Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Flávio Martins

Musigão

Posts Recomendados

Cambada todo ano fazemos uma pescaria porreta com a nossa turma, e nesta pescaria fazemos uma coletanea com musicas ou melhor so sertanejão onde a pescaria é o tema, depois agente faz umas copias e distribui pra rapaziada so pra deixar saudade. Ja pensando na pesacaria de setembro ja to catando algumas, o duro é que não pode ter musicas dos anos anteriores, mas ai fica bão também.

Essa letra é da musica do Gino e Geno, é muito bancana.

Titulo: Pescaria

Cantor: Gino e Geno

Rebojo de água suja é lugar de peixe juntar

Eu armo o anzol de galha pra pegar um marruá

Meu rancho fica na beira

de cá escuto bater

daqui da porta do rancho eu vejo a galha tremer

Pescador que é pescador pisa mansinho no barranco

Chega de vagar na ceva pra evitar o espanto

Tira a branca da capanga

toma um gole pra esperar

linha balançou não mexe, deixa o bicho mamar

A linha tem que ser grossa, a isca é minhocuçu

O braço tem que ser forte pra emborcar o bambu

Anzol bem encastoado

Chumbada que faz tibungo

Dá vite braças de linha que o bicho pega no fundo

Não gosto de tamburá e só uso infiera de imbira

Deixo o metro dentro d'água que assim o peixe respira

Pra espantar pernelongo

acendo um pito de palha

Fico namorando a lua enquanto a isca trabalha

O rio bom é o que a gente não sabe o peixe que tem

Bota a isca e manda longe só pra ver o que é que vem

Pescaria é paciência

não pegar e natural

Beliscou mas não fisgou é o pescador que pesca mau

E reita mundão! Simbora pescar...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E essa do Gian e Giovani:

Vai Pescar Mocada

Gian e Giovani

Já pagou o que devia

Tá tranqüilo e sossegado

Pegar o garrafão de pinga

E o mala do seu cunhado

Compra bastante cigarro

Uns quinze ou vinte pacotes

Que é prá dar pros seus amigos

Aqueles bêbados serrotes...

A sua mulher já sabe

Da malandragem

Mas não reclama

Quando você vai pescar

Ela pega o telefone

E me chama

Você pode jogar bola

Pode ir pescar

Fazer o que quiser

Quando você vai prá farra

Eu vou cuidar

Da sua mulher...

Vai pescar moçada

Pescar na lagoa

Vai, não se estressa

Não tenha pressa

Que eu tô na boa

Vai pescar moçada

Pescar na lagoa

Junta a "traia" e some

Que eu mato a fome

Da sua patroa...(2x)

(final 3x)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa é do UnsKarai..uahuahua

Música chama - Pescaria ::medo::

Intro: G Em Am D7 (8X)

G Em Am D7

Não tem tarrafa e não tem rede

G Em Am D7

A pescaria hoje é de molinete

G Em Am D7

Não tem tarrafa e não tem rede

G Em Am D7

A pescaria hoje é de molinete

Em Bm

A minha vara já está arrumadinha

Em Bm

Com o anzol e a linha ajeitadinha

C Bm

Com a minha ísca você vai se empapuçar

Am D7 % % % %

E o segredinho está na hora de puxar

(G Em Am D7)

Eu vou jogar, eu vou jogar, eu vou jogar a minha linha eu voujogar

Eu vou jogar, eu vou jogar, eu vou jogar a minha linha eu voujogar

Eu vou pegar, eu vou pegar, eu vou pegar uma gatinha eu voupegar

Eu vou pegar, eu vou pegar, eu vou pegar uma gatinha eu voupegar

Eu vou puxar, eu vou puxar, eu vou puxar a minha linha eu voupuxar

Eu vou puxar, eu vou puxar, eu vou puxar a minha linha eu voupuxar

Em Bm

Eu não me canso eu não me canso de tentar

Em Bm

Faço de tudo para poder te fisgar

C Bm

Com a minha ísca você vai se empapuçar

Am D7 % % % %

E o segredinho está na hora de puxar

(G Em Am D7)

