Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Astra-Taranis

Pescar em Castilho (Gino) esta semana, iai?

Posts Recomendados

Pessoal, gostaria de ir com meu pai a Castilho no final de semana que vem, indicaram a pousado do Gino, ainda nao pesquisei sobre o assunto.

 

Como está por lá? Lugar é bom pra pesca? Que tipo de peixe costuma pegar por la?

 

Com essa seca, ainda está bom pra ir?

 

A pousada é boa?

 

O que disponibilizam (barco, motor etc)?

 

Enfim, ajuda...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lá é bom sim, pesco lá todo ano, e já cheguei a ir 5 vezes em um ano... agora não sei como tá, mas tenho um amigo que foi a pouco mais de um mês e pegou 13 piauçus(o maior deu uns 6kg), algumas piaparas e bastante piau 3 pintas... esses dias escutei que ainda tava pegando piauçu.

 

Nunca fiquei no Gino, mas é bom sim, já que vcs vão em dois é até melhor, pois tem quarto separado e pelo que sei ele tem motor prá alugar, além de barco e guia, já que vc nunca foi, nem tente ir sem guia nessa época, pq se não conhecer pode não pegar nada, já com guia é bem mais fácil acertar.

 

A variedades de peixes é bem grande, na pesca apoitada pega-se piau 3 pintas, piapara, piauçu, pacú, curimba, piau banana e se tiver sorte pode sair alguma piracanjuba. Tbm tem dourados, pintados, barbados, corvinas grandes, tucunas, etc.

 

Lá tem uma variedade grande de peixes, difícil ir e não pegar nada, só que o bom é pagar um guia e ligar antes prá saber oq tá saindo.

 

Qualquer dúvida é só falar. 

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que vc entendeu errado... rsrsr 

 

O quarto é prá vcs dois mesmo, é que dependendo da pousada tem quarto para 10 pessoas, ai tem que dividir quarto com desconhecidos.

 

Vou tentar ligar em alguma pousada prá ver como tá, depois se conseguir eu ti aviso.

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo a isca que mais da resultado para as piaparas onde costumo pescar no rio parana, municipio de pauliceia é a larva do assa-peixe na espera, já na pingada é o milho da própria ceva. Agora fique atento pois aqui na nossa região o morotó tambem é vendido porem não da o mesmo resultado da larva de assa-peixe,podendo até o Sr. Lalana estar se referindo a larva do assa-peixe como morotó.Agora fique atento as medidas e proibições se for embarcar peixes, pois algumas especies como as piracanjubas estão proibidas.

 

Vai ai umas dicas de iscas.

 

Piapara na espera - de  março a meados de agosto larva do assa-peixe (a matadeira), caramujo (boa porem não é todo dia que elas querem), caranguejo pequeno (mediana para baixo rendimento).

Piapara na espera - meados de agosto até outubro caranguejo pequeno (a matadeira), caramujo (boa), minhoca preta (boa), larva do assa-peixe (baixo rendimento).

Piapara na rodada - milho

 

Piauçu - caranguejo medio e grande.

 

 

Ai esta algumas dicas que mais me deram resultados e boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

anotadissimo! obrigado!

 

amanha eu vou fazer massinhas (com pinga, com goiaba e sem os dois) e tambem a gordura com fuba..., milho ja esta fermentando (se bem que nao notei nada no potinho ate agora eehe nem cheiro), tremoco.

 

os carangueijos e caramujos tem que pegar na hora, esse moroto e assa peixe devem ter na pousada... 

 

estou levando tres varas japonesas super molinhas, duas de 4.5 metros e uma de uns 6 metros, telescopicas mas de cabresto mesmo, linhas 0.3 e anzois pqnos com chumbadinha bem leve, a ideia é deixa-las pros piaus.

 

pros pacus e piaucu ou piaparas vamos de vara e carretilha mesmo, 0.3 com um anzol pouco maior . Se precisar, trocamos as linhas e anzois na hora.

 

vamo que vamo! faz tanto tempo que nao vamos pro rio que estou que nem pinto no lixo ! ehehhee pra qm ia todo ano pro pantanal parece que nunca pesquei na vida... ehehe

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia Astra !

Já fui inúmeras vezes para Castilho e Paulicéia, já fiquei na Pousada do Benevides, irmão do Gino, um pouco pra cima da do Gino. Nas duas você encontra barco e motor pra alugar. Tanto uma quanto a outra você estará bem servido.

Lá pega-se piau três pintas (maior quantidade que os outros), piapara (tem que saber o lugar certo), caranha, piauçu, corvina, barbado, pintado, dourado, abotoado (Armau), tucunaré, traíra e por ai vai. Piracanjuba nunca vi ninguém pegar (das 15 vezes que fui pra lá nos últimos 3 anos). Está em processo de extinção.

