lago, quando me deparo com minha carretilha acabando a linha, o desespero bateu, pedi para o piloteiro ligar o motor porque não tinha linha suficiente, motor ligado e depois foi só festa...o peixe saltava no meio do lago, cada salto o coração faltava saltar junto, muito trabalho e depois de algum tempo embarcamos o MONSTRO, o piloteiro já gritava, 22lbs com certeza, mas eu nem sou muito ligado nessas coisas, queria bater meu recorde que era de 7kg no uatumã, mas quando eu tiro o bitelo da água percebo um peso fora do normal, quando levanto o boga eis que apareceuuuuuu o 10kg não estava acreditando no que estava acontecendo, lágrimas escorriam despercebidas, e a emoção me pegou de vez....Depois de leva-lo para uma praia, VÁRIAS fotos e filmagens, o gigante voltou para a sua casa!!! Segue algumas POUCAS fotos do meu troféu Sonho mais do que realizado, depois não pescamos mais, meu parceiro de pesca estava sofrendo bastante com a alergia e voltamos para o barco, eu já não ia pescar mesmo, alegria e sorriso estampado. Galera chegando e compartilhando o dia, que no geral foi fraco, e todos felizes pelo meu feito!!! Depois foi se despedir de SIRN!!! Essa foi nossa casa durante uma semana, barco confortável que supriu todas as necessidades dos pescadores!!! Parabéns Panga!!! Por último agradecer aos meus amigos e parceiros por mais essa jornada juntos!!! Da esquerda para direita = Wallace, Mineiro, Kid, Eu, Írio, Dani, Alemão e Mateus. Segue alguns vídeos... Soltura do 7kg 20161123_171820.mp4 Soltura do 10kg 20161126_102533.mp4 Pesagem do 10kg (ignorem o palavrão, ele foi direcionado aos nossos amigos do barco kkkkkkkkkkkkk) 20161126_101639.mp4
  17. Olá amigos pescadores, surgiu uma vaga para a data de 20/10 a 04/11 serão 14 dias de pesca, valor de R$ 6000.00 a parte da pescaria mais aéreo, barco muito bom cabines climatizadas e refeitório também climatizado para somente 8 pescadores com baixíssimo calado...Pescadores confirmados, Fabiano Tucunaré, Tales Peruchin e Preto Barcellos...Qualquer duvida MP.. Abraços..
  18. Salve Galera, Passando para deixar o relato da minha primeira pescaria na Amazônia... Sim a primeira! Foi um ano de muita pesquisa e aprendizagem sobre a região, escolha dos equipamentos, linhas, iscas, nós e etc. Não tenha um tópico aqui postado esse ano que não tenha sido lido, não tem um vídeo publicado que não tenha sido assistido e analisado. Optamos por formar 2 duplas e contratar a logística na região, contando com a experiência de quem já tinha ido. Depois do planejamento feito e contratado chegou a hora de partir. Em conversa com nosso Guia "Beto" decidimos arriscar e subir o Rio Cuiuni, passar pelo repartimento e subir o Rio Alegria até aonde o barco de apoio conseguisse. Depois de um "emocionante vôo" até Barcelos no meio de um tempestade a bordo de um teco teco Bandeirante, finalmente chegamos... compras feitas e um demorado abastecimento (600 litros de gasolina e 500 de Diesel) pra não passar aperto de jeito nenhum. Primeira arriscada no sábado a tarde.. e nada, muita água no Cuiuni. Domingo alguns tricks .. borboletas e alguns pacas na faixa de 2 kg. Segunda, já depois do repartimento a coisa começou a mudar e começaram a aparecer alguns exemplares de 4 e 5kg... Terça e quarta, já no alto Alegria, de fato a alegria nos contagiou.. muitos ataques, dias inesquecíveis, mesmo assim apenas um exemplar na faixa dos 8kg, mas vários de 5kg, variando entre 62 e 69cm. Quinta já retornando e descendo o Alegria a coisa já foi regredindo novamente, ainda sim saíram algum peixes e bons ataques. Ficou constatado e evidente os casais formados e filhoteira p todo lado. Passamos a noite de quinta p sexta no repartimento e logo cedo fomos explorar alguns lagos da região... Um dia p esquecer, nem lago, nem leito de rio, nem ressaca.... Particularmente insisti nas iscas de Hélice, pois havia o sentimento de sair o troféu, e eu falava p o guia Gonçalo... Um, apenas um peixe na Hélice p gente parar, pq o braço já estava em condições precárias. E nada aconteceu, apenas alguns ataques de lado, como se os bichos quisessem nos dizer: "Não queremos.. saiam daqui" Apesar da água estar "correndo" bem no Cuiuni, ainda tem muita água, muita mesmo... se