Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''tucunare''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Bate Papo Geral e Assuntos Correlatos.
    • Selecione a sala abaixo:
  • Pesca em Água Doce
    • Assuntos Gerais (água doce)
    • Equipamentos de Pesca (água doce)
    • Relatos de pescaria (água doce)
  • Pescaria em Água Salgada.
    • Assuntos Gerais (água salgada)
    • Equipamentos de Pesca (água salgada)
    • Relatos de pescaria (água salgada)
  • Pesqueiros (pesca-e-pague), Fly Fishing e Caiaque.
    • Selecione o tipo de pescaria abaixo:
  • Náutica
    • Tudo sobre náutica
    • BassBoat Brasil
  • Eletrônicos
    • Selecione a sala
  • Aprenda a usar o fórum. Entenda como ele funciona.
    • Selecione a sala
  • Anúncios Globais e Anunciantes
    • Anunciantes do FTB. Promoções aos nossos amigos pescadores!
  • Club das 22lbs
    • Galeria 22lbs. Só monstro acima de 10Kg.
  • Pacotes de pesca dos nossos usuários
    • Em Andamento
  • Classificados
    • Selecione a sala abaixo:

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Nome + Sobrenome (obrigatório)


Localização

Encontrado 391 registros

  1. Era Agosto de 2020 quando o Luís Mário sugeriu uma pescaria na Pousada Cururu Selvagem, no Rio Cururu, área indígena da Tribo Kaiaby, no Sul do Pará. Este afluente do Rio Teles Pires (ou Rio São Manoel) é uma das operações de pesca mais exclusivas do Brasil. Com apenas 8 vagas, rapidamente fechamos o grupo com os colegas Zacarias, Trevisol, Rogério, Vanderley, João Manoel, Pedro, João Pedro e Fernando. A pescaria foi agendada para Junho de 2022, época que esperávamos o nível do Rio Cururu mais baixo e os Tucunarés mais ativos. Notem que devido a compromissos pessoais o Luis Mário acabou sendo substituído pelo colega João Pedro nesta pescaria. Chegar na pousada não é assim tão fácil. Saímos de Curitiba às 09h15 num voo da Azul com escala em Cuiabá e chegamos na cidade de Alta Floresta às 13h30 com um atraso de 35 minutos em relação ao previsto. No aeroporto já éramos esperados pelo Barreto, gerente do Teles Pires Lodge (Mantega), que é o operador da Pousada Cururu, e seguimos com o famoso ônibus da Pousada Mantega sem almoço e diretamente para a pista de pouso onde pegaríamos nossos voos fretados para o Teles Pires Lodge. Fomos acomodados em dois aviões monomotores, um Sertanejo do piloto Alceu e um Cessna 210 do piloto Eduardo. Com uma hora de voo chegamos ao Teles Pires Lodge onde fomos recepcionados pelo nosso amigo Wado e nos serviram um rápido aperitivo de isca de peixe para enganar a fome. Carregamos os barcos e seguimos para o Cururu. Foram 37 km em barcos de alumínio com motores de 40 hps até a Corredeira da Varanda. Neste ponto deixamos os barcos e seguimos por um quilometro de trilha até outro ponto do rio, onde pegamos outros barcos com motores de 30 hps. A bagagem seguiu num trator que faz o apoio nesta pequena trilha. Isto é necessário para evitar maior exposição de risco dos turistas na travessia das corredeiras e cachoeiras deste local. Finalmente, mais 15 km de rio e chegamos à Pousada Cururu às 18h30, depois de pouco mais de 09 horas de viagem. A pousada é composta por 4 amplos chalés com camas confortáveis, ar condicionado, varanda e banheiro privativo, a área de apoio tem o restaurante e o galpão de suporte, onde ficam os quartos dos funcionários e o almoxarifado. Todas as construções são feitas sobre palafitas para evitar maiores riscos nos períodos de cheia, quando o rio pode subir mais de 3 metros. Como são apenas 8 vagas na pousada, nós éramos os únicos turistas no local. Nos dividimos em 4 duplas e fomos apresentados aos nossos guias, todos índios Kaiabys: Fran, Jenisson, Raphael e Paulo (que foi substituído pelo Daniel no segundo dia). A pescaria ocorre num trecho de aproximadamente 40 km do Rio Cururu (Rio acima até a Lagoa da Ilha e Rio abaixo até a Cachoeira da Varanda), suas lagoas e no Rio Arapari. Irei descrever a pescaria conforme o local e peixes principais, pois a pescaria foi muito rica em diversidade de peixes e técnicas que foram empregadas. Os poços do Cururu (Couro). A tradicional pesca de grandes exemplares de couro ocorre no Poço do Jaú e Poço da Praia, entre outros. São utilizadas varas médias (~50 libras) e pesadas (~80 libras) e iscas de minhocoçu e tuvira (encomendadas previamente por nós) e pedaços de peixes, principalmente piranhas pescadas no local. Foram vários peixes capturados neste locais, com destaques para Jaús, Pirararas, Jundiás, Corvinas, Piranhas, Barbados, Armaus e Cachorras. O exemplar destaque foi capturado pelo colega Zacarias no último dos seis dias de pesca, sendo uma Pirarara com mais de 60 Kg (talvez 70). Como não podem faltar as histórias de pescador, eu (Fernando) estava pescando com o Rogério no Poço da Praia no segundo dia e pegamos um dublé de Jundiás. Estávamos esperando o Rogério acabar de recolher o segundo Jundiá para tirar as fotos, ...quando os peixes foram atacados na lateral do barco por um jacaré-açu com aproximadamente 3 metros de comprimento (Baita susto!). O Jacaré mordeu um dos Jundiás e ficou fisgado por alguns minutos, até nos recuperarmos do susto e seguirmos o bicho por um trecho de rio para cortar a linha mais próxima ao Jaca. Detalhe: o Jacaré-açu é extremamente agressivo e não tem medo dos barcos ou pessoas, sendo o principal perigo neste rio. Olhando as fotos com calma podemos ver que o Jaca já estava se aproximando do barco e nós que não estávamos prestando atenção suficiente naquele momento. Praias e áreas rasas (Cacharas e Capararis). Nas diversas praias e áreas rasas dos Rios Cururu e Arapari ocorre a pesca de cacharas, capararis e trairões no visual. Como a água é muito clara é possível localizar o peixe na areia do fundo, daí a isca viva (tuvira) é atirada a montante e com o barco à deriva ou no motor elétrico se aguarda que a isca passe próxima ao peixe e ocorra o ataque. Todos os exemplares capturados foram soltos e a prática de visualização dos nossos guias era absurda, pois conseguiam ver os peixes muito antes que nós. É importante o uso de óculos polarizados neste tipo de pesca. A presença de muitas piranhas nestes locais e o uso de material leve (máx. 25 libras) dá o tom do desafio, pois o arremesso com poucos centímetros de erro leva a isca para cardumes de piranhas e diversos tipos de enrosco. Corredeiras (Pacu boracha). No início das corredeiras da varanda nos aventuramos na pesca do Pacu Borracha utilizando as algas que nascem entre as pedras como iscas. Aqui também eram utilizados materiais leves e o maior desafio era um bom posicionamento do barco para que a isca flutuasse ao longo de um bom trecho de corredeiras. A fisgada com anzóis pequenos era suave, mas a briga era animal. Os Pacus se alimentam nos trechos de maior movimento de água e o formato do corpo deles somado à força das águas dá o tom da brincadeira. Notem que apesar da diversão, a proximidade das corredeiras e cachoeiras torna a brincadeira perigosa e todo cuidado deve ser tomado para se evitar acidentes. Arapari (Trairões). Os maiores trairões foram capturados no Rio Arapari e a