Ir para conteúdo

Priscila

Membro
  • Total de itens

    51
  • Registro em

  • Última visita


Histórico de Reputação

  1. Upvote
    Priscila recebeu reputação de Jorel em Rio Uatumã   
    Procure pelos relatos do Rubens Sales no Caterva sobre o Rio Uatumã. Eu e meu marido fizemos o esquema que ele (Rubens) me passou em Fev de 2016, paguei ao todo, sem aéreo até Manaus, 2200 por pessoa, quatro dias e meio de pesca (incluindo comida, bebida, hospedagem, piloteiro, gasolina, translado). Pegamos tucunarés de 4, 6 e 7 kilos, além dos pequenos, e olha que fomos no fim da temporada. Muito top, piloteiro de confiança.
    Pousada do Donato - Contato (Renato) (92) 988065955
    Guia Juarez - Contato (92) 988019773
    Motorista Roni - Ele é parente do Juarez, o próprio já organiza a parte do translado do aeroporto até o rio.
    A foto abaixo é um dos de 6 kilos que pegamos.

  2. Upvote
    Priscila recebeu reputação de Eder Nascimento em UM ALENTO PARA MG - QUE SE TORNE REAL - POSSÍVEL ORGANIZAÇÃO DA PESCA ESPORTIVA EM MG   
    Tomara que a iniciativa vá adiante e não fique só na propaganda!!!
    Estranho é  o apoio não vir da secretaria do meio ambiente e sim dos esportes... A secretaria do meio ambiente em MG é a segunda em arrecadação do estado...só perde para a fazenda... financeiramente ela é mais importante que a secretaria de esportes... Se tivesse o apoio dela talvez se tornasse um projeto mais importante para o estado. 
    Mas ficarei na torcida...pq nosso estado precisa muito de projetos assim.
  3. Upvote
    Priscila recebeu reputação de Lorena Almeida em Elas realmente na Pesca?   
    Ai vai uma opinião feminina....
     
    Eu e meu marido já tínhamos ao longo da vida tido contato com a pesca de vara de bambu e minhoca, mas começamos juntos a nos interessar pela pesca esportiva quando nos casamos, compramos molinete, depois carretilha, iscas artificiais e fomos aprendendo cada modalidade juntos. Hoje posso dizer sem sombras de dúvida que sou mais envolvida no mundo da pesca do ele, ele ama pescar, mas quem fica navegando nos fóruns, assistindo vídeos de pesca, olhando os lançamentos de equipamento, planejando as pescarias e etc sou eu.
     
    Ao longo de pouco mais de 5 anos de casamento e inclusão no mundo da pesca, fomos incluindo também minha família, avó, tia, mãe... Levei minha avó de 80 anos e mãe de 50 anos para pescar no Araguaia em 2014. Ou seja, mulher pode gostar sim de pescar e mulher de qualquer idade... Não há limitação física, minha avó pegou uma pirarara, ficava mais tempo na água debaixo do sol quente do que eu e meu marido...! O que vejo, entre minhas amigas por exemplo, é que a maioria tem uma ideia muito antiquada da pesca, pensam que só existe aquela pesca com minhoca e que você tem que ficar calada o dia todo para não espantar o peixe!! Acho que, quem tem interesse em levar a esposa/namorada para este mundo, deve mostrar a ela uma pescaria mais divertida e produtiva primeiro.
     
    Quando comecei, senti muita falta de materiais voltados ao público feminino sim, principalmente de roupas, tanto que comecei a usar e ainda uso roupas esportivas (nike, adidas, etc) com proteção solar, porque era o que eu encontrava em modelos femininos. Hoje em dia já tem aí um investimento da indústria sim em modelos femininos, mas bem pouco ainda, além do mais, por mais que a marca (ex: faca na rede) tenha um modelo feminino é muito difícil encontrar esses modelos a venda nas lojas físicas, geralmente só tem modelo masculino.
     
    Quanto aos programas de pesca, ainda são poucos que incluem mulheres, mas acho bem interessante, embora não gostava tanto do programa "Elas na pesca" porque não dava nenhuma dica de fato voltada para as mulheres, só mostrava ela pescando e pronto. Ainda prefiro programas como "Pura Pesca" e "Momento da Pesca".
     
    Sinto também muita discriminação ainda, embora tem diminuído, mas ainda percebo tanto em fóruns, lojas e nos próprios locais de pesca. Vejo quando publico algo em fórum, poucos respondem ou dão importância.
     
    Bom, ainda poderia falar muito aqui ainda, mas não quero me estender mais. Fica aí uma breve impressão do assunto vindo de um ponto de vista feminino.
×