Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Sérgio Thomé

Barcelos ou SIRN?

Posts Recomendados

Este ano já fiz a pescaria na Amazônia, saindo de Barcelos aonde pesquei no Cuiuni, região do repartimento, como até já foi relatado neste fórum, uma boa pescaria.

Como sabem, logo no retorno, já começa a preparação para 2012, como aqui tem muita gente fera nesta pescaria, gostaria de saber a opnião sobre as diferenças saindo de Barcelos (onde já fui algumas vezes), e SIRN (onde não conheço). Será melhor sair de SIRN, onde nunca estive, até para conhecer? Barcelos tem mais opções?

Enfim todas informações que obter me farão escolher.

Obrigado

Sérgio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

te aconselho a esperar os resultados deste ano, pois funciona mais ou menos assim.

Temporada boa em SIRN no ano seguinte rios lotados na temporada seguinte.

ai eu correria para o outro lado, prefiro pescar aonde tem menos pescador. acho que as chances aumentam.

vantagens e desvantagens:

Vantagens SIRN-

um pouco menos conhecida (será ?)

menor pressão de pesca (na teoria, pois na prática nesse inicio de temporada tinha mais barco lá do que em Barcelos)

No seu caso, um lugar novo.

Desvantagens-

A cidade não tem estrutura para suportar tantos pescadores

todos os afluentes no mesmo lado

caso ocorra um repiquete nos afluentes o negro na região é pior em numero de pontos de pesca

Barcelos vantagens:

Melhor estrutura na cidade

afluentes dos dois lados.

região do negro muito melhor para pesca, no caso de repiquetes.

Desvantagens:

Maior pressão de pesca (será?)

No seu caso um lugar já conhecido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

te aconselho a esperar os resultados deste ano, pois funciona mais ou menos assim.

Temporada boa em SIRN no ano seguinte rios lotados na temporada seguinte.

ai eu correria para o outro lado, prefiro pescar aonde tem menos pescador. acho que as chances aumentam.

vantagens e desvantagens:

Vantagens SIRN-

um pouco menos conhecida (será ?)

menor pressão de pesca (na teoria, pois na prática nesse inicio de temporada tinha mais barco lá do que em Barcelos)

No seu caso, um lugar novo.

Desvantagens-

A cidade não tem estrutura para suportar tantos pescadores

todos os afluentes no mesmo lado

caso ocorra um repiquete nos afluentes o negro na região é pior em numero de pontos de pesca

Barcelos vantagens:

Melhor estrutura na cidade

afluentes dos dois lados.

região do negro muito melhor para pesca, no caso de repiquetes.

Desvantagens:

Maior pressão de pesca (será?)

No seu caso um lugar já conhecido.

Muito obrigado, pela resposta. Só mais uma duvida, quais são normalmente os afluentes que se pescam saindo de SIRN?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Vini resumiu bem. joia:::

Mas acrescentaria ainda mais dois fatores:

1-devido as distancias e falta de estrutura de SIRN operar la eh muito mais complicado.Uma falha mecanica por exemplo,pode comprometer a semana toda de pesca.Isso sem falar que a maioria dos piloteiros so pescam em Barcelos,portanto nao conhecem os bons pontos de pesca.

2-tecnicamente,a pescaria em SIRN eh mais dificil e trabalhosa.Muita gente esta indo p la na ilusao que vai fazer a pescaria da vida,record pessoal e etc.Isso pode virar frustracao, eh normal trabalhar helice o dia inteiro e o n de capturas ser baixo.A velha formula de arremessar em direcao ao barranco, em SIRN nao funciona. doeu:: doeu:: Iscas convencionais,matadeiras em outras paragens, inexplicavelmente nao tem o resultado desejado por aquelas bandas. doeu::

Abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tea, uneuixi, ayuana, jurubaixi

Valeu, e os que vejo na outra margem do Negro: Darra, Preto e Padauari? Que são descendo, indo direção Barcelos, pode até ser uma pergunta boba, mas pelo mapa que tenho, me parecem mais perto de SIRN, do que Barcelos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Vini resumiu bem. joia:::

Mas acrescentaria ainda mais dois fatores:

1-devido as distancias e falta de estrutura de SIRN operar la eh muito mais complicado.Uma falha mecanica por exemplo,pode comprometer a semana toda de pesca.Isso sem falar que a maioria dos piloteiros so pescam em Barcelos,portanto nao conhecem os bons pontos de pesca.

