Ir para conteúdo

Carrão

Membro
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Carrão


  • User Group: Membro


  • Member ID: 21603


  • Rank: Pescador de Lobó


  • Post Count: 16


  • Post Ratio: 1.14


  • Total Rep: 4


  • Member Of The Days Won: 0


  • Joined: 06-05-2019


  • Been With Us For: 14 Days


  • Last Activity:


  • Atualmente:


  • Age: 43


Clubes

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Flávio Carrão

Informações de Perfil

  • Localização
    Brasília - DF

Últimos Visitantes

32 visualizações
  1. Carrão

    Tralha para Rio Juma

    Caro Marcos, Na minha opinião, se for pescaria embarcada, pode ir na vara de 6 pés... você em pé da plataforma do barco até a linha da água você terá um espaço suficiente para baixar a vara na hora de fazer o trabalho da isca. Porém, se for desembarcada, acho que a de 5'6" vai melhor, pois te facilita aproximar mais a ponta da vara do pé, aumentando o arrasto da hélice. Eu uso 5'6" para as duas situações (não é todo mundo que pode ter varas diferentes para pesca embarcada ou desembarcada, né rsrsrs).... Espero ter ajudado! Abraço!
  2. Pois é meu camarada, existem opiniões diversas e adaptações diferentes ...cada um tem que ir com as ferramentas que se sente mais confortável, confiável e que se dá melhor. Muitas das vezes a diferença entre um ou outro tipo de equipamento é mínima... ficar se preocupando demais com o 0,1% de diferença é menos importante do que ser feliz na pescaria. Falou tudo: "O importante é pescar e acima de tudo, divertir." Valeu!
  3. Caro Everson, segue aí minha opinião: Linhas de mono e multi tem, logicamente, características diferentes e com isso prós e contras diferentes. As Monofilamento tem mais resistência a abrasão, são mais transparentes na água (as linhas transparentes né), não fazem atrito nos passadores. Em contra partida, possuem memória (ainda que algumas possuam bem pouco), tem elasticidade, são menos fortes a tração do que a Multi, tem bitola mais grossa (quando comparada com uma Multi de mesma libragem) e por isso cabe menos linha no carretel. As Multifilamento não tem memória e nem elasticidade (ou pelo menos tendem a zero), possuem força de tração excelente e possuem uma bitola mais fina (quando comparada com uma Mono de mesma libragem) o que propicia mais linha no carretel. Contundo, são menos resistentes à abrasão, são mais visíveis na água, provocam mais atrito nos passadores (Apesar que as Multi enceradas de qualidade quase não geram atrito). Como podemos ver, ambas tem prós e contra, né! Tanto é que quem pesca de Multi, geralmente usa líder de Mono (seja de fluorcarbono ou não), para unir os prós de cada linha e minimizar os contras. Eu pesquei muitos anos com Mono, até para isca artificial, mas mudei para a Multi e me adaptei muito bem, acho melhor para arremessar, para trabalhar, acho que a Multi faz um arrasto menor na água (devido a bitola poder ser menor), a fisgada fica mais certeira (devido a ausência de elasticidade)...mas sempre uso o líder, para evitar estouros de linha por abrasão, para melhorar a apresentação da isca, uma vez que linha mono de fluor é mais transparente na água, para evitar que a garatéia fure a linha de Multi (isso às vezes acontece). Hoje eu uso multi para iscas artificiais, mas mono para pesca pesada, pelo fato de que é uma linha mais em conta e porque, na minha opinião, para pesca pesada é interessante ter linhas de bitola mais grossa, para evitar o encavalamento da linha no carretel da carretilha (as carretilhas de pesca pesada geralmente tem um drag mais forte e a pressão da linha no carretel é maior, ficando mais fácil da linha penetrar no carretel e encavalar). Acho que é isso! (Minha opinião apenas) Espero te ajudado!
  4. Bem pessoal, Parece que passei uma idéia errada sobre mim, não sou arrogante e nem dono da verdade, muito pelo contrário, acho que certo e errado só existe quando delimitado pelas experiência de uma única pessoa só. Antes de ter o meu próprio equipamento de pesca, pesquei com equipamento emprestado e a manivela era direita... eu nunca me habituei! Quando comprei minha primeira carretilha já foi esquerda, pois pra mim é muito mais natural. Enfim, tomarei mais cuidado como escrevo para não passar uma impressão errada. Boas pescarias!
