Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

CarlosGagliaJr

Membro
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Sobre CarlosGagliaJr

  • Rank
    Pescador de Lobó
  • Data de Nascimento 12-02-1981

Profile Fields

  • Sexo
    Feminino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Carlos Gaglia Jr
  • Sobre mim
    <p>
    Pescador ... preferência esportiva... Tucunaré!!!
    </p>

Informações de Perfil

  • Localização
    Araçatuba - SP
  • Interesse
    Pesca esportiva

Últimos Visitantes

190 visualizações
  1. Peixe capturado nas praias da Lagoa do Silva no Rio Negro, Santa Isabel do Rio Negro
  2. Relato pescaria Amazonas - Santa Isabel do Rio Negro - 01/01/2017 a 08/01/2017 Nosso barco escolhido foi a equipe do Tauá AdventuresX e seu barco hotel que sai de Santa Isabel para a pescaria. Antes de embarcarmos tivemos notícias ruins de rio bem cheio e muita chuva. Em 15 dias de muita chuva, o rio subiu quase dois metros, criando estruturas internas na mata pra onde o peixe ia e fazendo as pontas de praias desaparecerem. Era a pior semana da temporada. Sabíamos que seria uma pescaria complicada e que ia dar muito trabalho. Chegamos em Santa Isabel na tarde do dia 01/01/2017 e fomos direto para o barco hotel, onde nos instalamos e já saímos para navegar a noite para chegarmos ao primeiro ponto de pesca. Como os afluentes estavam muito cheios, o pessoal preferiu tentar descer o rio e procurar os lagos e praias do Rio Negro, na esperança de alguns lagos não tivessem enchido. Infelizmente a primeira manhã de pesca foi muito fraca para todas as duplas. Mas nosso amigo Paulo capturou um belo açu de 7,5kg. ( P.S. Nosso amigo Paulo nunca havia pego nenhum tucunaré na vida). Ficamos animados e continuamos descendo o rio, sentido Barcelos. Na tarde do primeiro dia foi mais fraca, com poucos exemplares. No final da tarde o Carlos e a Nanci (Shi), acertaram um cardume de paca que rendeu vários peixes e boas brincadeiras com dublê. No segundo dia de pesca percebemos o rio muito cheio e dificuldade de encontrar os peixes, apenas uns pequenos tucunarés pacas ou borboletas atacavam. Percebemos que a ação dos peixes grandes estavam nas praias ou nas estruturas de praias encobertas e rasas, onde alguns casais de açus estavam acasalando ou com fioteiras e as vezes atacavam a isca. No meio da tarde do segundo dia, nosso amigo Carlos, capturou numa praia rasa um belo açu de 6 kg que rendeu uma briga boa no aberto. Durante todo o dia, apenas uns poucos exemplares de pacas e borboletas. Nosso companheiro Arthur aguardava para pegar seu troféu, mas apenas os pequenos pacas e borboletas atacavam. Foi então que mudamos a rota e com a ajuda do dono da embarcação Panga, juntamente com a equipe de guias, decidimos subir o rio e escolheram o afluente Uneuixi para subirmos. Logo no início da subida, no terceiro dia de pesca, depois de muito trabalho e muita bateção de isca, nosso companheiro Rodrigo capturou um belo exemplar de tucunaré-açu de 77cm e 8kg. Nossos amigos goiânos, Tiago e Leonardo tiveram muita ação dos peixes menores, uma vara quebrada e uma escapada de peixe muito boa. Muitas escapadas, garatéias entortadas e percebemos os peixes com mais ação, todos na estrutura de praia encoberta rasa ou areia rasa de lagoas. Nos corichos e nos lagos mais fundos, onde o rio transbordou para mata, os peixes estavam ativos e dentro do mato e da sujeira, não tinha como capturá-los, pois estavam protegidos. Decidimos subir mais o rio, para ver se o afluente ia secar, e o barco navegou a noite para amanhecermos no ponto de pesca mais alto. Na no quarto dia de pesca saímos para pescar o dia todo. Almoçamos no rio e os guias prepararam um delicioso churrasco de peixe e enquanto aguardávamos a chegada do nosso amigo Rafael para almoçar, tivemos a ótima notícia que ele pegou um bocudo de 86cm e 10 kilos. Um monstro!! Neste dia saiu alguns borboletas maiores, um paca de 4 kilos e aruãnas. Na sexta-feira, saímos cedo e trabalhamos muito, levantamos peixes grandes, muitas fioteiras ou chuveirinhos, mas sem ataques, apenas defesa. Apenas alguns peixes pequenos. Encontramos alguns ribeirinhos pescando e até eles estão com muita dificuldade de achar o peixe. O rio estava muito alto e continuou subindo. Pegamos muita chuva nesse dia. Não saiu peixe grande! Apenas ações de peixes espantando a isca. No último dia de pesca também teve poucas ações, o rio subiu mais ainda e os pontos de pesca de praias e lagos estavam cheios demais. Não achamos os peixes. Lugar incrível, equipe experiente e muito atenciosa, essa pescaria vai ficar marcada na memória. Ninguém na cidade acreditava que iríamos pegar peixes, pois o rio estava muito alto. Mas com muito trabalho, muita persistência e muito bateção de isca, conseguimos capturar alguns troféus. Os guias de pesca do tauá fizeram de tudo para correr atrás dos peixes, muito empenhados e muito experientes. Parabéns a equipe e aos piloteiros. Iscas que fizeram nossa pescaria: Zé pepino ( osso e amarela/cabeça laranja) Jumping Minnow preta com barriga laranja e osso. Sará sará e big jump Perversa cor osso, branca e vermelha e amarela Rapala Subwalker Corisco 110 Bomber 14a Zig zara Nelson Nakamura Bravas varias cores. Zeta e Z top Jig bateu pouco. Hélice bateu muito pouco por conta do rio alto. Bonie 95 e 115, hélice roller, rapala subwalker 15 cor vinho, biruta 110 , sara Sara 15 , bomber 12 cm cor verde limão e laranjada , red pepper 15 cm , curisco cor osso 110 , brava 110 transparente Levamos muitas iscas menores com garatéias reforçadas para pegar os tucunas manhosos.
×
×
  • Criar Novo...