 

Nos últimos anos tem diminuído a quantidade de peixes. É muita gente, mas muita gente. Tem um local lá que se chama Jupiazinho (uma laje de pedra enorme onde a agua corre bem rápida) que é o "lugar" pra pesca da piapara, piauçu e caranha. Fica a uns 30 minutos de barco do Gino (motor 25) rio abaixo. Em frente ao Jupiazinho tem o Cachoeira (do lado do MS) que serve almoço, fica na barrana do rio, senão quiser subir pra almoçar na pousada, pode ficar por ali. Se bem que se voce pedir na pousada, eles fazem a marmita e voce leva quando desce, o unico problema é que fica fria.

 

Nesse local (Jupiazinho) cheguei a contar 300 barcos num dia. Só vendo a cena pra crer. Imagina se cada barco tirar 2 piauçús (5Kg cada um de média) em um dia mais ou menos de pesca. São 3 toneladas de peixe por dia que se vão ! Isso sem contar as piaparas e piaus.

 

Quanto às iscas, sempre usamos caranguejo, pra piapara na espera é o que há. Nunca usei a larva do assa peixe como o amigo disse, fica a dica para a minha próxima pescaria que será lá em Setembro.

 

Caranguejo também faz a diferença na espera (com perna ou sem perna).

 

Minhoca usamos também, mas os piaus e principalmente os armaus chegam primeiro.

 

Na rodadinha, sem dúvida, o milho.

 

Se gosta de piaus, pergunte pro Gino, em frente ao Gino, tem uma ilha, faça o contorno nela e suba beirando o MS, ali tem um lugar muito bom de piaus tres pintas (senão me engano chama-se japonês ou areieiro).

 

Descendo o Gino, depois de uns 10 minutos vai topar com uma ilha cheia de bambuzeiro bem no meio do rio, no canto esquerdo dela (descendo, antes de chegar nela), tem um ponto de piapara, vale a pena tentar ali, pelo menos durante 1 manhã, qq coisa voce volta pra almoçar na pousada. Seguinte, presta atenção que nesse local, vai ver quando a agua desce e forma uma crista de onda, ali tem a cabeça de uma pedra. Pare o barco uns 40 metros pra cima e pesque na rodada fazendo com que a isca chegue proximo a pedra. A ceva para ali e os peixes ficam próximo a ela.

 

Descendo... mais uns 8 minutos, do lado esquerdo de quem desce (SP), próximo a barranca do rio tem o famoso "buraco da Dita". Vai perceber pois tem umas escadas de concreto que saem do rio até em cima no barranco. Era onde existiam alguns ranchos antigamente. Mesmo esquema da ilha, tem a cabeça da pedra submersa (você vai perceber na água). Pare uns 40 metros pra cima (na reta das escadas de concreto) e a uns 12 metros do barranco e pode pescar, lugar muito bom !

 

Rio abaixo, mais uns 12 minutos... o famoso Jupiazinho... ali não tem erro, vai ter muito barco por lá.

 

Acho que é isso. Boa pescaria.

 

Quando retornar, nos diga como foi.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

fomos lá. E não deveríamos ter ido. Perdemos a viagem.

 

Primeiro e mais óbvio: se tiver dando peixe, tudo vale, inclusive o custo alto ! Quando não dá, dói na alma!

 

Bom, daqui de Ribeirão Preto até lá são 500 km +-, da cidade de Castilho até a pousada são uns 40 de boas vicinais e tranquilas, um ou outro buraco perdido. Acabando o asfalto tem uns 15 min de terra bem batida e recheada de pedregulhos do leito do rio (aqui cabe uma menção: uma put@ sacanagem essas dragas tirando cascalho e areia do rio dia e noite, é um crime aquela porcaria! Uma pena!). Essa estradinha quase não tem buracos e devido ao transito pesado dos caminhões das usinas de alcool, está bem plana e conservada, pelo menos isso as usinas fazem, dá pra chegar lá de bicicleta se quiser...).

 

A pousada do Gino, assim como a maioria (nao vimos as outras mas disseram que é a mesma coisa) é bem simples, pra não dizer precária ou algo pior, se voce nunca foi espere acomodações quase de acampamentos. Mas é bem limpinha, a comida é muito boa. A parte debaixo (mais afastada do rio) é nova e portanto deve ser tudo melhor, inclusive as camas, já a parte de cima, bem...como eu disse, é quase precário, por exemplo nosso quarto haviam 2 beliches, que mais rangiam que kombi de verdureiro. A minha estava torta e portanto eu tive que dormir em metade da cama, do contrario eu iria despencar heehehe, já o colchão era menor que a cama... Já durmiu espremido? MEsma coisa... Banheiro nao tinha nem cortina, apenas um rodo. Pelo menos a agua era bem quente da ducha.

