Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Flávio Martins

Ta explicado - Falação feminina

Posts Recomendados

Agora sei de onde vem tanta falação

Fêmeas de macaco se comunicam mais do que machos

As fêmeas de macaco utilizam mais a comunicação sonora que os machos e "conversam" mais entre elas que com o outro sexo, segundo uma pesquisa publicada nesta quarta-feira pela revista britânica "New Scientist".

Uma equipe de cientistas da Roehampton University de Londres estudou as relações em um grupo de macacos e explica que a natureza comunicativa destas fêmeas tem como objetivo manter e fortalecer os vínculos sociais.

Conforme os pesquisadores, essa descoberta reforça a hipótese de que a linguagem humana evoluiu para forjar laços entre os indivíduos e estabelecer sociedades organizadas.

A equipe científica, liderada por Nathalie Greeno e Stuart Semple, partiu desta hipótese para assegurar que também nas espécies de animais com amplas redes sociais, como os macacos, os intercâmbios de sons representam um grande papel para a comunidade.

Para demonstrá-lo, estudou durante três meses a comunicação sonora estabelecida em uma comunidade de 24 macacos, 16 deles fêmeas e 8 machos, na ilha de Cayo Santiago (Porto Rico).

Papo amigo

Os cientistas registraram os grunhidos e "conversas amistosas" estabelecidas entre os indivíduos e ignoraram os sons relacionados com a comida ou a presença de um predador.

As fêmeas de macaco usaram essa forma de comunicação 13 vezes mais que os machos e o fizeram mais entre elas que com o outro sexo.

Estes resultados, segundo os pesquisadores, sugerem que as fêmeas dependem mais da comunicação vocal que os machos por sua necessidade de manter as redes sociais.

Além disso, como elas passam toda a vida na mesma comunidade, frente aos machos que vagam de um grupo para outro, formam vínculos sólidos e duráveis. Os machos, por sua vez, comunicam-se em igual medida com ambos os sexos.

Os cientistas dizem que é a primeira vez que foram identificadas diferenças na comunicação animal em função dos sexos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito interessante, Flávio. Na minha condição de Membro Titular de um Comitê de Ética em Pesquisas de uma Universidade Federal gostaria de saber mais detalhes a respeito, visto que a amostra utilizada, ou seja, o quantitativo de sujeitos de pesquisas (considerando que dois terços são fêmeas e 1 terço é composto de machos) me deixou em dúvida quanto aos aspectos metodológicos. Um grande abraço. Marlybat

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito interessante, Flávio. Na minha condição de Membro Titular de um Comitê de Ética em Pesquisas de uma Universidade Federal gostaria de saber mais detalhes a respeito, visto que a amostra utilizada, ou seja, o quantitativo de sujeitos de pesquisas (considerando que dois terços são fêmeas e 1 terço é composto de machos) me deixou em dúvida quanto aos aspectos metodológicos. Um grande abraço. Marlybat

::evil:: ::evil:: IHH FLAVIÃO ::evil:: ::evil:: E AGORA??? babei:: babei::

PROVAVELMENTE A PARTE FEMININA DO NOSSO FORUM VAI FALAR MUITO - SÓ PARA PROVAR QUE FALAM POUCO babei:: babei:: babei:: babei::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...