Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''zillion''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Bate Papo Geral e Assuntos Correlatos.
    • Selecione a sala abaixo:
  • Pesca em Água Doce
    • Assuntos Gerais (água doce)
    • Equipamentos de Pesca (água doce)
    • Relatos de pescaria (água doce)
  • Pescaria em Água Salgada.
    • Assuntos Gerais (água salgada)
    • Equipamentos de Pesca (água salgada)
    • Relatos de pescaria (água salgada)
  • Pesqueiros (pesca-e-pague), Fly Fishing e Caiaque.
    • Selecione o tipo de pescaria abaixo:
  • Náutica
    • Tudo sobre náutica
    • BassBoat Brasil
  • Eletrônicos
    • Selecione a sala
  • Aprenda a usar o fórum. Entenda como ele funciona.
    • Selecione a sala
  • Anúncios Globais e Anunciantes
    • Anunciantes do FTB. Promoções aos nossos amigos pescadores!
  • Club das 22lbs
    • Galeria 22lbs. Só monstro acima de 10Kg.
  • Pacotes de pesca dos nossos usuários
    • Em Andamento
  • Classificados
    • Selecione a sala abaixo:
  • Grupos Organizados
    • Traga a sua turma de pesca pra cá. É fácil e rápido.

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Nome + Sobrenome (obrigatório)


Localização

Encontrado 4 registros

  1. Pessoal primeiros post meu aqui, só acompanho lendo e adquirindo conhecimento... Primeiro de tudo estava atras de uma carretilha leve e que arremessasse iscas leves... para ser minha companheira de todos finais fe semana. Por ser leve iria arremessar o dia todo... e comprei a nova daiwa steez ct sv 8.1... Minha principal pergunta é, quero uma carretilha boa para tucunares Açu no amazonas, e ter quando fosse necessario... e agora estou em uma duvida cruel as zillion sv tw sao ja muito indicadas mas eles lancaram agora a zillion tw hd, que tem 15 lbs de drag e pesa 240 gramas com 11 rolamentos parece uma melhoria gigantesca... mas bem acabada, gosto muito da daiwa.... o que me dizem sobre a nova zillion tw hd? Pesada ? Ou parece ser a nova queridinha do pessoal que pesca na amazonia os grandes açus?
  2. Preço R$ 499,00 + frete. Carretilha Daiwa Zillion 100H Bem conservada, mecânica 100%, foi feita revisão recentemente. Recolhimento 6.3:1 Peso 225g Drag 6 kg Capacidade de linha: 0,28mm 135m 0,33mm 100m Rolamentos 6+1 Manivela direita Fabricada no Japão
  3. SALVE GALERA !!!!!! Vamos para mais um review técnico da NOVA daiwa ZILLION TWS ( a puxadora de hélices) POR CONTA DA SUA VELOCIDADE 9,1/1. Ela é tão boa quanto a sua antecessora ? Vale de fato o valor que pedem? Realmente aguenta o tranco dos grandes tucunarés açus Amazônicos e parentes ? Vamos descobrir agora e juntos !!!!!!! Lembrando que estamos no facebook LDS TUNING EDUARDO CHEDID E TENHO CANAL DO YOUTUBE também : EDUARDO CHEDID. A estrutura dessa carretilha é muito parecida com a sua prima mais pobre a TATULA , mas será que é só aparência ? Especificações: - Velocidade de recolhimento 9.1:1 - Manivela com infinito anti-reverso - Sistema de 10 rolamentos (2CRBB, 7BB,1BB) - Sistema de arremeso TWS (TWING SYSTEM) - Freio: 13.2lbs - 6kgs - Capacidade de linha 0.35mm - 110m - Peso: 213 gramas - Chassi em alumínio, estrela da fricção e lateral(lado da engrenagem) em carbono ZAION - 102 cm recolhido por volta de manivela. Comparando com a tatula type r ( a mais requintada delas) As especificações dela mostram algumas diferenças básicas a quantidade de rolamentos é uma delas . Se bem que esses 2 rolamentos a mais estão dentro da manivela , o que evidentemente torna a ZILLION um pouco mais macia O peso delas é o mesmo 2 gramas separam 