pescaria mais divertida era com iscas artificiais barulhentas e coloridas na superfície. No meu barco, utilizamos uma Feed Popper de cabeça vermelha e uma Sumax de superfície com cabeça amarela, ambas com excelente ratling. Aqui eram feitos arremessos longos e recolhimento rápido para receber fisgadas magistrais de trairões entre 4 e 8 quilos. Este rio também é rico em Tucunarés e Bicudas. Lagoas e beiradas do rio (Tucunarés). Os peixes mais buscados foram os tucunarés, mas a captura não estava tão fácil. Pegamos dezenas de exemplares com jigs, iscas de subsuperfície (papa black, perversa, tantan,...) e iscas de superfície (hélice, bonnie, t-20,..). Em algumas oportunidades eram vistos diversos exemplares na superfície, mas eles não atacavam as iscas, provavelmente por estarem cuidando de filhotes. Também apareceram vários Jacundás e alguns peixes elétricos. Os famosos tucunarés-fogo também deram as caras e esta variedade de espécies (paca, borboleta e fogo) de diversas colorações, somada à ferocidade e força destes peixes que deixam esta pescaria tão atrativa. A pescaria com tuviras também é bastante produtiva nestes pontos. Uma curiosidade foi a queda de pressão atmosférica de 1027 mb para 1011 mb no quinto dia de pesca, fazendo os tucunarés rarearem. A temperatura não chegou a variar fortemente, mas ao longo dos dias começava em 21 graus e chegava a um máximo de 33 graus, sendo bastante confortável para pescar. Claro que os piuns (mosquitos) mordiam dia e noite em qualquer parte do corpo que estivesse à vista e não ligavam para pressão ou temperatura. Nossa pescaria ocorreu em período de Lua Cheia até o início da Minguante. Beiradas de rio com árvores de flores amarelas (Matrinxã). Apesar da descrença dos nossos guias e do fato da temporada de matrinxãs já estar acabando, testamos a pescaria com pequenas iscas na sombra de árvores carregadas com flores amarelas. Foi uma técnica que aprendemos a muito tempo no Rio Juruena e, surpresa!, funcionou. Não foram muito exemplares, mas vários foram capturados nestas condições, inclusive alguns belos Jacundás. Retorno para casa. O retorno para casa é sempre bom, mas o convívio com a natureza e com os amigos sempre deixa saudades. Único transtorno na volta foi devido à irresponsabilidade da Azul Linha Aéreas que cancelou nosso voo de retorno e tivemos que ficar um dia aguardando em Alta Floresta, mas todos felizes com esta pequena aventura. Deixamos nosso agradecimento especial ao Zé Luiz, gerente da Pousada Cururu Selvagem, Dona Cida (cozinheira) e toda a equipe de terra da pousada e aos nossos amigos guias de pesca, sem os quais nada seria possível. Abraços!
  2. CARRETILHA SHIMANO METANIUM B MGL 151 XG LEFT DE 8.1. Valor R$ 2.800,00 Zero, nunca usada. A Metanium apresenta um corpo de magnésio CoreSolid nunca antes visto, oferecendo aos pescadores profissionais e entusiastas a sólida vantagem da durabilidade, rigidez e sensibilidade, reduzindo o peso. A nova estrela de fricção com o material CI4 + reduz ainda mais seu peso. Recursos Com rolamento, Água salgada Tipo Baitcasting Geral Relação de Recolhimento 8.1:1 Rolamentos em aço inoxidável 10 S AR-B Carretel ultrafino e baixa inércia Força de Fricção (drag) 5 kg Capacidade de Linha 0.28/120 metros Manivela Infinito Anti-Reverso Corpo Magnésio CoreSolid Sintonia fina Lado da manivela Esquerdo Manopla Antiderrapante *FRETE NÃO INCLUSO *ITEM VENDIDO EM OUTRO LUGAR TAMBÉM. QUALQUER DÚVIDA E INTERESSE ESTOU A DISPOR. GRATO.
  3. Turma no Barco Kalua II para pescar no afluente RIO JURUBAXI em Santa Isabel do Rio Negro-AM. Temporada 2022/2023... O Valor do Pacote do barco a Partir de BAZ vai ser R$10.800,00 + R$2800,00(voo de ida e volta de SIRN a MAO). Peixes da minha viagem ao Rio Jurubaxi na Turma dos Bigodes do Amigo Diogo. Link do Relato da nossa pescaria no Jurubaxi, as vagas são no KALUA I: https://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/47707-rio-jurubaxi-sirn-24-a-31102020/?tab=comments#comment-527490 Há algumas vagas finais em outros grupo. Qualquer duvida e interesse estou a dispor: Waths 11 973458787 ou MP. Grato. Francisco Jr.
  4. Bom dia a todos os pescadores! venho aqui para fazer o relato da nossa pescaria à bordo do "Tucuninha" na semana do 12/11 a 20/11. Como sabem, cheia histórica no Negro o que desanimou um pouco a turma.. a cota estava em 5m quando saimos e subindo 5cm por dia... como não temos uma flexibilidade tão grande por questões de férias não tínhamos outra saída a não ser acreditar, ir e curtir! foi o que fizemos. Nosso Grupo: Vitor (Sorocaba) Fábio (Carlópolis) Rodrigo (Campinas) Jefferson (Campinas). Jefferson foi encaixe de última hora, Rodrigo levaria o filho mas acabou não dando certo. Sobre o Barco Tucuninha Atendimento sensacional, tudo de qualidade... receptivo, bebidas, comida. Tem opção de carne todo dia para churrasco, fogo de chão, cerveja só as top... MUITO BOM MESMO! valeu muito a pena ter ido com eles. Afluentes Aquela escolha difícil, tudo subindo... sem notícia de nada bom.. decidimos encarar o Cuiuni. Subimos perto da pista, aí notamos que o Marreco passou direto na sexta, acreditamos que eles estavam sentido alegria. na parte de baixo do cuiuni ainda tinha barranco e dava para arremessar, porém o peixe inativo TOTAL. meu parceiro, Fábio, achou um bitelo na superfície que já saiu tomando linha mas infelizmente foi para o Pau e perdemos. Tinha dia de sair 1 peixe bom... tava bem difícil mesmo. Quanto mais a gente subia, mas cheio ficava. Decidimos voltar e ficar no Negro, ali na região do peixe boi (acho que é esse o nome). mesma coisa, pescaria sofrida... eu tava bemmmm panema, 2 Jacundás no mesmo dia rsrssrrsrsrrsrs Tentamos de tudo, hélice, zara, stick com ratlin, sem ratlin, jig, borracha, meia agua.. enfim, fomos lá para pescar e com o espírito de bater isca das 6 as 18 "esperamos por isso por 1 ano, no barco não vamos pegar nada" hahaahah" último dia de pesca resolvemos subir o Demeni, +- 2 horas de voadeira, região de umas queimadas bemmm grande... percebemos que tinha barranco... parecia estar secando. Manhã toda batendo isca, meu amigo engatou um de 70cm na bonnie 107, trabalho bemmm lento. e eu nadaaaaaaaa! já quase desanimando, 11:20 da manhã na sexta para vir embora, me entra um 80up... meu record! que emoção... que explosão na superfície... que peixe forte.. e onde, no Demeni! conhecido por só ter peixe pequeno... vai entender a natureza meus amigos! mas foi isso mesmo, meu record batido na minha "pior" pescaria... Esse peixe entrou na bonnie 107 cor arari e eu com medo da garateia não aguentar, era uma Decoy #2... por minha sorte engatou nas duras garateias só que na parte de fora da boca..! quando é para ser seu, será! Voltamos para o hotel e conversando com os pescadores vi que somente eu e + um pescador havíamos conquistado o boné "80 up" do tucuna... ou seja, foi uma pescaria bem sofrida... porém o jogo só termina quando o juiz apita! rsrssrrsrsrs Material Usado: Helice: Vara SC III By Waka 5'8 25lbs + Revo Rocket 10:1 Stick/Zara: Vara Redai Viking 5'8 25lbs + Metanium MGDC7 Meia Água: Vara Venator 6' 25lbs + Shimano Scorpion 1500-7 Espero que gostem do relato + fotos. IMG_0240.heicIMG_0235(1).heicIMG_0193.HEICIMG_0175.HEICIMG_0235(1).heicIMG_0243.heicBar IMG_0235.heic IMG_0240.heic IMG_0243(1).heic