 

Tem alguns motores pra alugar e muitos barcos, mais de 30 !

 

Bom, chegamos na sexta a tardinha, levamos motor, suprimentos e tralha, colocamos tudo no quarto, jantamos e tomamos banho, dali pra frente, foi frio, muito frio, frio pra caramba !!! Só eu meu pai e dois senhores de Itápolis. 

 

Na sexta conhecemos o rei do local, um senhor de votuporanga (minha cidade natal) chamado Edimilson, o cara é conhecido por TODO mundo, é a baliza pra todos . Enquanto um normal pesca 5 peixes o cara leva 25 pra casa e tudo bitelo. No início achamos lorota, mas lá dentro do rio, mais de 25 barcos e piloteiros, todos só comentam do cara... Nessa sexta ele levou 8 peixes. Isso já deveria ter mostrado que a coisa ia ser de doer pra gente...

 

Bom quando o amigo disse alí em cima 300 barcos, não foi força de expressão mesmo, no tal jupiazinho tinham uns 20-25 barcos, um pouco mais pra baixo uns 30 e pouco pra cima uns 20 também. Isso em agosto e frio pra caramba, pousadas vazias... Então vai acostumando os números...

 

Acordamos, arrumamos tudo no barco, coloca motor etc, na hora de ligar.... que trampo! Nao bombava, quando conseguimos fazer bombar, o motor pelo primeira vez deixou a gente na mão: não acelerava, manete tava travado, alguma coisa quebrou e simplesmente ficou só em ponto morto, o acelerador nao mexia, nisso fomos vendo todo mundo indo embora rumo ao jupiazinho, foi ficando tarde e nada...

 

Enfim, troca o nosso 15 prum 40 yamaha 2t (achei que o motor iria andar mais sinceramente...), acabamos que chegamos junto com todo mundo ou com no maximo uns 10 min de atraso, o povo ainda não tava pescando de verdade...

 

A pescaria: essa é fácil de descrever: NADA! Das 7 da manhã +- até 5:30 da tarde: NADA, nem beliscar, nem fiscar, nem roubar as iscas, nem mordiscar, nem peixinho, nem peixe, nem peixão, só sol. Isso pra gente e para todos os 100 barcos que ali estavam, pra não dizer que nada entrou, houve 1 piau do nosso piloteiro e outro piau no buraco da dita também dele, ambos pqnos, um peixe amarelo (bonito o peixe, mas não sei o nome, ninguém nem quis ver o tamanho pq disseram q é ruim) e 1 piau também pequeno dum garoto num marajo 16. E SÓ !

 

Se fosse esse o único sufoco vai lá, afinal, época ruim, frio, etc, e contra a natureza não tem jeito, você pode ganhar ou perder mas dessa vez ela ganhou. E vem ganhando faz um tempo, pelo menos há 15-20 dias os peixes rarearam e pelo visto essa semana eles resolveram se mudar pra outro rio. Problema é que houveram mais problemas... Bom vou explicar por que assim quem quiser já fica avisado.

 

Motor: nada impede de voce ir de 3.3hp, afinal te leva e traz, mas não são pertos os pontos de pesca, saindo das pousadas de castilho (rio acima) ou de paulicéia (rio abaixo), os pontos são longes... (mais ou menos na metade do caminho, de uma googleada que vc vai entender), portanto vai demorar pra chegar, logo um motor de pelo 25 pra cima é importante. Do Gino até jupiazinho são uns 40 e 50 minutos no talo até chegar lá. De 40hp 2t yamaha foram uns 25 +-. 

 

Tralha: ítem mais específico de todos, nossa tralha é de média pra alta, própria pra Pantanal, Miranda, Rio do Peixe, Rio das Mortes, etc. A tralha lá é toda diferente, a pesca em si também é diferente, mas disso falo abaixo. Para lá o pessoal usa uma vara minúscula, por exemplo a do piloteiro tinha 0.5 metros,  as nossas tinham 1 metro +- , carretilha super leve. Varinha molinha, linha multifilamento (importante por que ela atua muito diferente da de nylon mono!), uma chumbada REDONDA (tem que ser redonda), um girador e mais uma ponta 1.5 até o anzol pequeno também. Não tínhamos essa tralha e quem emprestou foi o piloteiro. Mesmo meu molinete mais leve na vara mais leve não adianta, explico depois. Simplesmente o molinete não funciona pro tipo de pesca.