1 da outra (é exatamente a diferença de peso das buchas pelos 2 rolamentos a mais). Outra diferença importante e agora sim fator preponderante para os lançamentos a ZILLION possui o famoso sistema de destrave do carretel FREE FLOATING SPOOL , contra o sistema de eixo inteiriço do carretel da tatula , vejam: Para quem não sabe do que se trata esse sistema aqui está ele : Possui carretel com eixo curto e no destrave gera menor inércia(por conta do peso e nenhum atrito com o pinhão) por conta disso o arremesso melhora sensivelmente. Acima o carretel da ZILLION contra o carretel da TATULA : Acima o carretel da TATULA COM EIXO INTEIRIÇO. Outro fator importante e que vem agregar força ao carretel é que o carretel da ZILLION é inteiriço e da TATULA vazado . Essa diferença está diretamente ligada a resistência de ambos para peixes maiores. E acreditem ,já chegou para mim aqui carretel que foi esmagado e ficou deformado pela força do peixe , evidente que a carretilha em questão não era preparada para uso na Amazônia e nem se tratava de daiwa , mas infelizmente a troca foi necessária. Mas voltando ao desmonte da carreta: Corpo em alumínio ,com boa estrutura. Sistema padrão de manivela com estrela em zaion . A manivela das daiwa novas (praticamente todas) está alongada com 100 mm , o que dá mais torque na briga com os peixes , mesmo vazada (alívio de peso) ela é muito sólida , os knobs possuem excelente pegada feito em borracha. Como dito acima essa manivela possui 2 rolamentos (maciez) a torre dela deveria ser em metal , mas é alumínio (peso) , peguei alguns casos aqui que necessitaram troca por conta dessa torre. Knob em borracha , muito ergonômico pegada muito boa. A anabolizada CAPS (tampa responsável pelo controle do peso de isca). É desse tamanho por oferecer click ponto a ponto. Torre da manivela em alumínio. Parafusos padrão daiwa , são do tipo fenda (acompanham esse padrão há pelo menos 20 anos) Eixo do free floating spool em plástico (padrão de todas que possuem esse sistema). Aqui uma observação , tampa lateral da mainvela em zaion (a da tatula hs é alumínio) , nesse caso sou mais a tatula . Antireverso de excelente qualidade com micro roletes , a daiwa usa na maioria das suas carretilhas um rolamento a mais acima do antireverso para centralizar o eixo e dar mais segurança e maciez na recolhida. Exagero ? Eu acho que não , mas deixo claro aqui que esse excesso de zelo é característico da marca. Aqui o sistema de coroa pinhão e fricção dela , vejam coroa e pinhão em bronze , nesse caso existe de fato o pinhão apoiado por 2 rolamentos (a tatula é apoiado por 1 rolamentos e pelo eixo do carretel)a fricção é formada por 2 discos (uma pena ) 1 deles (vermelho ) material fibroso , o de cima em carbono ,porém com pouca área de contato . Problema fácil de se resolver ,trocam se por carbono mais macio ambos e o drag passa fácil dos 8 kg . Tampa da fricção e estrela do destrave em alumínio( muito bom). O yok já está reforçado com uma chapa metálica (problema clássico da daiwa) se deteriorava com muita facilidade. Aqui abro um parenteses para comparar o sistema de drag da ZILLION ANTIGA COM A TWS. A antiga usava um conjunto de drag multidisco sendo 3 discos de aço e 2 em material aspero (não era carbono), contra esse sistema de 2 discos . Isso causa uma diminuição do drag e a tomada de linha não é tão macia na briga com os peixes (chega a dar trancos). FICA A DICA : ESPAÇO PARA INSTALAR O SISTEMA MULTIDISCO TEM . Acima o sistema de torre e desarme do tws ,idêntico ao da tatula , muito eficiente. Aliás