  5. Pescaria Juma 2021 Operação Barco Central Juma Nonato e Carlinhos Impacto Jigs Contato: Nonato : +55 (92) 99262-3618 Carlinhos Impacto Jig : +55 (34) 99794-8838 Semana de 01/11 a 05/11/2021 Pesca Esportiva central e alto juma Relato completo dos peixes, parceiros e operação: Peixes Capturados e Soltos acima de 60cm / Paca / Pacaçu e Açu Pescadores Carlinhos Impacto Jigs Wellinton Diogo Ivomário Vinícios Pitbull Jeferson Miller Venilson Nanci Carlos Junior Renato Agenor Fernando Octávio Evandro Começando o relato falando das iscas: 90% dos peixes capturados nessa pescaria foram com a Isca Impacto Jigs Hipnose verde-limão. Tivemos ação também no Jig Impacto branco amarelo e verde. Capturamos tb na Big Game Wood Chopper hélice amarela e verde, Tormenta, Ariranha prata, amarela com cabeça laranja. T20, Iná 90 , Destroier, Spinner Hipnose Popper Vulcan, Killer, E-chad , rei do rio, curisco, x80 Tamanho dos peixes: Dois 80cm Um 78,5cm Dois 78cm. Um 76cm Dois 74cm Um 73cm. Um 72cm Um 71cm Dois 70cm. Quatro 69cm. Três 68cm Dois 67cm. Um 66,5 Um 66cm Dezesseis 65cm. Sete 64cm Dois 63cm Sete 62cm. Um 61cm Sete 60cm Duas Aruanãs 77 e 60 Aruana 77cm. Os tucunarés popocas, e os pacas, açus e pacaçus menores de 60 não foram medidos. Houve boa ação desses peixes também entre as duplas dos barcos. Então temos um total : Dois 80 up Onze 70 up Cinquenta e um 60 up Falando da Operação: O Barco Central Juma é um barco simples, mas completo e com espaço muito bacana, e que está sendo constantemente melhorado. Comandante Nonato e sua família recebem muito bem os tripulantes, fazendo o melhor para o conforto dos pescadores dentro do barco e seus piloteiros foram sensacionais, extremamente prestativos e perseverantes em buscar os peixes. O barco conta com 3 quartos quádruplos na parte de baixo com dois banheiros separados. Na parte de cima segue um deque muito espaçoso aberto, um refeitório bem espaçoso e mais um quarto duplo na parte superior. Acomoda perfeitamente bem entre 10 a 14 pescadores. O café da manhã, almoço e jantar é muito bom e farto. Os cuidados dos quartos é realizado por mais 3 funcionárias. Todas da família, criando um clima muito bom e bem tranquilo. O tradicional churrasco no rio no último dia de pesca também foi muito animado bem servido. O barco também ofereceu, para quem quisesse, a conhecida pesca de Jaraqui ( um peixe local) de fisga ou zagaia a noite nas lagoas rasas com lanterna ou silibim podendo ver jacarés entre outros animais. Tivemos essa experiência e os guias nos ensinaram como acertar os peixes a noite com a lança. Foi excepcional. Tivemos muito contato com a população ribeirinha, todos conhecidos do barco e todos extremamente solícitos e receptivos. Realmente uma semana muito agradável, de bons momentos, muitos peixes grandes e excelentes amizades que se formaram ali. Desde já agradecemos ao Nonato e toda sua tripulação pelo empenho e carinho com todos nós! Vamos falar da pesca e da operação do Barco Central Juma. Estávamos muito ansiosos, pois para muitos do grupo, era a primeira vez na amazonia e tínhamos uma expectativa dos peixes grandes. Sabíamos também que o Rio Juma é um rio conhecido e com muitas pousadas e um rio com mais pressão de pesca por estar mais perto de Manaus. Mas contávamos com a experiência da equipe e do Carlinhos da Impacto Jig que conhece muito bem a região e sabe que tem peixe grande ali. A operação começa em Manaus com uma Van que busca os pescadores no hotel por volta das 11:30 da manhã no Domingo, e leva a equipe de pesca para o Porto Ceasa . No porto almoçamos no restaurante da Bia… várias opções de peixes, simples e muito bom. No Porto uma lancha rápida faz a travessia de mais ou menos 25min para o outro lado do Rio, chegando ao porto Careiro. Lá pegamos uma van ou microônibus que nos leva até o km 14 ou 17 (mais ou menos 1 hora e meia) onde o Barco hotel nos aguarda para embarcarmos. Chegamos no barco por volta de 16:00hs e entramos nos quartos e logo nos reunimos no deque superior para conversar e arrumar as traias. Nesse momento contamos com a atenção do Carlinhos da Impacto Jigs e dos parceiros Wellinton e Venilson, que já haviam passado a semana antes pescando, nos falando de como estava o peixe e nos ajudando com as iscas. Os Tucunarés Paca, Pacaçu e Açu são extremamente fortes e a batida e tomada de linhas dele são impressionantes. Por isso, trocamos as garatéias e argolas das iscas tudo com 6x reforçadas. Nessa primeira noite o barco Central Juma sobe o rio chegando na região Central do Juma, onde encontra o resto da equipe e pega o barco de apoio com os piloteiros e tripulação. Acordamos doidos para pescar e as oito duplas saíram com seus guias e fomos jogar a isca na água. Todos ali pescavam muito, batiam muita isca o dia todo. Na primeira manhã de pesca nos reunimos na hora do almoço e alguns peixes já haviam saído animando a turma. A tarde saímos novamente mas veio uma chuva pesada que interrompeu a pescaria aquele dia. No jantar começamos a enturmar e já percebíamos que aquela turma era diferente. Todos top demais!!! Mesmo muitos dali não se conhecendo, todos se ajudavam com dicas e como acertaram as “marretas”. Já começavam as histórias e muita risada. Pescamos dois dias na região central do Juma onde saíram vários peixes grandes. A pescaria não estava fácil… Como nesse ano o amazonas teve uma cheia histórica, em novembro ele deveria estar na caixa, mas ainda estava uns dois metros acima, criando mais lagoas e espalhando os peixes… Disse algumas vezes e repito. Tucunaré na Amazônia não é pra amador… precisa bater muita vara e dedicar muito… as vezes fica horas sem ação, mas não dá pra desanimar. Muitas vezes você vai ter apenas uma ação no dia, mas vai ser o seu troféu…. Aquele 70 ou 80 up que vai quase arrancar seu coração do peito e a vara da sua mão. Essa sensação nada paga!!! Na terça a noite subimos mais o rio para a Região do Alto Juma, estávamos preocupados pois mais pra cima existem muitas pousadas e mais pressão de pesca, mas fomos conhecer a região! Nesse momento da pescaria já estávamos impressionados com a qualidade e preferência dos peixes pela isca Hipnose verde-limão da Impacto jig, um spinner bait produzido especialmente para as “máquinas” da Amazônia. Sua estrutura reforçada de fio e garatéia 6x com trabalho de pelugens brancas e brilhantes foram atrativas demais para os tucunarés. Seja no trabalho em bacias mais rasas recolhendo mais rápido, ou em barrancos mais fundos “jigando”, essa isca na cor amarela foi a responsável por mais de 90% das capturas dos peixes relacionados acima. Ponto positivo também na qualidade das iscas Jig Impacto, eu mesmo não conhecia e pesquei 5 dias seguidos com a Hipnose, pegando enrosco e peixe e ela continuava intacta, mesmo com menos pelugens por conta dos ataques das piranhas e traíras, e meio ralada… continuava a girar perfeito e pegar peixe. Pescamos na quarta feira e na quinta no alto