 

Rio: rio de correnteza normal pra média, estava só 1 metro abaixo do normal, aguas limpas e frias, leito pedregoso, cascalhento e arenoso.

 

Modo de pesca: pingadinha e rodadinha. A pesca de espera (aquela que vc arremessa  e espera não funciona! Só pega enrosco, pois essa o chumbo não cai no chao e está perto do anzol, logo o anzol enrosca). A pesca ali no jupiazinho, buraco da dita, escadarias etc, é a tal da pingadinha, ou seja, vc não arremessa, apenas deixa o chumbo cair e a correnteza leva o mesmo, quando vc sente que ele bateu no fundo preende com o dedo a carretilha (nao trava), e vai soltando conforme vc vai desejando, portanto não existe arremesso, a espera etc... Fica toda hora recolhendo e caindo o chumbo. Isso aliado a vara muito pequena, etc, é um re-aprendizado de como pescar. Diferente (particularmente achei chato, prefiro o método normal). Quando falaram rodada pra gente, achamos que seria uma tipo de currico , mas não . É que como vc vai soltando a linha com o dedo, então ela vai rodando o fundo do rio e indo embora. Pessoal pesca muito também com um cone de papel, coloca-se o chumbo nesse cone que fica flutuando ai desce com a corrente, quando vc acha que é interessante parar é só dar um puxão de leve o chumbo sai do cone e entra na agua, daí em diante é esperar ou manter a idéia da rodadinha.

 

Se estiver com uma linha de nylon simplesmente vc não sente o chumbo bater no chão, nem consegue ficar repuxando a linha (dando um puxao na varinha pra deslocar 1 metro apenas) da mesma forma e eficiencia (até dá mas o resultado é diferente). 

 

Se estiver com molinete, aí que a coisa complica por que a diferente pra tal pingadinha/rodadinha é brutal, sinceridade, eu fiquei o tempo todo com as duas formas durante o dia inteiro, mas chegou uma hora que cansei de tanto enrosco com o método tradicional frente a tralha de lá que cansei, cortei a linha e nem quis mais nada...

 

Iscas: bom levei massas de tudo que é jeito: milho, ovo, mel, goiaba tudo no capricho, por exemplo essa de goiaba fiz com polpa concentrada e tang, fiquei quinta o DIA INTEIRO cozinhando massa... Levamos também milho verde, milho azedo, tremoço, salsicha, salmão, milhão, sangue. NADA PEGOU. Nao era o dia...Mas se eu fosse lá de novo, levaria milho verde, 2 massinhas e salsicha, só. Tá ótimo pra dias e dias de pescaria. Quem levou caranguejo também não pegou nada...

 

Piloteiro: se vc nao conhece e vai de 15hp fica dificil não ter um, afinal tudo leva tempo com um 15... Vc andar debaixo dum frio e orvalho de racha 50 min e não achar nada dá um put@ medo. Já de 25 hp vai mais rápido, te deixa mais macho hehhehe De 40 então nem percebe! Mas basicamente é bem simples, descendo o Gino vai passar 2 ou 3 ilhas e ver do teu lado esquerdo 1 fabrica pouco depois da margem (Votorantim). Tenha em mente essa fabrica, 5 min acima do lado esquerdo (esquerdo pra quem desce claro) tem o tal buraco da dita com as escadarias. 20 min abaixo tem o tal jupiazinho. NÃO TEM ERRO, sério mesmo. Até por que vai ver centenas de barcos, até se voce nunca ouviu falar vai parar pra ver qual que é. O tal jupiazinho está um pouco acima de uma ilha. Pra quem vem de Paulicéia, passou uma ilha e viu uma centena de barcos enfileirados é lá! Portanto o piloteiro é desnecessário se você já foi uma vez, e talvez também seja se vc tiver um motor mais fortinho que 15 por que aí vc chega mais rápido e fica mais a vontade.

 

Nosso piloteiro é o melhor da região, Joãozinho. Isso dito por outras pessoas. Vou ser bem honesto, acho que ele emburrou logo no começo do dia com a história do motor não funcionar, brigou com o outro piloteiro e ainda teve que arrumar vara e carretilha pra gente... Ficou emburrado... Jogou pouco do trato (explico depois), e só quis sair do jupiazinho as 15 horas... Tudo bem que todo mundo foi e voltou pro jupiazinho e todos disseram que nao pegou nada em nenhum lugar.... mas p**** ... Deveria ter levado e teve a questao do trato. Fora que custou caro para caramba 120 pila! Pra andar em linha reta? Tem umas lagoas que desembocam no rio, perguntei 2x sobre elas e ele desconversou... Pooo toda lagoa que desemboca em rio ou riachinho é o lugar pra pegar piau, tucunaré , etc... Fora que ele conversava com todos os 20 barcos pra cada lado... Mas isso é outro papo.

