Ir para conteúdo

Masayuki Sakurai

Membro
  • Total de itens

    54
  • Registro em

  • Última visita

1 Seguidor

Sobre Masayuki Sakurai

  • Rank
    Já consegue zarar
  • Data de Nascimento 09-03-1947

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino

Informações de Perfil

  • Localização
    Sorocaba - SP
  • Interesse
    pesca de iscas artificiais

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Tenho várias iscas Mini-macetão e algumas ecostick, são sensacionais. Mas, iscas no Brasil é fase. Sai notícia de que tal isca está pegando.......aí cai no esquecimento aquelas pegadeiras. Tenho amigos que só compram iscas "japonesas", não acreditam naquelas já preparadas para os peixes brasileiros.É questão de gosto. Por isso que desaparecem iscas boas do mercado, com exceção de algumas marcas já tradicionais. Eu por ex. gosto e "customizo" iscas da Lori, são fora de série.
  2. São da Sumax. É possível adquirir no Paraguai, ou então por intermédio do Romulo de BH.
  3. Usei as duas iscas durante 2 dias. Bateu mais na Lori. Talvez pelo ruido que faz. Vou customizar várias para continuar com os testes.
  4. Fiz muitas com o wide gap. É o que menos machuca os peixes.
  5. Na faixa de preço, qualquer vara da Marine Sports vai satisfazer o que vc procura. As diferenças entre elas é muito pequena. Fora isso....o melhor é encomendar uma custom. Hoje, tem vários blanks bons e baratos. Montei vários para mim e amigos, com resultados surpreendentes.
  6. Testei uma transparente que recebi da Lori, apenas envernizei e coloquei um trailler na traseira. Entrou piranhas enormes e tucunas boas, sem problemas. Na brava que usei, alguma piranha amassou a garatéia original sem dó. Ela tem ruido melhor que a brava. Gostei muito. As outras iscas que recebi, ainda não pintei, para testar.
  7. Fiz isso em todas as minhas varas, mas fiquei sabendo que a cortiça precisa "respirar", dito pelo amigo e provavelmente maior customizador do país "By Marco", estou retirando gradativamente os vernizes. Estou lavando com água sanitária, qdo suja muito. Tem um agravante: O verniz fica "liso" qdo. molha. Tenho feito cabos de vara de madeira "piteira" ou "tamanqueira", dava acabamento com verniz, mas escorregava muito. Hoje, estou resinando os cabos com epóxi(os mesmos dos passadores). Estou satisfeito com os resultados.
  8. Sinceramente, não costumo corricar. Uso preferencialmente sticks e zaras, como uma pescaria normal embarcado. E qdo complica, uso meia-água e sub-sperfície, tipo Brava. Uso também com bastante sucesso, os de silicone: minhocas; criaturas; etc.:, geralmente no sistema texas rig, com leves toques de ponta de vara. É "chique". Meu caiaque tem adaptador para motor elétrico, por isso, já tenho preparado colheres para corricar, mas não tive tempo para testar.
  9. Material projetado para pequenos peixes. Pesca super leve, uso brasileiro é meio complicado.
  10. Tenho mais de dez varas de 2 partes. Tem que verificar todo momento, se está bem encaixado. Se não "já era". Já quebrei várias varas, mas nenhuma de 2 partes. Pode ser coincidência. Atualmente só pesco com inteiriças, pois, estou montando as minhas próprias varas. Ainda não descobri a tecnologia de 2 partes.
  11. Se for o curimbataí (pequeno), aguenta. Tenho delas. As varas maruri no custo/benefício, são imbatíveis. Uso também as Super Carbon, mas são muito caras. Pesco com "meleca" junto com artificiais. Agora curimbas grandes, a conversa é outra. Telescópica só aquelas de gomo de 1 m., que são pesadas, ou algumas dessas compostas- fibra de vidro/carbono.
  12. No caso de destravar, a isca deixa de ser stick??. Como fiquei na dúvida, tenho acrescentado uma esfera de aço. Pode ser que não fique igual ao seu, mas fica legal. Tenho feito em diversas iscas, inclusive da KV.
  13. Independentemente de ser Aldebaran ou outro modelo, Shimano é Shimano fabricado no Japão ou Malásia. Tenho 8 de diversos modelos, não tão top como Aldebaran, estou satisfeitíssimo. Tenho vários de outros marcas, é só "pepino". Já "emprestei" vários para pescadores de menor poder aquisitivo, e não me preocupo em ter de volta. O que quebra de guia fio, gatilho de desarme de carretel, etc., etc... Vai de Shimano que dor de cabeça não terá tão ja.
  14. Eu acho que é mais preconceito e gosto. A maioria não aceita varas de 2 partes. Eu particularmente tenho várias varas de 2 partes, mas acabo não utilizando, pois, tem o problema de equilibrio do material. É muito difícil customizar uma dessas varas. Hoje pesco exclusivamente com varas montadas por mim, inteiriças é claro.
  15. Carretilhas é preferível ter uma Shimano, mesmo que seja de menor valor. De preferencia fabricado no Japão, as fabricadas na Malásia, o acabamento não é legal. Tenho algumas que já são "pré-históricas" e estão funcionando perfeitamente (curado e chronarch bantam), tenho algumas mais novas que são muito boas:curado 200 E7, citica E7, scorpion MG e Metanium Bantam(raridade), em compensação tenho umas da Marine Sports que dão pau regularmente.São boas de uso, mas não aguentam o malho, principalmente em tucunas. A unha da guia fio desgasta rá pidamente, se não fizer manutenção após cada pescaria. E tem o problema da quebra do gatilho (o pino é muito curto), os meus coloquei reforço de resina, acabou o problema. Único que está aguentando o malho é a contender gto, que é provavelmente o antecessor das Lubinas. Na verdade pelo preço estão de bom tamanho, questão de custo/benefício.Qto as varas é preférível, montar uma para voce, no meu caso tenho mais de 30 varas que não uso pelo fato de estarem "desequilibradas", estou refazendo as varas (ainda bem que sei fazer isso). Pague uma vez só e tenha vara para muito tempo. Qto as iscas, cada lugar tem o seu matador. Se tem dificuldade para trabalhar a isca, eu optaria para pescar com a Brava da Marine Sports tem de vários tamanhos, é matador em qualquer lugar. Não se esqueça de ver tambem as iscas do Nelson Nakamura.
×
×
  • Criar Novo...