juma, e mais máquinas saindo todos os dias… Um companheiro nosso na viagem, o Junior, que pesca muito bem de jig, percebeu que o peixe estava mais no fundo, nos drops de barrancos atacando entre 3 e 5 metros dando muita ação. Trabalhamos muito com spinner hipnose e jig Impacto vindo das beiradas dos barrancos e pauleras mais rápido e deixando ela chegar mais ao fundo para “jigar” ou recolher Lento. O peixe tava manhoso, muitas vezes você via eles batendo na beirada, peixes grandes, mas não atacavam a isca. Mesmo com traia reforçada, linha 70 libras , garateias 6x tivemos ações de peixes que não tomaram conhecimento , saíram tomando linha com fricção da carretilha fechada, queimando o dedo no carretel e ia pro enrosco ou arrebentava tudo. Como o Juma estava ainda um pouco cheio, muita estrutura e pauleira, então pro peixe grande, a chance era sempre maior dele. Na quinta a noite descemos o rio para pescarmos mais uma vez na região central do Juma para o último dia de pesca. Os grandes campeões com os 80 up foram o Vinícius PitBull e nossa Pescadora Nanci Cavaresi que levaram o prêmio de maiores peixes. Jeferson Silva acertou a marreta de 78,5cm e Junior Grossi e Venilson acertaram os de 78cm. Tivemos o tradicional churrasco no rio, muito bem preparado para toda equipe e encerramos a tarde no barco, arrumando as traias e voltando para o Km 14, onde pegamos a Van, depois a lancha rápida no Careiro e nos levando de volta até o porto Ceasa, e van de volta para o hotel! Foi uma pescaria muito boa, muito peixe grande e uma turma excepcional, divertida e animada. Recomendo o Barco Central Juma e a Equipe do Nonato. Para mim, a parte mais difícil de pescar é deixar para trás a coisa mais importante, que é minha família. Minha esposa e minhas duas filhas. Elas são meu porto seguro. E me incentivam a vir, pois sabem o tanto que eu gosto de pescar. Quando vamos para uma expedição desse tipo amazonia a dentro muitas vezes ficamos sem contato com celular e sem notícias e o que mais conta nessas horas é uma turma boa, e uma equipe bacana. Nesse caso tivemos as duas coisas. A Família do Nonato que nos recebeu de braças abertos e nos fez sentir em casa e a turma de amigos onde reforçamos amizades e fizemos novas amizades que , se Deus quiser vai durar pra sempre e muitas pescarias ainda virão!!! Abraço a todos os companheiros e Deus abençoe muito a vida e a família de vocês! Carlos Gaglia Jr
  6. vendo varas falcon Cara em excelente estado, modelos CC5 e CC8, modelos não mais fabricados. R$ 1800,00 as duas varas. frete por conta do comprador.
  7. A Caiaqueiro Pesca & Camping conversou com o Leo da pousada Paraíso da Pesca de Tupaciguara (MG) e ele indicou as melhores iscas artificiais para a região nesta época. Confira o vídeo com a selação de iscas: Iscas Artificiais para Tupaciguara-MG | Top Dicas do Tom Para quem não conhece o Leo, ele é um pescador com mais de 25 anos de pescarias e 5 anos de experiência como guia de pesca em Tupaciguara. Todo mundo da cidade conhece o cara, é uma verdade autoridade para os pescadores. Por isso, quando ele recomenda alguma isca você só compra! Resumo das iscas recomendadas para Tupaciguara-MG: ► CURISCO 80: https://www.caiaqueiro.com.br/pesca/iscas/isca-nelson-nakamura-curisco-80 ► DESTROYER 95: https://www.caiaqueiro.com.br/pesca/iscas/isca-yara-destroyer-95 ► MAGNET 90: https://www.caiaqueiro.com.br/pesca/iscas/isca-lori-magnet-90 ► LORI-X: https://www.caiaqueiro.com.br/pesca/iscas/isca-lori-lori-x ► LORI MAIS 110: https://www.caiaqueiro.com.br/pesca/iscas/isca-lori-mais-110 ► SARÁ SARÁ 100: https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-nelson-nakamura-sara-sara-100 ► IPON 80: https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-nelson-nakamura-ipon-80 ► PENCIL 100: https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-duo-realis-pencil-100
  8. Nós pescadores e caiaqueiros da região do Triângulo Mineiro, mais especificamente de Uberlândia, adoramos ir pescar em Perdilândia na Pousada do Curimba. Por lá a comunidade é muito receptiva, você encontra ótimas instalações e pode pescar muito Tucunaré à vontade! A equipe Caiaqueiro Pesca & Camping conversou com um guia de pesca da região. Ele nos indicou as seguintes iscas artificiais para Perdilândia: Isca Duo Realis Pencil 110 https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-duo-realis-pencil-110 Isca Nitro Joker 113 SK https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-nitro-joker-113-sk Isca Nelson Nakamura Sará Sará 100 https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-nelson-nakamura-sara-sara-100 Isca Marine Sports Vulcan 65 https://www.caiaqueiro.com.br/pesca/iscas/isca-marine-sports-vulcan-65 Isca Lori Brutal 115 https://www.caiaqueiro.com.br/iscas-artificiais/isca-lori-brutal-115 O que vocês acham? Indicariam mais alguma isca para a região?
  9. Boa tarde, pescadores. Galera, estou pescando com bastante frequência em Presidente Epitácio com iscas artificiais apenas, somente tucunaré mas eventualmente alguma traíra também. Sendo assim, gostaria de algumas dicas de iscas boas e não tão caras para usar, poderiam ajudar? Iscas que uso/tenho: curisco - osso (boa mas enrola muito no snap); raptor minnow - branca (melhor até agora); joaozinho pepino sara sara marrenta 80 biruta 90 jigs Entre outras. Até agora só peguei na raptor e na curisco. Se bem que pega até algumas piranhas (mesmo sem querer kk) É isso aí, rapaziada, espero o contato com algumas dicas de iscas e cores e já agradeço! Forte abraço e bora pescar!
  10. Fala galera sou novo no blog mas acompanho dês de sempre e como de costume a uns 5 anos kk vou para pousada thaimaçu novamente dia 25 de agosto, e gostaria de saber algumas sugestões da galera ai referente a iscas de superficial e meia água que seriam indispensáveis para esta temporada. Ano passado perdemos muitas iscas devido linha estourar eh complicado pegamos um lote com defeito da wx8 ygk de 45 lbs que estava parecendo linha de pipa para os tucunares kkkkk apos o termino da pescaria enviamos um email para a ygk enviamos as linhas para a loja e depois nos mandaram carreteis novos para este ano espere que nao estejam com defeito novamente kkkk estávamos pegando bem nas iscas: curisco jig turbinados jig rapala xrap 10 trairao sara sara magic stick biruta essas vamos ter que repor pois a perda foi grande mas gostaria de saber novas iscas galera sair da mesmice caso alguem possa contribuir um pouco ai agradeço. Caso alguem tenha duvidas tambem sobre a pousada thaumaçu posso tentar ajudar pois ja fui algumas vezes e vou todos os anos hehehe obrigado galera. VAMOS VER AS TOP 10 DA GALERA 5 SUPERFICIE 5 MEIA AGUA
  11. Continuação do vídeo da pescaria no rio Uneiuxi (Parte 2), agora apresentando algumas capturas antes do repiquete.
  12. -Lote 1 de 4 Iscas de hélice custom 5'5 , R$290,00 o lote, acompanha garatéias. -1und. Cubera com pintura custom R$200,00, não acompanha garatéias. -1und. Cubera com pintura custom R$200,00, não acompanha garatéias 13cm -FRETE NÃO INCLUSO. -PAGAMENTO VIA DEPÓSITO. -PAGAMENTO ATÉ 2 DIAS. -PREFERÊNCIA EM QUEM ESCREVER.