 

Se eu iria ou não de novo? Talvez.. Mas apenas em abril/março ou setembro/outubro, que são o quente do negócio. Mesmo assim com ressalvas. Por que?

 

1- os peixes lá não sao brigadores, mesmo os piaus e piaparas, pelo que conversamos são muito parecidos com peixes de pesque e pague. Se é pra jogar e puxar que nem aquário eu vou num pesque e pague gasto 50 reais e durmo na minha queen size e vejo o forum a noite...

2- a pescaria de pingadinha/rodinha: não é ruim, mas também tá bem longe de ser legal !! 1000x a forma tradicional!

3- dizem que dá muito peixe, mas muito mesmo. Pra nós dessa vez nem roubar, beliscar, mordiscar, nada... Foi um fiasco total.

4- é caro. MUITO CARO.

a) motor + barco: 120 reais (gasolina nós usamos a nossa!!!! não quero nem saber o litro deles....)

b) trato R$20, aqui achamos uma put@ sacanagem, ninguem avisou que aquilo era pago e muito menos que era era 1 por pessoa, 1 trato daria pra nós dois + piloteiro e mais 2 pessoas pescarem o dia inteiro com fartura. como achamos que aquilo era do piloteiro, não jogamos, só ele jogou algumas vezes (poucas bem poucas, ! pooooo vc é piloteiro teria que jogar o tempo inteiro ainda mais pagando, tinha que voltar com o balde limpo!). resumo, pagamos 2 tratos, usamos 1/3 dele e ainda usamos pouco. o tal trato consiste de um balde com quirela e sangue de boi , ou seja, o kg da quirela custa uns 2 reais na cidade e o sangue os caras pegam de graca! E vem cobrar 20 pila? Pior... ainda colocaram no barco 2 sacos de uns 5 kilos de quirela e + 3 litros de sangue numa garrafa ... como nao usamos devolvemos senao ia ser mais caro... Agora tem o pior, TODO MUNDO leva trato, são dezenas de barcos, uma ao lado do outro, coisa de 2 metros ou menos de distancia as vezes borda com borda.... É tanto trato que lá virou uma ceva coletiva, o peixe meu amigo não sabe se o trato é seu ou do lado, 20 barcos jogando trato, não precisa gastar com isso!!!

c) piloteiro R$120.. precisa dizer mais??? R$120 é muito mais que a maioria aqui ganha o dia inteiro pro cara emburrar e andar em linha reta com motor que não é dele, barco que não é dele e gasolina que não é dele??? MUUUITOOOO caro... Pensa só, alem o peixe que ele vende + o que ganha como piloteiro da pousada , come, dorme e bebe de graça na pousada... put@ vidão, não é pra menos que eu cheguei de strada e o que cara chegou de FRONTIER 4x4 diesel!

 

Enfim, com 3 cervejas foram R$460 num dia (diaria de 80 pila pra cada um) + gasolina + oleo + viagem + pedágio foram quase mil reais num dia para nada... Po uma pescaria no pantanal saindo de Rio Preto de busão fretado com 40 amigos, em todo conforto, comida, bebida a vontade, ficar de chalana luxuosissima, barcos, motor, gasolina, etc, etc, etc, todo conforto do mundo, nao precisa nem por o anzol por 8 dias custa 4.000 reais! Nao tem comparacao!

 

Para quem mora perto e gasta menos pra chegar, levar o motor e só alugar o barco, acho que é válido sim. Aí gasta quase nada, aluguel só do barco uns 20-30 reais e mais a diária.

 

Enfim, passando a regua, uma brincadeira muito cara, nenhum peixe, atendimento ruim, pousada precária, lugar com muitos pescadores (sinceramente não gosto, vira converseiro, gente urinando do teu lado, gritaria, etc).

 

Foi todo perdido? NAO!

 

Sair de casa, molhar o anzol vale alguma coisa, o dia com o pai é ótimo e foi legal pra ver tralhas e pescaria diferente.

 

Tive a oportunidade tambem de ver novos barcos, como os marajos 16 (Esse um pouco longe com outros barcos do lado, vi muito pouco), e um marajo 19 com 115hp 4t yamaha.

