Ir para conteúdo

rodarte

Membro
  • Total de itens

    21
  • Registro em

  • Última visita

1 Seguidor

Sobre rodarte

  • Rank
    Pescador de Lobó
  • Data de Nascimento 03-07-1964

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    WELINGTON DE ARAUJO RODARTE

Informações de Perfil

  • Localização
    Campo Belo - MG
  • Interesse
    PESCA ESPORTIVA

Últimos Visitantes

511 visualizações
  1. Hehe que isso mano ...valeu mesmo... e o welinton ne ? Isto.
  2. Seja bem vindo Gustavo!!! Não se iludam com a idade, o Gustavo já é fera, quantos de nós já foi tema de reportagem de jornal, ele já.
  3. Este é o site oficial da Banjominnow, para quem quiser da até para comprar. http://www.banjominnowstore.com/
  4. Interessante este fato, mas vc sabe de algum caso real? Sei sim, não tenho fotos e tal para demonstrar mais a pessoa que me falou é de confiança, e em outro forum eu já tinha visto relato sobre isso. A pergunta não foi por desconfiança, estes fatos são muito relevantes, pois colocam em xeque as afirmações de que estas carretilhas super leves são indicadas paras os peixes amazônicos.
  5. Em um forum americano, foi perguntado a um funcionario da Shimano que presta assistência ao forum, qual é a diferença entre a engrenagem de alumínio e a de bronze. Esta foi a resposta dele: "The aluminum is lighter but the brass will stay smoother for longer. Its also more forgiving under higher drag pressures." Traduzindo: "O alumínio é mais leve, mas o bronze vai ficar mais suave durante mais tempo. Seu também mais tolerantes sob pressão maior arrasto."
  6. Uma sugestão para que fique mais interessante, a pessoa colocar na ordem da sua preferência.
  7. Gustavo, admito ter uma certa paranóia em relação as engrenagens de alumínio, mas não é um medo totalmente sem base, houve precedentes, a Curado 100D foi uma das primeiras carretilhas a usar engrenagens de duralumínio e teve sua reputação manchada, por diversos relatos em que as engrenagens não aguentaram. Este é um assunto dificil de ser debatido, só o tempo dira se estes medos são totalmente infundados.
  8. Seguinte, Rodarte:Montamos em um cardume de curvinas, entre 1,5 e 3 kg, e toda vez que ele fisgava, a porquera da MS que levou não aguentava o tranco, disparava o carretel e farmava uma linda cabeleira. O guia e eu tentamos ajudar(fisgadas diferentes), e acontecia o mesmo. Lá pela enésima vez ele se deu por vencido e aceitou a sol... Tá cheio de daiwa de 200 pilas por aí... a minha 153 é do século passado e tá firme e forte, Araguaia (3X), Xingu (1X), São Francisco (1X), Corumbá III (2X), Corumbá IV (3X) e Serra da Mesa perdi as contas, só este ano. Isso tudo, (99%) com popers e hélices, pois sou iniciante em zaras que exigem menos das carretas. Nada contra a MS, já postei aqui que tenho uma coleção de poppers MS, são ótimas, não dão cambalhota e não abrem garatéia... No entanto, prefiro uma terceira linha das japas a uma carreta MS... Abraços... Ps: Paguei US$200 em uma curadoE7 e R$ 600,00 em uma scorpion, devem chegar esta semana, portanto não represento a daiwa... As carretilhas da MS são uma boa opção, principalmente para iniciantes e pescarias normais. Mas se eu fosse pescar nos locais top como a Amazônia, Serra da Mesa, etc não iria de carretilhas da MS. Possuo carretilhas da Ms e Shimano, as da MS para para continuar tendo um funcionamento satisfatorio tenho que fazer uma manutenção periodica mais frequente e mesmo assim o desgate delas é visivel. Por outro lado tenho uma Curado que deve ter uns 6 anos de uso, já passou todas situações possiveis mangues, represas e o seu funcionamento é tão suave que parece nova.
  9. Eloy, não entendi quando vc fala "travava em curvinas", poderia explicar melhor? Qual era a carretilha?
  10. Bom dia Leonardo!!! Concordo plenamente com vc, o aluminio é um material fantastico, para todos os exemplos que vc citou e muitos outros é o material ideal. Só não gosto da utilização dele em engrenagens, acho um material fraco para esta função.
  11. Mesmo sem ninguem me obrigando! :gorfei: Amigo, as vezes quando expomos nossas opniões, principalmente nos sites, logo aparece alguem para falar que não somos donos da verdade isto e aquilo mais. Por isto gosto de deixar claro que se trata de uma questão de opnião.
  12. Moacir, eu tambem tenho uma paranóia em relação a estas engrenagens de alumínio. A impressão que tenho, é que com certeza elas deixam os equipamentos mais leves, mas não tem a mesma durabilidade das de bronze. A preferência dos fabricantes pelo alumínio pode ter duas justificativas - Com equipamentos cada vez mas leves, aumenta o apelo comercial, afinal quem não quer ter um equipamento peso pena. - Se os equipamentos durassem quase eternamente, com era os mais antigos (veja como ex: muita gente tem Curados e Chronarch de mais 12 anos funcionando perfeitamente) com certeza o mercado iria diminuir com o tempo. Claro que esta é minha opnião, e ninguem é obrigado a concordar com ela.
  13. Ao ampliar a foto, tive a impressão de que o enrolamento da linha não é muito regular.
×
×
  • Criar Novo...