Eu vou jogar, eu vou jogar, eu vou jogar a minha linha eu voujogar

Eu vou jogar, eu vou jogar, eu vou jogar a minha linha eu voujogar

Eu vou pegar, eu vou pegar, eu vou pegar uma gatinha eu voupegar

Eu vou pegar, eu vou pegar, eu vou pegar uma gatinha eu voupegar

Eu vou puxar, eu vou puxar, eu vou puxar a minha linha eu voupuxar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

uhauhauhaua.....descobri uma música que não conhecia...uahuahuaha

Irado!!! mestre:: mestre::

A Pescaria

Erasmo Carlos

Imagem Postada

Composição: Erasmo Carlos / Roberto Carlos

Domingo lindo,

Tarde de sol, pego o anzol,

Ligo a lancha, vou navegando,

Para o farol,

Mal eu chego,

Vejo e sossego, o mar nem pisca,

Estufo o peito,

Faço pose, jogo a isca.

Mas os peixes não querem cooperar,

Se eu não pescar nenhum,

Com que cara vou ficar,

Vou depressa,

E compro peixe no mercado,

E enquanto o sol no céu, vai sumindo,

Eu volto sorrindo,

E mal um broto me vê passar,

Ouço sempre ela falar,

Se ele é bom pescador,

Serve pra ser meu amor.

(falado)

Enganei todo mundo,

Comprei o peixe,

Enganei até o broto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

LUCAS E MATHEUS

Tá Nervoso? Vai Pescar

Ta nervoso vai pescar

Fica frio não adianta esquentar

Ta nervoso vai pescar

Cabeça fria bota as coisas no lugar

Dinheiro,pouco tanta coisa pra pagar

Desempregado doidinho pra trabalha

Fila pra tudo tem fila ate pra mijar

Isso aqui é um absurdo

Desse jeito assim não da

Mulher brigando, falta carne na panela

Se ta faltando tem que dar razão pra ela

Saco vazio nunca que parou de pe

Também cheio ela não viu

Coitada dessa mulher

Transito lento carro nem sai do lugar

Tem um maluco buzinando sem parar

O sol rachando, o carro quente pra chuchu

Pobre vive se ferrando, nasceu pra tomar no...

Custa carro a vida boa

É na beira da lagoa que a cuca vai gelar

Ta nervoso vai pescar

Fica frio não adianta esquentar

Ta nervoso vai pescar

Cabeça fria bota as coisas no lugar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Que Pescar Que Nada

Bruno e Marrone

Já paguei quem eu devia

Graças a Deus eu tô sossegado

Eu pus o burro na sombra

E tô levando até meu cunhado

Enchi o tanque do carro

Comprei cigarro e uma pinga boa

Juntei a "traia" de pesca

Vai ser uma festa lá na lagoa

Falei pra minha patroa

Que a farra é boa

E bem comportada

E vou com os alguns amigos

Não tem perigo nessa parada

Não ponho a cara pra fora

Nem jogar bola ela quer deixar

O jeito que tem agora

É falar pra ela que eu vou pescar

Que pescar que nada

Vou beijar na boca

Ver a mulherada na madrugada

Ficando louca

Que pescar que nada

Vou matar a fome

Lá ninguem se mete

Lá vai ter sete pra cada homem

Já paguei quem eu devia

Graças a Deus eu tô sossegado

Eu pus o burro na sombra

E tô levando até meu cunhado

Enchi o tanque do carro

Comprei cigarro e uma pinga boa

Juntei a "traia" de pesca

Vai ser uma festa lá na lagoa

Falei pra minha patroa

Que a farra é boa

E bem comportada

E vou com os alguns amigos

Não tem perigo nessa parada

Não ponho a cara pra fora

Nem jogar bola ela quer deixar

O jeito que tem agora

É falar pra ela que eu vou pescar

Que pescar que nada

Vou beijar na boca

Ver a mulherada na madrugada

Ficando louca

Que pescar que nada

Vou matar a fome

Lá ninguem se mete

Lá vai ter sete pra cada homem

Que pescar que nada

Vou beijar na boca

Ver a mulherada na madrugada

Ficando louca

Que pescar que nada

Vou matar a fome

Lá ninguem se mete

Lá vai ter sete pra cada homem

Que pescar que nada

Vou beijar na boca

Ver a mulherada na madrugada

Ficando louca

Que pescar que nada

Vou matar a fome

Lá ninguem se mete

Lá vai ter sete pra cada homem

Lá ninguem se mete

Lá vai ter sete pra cada homem

Lá ninguem se mete

Lá vai ter sete pra cada homem

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Bem lembrando Flávio, o CD "Bebo, pesco, bebo e pesco"

Agora o Marquinhos superou com a letra do "Tremendão".