  13. Buenas pessoal, Vou compartilhar com vocês um pouco da nossa pescaria, realizada no rio Teles Pires do dia 11 a 16 Fevereiro de 2021 , na Operação Pimenta Fishing @Pimenta Fishing. O Carlos (Pimenta) possui 2 operações no TP, uma abaixo da usina São Manoel (Base Operacional) e outra entre a São Manoel e a usina Teles Pires. Optamos por esta operação entre usinas, que eles chamam de Remanso e esta estruturada na antiga pousada Jerusalém, que é alugada para esta operação do Pimenta. Resumo, foi SENSACIONAL!! Partimos em apenas 4 pessoas de Chapecó para Alta Floresta. Voo cedinho (5h da manhã) e as 13h já estávamos em Alta Floresta. Seguimos por mais 160km (sendo destes 60km de asfalto) até a pousada. A pousada estava vazia, inteiramente para nós, atendimento VIP literalmente. Quartos amplos para 2 pessoas, climatizados, banheiros privativos, top. Refeições completas e excelentes. Bebidas sempre bem geladas. Piloteiros espetaculares, já nos auxiliaram na chegada a montar equipamento, fazer nós SF, carregar carretilhas... etc. No rio estavam literalmente em casa, conheciam cada poço, cada enrosco, cada drop das praias, sem contar que são gente finíssima e extremamente profissionais. Pesca-se das 6h as 12h, com retorno para almoço na pousada. Retornamos ao rio as 14:30h até as 18h. Tem a possibilidade de estender para uma pescaria noturna, mas isso tem que ser tratado e combinado com o guia. Como a operação fica entre 2 usinas, o regime de aguas é mais estável, mesmo assim, por termos escolhido o feriadão de carnaval, nos 3 primeiros dias o rio estava um pouco baixo os grandes de couro não estavam comendo. Bom, o jeito foi se divertir com os de escama. Muito peixe mesmo, tucunarés de respeito, cachorras e bicudas gigantes. As bicudas eram um espetáculo a parte, não resistiam a uma hélice e um popper. Até na colher elas batiam. Últimos 2 dias o rio subiu quase 80cm, tucunarés se recolheram e começaram a sair alguns bons exemplares de couro. Rio ainda muito preservado, com muita diversidade de espécies. Somente no nosso barco pegamos 16 espécies diferentes. Até um Poraquê apareceu. Deixando de papo vamos para as fotos. Gostaríamos de agradecer ao Pimenta e sua equipe pelo atendimento e cordialidade com o grupo. Muito obrigado e já pensando em voltar, já que em breve haverá novidades. Abraço
  14. A ultima parte do Vídeo apresenta mais curiosidades do local, algumas pescarias e uma despedida que nos emocionou muito, pois lembramos dos 3 outros pescadores que nos substituíram e que já são falecidos. Por isso sempre digo "Nada é para Sempre" só nos restará as lembranças. Abraços.
  15. Quando uma pescaria se torna especial , antes de começar? quando vamos explorar um local novo, ou quando vamos retornar a um local que temos boas lembranças, ou quando pescamos com pessoas especiais…. Então todas minhas pescarias no Rio Negro e seus afluentes seja em Barcelos seja em SIRN seriam especiais, acredito que sim, mas tem um fator diferente nesta pescaria, imagina seus parceiros de pesca aqui do Paraná , que pescam tucunaré a mais de 20 anos junto com você aqui no Rio Paraná, e que não conheciam o Rio Negro, Barcelos e o Tucunaré Açú ….o meu lugar favorito o peixe que dedico todo meu tempo livre e todos meus recursos destinados à pesca . Então os ingredientes estão postos para uma pescaria especial, pessoas especiais em um local ímpar de ótimas lembranças….. O prenuncio de uma pescaria diferente, foi a formação do grupo metade com experiência na pescaria amazônica Andre Rocha BJJ , Ramon Tucuna Paz, Rogério_mga , e a outra metade sem nenhuma experiencia em pescaria amazônica Fernando Moraes, Valmir Zampronio e Wilson, este ultimo um companheiro profissional , trabalhamos na mesma empresa a Agroindustrial Irmãos Dalla Costa a muitos anos, não tinha quase nenhum conhecimento sobre pesca. Começamos nossa aventura pela floresta da forma tradicional em Manaus, com a apresentação do meu irmão mais velho, que cuida de mim desde 2008 nas minhas viagens o Magal, seguimos deixar as malas no hotel Quality, e para o almoço no restaurante Morada do Peixe, para apresentações à banda de tambaqui e a cerveja Tijuca. Devidamente alimentados pela comida manauara, fomos para o zoológico do CIGS, insetário, aquário, e diversos animais como o jacaré açú , a sucuri, a arpia e várias onças fazem qualquer um ficar encantado… Terminamos o dia na bonita e espaçosa nova loja da Sucuri na Vieria Alves para que os visitantes de primeira viagem carinhosamente apelidados de “prego” adquirissem iscas e linhas adequadas para a empreitada amazônica … Segundo dia , seguimos para Barcelos de manhãzinha, e la chegando a tradicional foto da turma agora completa .... Confesso que todas as vezes que chego em Barcelos no porto para embarque, a emoção é a mesma das primeiras vezes, é uma empolgação única e a visão do ExplorerXX vindo nos buscar inicia o processo de transformação de nossos sonhos em realizações ...... Vamos falar um pouco então das condições .... como esperado pelo monitoramento que fazemos das condições , os afluentes Cuiuni/Alegria e Araca/Demini tinha pego água novo, tínhamos também a informação que vinha água nova pelo Rio Negro proveniente de SIRN, Arirarrá, Itu e Padauari não tínhamos informações mas deduzimos como os outros afluentes estavam com informação de agua nova acreditamos que não seria diferente, e por consequência disso a melhor saída seria , pescar no Rio Negro abaixo de Barcelos , por entre as ilhas de canais, no meio do Rio, pois longe das margens distanciaríamos mais da agua de chuva, buscando sistemas de agua isolados ou com pouca interferência da agua nova, lagoas de cano, ou boca franca invertida a correnteza do rio..... então partimos para os canais e ilhas do Rio Negro abaixo da cidade de Barcelos, sentido Manaus.... Informação sobre a região denominada Arquipélago de Mariuá ... Localizado no município de Barcelos, no Estado do Amazonas, o Arquipélago de Mariuá é o maior do Brasil em águas fluviais e abrange um conjunto de ecossistemas de águas negras da Amazônia, incluindo rios, florestas inundadas e pântanos. São mais de 1.400 ilhas, com cerca de 140 km de extensão e 20 km de largura. Com fauna e flora riquíssimas, o Arquipélago integra o Parque Nacional do Jaú e o Parque Estadual da Serra do Aracá. Navegando neste sistema podíamos comprovar a nossa teoria com locais de agua marrom , com material em suspensão , e ph variando entre 6,00 e 6,50... locais com pouca incidência de ataques, e com locais de água preta, limpa de sedimentos sem nenhum material em suspensão com ph variando entre 4,60 e 5,00, locais aonde encontramos o tucunaré muito ativo atacando na superfície , inclusive nas iscas de hélice com muita voracidade. Os equipamentos que usei nesta pescaria, foram as Varas Black Mamba , da Redai 10-20 para as iscas Jumping/Stik/zara e 15-25PS para as