2-tecnicamente,a pescaria em SIRN eh mais dificil e trabalhosa.Muita gente esta indo p la na ilusao que vai fazer a pescaria da vida,record pessoal e etc.Isso pode virar frustracao, eh normal trabalhar helice o dia inteiro e o n de capturas ser baixo.A velha formula de arremessar em direcao ao barranco, em SIRN nao funciona. doeu:: doeu:: Iscas convencionais,matadeiras em outras paragens, inexplicavelmente nao tem o resultado desejado por aquelas bandas. doeu::

Abs.

Esta parte tecnica me deixa ainda mais confuso. O peixe lá bate mais em meio de lagoas? Estas iscas que citou são Jumping, Trairão e Dr. Spock?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

te aconselho a esperar os resultados deste ano, pois funciona mais ou menos assim.

Temporada boa em SIRN no ano seguinte rios lotados na temporada seguinte.

ai eu correria para o outro lado, prefiro pescar aonde tem menos pescador. acho que as chances aumentam.

vantagens e desvantagens:

Vantagens SIRN-

um pouco menos conhecida (será ?)

menor pressão de pesca (na teoria, pois na prática nesse inicio de temporada tinha mais barco lá do que em Barcelos)

No seu caso, um lugar novo.

Desvantagens-

A cidade não tem estrutura para suportar tantos pescadores

todos os afluentes no mesmo lado

caso ocorra um repiquete nos afluentes o negro na região é pior em numero de pontos de pesca

Barcelos vantagens:

Melhor estrutura na cidade

afluentes dos dois lados.

região do negro muito melhor para pesca, no caso de repiquetes.

Desvantagens:

Maior pressão de pesca (será?)

No seu caso um lugar já conhecido.

Vou atras dos açus 3x por temporada há alguns anos e concordo em todos os aspectos com o amigo Vini.

Reintero que em SIRN a chance de bater com um gigante é maior, pois mesmo aumentando o numero de barcos ainda é menos que em barcelos, mas vale uma ressalva muitos de nós sabemos que o recorde do Andrea foi em SIRN, porém ano passado, no Ariraha(Barcelos) ,saiu um peixe menor que o recorde atual(Andrea), mas maior que o recorde anterior(é só falar com o guia Branco da tayaçu que ele conta a historia)Gde defeito de SIRN é estrutura(logistica) ruim e o pior todos, os afluentes são proximos e na mesma margem, então qdo um entra em repiquete os demais tb costumam entrar, e por SIRN estar mais proxima a cabeceira o proprio negro sofre flutuações mais rapidas.

Barcelos tem como seu maior defeito atual a sobrepesca, em 2010 no domingo cheguei contar no domingo no negro 12 barcos ancorados, mas tem a vantagem de possuir mais rios e com cabeceiras muito distantes uma das outras, o que permite plano B,C D ...

Eu costumo mesclar as viagens e desencanar com repiquete e congestionamento de barcos, vou para descansar... ::fisherman

Em relação ao preto(padauari e ataui) realmente ficam mais proximos a SIRN, mas sempre que pesquei neles sai de Barcelos se tocar direto dá umas 16h de viagem subindo.

Abs

Dini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Vini resumiu bem. joia:::

Mas acrescentaria ainda mais dois fatores:

1-devido as distancias e falta de estrutura de SIRN operar la eh muito mais complicado.Uma falha mecanica por exemplo,pode comprometer a semana toda de pesca.Isso sem falar que a maioria dos piloteiros so pescam em Barcelos,portanto nao conhecem os bons pontos de pesca.

2-tecnicamente,a pescaria em SIRN eh mais dificil e trabalhosa.Muita gente esta indo p la na ilusao que vai fazer a pescaria da vida,record pessoal e etc.Isso pode virar frustracao, eh normal trabalhar helice o dia inteiro e o n de capturas ser baixo.A velha formula de arremessar em direcao ao barranco, em SIRN nao funciona. doeu:: doeu:: Iscas convencionais,matadeiras em outras paragens, inexplicavelmente nao tem o resultado desejado por aquelas bandas. doeu::

Esta parte tecnica me deixa ainda mais confuso. O peixe lá bate mais em meio de lagoas? Estas iscas que citou são Jumping, Trairão e Dr. Spock?

Abs.

Isso mesmo, em Santa Izabel bate no meião das lagoas... ou em barrancos bem fundos

Quanto às iscas, no teu tópico coloquei que nunca peguei nada com trairão e é verdade, nunca dei sorte com ela, das 04 idas amazonicas, 03 foram em Santa Izabel e nunca bateu nada na trairão e também nunca soube de alguém que pescou bem com a trairão...