for arriscar naquela região, fica a sugestão de subir... O Alegria está baixo, com praias pra todo lado. Fiquei satisfeito com a primeira investida na região amazônica e fui literalmente contaminado pelo vírus do Açu... O barulho do ataque nas Hélices é espetacular..... Recomendo a todo o Brasileiro, independente se pesca ou não a conhecer a região... é fantástico!!! Vou fugir um pouco do template de postagem do relato das pescarias e vou deixar o link com as fotos do nosso Álbum... Agradeço a todos aqui do fórum que de certa forma contribuiu com alguma dica ou informação... Abrs. https://www.flickr.com/photos/rguilhermino/sets/72157677286852776
  19. TORRESMO AÇU EM SIRN - OUT/2016 Data: de 07 a 14 de outubro de 2016. Local: Santa Isabel do Rio Negro - AM. Operador: Angatu Pescadores e Fotos: Caio Pinelli, Ricardo Nagatomo, Edu Camargo, Raimundo, Rodrigo Durante, Marlon, Douglas, Alberto Megda, Moacyr, Thiaguinho, Fábio Neves, Denys Aragão, Jivago, Japonês Preto, Xande e eu. Mais uma vez a Turma do Torresmo Açu se reune para mais uma aventura. Ausente desta vez, apenas o nosso amigo Rogério Severino, muito bem representado pelos amigos Jivago e Japonês Preto...além do grande parceiro de pesca Fábio Neves e Denys Aragão, parceiros de outras datas, mas pela primeira vez integrando a turma do Torresmo Açu. Besteira falar de todos os preparativos que envolvem estas aventuras. Talvez, melhor ou tão bom quanto pescar, é a interação da turma durante o ano de preparações. Por conta desta pescaria na AM, não são raras as vezes q surgem outras 2 ou 3 pescarias menores durante o ano, viagens em família, feiras e etc. Enfim chegou a data tão esperada. A farra começou nos aeroportos do Brasil...rsrs...primeiro ponto de encontro dos amigos q partiram de Goiânia, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e etc. Sorte a cerveja custar R$ 10,00 cada (long neck)...rsrs. + + Todos já em Manaus e, a convite do manauara Ricardo Biaggi, partimos para a Restaurante Tambagrill. Juntos, 14 pescadores do Angatu Açu (Caio e Raimundo já estavam em SIRN) e outros 14 do Angatu, unidos para tomar chopp gelado, saboreando cubos de tapioca, isca de pirarucu, costelas de tambaqui, dentre outros. Ah, curiosamente, neste dia foi o aniversário do Thiaguinho e do meu pai, João Biguá. + Do Tambagrill o roteiro é certo. Sucuri Pesca para completar a tralha já exagerada, hotel, depois uma costela de tambaqui ao lado do Teatro e cama. 5h da manhã todos reunidos no Eduardinho para o embarque nos voos regionais. 02 aviões Caravan e 01 Bandeirantes para levar os 36 pescadores dos 03 barcos (Açu, Angatu e Mirim) para SIRN. Após 2h e meia de voo perfeito, chegamos em Santa Isabel do Rio Negro. A turma q deixava a pescaria da semana anterior não dava sinais de ânimo. Muitos deles estavam saindo "dedão" da pescaria. O temido repiquete chegara com força na região. As notícias eram desesperadoras. Todos os operadores de Barcelos e SIRN estavam lutando por um pedaço da região do Atauí, Boca do Padauari/Preto, Pedral e Paranã da Floresta. Alguns nos recomendaram q voltássemos pra trás...rsrs (brincadeira, é claro), mas estávamos com mais de 15 garrafas de scott, 10 de Campari, vodka, vinhos, pingas top, além de 06 picanhas Maturatas, contra-filé maturado, queijos, salames e muita, muita chumbada para pesca de fundo...kkkkkk... Fato é q não adiantava mais chorar. E lá fomos nós, na boleia do nosso "ônibus leito" que nos levaria para a margem do Rio Negro, coisa de 10 minutos no máximo. Chegando as margens percebi que o Negrão não havia cedido as chuvas, ao contrário. A marca que havia feio na semana anterior estava uns 5cm a 10cm mais alta. Sim, o Negrão havia abaixado, daí a importância de se fazer marcas próprias em locais certos. Como as informações são sempre contraditórias, marcas fixas são sempre uma boa saída para definir o roteiro a ser escolhido. Esta turma pesca junta a mais de 04 anos. Geralmente subimos sempre o mesmo afluente. O problema é q de acordo os amigos do Angatu Açu e Mirim q estiveram neste mesmo afluente na semana anterior, as águas do afluente havia subido uns 40cm. O q já era alto, agora estava altíssimo. O q fora realmente constatado. Eu q estive pescando no mesmo lugar 02 semanas atrás, constatei agora q não havia praias pra fora. Sim, tudo estava debaixo da água. Condições repassadas ao grupo quando todos falaram: "Biguá, foda-se o nível, vim aqui para pescar, beber e me divertir. Se eu acertar um único peixe grande, estarei realizado, se não, bebo até cair..."