hélices, carretilhas ABU Garcia Revo Rocket nas Hélices e Shimano Chronarch 150HG nas Jumping/Stick/Zara, as iscas artificiais que deram resultado.... Hélice de madeira Caribe Lures Slim By Beto Caranha , Deconto Z-130 antiga, Deconto Stiknina 110, Rebel T-20, Deconto Biruta 100, as linhas foram um episódio a parte, como na pescaria de setembro perdi alguns peixes por estar com a linha puída .... voltei ao modelo que mais gosto..... Nesta pescaria todos acabaram de certa forma tendo êxito, atendendo as expectativas de todos o peixe, ativo em alguns locais e inativo em outros , as vezes demorava a achar um local em condições mas garimpando aquela imensidão entrecortada os experientes piloteiros do barco explorerXX iam encontrando situações positivas para todos, claro que com a falta de experiencia de alguns do grupo , muitos peixes foram perdidos e claro que são os maiores! sempre.... o meu que escapa geralmente é do dobro do que fica...kkkk Mas falando da minha experiência com o peixe nesta pescaria, eu resumo em uma frase "corta o bico com a hélice, e se chover volta la e corta novamente !" Saindo para pescar..... Escolhendo os locais.... como planejado.... Aos poucos o resultado foi aparecendo A nota especial desta pescaria fica para o Wilson, que chegou em Manaus sem saber a diferença entre molinete e carretilha, e que volta desta pescaria arremessando e trabalhando iscas de superfície, e pegando peixes..... O troféu de maior peixe ficou com o Fernando 74 cm e 14lbs ( eu não participei mas meu maior não foi mais que isso 76cm e 15lbs) Enfim foram muitos peixes, entre 50 e 76cm posso contar que todos pegaram muitos peixes, quem quisesse trabalhar Zara ou stick no processo varredura de lago, ficaria um dia inteiro em um so lago tirando peixes na faixa de 40 a 50cm o dia todo, isso mostra que nosso rio esta se renovando e que em muito breve de preservado teremos muitos peixes de 70-80cm no parquinho...... Nao posso deixar de mencionar o trabalho fantástico desempenhado pelo Angelo e os piloteiros.... Almir Chupita Ademir Dias intensos de pesca que precisam de um conforto para o final da tarde, encontramos nas belas imagens da floresta, no conforto do barco e principalmente na disposição da tripulação em atender ao pescador.... Neste SPA em meio a floresta amazônica aderi a dieta detox ( Peixe assado + Chá verde ).... Para quem gosta, segue as fotos de algumas regras da pescaria : Agradecemos a Deus por esta grande oportunidade que tivemos , ao Ramon Paz o grande idealizador deste barco, e destas turmas que tenho participado, aos amigos envolvidos na pescaria pela parceria nota 1000, todos os amigos de mais de 40 anos e os novos amigos, todos em uma única sintonia, o que trouxe conforto e liberdade a todos, aos tripulantes do Barco que estão sempre muito atentos não só em atender ao pescador, mas também com a segurança deles, a cozinha , que tempero fantástico.... E projetamos já a próxima pescaria se Deus quiser para Janeiro.......abraços a todos de coração . Obrigado a minha esposa, e filhos por me aturar durante a preparação e por cuidar de mim no retorno, na próxima tem curso de arremesso com o mestre Wilson / confiança e cerveja gelada são tudo!
  16. Olá a todos, gostaria de relatar aqui minha primeira vez na Amazônia. Sempre tive tive a vontade de ir pescar os famosos açús, e nos ultimos meses fui fomentando a ideia na cabeça do meu primo tambem, até que decidimos por ir ano que vem 2021, mas como ele é muito ansioso do nada resolveu ir este ano mesmo, embarquei na ideia, e marcamos a pescaria em agosto para 6 de outubro. Ja tinha dado uma pesquisada aqui no forum sobre pousadas e material. Foi nos indicado pelo Marcel Werner a pousada Recanto do Maçarico, e acabamos fechando com eles. Atendimento 1000 desde o taxista q nos buscou no hotel em Manaus até o Sr Ramiro do bar da pousada. Pescamos 3 dias e foi indiscutivelmente a melhor pescaria que ja fiz na vida. DIA 1: Tivemos muita ação no primeiro dia, peguei 8 tucunarés, 7 pacas e 1 açú e algumas piranhas. O primeiro que peguei era bem pequeno mas mesmo assim quis tirar uma foto pra lembrar. depois de mais alguns peixes pequenos saiu pra mim um grande 56cm. kkkkk o guia se divertiu muito com nós, e sempre dizia é pequeno ainda. Pescamos a manhã num lugar chamado BOTO. A tarde fomos pescar no maçarico, muita ação de peixes pequenos e algumas bicudinhas atacando a isca. Ja na chegada no porto da pousada decidimos fazer alguns arremessos por ali quando o guia me disse: Joga ali entre as duas moitas. Foi certeiro, aquela pega bruta, na curisco 110 osso, meu primeiro açú estava lá me esperando com seus 58cm ja era maiorzinho. DIA 2: O segundo dia foi um dia ruim para mim, subimos o Juma mais ou menos 1 hora de barco, peguei apenas 1 traíra, e tirei um que o guia pegou na Jet120. Novamente tentamos mais um pouco perto da pousada e consegui uma aruanã na Animal 130, mas devido a falta de experiencia escapou do lado do barco. DIA 3: O ultimo dia chegou, fomos para o lago do tracajá. Foi um boa manhã de pesca, consegui pegar alguns paquinhas e um açú mas como o maior sempre escapa, foi ali que perdi o que acho que poderia ter sido o maior peixe da pescaria, simplesmente ele foi pro pau e estourou o lider Vexter 0.52 e levou embora a isca mais produtiva da pescaria, uma borá 12 com barriga laranja. Almoçamos e decidimos voltar para o Boto onde havíamos pegado mais peixes, pegamos mais alguns. Chegava o momento de voltar para a pousada, chegando lá o guia resolveu bater mais um pouco por ali. Levei uma inna 110 cabeça de fogo que só me encheu o saco a pescaria toda, era jogar ela e ela enroscava, fazia cabeleira e tudo mais que ela poderia fazer a ponto de eu querer cortar a linha e deixar ela lá. Mas o guia sempre dizia: "Não, é com ela que você vai pegar o troféu". dito e feito, ali perto da pousada com a tralha toda guardada ja, somente com uma vara montada e com a dita inna no snap fiz o que pra mim seria o ultimo arremesso, ela bateu na água uma aruanã pegou, mas devido a falta de experiencia escapou, pensei vou jogar de novo, vai que ela pega, mais 2 arremesso e nada no terceiro, aquela pancada bruta, brigou no fundo freio da carretilha fechado e tomava linha, minhas pernas tremiam ali, demorou um pouco até mostrar a cara, estava la um belo tucunaré açú com seu mapa na cara, 66 cm e 5kg de pura beleza. Foi algo indescritível pra mim. Material principal que utilizei: Vara Rapala pinima 17-25lb Carretilha Venator AC Linha Crown 9X 50lb Líder Vexter 0.52 33lb Iscas mais produtivas: Curisco 110 osso borá 12 com barriga laranja Brava 90 branca. Espero não ter escrito demais, mas não tem como deixar de lado algumas coisas. Agradeço ao sr Moises da proprietário da pousada Recanto do Maçarico, ao Marcel que indicou e acabamos nos conhecendo la na pousada e ao guia Tiago que nos auxiliou em todo o momento.
