Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
José Castellões

Telles Pires - janeiro de 2015

Posts Recomendados

Buenas galera, após um longo e tenebroso inverno sem relatar (não sem pescar!!!!) segue uma singela narrativa de uma pescaria que fizemos agora no mês de janeiro, entre os dias 17 e 21.

Pescaria em tempo de chuvas é sempre meio duvidosa, mas como pescador não desanima e somente sossega as lombrigas na beira d’água, vamos embora pro Telles Pires tentar uns bagrinhos por lá.

Então, eu e meu velho seguimos contentes e confiantes para a Pousada Mantega, para onde retornamos após longos dez anos da última visita. Sabíamos de antemão das mudanças no rio, com a construção de represas e tal; assim, saímos sem maiores intenções, contentes por estarmos juntos uma semana ali na beira do rio, tomando umas e pondo os papos em dia.

 

DSC09512.jpg

 

 

De qualquer forma, os peixinhos foram saindo, e alegrando a dupla. Ora jaús:

 

DSC09516.jpg

 

 

DSC09519.jpg

 

DSC09538.jpg

 

DSC09540.jpg

 

DSC09680.jpg

 

Ora pirararas:

 

DSC09562.jpg

 

DSC09629.jpg

 

 

 

DSC09632.jpg

E outros peixinhos de couro e escamas menores:

 

DSC09525.jpg

 

 

DSC09526.jpg

 

DSC09545.jpg

 

DSC09554.jpg

 

DSC09559.jpg

 

DSC09574.jpg

 

DSC09597.jpg

 

 

 

DSC09648.jpg

 

DSC09673.jpg

 

 

 

Além disso, surpreendentemente fizemos uma pescaria bem razoável de tucas, o que foi uma surpresa, considerando que a pescaria ocorreu em pleno inverno amazônico, com o rio totalmente fora da caixa:

 

DSC09578.jpg

 

DSC09580.jpg

 

DSC09581.jpg

 

DSC09584.jpg

 

DSC09586.jpgDSC09587.jpg

 

 

 

DSC09594.jpg

 

DSC09593.jpg

 

DSC09660.jpg

 

DSC09662.jpg

 

DSC09664.jpg

 

DSC09666.jpg

 

DSC09668.jpg

 

 

Um capítulo à parte foi a pescaria de tambaquis, onde o velho se divertiu com a força dos redondos nativos:

 

DSC09598.jpg

 

DSC09609.jpg

 

DSC09615.jpg

 

DSC09621.jpg

 

DSC09656.jpg

 

DSC09659.jpg

 

Como nota triste seguem as fotos da represa finalizada onde outrora eram as sete quedas, a maior maravilha natural que vi pelas andanças nestes rios do Brasil. Onde há tempos atrás o rio telles pires mostrava toda sua força hoje em dia temos um lago, uma parede de concreto, uma ponte e até sinal de celular!!!!!!! Isso tudo em um local que até vinte anos atrás era quase inacessível, que merecia ser tombado como maravilha natural e sofrer o mínimo de intervenção possível.

 

DSC09573.jpg

 

 

Não bastasse, está sendo construída uma segunda usina, mais ou menos 20 km abaixo desta que já está concluída. Trata-se de um trecho de rio basicamente composto por pedreiras e poços profundos, ou seja, acabou-se o melhor habitat de peixe de couro que eu conheci nas minhas  andanças. Torço muito para que os jaús , piraíbas, pirararas e outros peixes que lá habitam encontrem um jeito de continuar a se perpetuar naquelas águas, mas por certo, o prejuízo será grande. Inclusive a pousada será alagada e o pessoal já planeja transferir as atividades para um local abaixo desta segunda barragem. Não foi pescada nenhuma piraíba neste mês de janeiro, fato nunca ocorrido desde o início das atividades da pousada. Acredito que em função de toda esta modificação no rio as branquelas já procuraram outras paragens. 

 

DSC09695.jpg

 

Todas estas corredeiras já eram...

 

DSC09704.jpg

 

DSC09707.jpg

 

DSC09726.jpg

 

 

 

Bom pessoal, foi mais ou menos isso aí. Uma pescaria meio diferente, misto de alegria de um lado, pela viajem em si; e tristeza de outro, pelo que temos feito com nossos rios.

De qualquer forma valeu demais, especialmente pela companhia de meu velho e querido pai, companheiro de sempre. 

Abraços. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É meu amigo... show demais! Pegaram 90% da fauna ictiológica pescável da Amazônia, rsssss...

Infelizmente o homem lá vai acabando com tudo... sorte nossa poder guardar na memória as lembranças antigas desse paraíso quase intocado, com seus bichos guardando aquelas serras e os gigantes encourados patrulhando as águas revoltas das sete quedas...

Chique demais ver o Seu Paulo destruindo os tambas... hehehehe

Abração e valeu pelo relato, bão demais!!!  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fico com um grau de nostalgia, por uma decada, eu e meu pai iamos todo janeiro ao mantega atras do bagrões. Tem uns cinco anos que parei de ir e foquei mais nos tucunas, mas fico triste de ver essas mudanças, pois ali afunda um dos melhores pontos de pesca do Brasil que eu conheci e a melhor hotelaria de pesca deste pais.

Abs a vcs.

 

saudades do teles pires e do gde amigo Wado.

 

Abs

 

bela pescaria

 

Dini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...