...kkkkkk....A escolha mais acertada seria descer ou subir o Negro, mas a turma bateu o pé, pois não queria dividir "cabeças" e "rabos" de praia com outras 300 voadeiras, nem navegar todos os dias por 3h atrás de peixe. A turma queria almoçar e beber juntos...rsrss...e foi aí q desencanei com o resultado final da pescaria e partimos rio acima. O Andrea (nosso amigo recordista mundial e sócio do barco), seguiu conosco até a manhã do sábado. Ele estava conosco em virtude do chefe da tribo distante 250km rio acima, havia pedido sua ajuda para subir até a sua casa. Ele estava na cidade para as últimas eleições. Andrea subiu com o índio, um guia e por lá ficou até a tarde de quarta-feira. Meu pai q estava com outros 13 pescadores no Angatu seguiu logo atrás de nós. E assim foi a nossa pescaria...15 amigos únicos, todos com um único objetivo, o de pescar e se divertir. Peixe foi o quarto, a quinto ou o sexto objetivo. E turma unida, feliz e desencanada só tem um resultado, o sucesso. Todos os guias do barco são ANIMAIIIIISSSS DE BOM. Conhecem tudo e mais um pouco. Nesta semana não resolvemos fazer o costumeiro rodízio de guias justamente pelo fato da turma conhecer bem cada um dos q lá estavam, e a coisa fluiu ainda melhor q nos outros anos. O resultado está aqui pra baixo. Fabão e Denys acertaram esse belo dublê. O mais interessante é q fisgaram os peixes simultaneamente. Os dois peixes correram para o meio do rio, mas um subiu e o outro desceu...rsrs....Imaginem a agonia dos caras?!?!? kkkkkk... Pescar peixes de couro na região ainda será uma febre, podem anotar aí. É impressionante a facilidade de se fisgar belas piraíbas/filhotes por lá. Lá se acerta mais piraíbas que pirararas....incrível, mesmo. A turma encostava por menos de 2h no final da tarde e sempre acertava uma. Certo dia saí com o Andrea e o Tiaguinho para tentarmos pescar de maneira semelhante a utilizada pela turma do Araguaia (solta-se a isca na água e toca o barco uns 150m acima, até apoita-lo)...mas vcs acreditam q não acertamos nenhum peixe!??! Lá a turma poita o barco e arremessa de cima dele mesmo...rsrs...E sempre acertam. Mas estamos programando uma pescaria de peixes de couro lá pra cima...Aguardem as novidades... + E a pescaria foi assim...pouco peixe, alguns bons, 84cm, 82cm, 81cm, mas todos capturados com muita, mas muita dificuldade. Entre um período e outro de pesca, turma sempre reunida e animada. + = Praia das latas.....rsrsrs Finalizado o rango, lá ia a turma bater isca. + + + + + Aqui o sistema é bruto....rsrs + + + Este foi um pequeno resumo do que foi a nossa semana de pesca na AM. Muitos irão pensar q foi muito bom de peixe...mas lembremos que estávamos em 16 amigos. Pescamos 6 dias e a coisa foi extremamente difícil. Alguns amigos não acertaram peixes bons, mas, o melhor de tudo, foi o espírito do grupo. Este se manteve o mesmo desde a véspera da pescaria. Iria postar aqui alguma característica especial de cada um dos amigos, mas puts, certamente seria injusto. Geralmente temos algum amigo q se destaca positivamente na pescaria, mas este grupo está muito, mas muito acima da média. A tripulação do Angatu Açu, assim como a operação em si foram excepcionais. Não tivemos um "A" para reclamar. Comida fantástica, bebidas diversas e super geladas, guias super experientes, motores de popa, elétricos, voadeiras impecáveis, e o nosso garçom?!?! O Val dormia 1h/2h da manhã e às 5h estava de cara limpa fazendo mistos e servindo nosso café. Caipirinhas, Caipiroscas, Wiskies sempre com gelo limpo, queijos e salames bem cortados...Tudo perfeito. Verdade seja dita, a tripulação inteira trabalhou de forma impecável. Fizemos excelentes imagens com a ajuda de um drone mas estou sem tempo para editar e postar aqui no relato...Prometo q em breve postarei pra turma. No mais, fica aqui um abraço a todos os amigos do grupo e não vejo a hora de nos reunirmos novamente.... Fui...