A spockão é uma das minhas preferidas e sempre me dei bem com ela

Na verdade, pesco mais com sticks e tem sido muito bom

Agora, com repiquete, pode jogar o que quiser, que vai ser muito difícil

Já passei um dia INTEIRO no Aiuanã sem nenhuma ação, nem traíra, nem bicudas, nem nada....

Santa Izabel é bem mais arriscado mas, se acertar, não irá esquecer....

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Serjao.

Mais ou menos isso.No meio do lago na parte funda ou no meio na raseira com fundo de areia,depende do local e da situacao.Ou nos barrancos fundos como o Marcelo falou,ou seja,locais pouco convencionais. joia:::

A Dr.Spock e a Jumping Minow sao iscas sensacionais,mas acho que as helices,jigs e meia agua(Tobimaru) sao mais produtivas por aquelas bandas.Eh inegavel a superioridade das helices(desculpa Kid :gorfei: :gorfei: ) em SIRN,eh a isso que estou me referindo,ou seja,da um trabalho do c..... doeu:: Veja bem,isso nao eh uma regra,comigo tem funcionado assim,com outros pescadores pode ser diferente,ok?

Em alguns rios por la acontece uma coisa engracada:a gente nao pega peixes de porte medio.Ou entra borboleta ou acus acima de 6 kg.Ja em Barcelos,vc pega de A a Z kg.Aquele negocio de toda hora entrar uma paca de 4 ou 5 kg,nao acontece com frequencia.Sempre me fiz essa pergunta,onde estao os peixes mais jovens?

Abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente é isso. Desde guri pesco em mar e nos últimos dois anos passei para as artificiais em água doce, pois conseguiram limpar com o oceano.

Nesse ano, por duas vezes seguidas, cheguei a contar 27 barcos de arrasto cercando cardumes aqui no sul a menos de 1 km da costa.

Tudo arregado com o IBAMA.. isso que é o pior.

Devido a fama do chá de barbatana de tubarão.. que é vendido a U$ 130.00 o Kg... os caras limparam a espécie aqui no sul. Agora tem arraia para todo lado.. que é a comida preferida do tuba.

Isso que o peixe de mar tem mais condições de multiplicação que peixe de água doce.

O Pantanal foi sonho de muitos pescadores e hoje os programas de pesca só mostram peixes pequenos.. muito pequenos.

Se nada for feito, não é de se entranhar que isso acontecerá com os tucunarés açus.

Abraço.

Gelson Petuco

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Serjao.

Mais ou menos isso.No meio do lago na parte funda ou no meio na raseira com fundo de areia,depende do local e da situacao.Ou nos barrancos fundos como o Marcelo falou,ou seja,locais pouco convencionais. joia:::

A Dr.Spock e a Jumping Minow sao iscas sensacionais,mas acho que as helices,jigs e meia agua(Tobimaru) sao mais produtivas por aquelas bandas.Eh inegavel a superioridade das helices(desculpa Kid :gorfei: :gorfei: ) em SIRN,eh a isso que estou me referindo,ou seja,da um trabalho do c..... doeu:: Veja bem,isso nao eh uma regra,comigo tem funcionado assim,com outros pescadores pode ser diferente,ok?

Em alguns rios por la acontece uma coisa engracada:a gente nao pega peixes de porte medio.Ou entra borboleta ou acus acima de 6 kg.Ja em Barcelos,vc pega de A a Z kg.Aquele negocio de toda hora entrar uma paca de 4 ou 5 kg,nao acontece com frequencia.Sempre me fiz essa pergunta,onde estao os peixes mais jovens?

Abs.

Entendi, depois de todas estas respostas, cheia de informações, fiquei mais perdido ainda, kkk, no sentido de arriscar ir atrás de uns maiores (SIRN) com maiores riscos, ou minimizar riscos, pegar mais e alguns grandes no meio e manter Barcelos, preciso pensar e decidir com parceiro, para já agendarmos a data.

Abs

Sérgio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em Santa Izabel as coisas mudaram,normalmente a temporada começava em outubro,agora tem operadoras de Barcelos iniciando a temporada em SIRN na segunda quinzena de agosto.Quando cheguei lá em 2 de setembro ,tinha um operador de Barcelos há 2 semanas pescando em SIRN,devido a informações que estava secando bem os afluentes.

Normalmente nesta época é muito cheio em Santa Isabel, não existe condições de pesca,neste ano secou muito cedo.