 

Ver um motor 4t é sensacional, muito silencioso, em comparacao ao 40hp 2t yamaha que usamos é um abismo de galáxias! Vc nem ouve ligar ou sair! Anda menos? DANE-SE ! Se eu chegar 10 min mais rápido ou não, pouca importa! Só o silencio a bordo já vale! Fora que o negócio é bonito.

 

Ainda falando de motor, vi muitos mercurys 25hp, segundo os piloteiros nao prestam, motor pra quem pesca 1 x por ano, que yamaha é o unico que aguenta a porrada diaria, relaxo etc.

 

Ver o trim automatico funcionar é mágico! hehehe

 

Mas o que mais me chamou a atenção foi mesmo o marajo 19! Putz que barco! Estável, confortável, bancos giratórios (essencial pra pescar apoitado ou de currico), outro mundo.

 

Parou um do nosso lado, quase que eu tive um infarto, eu e meu pai estavamos sentados em cadeiras dentro da nossa canoa, elas nao giravam, desconfortavel mas um luxo perto de sentar na lata do barco né? aí chega aquele marajo .. putz.... o casal do nosso lado com espaço, dava pra andar no barco (e não ficar pulando e se segurando como a gente na canoa), cadeira inteira almofadada, gira 360 graus, sentado na altura correta e nao com as pernas entre as tralhas com os joelhos quase no queixo.... ahhh paaaraaa meu... metade do dia minhas costas pareciam uma brasilia 76 surrada! E o casal ali parecia nem perceber o dia...

 

Fui fazer xixi (nao tinha ninguem por perto!) morrendo de medo de cair na agua, fora que vc levanta o barco quase vira pq desbalanceia... Já o pessoal nas marajo dava pra fazer polichinelo que o barco nem se mexia! Isso é conforto, bem estar! Putz que delícia!

 

Eu me matando pra pescar com 2 varas e os caras do lado cada um com 4 varas mais tranquilo que se estivesse lendo um livro...

 

só de olhar o barco pesa um absurdo, precisa memso de um baita motor, deve beber de gasolina o que eu gastei no fds inteiro, mas deve também compensa muito! muito legal!

 

hoje eu penso assim, canoa só se não tiver outra opcao ou pescar no maximo 2 pessoas ou 3 se a canoa for larga e grande.

 

Enfim, se eu lembrar mais vou postando!

 

Grande abraço e obrigado a todos pelas dicas! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Astra. A pesca da piapara é bem especifica, tanto em tralha como em técnica. Seus praticantes geralmente só pescam esta modalidade, qdo vc aprende a fazer a pingadinha é apaixonante, e fisgar uma piapara.......só mesmo depois, p vc saber o que é. A pesca de espera não é menos emocionante, podendo ainda entrar um pacu ou piauçu, agora imagine tirar um pintado que engole a piapara com aquela varinha pequena. Pesco piapara há anos e me considero um novato ou iniciante.

Posso lhe afirmar, é a pescaria mais técnica  e prazerosa que existe, mas é prá quem é do ramo :amigo:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lamana, entendo! Deve ser ótimo mesmo! 

 

Mas eu pesquei muita piapara, piaucu, mas MUUUIITOOO mesmo, com pesca de espera , por exemplo ali em agua vermelha! Pacu lá só os pqnos, mas pesquei muito tb em outros rios. 

 

Particularmente, adoro pegar pacu e piaucu, sao peixes gostosos de pegar, mas essa de pingadinha pra mim foi a primeira vez. Quem sabe se acostumar sei la...

 

Lamana ali perto de icem ou orindiuva... como esta? Ultima vez que fui em icem (na real as 2 ultimas vezes) foi a mesma coisa, trabalho a toa... pelo menos em icem nao gasto nada... mas a represa esta baixissima.

 

Vc q eh de Olimpia, como que o pessoal em icem e orindiuva pescam? Espera? Pingadinha de novo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em Orindiúva tem uma boa pousada, o Rancho Pioneiro, praticamente voltada p a pesca de piapara, mas o rio Grande está muito baixo, e se tornou muito perigoso navegar, e como a água não está correndo, exceto alguns dias de semana, a pesca está ruim, tanto que muitos estão indo p Castilho.

Respondendo a sua pergunta, a maioria pesca na batidinha, eu e a patrôa montamos a espera de balacinho e partimos p a batidinha.

O segredo da batidinha é o peso do chumbo, que muda com a força da água, se for leve vc não irá sentir bater, se for pesado irá apoitar e não rodará.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia Astra,

 

Legal você ter passado suas impressões sobre a pescaria... lá é assim mesmo. De todas as vezes que fui, fiquei apenas uma vez em pousada, a do irmão do Gino. É melhor que o Gino, sem dúvida.