  20. Fala Galera, A Buriman Pesca está com operação própria no ALTO RIO JUMA. Uhul... Fica o convite para algumas semanas... Aceitamos pescadores avulsos sem dupla... vamos lá, algumas vagas em grupos de 4 e 5 dias de pesca (R$2.990 e R$3.690 respectivamente): 24 - 29 Setembro 22 - 28 Outubro 28 - 03 Novembro 12 - 17 Novembro >> Detalhes no: www.burimanviagens.com.br/rio-juma Inclui: Transfers Aeroporto de Manaus/ Pousada / Aeroporto de Manaus. 5 pernoites com 4 dias completos de pesca com guia e barco para pesca esportiva equipado com motor 15 à 30hp para dois pescadores. 25 litros de gasolina por barco. Quarto duplo com um banheiro por habitação, pensão completa, bebidas (refrigerante, água e cerveja). *Não Inclui: Bilhete aéreo da origem até a cidade de Manaus, refeições em Manaus, gorjetas, bebidas destiladas, ligações telefônicas, excedente de 25l de gasolina por dia e outros extras não mencionados explicitamente como inclusos. Valeuuuu
  21. Satisfação, meus amigos pescadores! Com muita alegria que compartilho aqui com os senhores minha vitória na promoção Peixe Vivo Vale Mais Amazônia, com organização do baitcasting.com.br O troféu de 84cm foi pego no penúltimo dia de pescaria, no Rio Uneiuxi, a bordo do Tauá AdventureX em SIRN, nessa temporada maluca, onde avistar uma praia era quase o mesmo que avistar um oásis no deserto. Peixe medido, oxigenado, tratado com todo respeito e cuidado devido e liberado à vida! Essa temporada foi dura, mas com insistência de alguns rounds (semanas) por lá, fui premiado com esse peixe que guardarei na minha memória. Meu agradecimento especial a tripulação do Tauá AdventureX, que já são mto mais amigos do que prestadores de serviço, ao Joelson, Múzio, Lu Mendes e toda equipe organizadora da promoção e aos brothers que dividiram ali comigo minha maior alegria na pesca até o dia de hoje. Sem mais delongas, deixo aqui as fotos e o vídeo da captura-medição-soltura. Abraço a todos e que essa temporada seja mto melhor pra todos nós, amantes e defensores desse paraíso.
  22. Já algum tempo que estou ensaiando para escrever este relato, agora meu bom amigo Caetano me cobrou, então... Em 2015 pescando no barco hotel Demeni, ao chegar de uma cansativa pescaria de açus , galera reunida no restaurante contando as historia do dia de pesca mais que movimentado chegou aos meus ouvidos a historia do vídeo a seguir. Meus bons amigos e grandes pescadores Serginho e Caetano se aproximaram e contaram a façanha do dia... pqp e que façanha. Tinham capturado um açu gigante, com 10 Kgs que estourou a linha e pasmem... acharam a linha boiando na agua e tiraram o gigante na unha. Um verdadeiro trabalho em equipe. O historia tinha tudo pra se perder, se não fosse um pequeno detalhe. O amigo estava com uma GOPRO e pior, fizeram o backup no meu notebook ! Enfim, vejam o vídeo que massa. Espero que gostem.
  23. Olá, amigos pescadores do FTB, Cabras da Pesca de todo o Brasil! Este relato é diferente dos habituais. Primeiro, porque não apresento nele apenas o resultado das minhas pescarias, mas também uma amostra do que foi a pescaria dos clientes do Vazzoleri Camp. Segundo, porque não mostrarei apenas uma semana de pesca, e sim a temporada inteira, inclusive as pescarias de pré e pós temporada. E terceiro, porque dá uma nova dimensão sobre a espécie em questão e muitos detalhes dessa operação que tem o objetivo de proporcionar muitos momentos de felicidade ao pescador. Por isso, será um grande relato e desde já, agradeço a paciência de todos que conseguirem ler até o final. Prólogo No início de 2016, postei aqui alguns tópicos sobre um pequenino rio que eu estava prospectando. Tratava-se do Paratucu, no extremo leste do Amazonas. O rio em que habitam os maiores tucunarés da espécie Cichla vazzoleri, com porte de aproximadamente o dobro do tamanho normalmente encontrado em outras regiões com a mesma espécie. Contudo, o rio é muito pequeno e raso, o que inviabiliza a entrada de grandes operações de pesca e também de barcos comuns, o que nos levou a montar o acampamento Vazzoleri Camp, na época para 6 pescadores apenas (serão 8 a partir de 2017). Vale lembrar que o recorde mundial para a espécie é de 5,9 kg (13 lb), e foi quebrado duas vezes num único dia, ainda durante a prospecção. Apesar de fazer o procedimento, optei por não enviar para a IGFA naquele momento. Os peixes que peguei pesaram 16 lb, uma diferença muito grande, e eu imaginei que outros pescadores (clientes do Vazzoleri Camp) gostariam de também serem recordistas mundiais, pegando peixes neste intervalo entre 13 e 16 lb. Sim, eu