Santa Izabel virou moda,todo o mundo que ir para lá,no dia 6 de setembro observei 5 operadoras lá no cais.

O problema de Santa Isabel é exatamente o que o amigo Vini falou,as opções são poucas,só tem quatro afluentes de um lado só,dois afluentes são pequenos e tem poucos pontos de pesca,os outros dois você tem que ter a sorte de pegar a água no nível certo,nem com repiquete,nem muito seco,porque as chances de pegar no ponto certo são pequenas,muitos vão se desulidir porque a maioria das operadoras não sobe os afluentes,pescam na boca,a chance de fazer pescarias boas é pequena.

No dia 13 de setembro,quando estava embarcando no avião da Trip,tinham pescadores embarcando com 4 freezers de 100 litros com filé de peixe congelado e os pescadores que estavam descendo do avião Trip traziam vários isopores de 100 litros. Quero deixar bem claro que esta não é a pratica do operador que opera há mais tempo por lá,a Amazon Sport Fishing,que pratica estritamente a pesca esportiva.

A pressão de pesca por lá esta muito grande,alem das operadoras,os pescadores regionais fazem pesca predatória com redes,iscas vivas,zagaia,etc...,matam muitos açus e vendem na cidade,vi muito açus de 8 ,9 kilos nos freezers congelados.

Uma grande operadora esta dentro da reserva do rio Marie,segundo ouvi falar, sem autorização,dizem que negociaram com os índios,dizem que a Polícia Federal esteve por lá e nada fez,na verdade não sei exatamente se a condição que estão pescando lá é legal ou não.

Os próprios índios de reservas estão pescando açus e vendendo na cidade.

Em Santa Isabel ou você pega tucunaré borboleta ou um açu de 5 kilos para cima,é difícil ver pequenos tucunares açus ou tucunarés pacas,principalmente nestes 4 afluentes.

Com certeza, Santa Isabel vai deixar de ser um sonho em pouco tempo,vai acabar.

Barcelos é diferente ,tem afluentes dos dois lados,tem vários afluentes para baixo e para cima,embora a pesca predatória e a pressão de outros tipos de pesca seja maior que em Santa Isabel ,é mais espalhado,você pega peixes menores,pacas,açus,borboletas,aruanãs,etc... e pode pegar grandes açus.

O sucesso de uma pescaria é maior em Barcelos,a não ser que teu unico objetivo seja pegar um dois digítos.

Um abraço.

Como todas respostas do tópico, mais uma muito boa e esclarecedora, agora isto que está ocorrendo em SIRN, é um pecado, espero que de alguma maneira esta situação reverta, em relação a pesca esportiva no Brasil, na minha opnião, sempre estamos dando tiro no pé, quando falo nós, não em relação a nós pescadores esportivos, mas em relão ao povo, que também fazemos parte.

Abs

Sérgio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Voltando a postar e de forma complementar ( e talvez repetitiva ) diante do já exposto e fixando-me exclusivamente na questão diferencial dos dois "pontos de referência" ( Barcelos e SIRN ).

Pescarias focadas na busca dos grandes troféus é SIRN.

Já comentei em outro tópico que dentre as diversas categorias e classes de pescadores amazônicos, existem "duas matrizes" pré-determinantes, ou seja, são os absurdamente fominhas, e os medianamente ansiosos em fazer uma bela pescaria ! Naturalmente que SIRN contempla o grupo dos "absurdamente fominhas", que não param para almoçar, e fazem ( sem exagero ) mais de 1.000 arremesos por dia/pesca, quase sempre de enormes iscas de hélice ! Para esses, o ambiente aquático de SIRN e possibilidades de encontrar um verdadeiro troféu ( ainda que único ) fazem da pescaria uma "quase caçada", numa busca frenética de pontos onde o grande bocudo possa estar a espreita... Apenas os "viciados" e/ou os que frequentam a região do rio Negro com bastante frequência se dão a esse "luxo"... ( nada contra, diga-se de passagem ).