Todas as outras vezes que fui fiquei acampado na beira do mato, fiquei várias vezes nessa ilha que citou pra baixo do jupiazinho, fiquei na ilha do bambu logo que sai do Gino e também em frente ao Rio Feio (logo abaixo do buraco da dita), mas do lado matogrossense.

 

Das várias vezes que fui, diria 90%, não peguei muito peixe não, no máximo pra comer lá. A pescaria de rodadinha é interessante, com o tempo e prática acaba gostando, é um desafio a parte.

 

A de espera, muita usada lá, é só colocar o chumbo no copinho e deixar ele rodar o mais longe do barco possível, derrubar o chumbo e deixar ele parado.

 

Sempre levamos nossos barcos ou senão alugamos num condominio pra baixo do jupiazinho, temos um terreno lá.

 

De todas, fui uma vez no frio, não pegamos muito não, de resto, sempre em Março, Setembro ou Outubro. Em 21/09 agora vamos acampar denovo lá.

 

Quanto a pescar nas represas, o piloteiro desconversou, é proibido pescar nelas, se a policia pegar, ferro !!!

 

Aconteceu isso na nossa ultima pescaria, pegamos umas trairas na represa e os caras perguntaram onde pegamos, na inocência mesmo falamos que fora na represa, eles explicaram que é proibido e por termos falado a verdade (viu que nao sabiamos mesmo), deixaram passar.

 

Quanto aos Mercury, acho que esse piloteiro tá por fora das coisas. Precisa fazer uma reciclagem.

 

Quanto às Marajós, lá tem bastante mesmo, uma mais bonita que a outra. Tem muito Marfim 6.0 clx também, barquinho show de bola.

 

Piloteiro, bem.. deixa pra lá.

 

Os peixes puxam bem lá sim, se bem que quanto mais a agua corre, mas eles puxam.... rs... Invariavelmente, voce tem que soltar o barco pra tirar os piauçus e as piaparas grandes.

 

Acho que é isso.

 

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde Astra.

 

Também sou de Itápolis. Sabe o nome dos senhores que estavam por lá? Euclides Costa e Negão Biffi? Esses estão sempre no Gino.

 

Eu fui conhecer o tal Paranazão no final de maio e pegamos chuva e um frio lascado tb. Fiquei maravilhado com a cor da água e com o lugar!

 

Fui com um amigo de Ibitinga que tem rancho em Paulicéia (perto da Pousada do Renato e da Marina do Cebeira) e vai todo mês, está muito acostumado. Ficamos 3 dias e pescamos um pouco pra baixo do Jupiá, num lugar chamado Mata-fome (30min rio acima com motor 25HP partindo da Marina do Cebeira). Segundo o meu amigo, o Jupiá é impraticável na temporada, a não ser que vc vá msm com um piloteiro ou alguém mt acostumado. No Mata-fome é bem tranquilo e a correnteza não é tão forte: varas de espera com chumbo 90gr e rodadinha com 20-25gr.

 

Na vara de espera usamos caranguejo e caramujo e não tivemos mts ações: 3 piaparas 2kg e 1 piavuçu 2,3kg. Confesso que esse piavuçu não teve graça nenhum. Pra vc ter uma idéia, qndo o fisguei a 120m do barco vim reclamando a subida toda da "moita" e só percebi que era peixe qndo estava mt perto do barco. Já as piaparas foram mais valentes, mas nd espetacular. Acredito que se forem peixes maiores como um piavuçu de 8kg que vimos, piaparas de 4kg e caranhas de 15kg que dizem fisgar deva ser bem diferente a história.

 

Assim como vc, apanhei bastante com a tal da rodadinha. Esqueça molinete e vara comprida, não dá certo. Eu pesquei com linha mono 0,30mm, mas notei que a diferença é a chumbada. Vc deve ter bastante opção de chumbada pra ir pegando o feeling da pingada. Eu comecei com 35gr e fui reduzindo o peso até pegar a manha no 3º dia (25gr). O meu amigo que está bem acostumado pescou com 18gr e pegou mt mais peixe... rsrs. Essa modalidade foi a que mais gostei, mesmo apanhando, pq qndo vc fisga o peixe com a tralha UL, a briga na correnteza é sensacional. Fisguei uma piapara na medida e um piau criado que vou te falar: brigou muuuito. Hj eu montaria um conjunto com vara específica para essa pescaria e linha multi 0,12mm ou 0,15mm na carretilha. Dá pra pescar com mono, mas qndo mais fina a linha, mais fácil de vc trabalhar e sentir o chumbo.