  5. Pessoal, Como eu disse no meu post, "a questão conforto e até a questão de aptidão física de cada um regem a escolha do lado da manivela".... eu quis indicar a manivela esquerda para quem está iniciando e não sabe que lado escolher. Quem pesca com manivela direita e se da bem, perfeito, não existe regra mesmo. Mas já que estamos no assunto rsrs, pergunto: 1 - Você não controla o carretel com o dedo durante o arremesso da isca? Como troca de mão e controla o carretel? (claro que dá para ajustar o freio centrífugo ou magnético e o a sintonia fina da rosca que encosta no eixo do carretel para que não dê cabeleira num arremesso solto, mas eu acho que perdemos muito em distância com essa regulagem) 2 - E a precisão do arremesso? Se eu trocar a vara de mão com a isca viajando não acerto onde eu quero nunca rsrs. O próprio Nelson Nakamura manivela do lado direito e eu sou fã dele rsrs Tem até vídeo dele dizendo que estava tentando ir para manivela esquerda e não conseguiu (apesar que ele indica a manivela esquerda para quem está começando) Mas assim, acredito que quem está acostumado com manivela direita consiga fazer isso tudo (eu não me imagino fazendo porque nunca usei manivela direita rsrs) Gostaria de reforçar que meus comentários refletem apenas minha opinião, não existe regra, cada um com sua preferência. A gente procura transmitir o que acha melhor pra gente, né... pra mim manivela esquerda é ótimo, por isso indico e acho que pode ajudar algumas pessoas que estejam iniciando na pesca. Mas se preferirem manivela direita, tem que ir de direita mesmo. Desculpe se dei a entender que manivela esquerda é melhor, é apenas melhor pra mim! Valeu!
  6. Colegas, a última mensagem é antiga, mas gostaria de passar minha opinião sobre o assunto carretilha de manivela esquerda e direita. Como dito por muitos, a questão conforto e até a questão de aptidão física de cada um regem a escolha do lado da manivela, né. Porém, em se tratando de pescaria de tucunaré (e demais peixes predadores), usando iscas de superfície, tenho a seguinte opinião. Se você vai iniciar na pesca e está disposto a testar qual lado da manivela vai se adaptar, faça um esforço para se habituar à manivela esquerda (se você é destro). Mas por que? Nas pescarias que fiz, já me deparei muitas vezes com a seguinte situação: você arremessa a isca e na hora que ela toca na água já vem o bocudo e taahhh....aquele bote violento! Imagina se você está com uma carretilha de manivela direita e vai arremessar com a mão direita... você vai precisar manter a vara na mão direita até a isca tocar a água, pois precisamos travar a carretilha com o dedo para evitarmos aquela cabeleira "nojenta". Só depois disso que poderá trocar a vara para mão esquerda para poder manivelar com a direita. Cara, imagina nessa transição um Açu entrando! Eu já vi um amigo ver a vara indo para o fundo do rio por estar trocando a vara de mão logo após o arremesso. E o pior que isso acontece com uma certa frequência. A isca cai na frente do tucunaré e no reflexo, se ele não se assustar, ele ataca! Sem contar que geralmente entre a troca das mãos a gente não manivelou a carretilha para travar o carretel. Cara, pense no que poderia acontecer com o carretel se um tucunaré forte entra sem ter dado a primeira manivelada....carretel solto...cabeleira, e linha estourada pelo peixe em seguida né. Sem contar também que ao passar a vara de uma mão para a outra não temos ao menos um dedo ali no gatilho do real seat, o que nos daria uma boa segurança para manter a vara nas mãos no caso de uma arrancada daquelas que o tucunaré pode dar. Por isso, se você é destro e está na dúvida entre manivela esquerda ou direita, procure optar pela esquerda, você irá conseguir iniciar o trabalho da isca quase que no mesmo momento em que ela toca a água... eu acho que esse detalhe pode fazer a diferença. (mas se você é canhoto, manivela direita pra você) Espero ter ajudado! Valeu!
  7. Cuca, dá uma olhada no Histórico do nível do Rio Negro em Barcelos, é o primeiro fórum dos Assuntos Gerais sobre Pesca. Espero ter ajudado. Valeu!
  8. Carrão