o sistema TWS veio para amenizar o sistema de freio magnético da daiwa , que realmente é muito eficiente e por conta disso acaba diminuindo o lançamento comparada a o sistema centrífugo. No caso da ZILLION por conta de ser uma caretilha lançadora de iscas um pouco mais pesada ela usa os anéis de freio de neodímio (mais força no freio). Esse sistema garante linha esticada durante o lançamento e muito menos cabeleiras ,aliado ao sistema tws que praticamente não entra em contato com a linha quando desarmado. Um excelente resultado para os lançamentos , mas incomoda muitos pescadores que acham ela presa , e realmente é para quem pesca com uma shimano. Aqui o sistema de devaneador dela eixo em aluminio com 1 rolamento e 1 bucha (pode ser substituída por rolamento) Unha em metal ,(graças a Deus) , tenho visto aberrações no mercado por aí afora. Durabilidade de novo. Rolamento de apoio da base do pinhão , vale lembrar que essa carretilha possui 2 rolamentos marinizados o resto deles é do tipo comum. Suporte do yok em metal. Acima sistema de desarme e giro do tws , ele é feito por mola única ,bem diferente do padrão antigo. Corpo em alumínio . Estrutura muito forte mesmo. Pois é a daiwa mais uma vez trouxe um produto de ponta com essa carretilha , mesmo ela possuindo alguns internos bem parecidos com a tatula , fica apenas no parecido. Uma carretilha muito robusta e forte , na minha opinião não se compara a zillion antiga , mas a evolução é assim mesmo. Veio com uma velocidade 9/1 , (pra mim alta demais) , mas foi concebida assim. Acho também que poderia usar um sistema de freio multidisco , mas se ajustada fica com um drag muito bom . QUEREM MEU CONTATO ? AQUI ESTÁ : WHATS APP (11) 967808633 (CLARO) EDUARDO CHEDID Por aqui no fórum inbox : EDUARDO CHEDID Pelo facebook : EDUARDO CHEDID / LOJINHA DE SALIM / LDS TUNING E JÁ ESTAMOS NO AR COM O BLOG / SITE PRÓPRIO TB : WWW.LDSTUNING.COM.BR Enfim , quero deixar claro que não sou patrocinado por ninguém e a minha opinião é baseada em fatores técnicos e não por emoções e marcas , abraços a todos , espero ter ajudado . Pessoal na próxima semana review da novíssima carretilha da MS a KATANA
  4. Estava procurando uma carretilha principalmente para tucunarés azuis no Sudeste, mas que também pudesse aguentar o tranco de uma (espero próxima) aventura com os Açus do Amazonas. As opções são diversas, com uma faixa de preços enormes, e como eu não tenho muita experiência em pesca com muitos modelos distintos de carretilhas fica difícil ter um parâmetro real. Após alguma pesquisa (e apesar do preço) eu me interessei por três opções principalmente: Daiwa Zillion SV TW, Abu Garcia MGX2 e Abu Garcia ALX (todas lançamentos recentes). Essas carretilhas me chamaram atenção por alguns fatores tecnológicos que explico abaixo. A Daiwa, além de muitas outras tecnologias, tem feito uma propaganda grande em duas (a Zillion SV TW possui as duas): O que eles chamam de TWS (T-Wing System) é a guia de linha em formato de T, que teoricamente diminui muito o atrito da linha, possibilitando arremessos mais longos, e como bônus diminuindo também as cabeleiras. O SV Concept é, até onde entendi, um sistema de freio magnético que só é acionado a partir de uma determinada velocidade de rotação do carretel, além de um carretel especial. Normalmente os freios magnéticos funcionam durante todo o percurso do arremesso, e por isso acabam prejudicando a distância arremessada mas aumentando a eficiência em dias de vento e/ou com iscas pesadas. Por outro lado os freios centrífugos, por terem