 

Esse meu amigo tem um outro tipo de pesca ali que não vi ninguém comentar ainda por aqui. Ele deixa sempre uma vara com caranguejo apoitada no pé do barco (usamos uma chumbada de 100gr pra segurar). Eu pra ser sincero não estava botando mt fé nisso, msm pq eu fiquei responsável por ela e nos 2 primeiros dias não deu nenhum puxão considerável, só miudeza roubando pedaços do caranguejo. Com isso, no 3º dia não tinha colocado na água. Ele inconformado com isso, acabou entralhando e colocando na espera do jeito de costume (no pé do barco). Lá pelas 10h da manhã, enquanto ele recolhia sua carreta, a tal vara deu uns toques e levou pra baixo com vontade msm. Não perdi a oportunidade, fisguei o bicho e brigou bonito mesmo! Um piavuçu de 3,3kg. Deu gosto a briga hein.

 

Bom, pegamos ainda alguns piaus-banana (mt valente e saboroso tb), alguns piaus de medida e várias peixes fora de medida. Trouxemos só os maiores, liberando inclusive vários na medida (exagerar pra quê?),

 

Esse meu amigo é acostumado com o lugar, mas é bem teimoso! Eu gostaria de ter tido a oportunidade de ter tentado uns piaus na telescópica e uns curimbas mais próximo à margem, porém, ele não arredava pé do lugar que chegávamos de manhã. Vi vários dourados batendo nas margens (era peixe que voava pra todo lado), mas não havia argumento que o fizesse mudar de ponto ou tentar outro peixe. :(

 

Em resumo: mesmo sofrendo na primeira vez, eu adorei o lugar! Voltaria qntas vezes tivesse oportunidade.

 

Na quinta-feira passada conversei com esse meu amigo que voltou de lá faz uma semana. Me disse que estava mt frio, pior do que a vez que eu fui. Mas pegaram mt peixe nos mesmos 3 dias e lugar: 25 piaparas de medida e ótimo porte, 1 piavuçu de 4kg, 9 curimbas de 2-4kg, fora os outros 16 perdidos por não estarem acostumados a pescá-los (sim, do jeito que eu queria fazer! imagine o raiva que fiquei não termos tentado qndo fui!). Ah vontade viu!

 

Uma pena vc não ter se acertado por lá, pois é um rio sensacional!

 

Espero que tenha mais sorte da próxima vez.

 

Grande abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

João, os dois de itapolis não conheco o "sobrenome" mas eram sim os dois, euclides e negao, senhores simpaticos!

 

legal esses relatos, acho que tudo é válido, forum é pra isso, demonstrar e discutir.

 

qdo vc fala pesca de espera é a pesca tradicional como sempre fazemos em pescas mais pesadas? Pq um chumbo de 100 gramas é bitelo! Aí vai direto pro fundo, estou acostumado a deixar a chumbada a meio termo, nao bate e tambem nao fica boiando, como sempre usei...

 

o pessoal q foi no tal mata fome foi paara jupiazinho, todos sem nada tb... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola amigos então fui premiado alegre:: , pois no sabado peguei uma piapara que mediu exatos 40cm unica puxada do dia inteiro e meu pai pegou uma fora de medida.

Quanto ao local foi no pé de manga e a isca foi a larva do assa-peixe.

Quanto ao valor da pescaria fiquei confesso que fiquei assustado pois eu mais meu pai gastamos em torno de 170 reais, 250 km do carro R$60,00, aluguel do barco R$35,00, gasolina + 2t R$20,00, ceva R$10,00, 100 copos biodegradaveis R$15,00, 5 duzias de larvas de assa-peixe R$ 25,00, as vezes uma duzia de caramujo R$4,00 e uma duzia de caranguejo R$8,00.

 

Em relação ao rio tambem fiquei decepcionado, pois depois de ter quebrado a cara por varias vezes aprendi o ponto correto e sempre tive ações, no entanto fiquei conformado pois havia uns 30 barcos ao meu lado e ninguem pegou nada.

 

Já os dois pescadores citados de Itapolis provavelmente acharam o ponto correto de pesca por este motivo não trocam de lugar e pegam bem, pois acreditem em uma fileira de 20 barcos muito provavel que apenas 2 ou 3 pegaram bem os outros uns raliados ou nada, portanto vai ai uma dica de quem já apanhou das piaparas, aprenda a explorar um unico local seja detalhista quando os outros estão pegando, principalmente o local que o barco esta apoitado, pois ali pode ser um canal onde elas costumam ficar ou passar a pesca da piapara é tecnica pois o bicho é manhoso e tendo em vista que nossa região é de baixa piscosidade não é facil fisga-las.

 

Boa sorte nas proximas pescarias

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...