estava ciente que poderia perder a oportunidade de ser recordista, mas o meu cliente vem em primeiro lugar. Aqui o link para quem não viu: http://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/39822-rio-paratucu-%E2%80%93-os-maiores-vazzoleri-do-mundo-wrec/ Durante o inverno, escolhi o local onde seria o acampamento e montamos nossa base. Uma cozinha com refeitório e dois amplos banheiros, além de 6 barracas tamanho 5 pessoas (cada pescador fica sozinho numa barraca destas) com colchão e travesseiro compuseram uma estrutura simultaneamente rústica e confortável. Vejam aqui algumas fotos de como ficou o nosso acampamento. E esse vídeo também mostra vários detalhes da estrutura. Pescaria de pré-temporada Faltando ainda 3 semanas para a inauguração, na metade de agosto, fiz 4 dias de pesca com meu amigo Yan, do RJ. Seria sua primeira pescaria de grandes tucunarés, sua primeira incursão amazônica. Portanto, foquei em ajudá-lo a atrair os grandes peixes e dominá-los, já que ele pesca principalmente robalos no RJ. O rio encontrava-se ainda bem cheio e as volumosas e insistentes chuvas nos castigaram, além de deixarem o peixe manhoso. Mas, como bom robaleiro, Yan rapidamente pegou o jeito e com pontaria excelente e trabalho de isca primoroso, levantou muito peixe grande. A maioria dos peixes não tinha a coloração típica da espécie, estavam ainda paca ou em transição, o que logo apelidei de VAZZOPACA (em alusão ao paca-açu, pois pacaleri ficaria muito feio, então inverti. Claro que logo vieram as brincadeiras e me imaginei pescando pinipacas, jaripacas, miripacas, thyropacas rs). Enfim, vamos às fotos. No primeiro ponto de pesca, a primeira ação veio no popper, arranquei um vazzopaca de 11 lb do igapó, e com o cardume ao redor, ficou fácil para o Yan capturar seu primeiro tucunaré amazônico. A partir daí, só show do garoto. No último dia, resolvemos bater um ponto bem próximo da base que costumávamos passar direto. Era ainda cedo e o Yan já engatava o que seria o maior peixe da pescaria dele. Um belo Vazzoleri com cores típicas e 14 lb de peso. A minha estratégia de não registrar os meus peixes de 16 lb agora provava estar correta. Devidamente documentado, o peixe foi solto, é o último do vídeo abaixo que montei apenas com as solturas de alguns dos belos peixes do Yan. E ainda deu tempo de eu pegar um de 14 lb também, nem fiz procedimento de registro, só o vídeo: Inauguração A primeira pescaria da temporada propriamente dita teve apenas 3 dias. E foram os dias mais chuvosos da temporada, com o rio enchendo até 40 centímetros por dia. A água não ficou cristalina como esperado, com muito material em suspensão, afetando diretamente o comportamento do peixe. Contudo, embora as ações tenham diminuído em quantidade, o tamanho dos peixes não decepcionou. Saíram alguns peixes entre 9 e 11 lb, além de um imenso vazzopaca de 78 cm, e um lindíssimo vazzoleri em sua coloração típica (fase açu) também com 78 cm e um pouquinho mais pesado, 14,5 lb, pego pelo baiano Aírton. Por fim, ainda capturei mais um de 78 cm que nem pesei e que rendeu uma bela imagem sub da soltura. Vamos às fotos e vídeo. Segunda turma A segunda turma foi enxuta. Em um bote, a equipe do Hora da Pesca/Pesca Alternativa. Rhusivel, o apresentador, fisgou muito peixe grande, tomou cada porrada! Mas perdeu todos os peixes que poderiam bater o recorde, ficando no quase... Ainda assim, rendeu um belo programa com muitas capturas e belos peixes, o recorde fica para uma próxima. Eu postei recentemente um tópico com o link, confira: Além deste, apenas mais um bote se aventurava atrás dos peixões, e neste estávamos o Shin como pescador e eu como apoio dele. Além de testarmos e comprovarmos novas possibilidades muito interessantes, o aproveitamento foi o oposto. Em poucos momentos tivemos aquele frenesi de atividade alimentar que o pessoal da gravação presenciou, mas nos deparamos com muitos peixes grandes todos os dias. E o Shin pôde bater o recorde mundial simplesmente 3 vezes na mesma semana!!! Logo no primeiro ponto, aviso: “- Arremessa o popper nesses buracos, o peixe grande costuma ficar aí quando tem este nível de água.” No segundo arremesso, um lindo peixe quase-recorde suga a isca feito um pirarucu, com aquele som oco e formando uma espécie de buraco na água, uma coisa muito louca, até difícil de explicar com palavras. Mais tarde, no mesmo dia, um peixe de 14,5 lb iria explodir 4 vezes na hélice até finalmente abocanhar a isca e tomar linha loucamente no lago raso, levantando o lodo do seu assoalho. No dia seguinte, um outro peixe recorde com 13 lb