Aqui a classica!

A Vida do Pescador

Matogrosso & Mathias

Vou fazer o meu ranchinho na beira do rio só pra mim pescá

Pra fugir do baruião da cidade grande pra não istressá

Lá eu fico amoitado jogo um farelinho pra cevar o poço

Até esqueço que no banco eu tô atolado até o pescoço

Ai como é difícil a vida do pescador

de noite ele enrosca o anzor na gaiada da taboca

De dia ele queima no sor dando banho na minhoca

Levanto de madrugada pego a minha enxada e começo a cavá

Mais é pra ranca minhoca pra fisgar uns bagres pra nóis armoçá

Depois ranco umas mandiocas e jogo na água prelas istragá

Pra cevar peixe graúdo eu faço de tudo pra não trabaiá

Ai como é difícil a vida do pescador

de noite ele enrosca o anzor na gaiada da taboca

De dia ele queima no sor dando banho na minhoca

Vou chamar o Anizião um cabocro bão pra tarrafiá

Ele da uma tarrafiada que precisa quatro pra poder puxá

Dias desses lá no córgo ele apichou a sua tarrafinha

Pegou cinco jiripoca uma onça parda e dezoito galinha

Ai como é difícil a vida do pescador

de noite ele enrosca o anzor na gaiada da taboca

De dia ele queima no sor dando banho na minhoca

Tudo aqui no meu ranchinho é bem simpresinho eu falar pro ceis

É um farturão danado nóis pega dourado e sorta tra veiz

A pexaiana miúda nóis tem uma vara que é pra compará

Se não der um metro e meio nóis sorta o bichinho preles miorá

Ai como é difícil a vida do pescador

de noite ele enrosca o anzor na gaiada da taboca

De dia ele queima no sor dando banho na minhoca

Quando vai escurecendo nóis vorta pro rancho é hora de jantá

Um arroz com cambuquira um franguinho caipira que é pra variá

Depois nóis ferra no truco joga umas partidas que é pra relaxá

Ai nóis vai dormir tranqüilo pra no outro dia nóis vorta pescá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa do Daniel é clássica viola:: viola:: viola::

A Vida de Pescador viola::

Daniel

Composição: Mathias

(fala) Eh! como é dura essa vida de pescador.

Vou fazer o meu ranchinho na beira do rio só pra mim pescar

Pra fugir do baruião da cidade grande pra não istressar

Lá eu fico amoitado jogo o farelinho pra selar o corso

Até esqueço que no banco estou atolado até o pescoço.

(Refrão)

Ai como é difícil a vida de pescador

De noite ele enrosca o anzol na gaiada da taboca

De dia ele queima no sol dando banho na minhoca

Levanto de madrugada pego a minha enxada e começo a cavar

Mas é pra arrancar minhoca pra fisgá uns bagri pra nois almoçar

Depois ranco umas mandiocas e jogo na aguá que é pra istragar

Pra sevar peixe graudo eu faço de tudo pra não trabaiá.

(Refrão)

Vou chamar o alizião um caboclo bão pra tarrafiar

Ele dá uma tarrafiada que precisa quatro pra poder puxar

Dia desses lá no corgo ele apirrinchou a sua tarrafinha

veio cinco giripoca, uma onça parda e dezoito galinhas.

(Refrão)

Tudo aqui no meu ranchinho é bem simplisinho vô falar pro ceis

É um farturão danado nois pega dourado e sorta outra veis

A peixeia é uma miuda mais tem uma vara que é pra comparar

Se não der um metro e meio nois sorta o bichinho prele miorá.

(Refrão)

Quando vai escurecendo nois vorta pro rancho é hora de jantar

Um arroz com cambuquira um franguinho caipira que é pra variar

Depois nois ferra no truco joga umas partidas que é pra relaxar

Aí nois vai durmir tranquilo pra no outro dia nois vortá a pescar

(Refrão) viola:: viola::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Po Madeira to achanado que C ta pegando carona com o Dr. Macedo, ambos com a mesma musica na cabeça.

Mas essa é classica, e quando tiver bem folgado de grana vou fazer jus a esta letra. largar essa vidinha de engarrafamento, despesas e me esconder na beira dum rio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×