Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Entre para seguir isso  
Shoji Ito

CARGA TRIBUTARIA NO BRASIL E NO MUNDO -COMPARATIVO

Posts Recomendados

Uma matéria interessante sob aspecto tributário do Brasil e comparativo no mundo.

Pelo trabalho elaborado pelo articulista abaixo identificado, estamos em 14º lugar na arrecadação e em 30º lugar no retorno dos impostos arrecadados a população,  creio este é o problema brasileiro.

 

 

A carga tributária no Brasil e no mundo – Comparativo e Necessidade de Mudanças

por Guilherme Pagotto | 02/05/2018 | Blog, Tributação | 0 Comments

A carga tributária no Brasil e no mundo – Comparativo e Necessidade de Mudanças

Se a carga tributária de um país é alta, quer dizer que o retorno com serviços públicos e essenciais à população são satisfatórios e de primeira linha, certo? Não no Brasil, que está entre os 15 países com maior carga tributária, mas onde o drama da falta de serviços como educação, saúde e segurança envolve todas as camadas sociais. Para se ter uma ideia, o Brasil tem uma carga tributária maior do que países como a Suíça.

Comparação entre a carga tributária dos países

O empresário brasileiro conhece muito bem a realidade da carga tributária, um dos maiores entraves para o crescimento do Brasil. A carga tributária daqui é muito similar ao de nações desenvolvidas, estando o país no 14º lugar do ranking mundial. Conforme os indicadores divulgados em 2017, no Brasil a carga tributária equivale a 32% do PIB. Já no Reino Unido, o índice é de 32,5%.

Contudo, há países mais avançados do que o Brasil com carga tributária bem menor, como é o caso dos Estados Unidos, com 26,4% e a Suíça, com 27,9%. Não é novidade dizer que que a imensa carga tributária brasileira não é revertida em serviços públicos de qualidade. Mas a comparação ainda causa surpresa e desânimo. Veja a imagem abaixo com dados do ICDE/IBGE, divulgada pelo portal Economia:

carga tributária

Retorno ao bem-estar social

Como se não bastasse ser o 14º país com a maior carga tributária, o Brasil está na pior posição entre os 30 países analisados quanto ao retorno dos valores arrecadados em prol do bem-estar da sociedade. Mesmo assim, o governo federal se empenha constantemente em aumentar os impostos para reduzir o rombo das contas públicas, algo que deve ser ainda mais pontual em 2018. O rombo na Previdência não pode ser a única justificativa para o acirramento dos tributos e impostos.

A alta carga tributária do Brasil vem crescendo há muitas décadas e diferentes governos. Desde o início do governo Lula, e continua sendo assim, o brasileiro precisa trabalhar por cinco meses (153 dias) para pagar impostos, conforme dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação).

O crescimento é gradual nas últimas décadas, sendo que no governo de Fernando Collor de Mello, era necessário três meses de trabalho para pagar impostos e nos governos de Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso era preciso de quatro meses de trabalho para pagar estes tributos.

Para se ter uma ideia, em 2013, os tributos comprometeram cerca de 41% da renda do trabalhador. Entre os impostos que mais pesaram para os brasileiros, está em primeiro lugar o ICMS, responsável por 21% do total, seguido por INSS e IR, com 18% e 17%, respectivamente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Não é novidade dizer que que a imensa carga tributária brasileira não é revertida em serviços públicos de qualidade."....Este é o grande problema, sabemos que a maior parte desse dinheiro arrecadado dos tributos serve para bancar os políticos mais caros e corruptos do planeta, muito pouco nos retorna em serviços essenciais, tipo saúde, educação e segurança.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um detalhe interessante, repare que o país mais demonizado pelas esquerdas tem uma peculiar posição nesse quadro 28º na arrecadação e 3º no retorno e a Correia do Sul o fantasma dos esquerdista no Brasil 30º na arrecadação e 2º no retorno. Australia, hummm, pais de economia liberal, esse é o 26º na arrecadação e 1º no retorno. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Pepe Melega disse:

Um detalhe interessante, repare que o país mais demonizado pelas esquerdas tem uma peculiar posição nesse quadro 28º na arrecadação e 3º no retorno e a Correia do Sul o fantasma dos esquerdista no Brasil 30º na arrecadação e 2º no retorno. Australia, hummm, pais de economia liberal, esse é o 26º na arrecadação e 1º no retorno. 

detalhe .... retorno "per capta" da Dinamarca é U$24 ... da Finlandia é U$19 .... do Brasil , míseros U$3 ....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...