atropelou a T20 a dois metros do barco. No terceiro dia, acessamos um dos muitos lagos repletos de vegetação e resolvemos colocar em prática uma técnica que eu vinha aperfeiçoando. Nunca aceitei bem as softs na pesca do tucunaré, porque não entendia como poderiam funcionar bem, ainda mais na Amazônia, onde todas as águas estão repletas de piranhas, peixes-cachorro (que são saicangas gigantescas), traíras e muito mais. Além disso, é uma isca que causa pouca comoção na água, justamente o contrário do que costumamos usar. Mas acontece que, nos lagos cheios de plantas aquáticas, tanto daquelas que trançam e formam um “bolo”, como do capim, nossos plugs normais não nadam muito bem, e mesmo com anzóis simples de 1 ponta, quase sempre vem algo grudado para “matar” o trabalho da isca artificial. Foi aí que vi um shad na Sucuri, em Manaus, e resolvi levar para testar. Ele vem com um grande anzol sem chumbo, e aquilo me pareceu ideal para a situação de pesca. Funcionou muito bem e eu acabei capturando muitos peixes, até 4 kg. Faltava um troféu. Também havia testado as iscas mais rasgadas em pontos onde pudesse haver piranhas, naturalmente alguns foram totalmente consumidos, mas outros ainda pegaram vários peixes. Testei em situações de peixe visível, porém de boca fechada, e o shad o fez abrir a boca – mas acredito que isto só foi possível porque a água do Paratucu é extremamente cristalina e víamos os peixes. Não conheço nenhum outro rio que possa dar condição sequer parecida, pois os que têm água límpida, são de correnteza mais rápida, dificultando que vejamos os peixes. Apenas em lagos, como Serra da Mesa (Goiás) e Lago Angical (Tocantins) se pesca tucunaré (no caso, o azul, Cichla piquiti, muito menor) em água tão cristalina. E foi com o shad que garantimos um dos maiores tucunarés da temporada. Ao acessar um lago quase seco, um peixe notou nosso barco e saiu em disparada, se refugiando em uma galhada no leito do rio, bem na entrada do lago. Sugeri que nos afastássemos calmamente e usássemos somente o shad, nós dois. Batemos o laguinho e, na saída, pedi que apenas ele pescasse, passando o shad próximo à galhada. No primeiro arremesso, o tranco. Não fisgou... Consertei o shad e o Shin arremessou novamente. Outra batida e o shad veio, faltando um belo pedaço da sua barriga. Estranhamos, mas o piloteiro foi mais rápido no diagnóstico: “- Na primeira vez, foi o tucunaré, porque embolou a borracha e não cortou; mas agora foi piranha, porque cortou. Mas eu acho que ele fica até melhor assim.” Até rimos da inocência do piloteiro, mas realmente não comprometia ainda e pedi para o Shin jogar a isca assim mesmo. Ah, a água cristalina tem mesmo seu diferencial! O Shin conseguiu ver o animal abrir a grande boca e engolir a isca e ferrou quando o peixe se colocou de lado para ele. Após uma longa e tensa briga toda no visual, finalmente colocamos a mão num coloridíssimo Cichla vazzoleri de 16 lb, fantástico, brilhante, o verdadeiro ouro em forma de peixe, com as nadadeiras tão azuis que os piquiti ficariam com inveja. Aqui um vídeo com as capturas do Shin: A foto da semana ficou mesmo por conta do japonês. “-Shin, temos que fazer uma foto mostrando para a IGFA o material que você usou para pegar o peixe.” Os materiais necessários para pegar um recorde mundial, segundo Shin (@carlosdini vai concordar): Terceira semana – TV Pesca Brasil O meu amigo Daniel Peralta resolveu gravar um programa Pesca Brasil para rodar nos espaços de TV que ele possui. Gravou dois. E mais: deitou e rolou nos grandes Vazzoleri, numa semana pra lá de emocionante. Logo na segunda-feira, primeiro dia de pesca, no lago ao lado da base, entramos e fui dar dicas sobre as peculiaridades do tucunaré do Paratucu. E já de cara fisguei um de 13 lb, para começar bem demais a semana. No dia seguinte, o Daniel já pegou um recorde mundial, com 14 lb. Na quarta, novamente eu pego um peixe-recorde, com 15 lb e um colorido intenso. Na quinta-feira, bem no leito do rio, fisguei um peixe ainda mais colorido e saltador, com 16 lb, uma briga sensacional e uma linda soltura na praia. E, na sexta, o Daniel mostrou a que veio. Na hélice, um cavalão de 18 lb engoliu a isca em frente à câmera, para delírio de todos. Sim, o quinto recorde mundial da semana, um tucunaré sem precedentes, imenso, absurdo de grande e de bonito. Todos estes 5 peixes foram documentados, e o material está de posse da TV Pesca Brasil, que tem os direitos e ainda não foram cedidos a nós porque os programas ainda não foram ao ar. Espero poder mostrá-los aqui posteriormente. Segue um pequeno vídeo sobre o