  17. Represa de Balbina - AM Operação exclusiva Cuca Pesca No início do mês fui conhecer um destino que já me chamava atenção há um tempo: Represa de Balbina - Amazonas. Imagine você pescando em uma represa: estruturas e paliteiros alagados e tradicionais de tucunaré okay? Porém agora eleve essa pescaria a outra potência: uma represa com tucunarés amazônicos! A pesca e foco na região são os Tucunarés Cichla vazzoleri de 60-70cm que explodem ao lado das galhadas ou riscam a superfície na margem para atacar a sua isca artificial. A emoção de pescar em Balbina é garantida. São muitos ataques ao lado do barco ou colados em paliteiros ou estruturas submersas. A Temporada ao contrário de outros locais na Amazônia que dependem muito do regime de águas (seca e cheia), Balbina tem o seu nível de água regulado pela Usina, o que faz com que durante o ano todo tenhamos possibilidade de pescar. Esta é a grande cartada de Balbina, que nos permite pescar em todos os meses do ano fazendo pescarias com qualidade. Agenda corrida e pesquei somente dois dias. No primeiro pegamos uma chuva fria e forte. E ainda veio com vento = nada bom para tucunaré. Com o clima mais estável, no segundo dia o aumento de ações e ataques foram bem maiores. Gostei muito da Ilha de Cara Lodge do meu brotherzão Antonio! Será uma honra trabalhar nesse time! tucunaré pesca esportiva organização de pesca tucunaré áçu pescaria na colombia Barcelos - am pesca em barcelos grupos de pesca rio juma pesca no rio juma dica de pesca rio manso Pescaria em barcelos barco hotel em barcelos barco hotel pesca pescaria no panamá barcelos amazonas barcelos am fotos voos para barcelos amazonas pescaria tucunaré pesca de tucunare
  18. PROMOÇÃO IMPERDÍVEL PESQUE COM O RECORDISTA MUNDIAL DE 02 ESPÉCIES DE TUCUNARÉ DATA: de 13 a 19 de setembro de 2020 BARCO: Angatu Açu (16 pescadores) LOCAL: Lago do Canumã - AM Valor: R$ 5.500,00 pacote all-inclusive* + R$ 850,00 fretamento + Gostaria de ofertar pra vcs uma semana muito especial de pesca. Com a liberação da pesca no Estado do Amazonas a partir de 1 setembro de 2020 e todas as medidas sanitárias levadas muito a sério por toda a nossa equipe, resolvemos montar uma semana de pesca no Lago do Canumã no Amazonas. A bordo estará o recordista mundial de 2 espécies de tucunaré (açu e o borboleta), Andrea Zaccherini. Além do Andrea, Bernardo, sócio no Angatu, estará acompanhando o grupo. Desta vez resolvemos reservar metade da capacidade do barco (8 pescadores) para novos amigos e clientes. Então é isso. Temos apenas 08 vagas disponíveis. Aproveite a oportunidade e pesque com quem só busca peixes grandes. Imaginem a quantidade de histórias e dicas não serão compartilhadas por toda essa turma? Roteiro: dia 12/09 (sábado), todos os pescadores deverão estar em Manaus. Dia 13, o quanto antes, decolagem para Nova Olinda do Norte. Nossa equipe estará aguardando para transfer até o barco. Dia 14, 15, 16, e 17, inteiros de pescaria. Dia 18, pescaria até às 12h. Dia 19, retorno para Manaus. * Incluso no pacote: Todas as refeições, bebidas geladas (refrigerante, água e sucos), tira-gostos, hospedagem em suíte dupla com ar condicionado split, canoa com motor 30hp, guia + elétrico para cada dupla, transfers em Nova Olinda, combustível suficiente para uma excelente pescaria. NÃO INCLUSO no pacote: Passagens aéreas até Manaus, hospedagem e transfers em Manaus, ligações telefônicas por satélite, equipamentos de pesca, e tudo o que não estiver descrito como incluso. LIGUE AGORA e reserve sua pescaria comigo. Diga que viu a oferta no blog da Turma do Biguá que repassarei mais detalhes desta aventura. Fernanda Angatu: (16) 99773-6639. Aos que não conhecem nossa estrutura, segue o link de uma pescaria feita pelo Torresmo Açu que acho demais. https://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/43897-torresmo-açu-265lbs-24lbs-225lbs-22lbs-e-outros/ Podem procurar aqui no blog que vcs encontrarão diversos relatos de pescarias feitas conosco. Obrigado. Barcos Angatu http://www.barcosangatu.com
  19. Faz tempo que quero trazer esse relato até vocês! Fizemos essa pescaria em setembro do ano passado e só agora (julho) escreve este relato. Sou de Macapá-AP e em uma cidade a 250km daqui existe um tucunaré endêmico da região (ou seja, não tem em outro lugar no mundo). apesar de não ser longe, é muita missão chegar até o ponto de pesca. Precisamos sair de Macapá e pegar a estrada de chão até Laranjal do Jari (estrada ruim, resultando em incríveis 6 horas de viagem em 250km). De lá atravessamos em balsa até Monte Dourado-PA e seguimos por mais 1 hora de carro até o porto onde encontramos com os guias. Pensa que acabou? subimos o rio por mais 3hs até a cachoeira do itacará. Onde precisamos descer o barco e as tralhas e subir a cachoeira com ajudar de um tratorzin.. Pensa em uma missão cansativa é essa de subir o barco de madeira com 8 metros de comprimento, combustível, alimentação e tudo mais. Após subir a cachoeira de itacará tem mais umas horas até os primeiros pontos de pesca.. A partir daí é só emoção e alegria que faz valer a pena todo o esforço Costumo dizer que no Rio Jari os tucunarés já nascem com 3kg. É muito difícil aparecer peixe menor que esse. Sem contar os brutos trairões que sempre dão o ar da graça pra deixar nossa pescaria mais emocionante. Ao todo foram 2 dias para começar a pescar e 5 dias de pura alegria. Dormindo no meio do mato acampados, contemplando a natureza e PESCANDO MUITO!!! Trago aqui um vídeo que resume toda essa missão que foi a expedição cichla jarrina 2019. e nesse ano tem muito mais!!!!
  20. Recebemos um convite para uma pescaria na região de Barcelos, depois de 18 anos. Infelizmente chegamos num período de cheia em quase toda região. Em todos os eventos procuro aproveitar a natureza e os bons momentos vividos com Amigos, por isso procuro preservá-los e compartilha-los. Espero que apreciem, abraços.