Pescarias focadas em quantidade de peixes e eventualmente alguns bons troféus é Barcelos

Esse é o local que mais oferece alternativas e recursos para os numerosos e crescentes grupos que desfrutam de uma pescaria na região do Rio Negro. A contra-partida ( não deve ser esquecida ) é que na região a existência de muitos afluentes faz com o berçário de muitas espécies, se traduza na concentração natural de predadores, em diversas idades de captura, daí a razão de maiores cardumes e maiores possibilidades de capturas ! Nessa região, a despeito das maiores concentrações de barco-hoteis, a quantidade de locais é bem maior, e a depender das condições dos níveis da água, é possivel pescar uma semana sem sequer encontrar algum "adversário"... ( já aconteceu comigo mais de uma vez ). E com fartura de peixe, inclusive de 2 dígitos

A questão que precisa ser previamente analizada e definida pelos que lá pretendem pescar, é do que estão a fim ? Responde simplesmente que é "o troféu" não vale, até porque o que conta ( nesse momento ) é saber o quanto se está disposto a arriscar numa ida ( economicamente falando ) com possibilidades de pouco sucesso... Férias, logística, tralhas, etc... precisam entrar nessas contas ! Amadureçam os objetivos antes de uma tomada de decisão, pois isso vai de cada um ! As duas alternativas são fantásticas, desde que escolhidas pelo público adequado... Pense bem antes de se decidir... !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Voltando a postar e de forma complementar ( e talvez repetitiva ) diante do já exposto e fixando-me exclusivamente na questão diferencial dos dois "pontos de referência" ( Barcelos e SIRN ).

Pescarias focadas na busca dos grandes troféus é SIRN.

Já comentei em outro tópico que dentre as diversas categorias e classes de pescadores amazônicos, existem "duas matrizes" pré-determinantes, ou seja, são os absurdamente fominhas, e os medianamente ansiosos em fazer uma bela pescaria ! Naturalmente que SIRN contempla o grupo dos "absurdamente fominhas", que não param para almoçar, e fazem ( sem exagero ) mais de 1.000 arremesos por dia/pesca, quase sempre de enormes iscas de hélice ! Para esses, o ambiente aquático de SIRN e possibilidades de encontrar um verdadeiro troféu ( ainda que único ) fazem da pescaria uma "quase caçada", numa busca frenética de pontos onde o grande bocudo possa estar a espreita... Apenas os "viciados" e/ou os que frequentam a região do rio Negro com bastante frequência se dão a esse "luxo"... ( nada contra, diga-se de passagem ).

Pescarias focadas em quantidade de peixes e eventualmente alguns bons troféus é Barcelos

Esse é o local que mais oferece alternativas e recursos para os numerosos e crescentes grupos que desfrutam de uma pescaria na região do Rio Negro. A contra-partida ( não deve ser esquecida ) é que na região a existência de muitos afluentes faz com o berçário de muitas espécies, se traduza na concentração natural de predadores, em diversas idades de captura, daí a razão de maiores cardumes e maiores possibilidades de capturas ! Nessa região, a despeito das maiores concentrações de barco-hoteis, a quantidade de locais é bem maior, e a depender das condições dos níveis da água, é possivel pescar uma semana sem sequer encontrar algum "adversário"... ( já aconteceu comigo mais de uma vez ). E com fartura de peixe, inclusive de 2 dígitos

A questão que precisa ser previamente analizada e definida pelos que lá pretendem pescar, é do que estão a fim ? Responde simplesmente que é "o troféu" não vale, até porque o que conta ( nesse momento ) é saber o quanto se está disposto a arriscar numa ida ( economicamente falando ) com possibilidades de pouco sucesso... Férias, logística, tralhas, etc... precisam entrar nessas contas ! Amadureçam os objetivos antes de uma tomada de decisão, pois isso vai de cada um ! As duas alternativas são fantásticas, desde que escolhidas pelo público adequado... Pense bem antes de se decidir... !

Amigo Kid :amigo: , acho então que estou no meio desses fominhas.

"tento ir varias vezes no ano, arrasto helice da 6-6h, sem parar para almoçar e fico só atras dos gigantes ::fishing "

Será que isto é uma doença? doeu::

Devo procurar um médico?

surtei::

Abs

Dini

Obs-Continuo achando a perversa uma isca que vem dançando em cima da agua, e fico com as minhas birutas e

primas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dini,

Você - definitivamente - pertence ao grupo dos fominhas inveterados... ( não há dúvida disso ) !

arrow:: Não precisa procurar médico ! Não chega a ser doença, e já foi considerado como irreversível...

arrow:: Basta arranjar um bom metereologista que conheça a região do médio rio Negro...

Quanto a "Perversa", isso é coisa que não mais lhe pertence... seu negócio são as hélices...

A sutileza de uso dessa assassina "peuveusa" é para quem tem o toque através do uso de molinete...

Para os "carreteiros", as birutas e zagaias trabalham com melhor eficiência... :gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×