peixão que o Daniel pegou. DANIEL E O GIGANTE Quarta semana – Fly fishing Esta semana foi especial, estávamos em 8 pescadores, a fim de verificar se poderíamos operar com este número, já que constatamos que a maioria das consultas é para este tamanho de grupo. O rio já estava super seco, então se funcionasse bem naquela situação, sabia que o rio comportaria esta quarta voadeira durante as demais semanas da temporada com mais água e consequentemente mais pontos. E não houve problemas, nem de repetição de pontos, muito menos de falta de peixes. Os dois botes de bait pescaram bem, com muita quantidade em alguns pontos e grandes peixes em outros, bem mesclado e satisfazendo com louvor a todos. Um único integrante capturou um peixe de 16 lb, e no dia seguinte outro de 17 lb (este com incríveis 83 cm), e vejam na foto da isca que o pescador é mesmo diferenciado. Detalhe que ele conversa com os peixões, já combinando o novo encontro no próximo ano. Houve também visita à comunidade, chuva pesada no almoço e foto com a réplica do primeiro recorde do rio (aquele 16 lb e 80 cm não registrado que falei no começo do relato). E mais peixe grande. Eu tive o privilégio de guiar e ser parceiro de pesca do Leandro Noritomi, o ilustre ilustrador, desenhista talentosíssimo e melhor pescador do que ele acha que é. Procurem por ele nas redes sociais. @leandronoritomi no Instagram e a página dele no Facebook é essa aqui: https://www.facebook.com/noritomifishart/?fref=ts Até a onça apareceu, mas não consegui alcança-la a tempo fazer uma boa foto. Mas sigo tentando. Quanto às duas duplas do fly, não foram tão bem como esperávamos. Já pesquei com grupos de fly e é fato que pegam mais peixes, a quantidade costuma muito maior por pegarem mais peixes pequenos, e quando conseguem fisgar um grande, geralmente perdem menos também, mas no Paratucu, o mesmo peixe que atropelava hélices e zaras, perseguia streamers e tantos outros tipos de moscas sem atacar. Um verdadeiro baile nos pescadores. Uma dupla até abandonou o fly no meio da semana e partiu para o bait, a tempo de salvar a pescaria, mas os grandes não apareceram para eles. E a dupla que insistiu, dois experientíssimos pescadores de fly, com muitos destinos nacionais e internacionais no currículo, penou a semana inteira. O cúmulo aconteceu quando dois piloteiros, acompanhando a sessão de atado à noite, falaram que as iscas regionais deles, feitas com fios de nylon daqueles sacos de carregar cebola e batata, pegavam mais que aquelas bonitinhas. Aquilo foi como uma ofensa e se transformou em desafio. Os pescadores entregaram anzóis aos piloteiros para que atassem o que quisessem e foram dormir chateados. No dia seguinte, a história se repetia: a todo tempo os peixes seguiam as moscas sofisticadas e não pegavam. Logo os pescadores lembraram da mosca de saco e cobraram do piloteiro. Então, usando aquela isca esquisita, em questão de poucos minutos, estavam fazendo a pescaria que sonhavam, um peixe atrás do outro. Meia hora de muitas ações, quase esqueceram dos dias difíceis que estavam passando. Voltaram às suas iscas e nada. Se deram por vencido. A semana tinha acabado e eles não tiveram um peixe grande na sua linha. À noite, sugeri que atassem grandes streamers nas cores daquelas iscas de saco e tentassem num ponto na foz do rio, onde pouco tínhamos pescado. Há uma praia alta, e perto dela costumam passar grandes peixes. Sugeri que tentassem por lá durante a manhã de sábado, por minha conta, uma tentativa extra. Quem sabe não seriam recompensados? Ao encontrar com eles ao meio-dia, o sorriso largo já denunciava que algo diferente tinha acontecido. Não teria como salvar a semana, mas um deles capturou um de 13 lb e outro de 20 lb. Vi apenas as fotos em seu celular, que não quis compartilhar, e também optou por não fazer procedimento para recorde – na verdade, o pessoal de fly tem um carinho muito grande pelo peixe, com a filosofia do anzol único e sem farpas, muitas vezes eles sequer tiram/postam fotos, conheci alguns que nem tiram o peixe da água, só viram o anzol e o peixe já está solto. É diferente, e bonito de se ver, embora eu não tenha tido muito sucesso ainda com a modalidade. Talvez eu tente mais na próxima temporada de pesca. Pós-temporada – O Vazzoleri! Enquanto eu organizava uma expedição para outro local inexplorado, aproveitei para pescar um pouco também. Queria pegar o maior vazzoleri de todos, bastava um, saí de casa com este objetivo. Fui para a nossa base e lá dormi, desceria um dia inteiro pescando, batendo minunciosamente cada ponto. E só encontrei um, a única ação