força de freio proporcional a rotação, em condições ideais acabam sendo mais eficientes, além de arremessarem iscas mais leves com mais facilidade . O que este sistema SV alegadamente faz é agregar o melhor dos dois mundos: freio magnético pra alta velocidade, e carretel praticamente livre pra baixa velocidade do carretel/iscas leves. A geração da Abu Garcia lançada antes de 2015, em minha opinião, se notabilizou por produzir carretilhas leves. Por exemplo, um de seus carros-chefe foi a Revo MGX, que pesava em torno de 155 gramas e, apesar de ser voltada a pesca finesse, pode ser também usada em pesca de tucunarés pequenos/médios, pois mesmo com seu tamanho pequeno é bem construida, possui boa resistencia à desgaste (característica comum das Abu's pelo que eu andei lendo) e um drag de 12 lbs (comparável, por exemplo, a Daiwa Zillion). Recentemente eles lançaram novos modelos, e em particular dois me chamaram muito a atenção A Revo ALX é um novo lançamento com os mesmos 155g da antiga MGX, portanto peso de finesse. Surpreendentemente, é uma carretilha em alumínio resistente a corrosão. Pelo drag de 17lbs e freio magnético (infelizmente?), imagino que seja uma carretilha que aguenta pesca mais bruta (por exemplo de açus), mas ainda não se encontra muita informação sobre ela na net. A nova Revo MGX (Revo MGX2) pesa incríveis 141g. Segundo a empresa, seu frame é produzido em uma liga chamada X-Mag. Novamente não se encontra muita informação (além da oficial) sobre ela, mas no site da Abu não se menciona em nenhum lugar que este modelo é pra finesse (para o modelo antigo se mencionava), e julgando pelo drag de 17lbs (isso mesmo, 17lbs!) me levo a concluir que ela também aguenta pesca mais bruta! Então eu pergunto: alguém possui maiores informações sobre essas, e também outras, tecnologias recentes? como disse acima, além da curiosidade meu interesse concreto é em comprar uma carretilha (leve e pequena, pois tenho a mão pequena) pra tucunarés azuis e esporadicamente alguns um pouco maiores. Essas carretilhas acima aguentam o tranco? Mais importante: vale a pena investir uma nota em carretilhas nessa faixa de preço (as três acima custam entre 200 e 300 dólares no eBay), ou estas vantagens que as empresas tanto citam é apenas um ''luxo'' que praticamente não se vê na prática? Editado em 26/01/2017: Dei mais uma lida sobre o assunto e tenho algumas observações extra: Sobre os novos sistemas da Daiwa: Além do que já mencionei acima, vale um comentário a mais: apesar de realmente ser um freio magnético que ''copia'' o centrífugo (a força de freio depende da velocidade de rotação), seu desenvolvimento foi feito voltado à iscas leves/médias. Pra não ficar injusto, não vamos esquecer da Shimano. A nova Aldebaran BFS XG (modelo 2016, até o momento disponível oficialmente apenas no Japão) também inova no seu carretel. O carretel, além de oco, não tem nenhuma ''parede'', sendo que o sistema de freio é transferido completamente para a tampa lateral da carretilha. Quando o carretel atinge determinada rotação os imãs na tampa lateral são acionados pra freiar o carretel (sim, é freio magnético, mas num estilo diferente). Imagino que isto diminua consideravelmente o peso do carretel, possibilitando arremessos com iscas a partir de 2 gramas! (no link https://www.youtube.com/watch?v=LGDcF44LKGw&feature=youtu.be tem um vídeo mostrando o sistema. É em japonês, mas a partir do minuto 5:20 a pessoa que grava pega a carretilha na mão e conversa com o funcionário da Shimano, que mostra o sistema).
×
×
  • Criar Novo...