  21. Olá Amigos Pescadores Venho através desta convidar a todos a realizarem o sonho de pescar os mais cobiçados peixes da bacia do Rio Negro e Afluentes nesta TEMPORADA DE 2021 (Janeiro, Fevereiro, Março ....... Setembro, Outubro, Novembro, Dezembro) conosco em Barcelos, Amazonas. Devido a Pandemia que atingiu o mundo e consequentemente o Brasil também, iremos retornar a Operação Premium em JANEIRO de 2021 para garantir a todos melhores condições de segurança a todos. Portanto estamos aproveitando este tempo para preparar mais ainda a nossa temporada de Pesca Esportiva em Barcelos no inicio de 2021 para atende-los com mais melhorias. Agora é a hora de você organizar sua viagem com tranquilidade e bastante antecedência, tendo a oportunidade de adquirir seu pacote com parcelamento mais longo para que possa usufruir da nossa OPERAÇÃO PREMIUM. SOBRE A OPERAÇÃO PREMIUM A nossa OPERAÇÃO PREMIUM consciente em proporcionar um atendimento personalizado a nossos clientes com prestação de serviço profissional, nossa base principal que no LODGE, conta com uma estrutura e gastronomia de alto padrão, está localizada em frente ao maior arquipélago fluvial do mundo, o Arquipélago Mariuá que nos possibilita uma operação bate e volta de alta performance onde utilizamos nossas embarcações BASS BOAT NITRO(USA) COM MOTOR MERCURY 100 HP navegando assim em um raio de mais de 100 km acessando inúmeros excelentes pontos de pesca, (onde já foram capturados o MAIORES TUCUNARÉS-AÇU DO MUNDO) que possibilita você ter acesso além do Rio Negro e vários afluentes (Cuiuni, Itu, Demini, Aracá, Caurés e Jufari) na mesma pescaria. Para sua segurança possuímos um sistema exclusivo de rádio que proporciona a toda nossa operação comunicação direta com a base na cidade Barcelos. Além de tudo isso, temos também um grande diferencial que oferecemos como CORTESIA, 3 pernoites em nosso POSTO AVANÇADO no RIO ARACÁ, localizado a mais de 200 km de navegação da nosso LODGE no Rio Negro, proporcionado a você um tour exclusivo de pesca esportiva ao longo da subida pelo rio Aracá e também em pontos de pesca no Rio Curuduri, onde você percorrerá pescando em nossas embarcações BASS BOAT um período de 10 horas de pescaria. Após um dia todo de pesca você chegará a nossa estrutura de 256m², onde estará preparada pela nossa equipe, sua hospedagem com todo conforto e segurança. O nosso posto avançado está bem localizado no melhor ponto de pesca do Rio Aracá, contendo inúmeros lagos marginais com acesso ao rio e também a vários lagos centrais, onde disponibilizamos também barcos de alumínio para acessá-los. Neste pacote de 7 dias você terá a oportunidade de pescar 4 dias no Rio Aracá, que é considerado um dos melhores rios para pesca do tucunaré açu do mundo, com suas belezas naturais exuberantes, água preta e lindas praias de areia branca que contrasta com o verde da bela floresta amazônica, proporcionando a vocês experiências sensacionais. Este pacote está disponível para SINGLE, DUPLA e TRIO, no caso de duplas e trios o pescador deve trazer os seus parceiros. Grupo de SINGLE de no máximo 4 pessoas. Grupo de DUPLAS de 8 pessoas. Grupo de TRIOS mínimo de 9 e máximo de 12 pessoas. Pacote disponível em TODAS AS TEMPORADAS (de SETEMBRO a MARÇO de cada ano). Então, que tal realizar este sonho conosco?Agora você já sabe que é possível vivenciar essa EXPERIÊNCIA, confira abaixo o descritivo de todos nossos diferenciais e tarifário do nosso PACOTE (ALL INCLUSIVE). Aproveite o momento para planejar sua próxima pescaria e venha sentir na pele as emoções que PERSONAL FISHING pode lhe proporcionar, com a melhor experiencia de Pesca Esportiva na Amazônia! Entre no SITE e conheça a ESTRUTURA, DIFERENCIAIS e TARIFÁRIO que só nós temos a lhe oferecer. http://WWW.PERSONALFISHING.COM.BR
  22. Amigos...resolvemos fazer um tópico compilado de todos os recordes postados no fórum. A ideia é facilitar a localização destas informações e diminuir os tópicos fixos na sala de Anúncios Globais. Sintam-se a vontade em clicar sobre o tópico escolhido e fazerem seus comentários. [Tucunaré Açu - Recorde Mundial - Por Peso - 13.190g] Peixe capturado pelo amigo Andrea Zaccherinni. - - - > Entrevista exclusiva com o recordista logo após a captura. - - - > Entrevista com o recordista 2 anos após a captura. [Tucunaré Pinima - Recorde Mundial - Por Peso - 11.790g] Peixe capturado pelo amigo Rômulo. [Tucunaré Açu - Recorde Mundial - Por Tamanho - 89cm a 90cm] Peixe capturado por vários pescadores. [Tucunaré Vazzoleri - Recorde Mundial - Por Peso - 7.711g] Peixe capturado por Mariozan. [Tucunaré Amarelo (Melaniae) - Recorde Mundial - Por Peso - 4.540g] Peixe capturado por Rodrigo Sgambatti. [Tucunaré Azul (Piquiti) - Recorde Mundial - Por Peso - 5.0kg] Peixe capturado pelo amigo Mariozan. [Tucunaré Tyrorus - Recorde Mundial - Por Peso - 14lb 02oz] Peixe capturado pelo amigo João Rech. Clique nos tópicos e se aventure pela história da pesca no Brasil. Aos poucos os brazucas estão tomando conta dos peixes do nosso País.
  23. Boa noite colegas pescadores! Sou novo aqui no fórum, logo vou fazer uma breve apresentação... Meu nome é Gutierres, sou do interior do RJ e desde criança fissurado por pescaria por influência dos meus pais. Ultimamente tenho procurado mudar bastante minha concepção sobre as pescarias, conhecendo melhor os equipamentos, as técnicas, e claro, praticando o pesque e solte. Então como boas vindas, gostaria de trazer um relato de minha última pescaria, que por acaso foi minha primeira pescaria de tucunas: Era um dia nublado, frio, e por horas a névoa descia e praticamente não se tinha visibilidade. Estava pescando num açude aqui na região serrana do RJ (açude com 11 HECTARES, isso mesmo, mais parece uma represa). A principal espécie lá era o tucunaré amarelo. Comecei por volta de 12h e fui embora as 17h, e não tive nenhuma ação. O que pude perceber é que em alguns pontos a água era muito rasa (uns 40cm) e clara, e nesses pontos eles ficavam a espreita. Quando eu lançava as iscas, percebia que os tucunas acompanhavam e na hora q chegavam bem pertinho eles rebojavam. Isso com trabalho de toques de ponta de vara e recolhimento contínuo lento. Nem arremessando de longe eles atacavam. Alguém pode me dizer oq eu poderia ter feito numa situação dessa? As iscas que aconteceram isso: borá plus 75 (opaca cinza) e maruri lambari 70 verde limão.
  24. Boa noite pescadores, Tudo certo? Espero que sim. Novamente eu aqui precisando de uma opinião de quem entende mais do que eu no assunto. Recentemente fiz a aquisição de um barco e com ele quero montar o conjunto ideal para pesca de tucunarés aqui na região de GO, MG e SP e agora, finalmente, acredito que esteja faltando apenas o sonar. Este fim de semana fui em um torneio em Iturama e esse acessório fez muita falta e quem o possuía teve um bom desempenho na pesca. Conversando com outros pescadores me indicaram o GARMIN STRIKER 4 e eu estive pesquisando e vi que na mesma faixa de preço existe o LOWRANCE FISHFINDER HOOK com uma tela um pouco maior e uma imagem aparentemente um pouco melhor. Por acaso alguém aqui poderia me orientar qual dessas (ou outra) seria a melhor opção para compra? Desde já agradeço.
  25. Pessoal, neste feriado de carnaval estávamos pescando em uma represa aqui da região e, por volta das 19:30 víamos os ataques na superfície, jogávamos o popperzinho na superfície e era pancada certeira.. :gorfei: Além de serem pequenos ainda, percebi que a força era um pouco maior na primeira corrida. Até então, nunca se viu um tucunaré azul nesta represa, apenas o amarelinho! Gostaria de saber da opinião dos mais experientes, de preferência se houver algum biólogo para esclarecer essa dúvida. Amarelo ou Azul? Obs: Os amarelos daqui, na maior parte das vezes possuem 3 listras na vertical e apenas uma na horizontal... A última foto é de um amarelo pescado aqui. Vejam as fotos: FOTO ABAIXO É DE UM AMARELO Obrigado. ::bassboat::
×
×
  • Criar Novo...