de peixe grande que eu queria, o peixe que sempre sonhei, o peixe da minha vida até agora. Um buraco que eu via e sempre falava que ia dar peixe, mas nunca dava. Parecia perfeito, mas talvez fosse fundo demais. Agora, com o rio extremamente seco, ele deveria estar no ponto certo de me entregar o que sempre prometeu. O arremesso certeiro acordou o gigante, que levantou um tsunami atrás da isca e a perseguiu, culminando com um grande estouro. PoOoOoOoWwWwW Uma curta e firme fisgada recebeu como resposta a tomada de linha mais incontrolável que um tucunaré já me mostrou. Bateu a cara no barranco na margem oposta, deixando até o piloteiro de boca aberta, e finalmente começou a dar muitos saltos, mostrando logo que estava enxarutado. Meu coração era testado a cada salto, e toda vez que o bicho sacudia a cabeça lá no fundo (água super transparente nos permite ver isso), eu tinha um mini-infarto. Finalmente embarquei o vazzossauro, o mais quadrado que já vi, com uma barriga absurda que lembrava um bass. Grande, musculoso e barrigudo, eu sabia que era o mais pesado, embora 2 cm menor do que o mais comprido que eu tinha capturado. DEZENOVE LIBRAS, assim, com todas as letras e em caixa alta, porque meu grito de felicidade foi desse jeito. Não consigo explicar muito bem, as fotos e vídeo abaixo mostram melhor. Pós-temporada 2 – O gerente pescador sortudo Nosso gerente Marcelo ganhou uma carretilha de um cliente e eu lhe dei uma vara de 25 lb. E subimos o Paratucu pela madrugada, saindo às 4 da matina. 3 horas de viagem e começamos a pescaria cheia de ações de peixes bons. Paramos para um desjejum e continuamos descendo. À medida que ele se adaptava ao novo conjunto, fazíamos mais dublês pois os peixes estavam super ativos e eu segurava um para ele jogar do lado e pegar o outro. Lá pela hora do almoço, fisguei um peixe médio, na faixa dos 4 kg, e ele conseguiu pegar a fêmea, um pouco menor. Já no meio da tarde, as ações diminuíram um pouco. Coloquei um popper para chamar a atenção dos peixes e logo tomo uma porrada, o peixe errou e entrou a fêmea. Aí já sabem, pedi pro Marcelo jogar do lado e dois toques depois ele já gritava desesperado ao ver o carretel girar à toda velocidade. Eu ria e falava palavras de calma para ele, pois o peixe disparou para o meio do rio, não tinha porque se afobar. Eu abri mão da minha briga para puxar o barco com o elétrico, e assim, perdi meu peixe, mas o que interessava estava lá, do outro lado do barco. Me dediquei a ajuda-lo e o peixe resolveu causar encrenca, partiu para a margem e chegou bem perto da galhada, forçando ao máximo o equipamento, e lá se foram 10 cm da ponta da vara novinha do Marcelo, mas mesmo assim, o peixe se entregou no final e veio para a sessão de fotos e um atrapalhado vídeo da soltura, não sem antes documentar mais um peixe de 16 lb e 81 cm, afinal, ele também merece, e muito! Estamos melhorando nossos serviços de acordo com as observações desta temporada. O translado será por avião fretado, o que renderá mais um dia de pesca e muito mais conforto e segurança, livre de imprevistos (o aeroporto de Parintins foi fechado e as duas semanas finais foram terríveis, perdemos muito tempo, tivemos muita dor de cabeça e perdemos muito dinheiro também para consertar as coisas e realizar a pescaria). Amigos, espero que tenham gostado, desculpem o texto longo, e se quiserem figurar no relatão do ano que vem, é só reservar sua vaga, que terei o maior prazer em pescar com vocês e fazer as fotos e vídeos. Lembrem que são apenas 80 vagas na temporada e muitos já marcaram seu retorno, então não corra o risco de ficar de fora, agende logo a sua. Também estamos nas redes sociais e eu estou sempre disponível (quando não estou pescando) pelo Whats App (92) 9 9495-1987. Forte abraço em todos!
  24. Peixe capturado nas praias da Lagoa do Silva no Rio Negro, Santa Isabel do Rio Negro
  25. Pedro Dib

    *fechado*

    Fala galera! Infelizmente houveram alguns cancelamentos de última hora na nossa turma de janeiro de 2017 e estou abrindo oportunidade pra vcs com preço reduzido. Barco é o consagrado Tauá AdventureX do Joelson Panga aqui do forum. Barco possui calado bem baixo e permite chegar em pontos de difícil navegação. Estive lá em outubro e a tripulação é sempre elogiada por unanimidade entre os grupos que passam por lá. 06 dias e meio de pescaria. All inclusive. Valor: 4300 + aéreo. Turma: Pedro Dib Rech Raphael Brunold Gustavo Curu Fernando Diógenes Thiagão Taveira Dudu Chagas Ari Zé Augusto Interessados, chamar inbox ou tel/whats (67) 99131-3131. Abxxx!
×
×
  • Criar Novo...