    Tralha para Rio Juma

    Caro Jean, Marquei em vermelho as iscas, varas, carretilhas e snap que acredito serem as melhores opções para a Amazônia, melhor dizendo, para os Açus. Agora, de linha e leader eu super dimensionaria (e olha que sou super a favor de um conjunto mais equilibrado) é que em minha experiência de pesca (e de escutar quem tem experiência em Amazônia) verifiquei que 60lbs de linha é o mínimo e leader de 50lbs é o mínimo também. Mesmo o nó SF fica meio bruto, mas é o jeito, porque a tomada de linha inicial é algo de outro mundo. Não que com um equipamento mais leve você não vai tirar um grande bitelo, mas as chances de perder o troféu com equipamento mais leve é bem maior. Espero te tenha ajudado!
  9. Todas as dicas essenciais! Mas essa dica 7 é top! Vou procurar seguir a risca.
  10. Acho que aqui dá hein... Final do Lago Norte, estrada de terra logo depois da Paróquia Pai Nosso... (mas eu nunca tentei, não é certeza) Espero que ajude! Valeu!
  11. Estou indo para Barcelos e SIRN na primeira semana de outubro e estou torcendo para que este ano seja um repeteco de outubro 2017, acho que os indicadores de nível estão parecidos. Se Deus quiser pegarei rios na caixa. Faltam 5 meses e já estou ansioso rsrsrs Valeu!
  12. Fala Victor, Este ano irei para a Amazônia também, região de Barcelos e SIRN, e já estou na pesquisa das iscas artificiais para levar. Estou pensando em levar a Brava 110, a Rei do Rio 95 (existe a 120, mas eu prefiro iscas na casa dos 10cm). Pense nas sub-superfície, Perversa (borboleta) e Happy Popper 95 (Nelson Nakamura (essa isca faz 3 trabalhos, um deles é sub-superfície). Espero ter ajudado. Valeu!
  13. Boa noite Felipe, assim como o pessoal citou anteriormente, eu iria de Enzo III, vara extremamente rápida que vai lhe ajudar demais a trabalhar uma isca de hélice. Em complemento, na minha opinião, se você conseguir achar esta vara com o tamanho 5'6" seria melhor para trabalhar a isca de hélice... o movimento ideal da vara para trabalhar uma isca de hélice é de cima pra baixo e uma vara um pouco mais curta te permite chegar com a ponta da vara mais perto do barco ou do barranco, aumentando o spray que a isca fará. Uma vara de 6' não atrapalha não, mas como dizem né, às vezes a pescaria se resolve no detalhe. Uma vara comprida demais irá te forçar a fazer o trabalho puxando a vara lateralmente, aí meu amigo, haja braço. Espero ter contribuído de alguma forma. Abraço!
  14. Olá Rodrigo, boa noite! Sou novo por aqui, mas acho que passei por algo parecido com o que você está passando.... Eu gosto muito das carretilhas shimano, tenho uma Curado 201HG e uma Casitas 151HG... não tenho a scorpion, porém, como todas são shimano, pode ser que o que ocorreu com as minhas carretilhas, pode estar ocorrendo com a sua. De fábrica a shimano deixa os rolamentos que sustentam o carretel "lambrecados" de graxa (eu acho que é para manter a qualidade do rolamento até o uso) mas para usar tem que desmontar a carretilha e limpar com gasolina ou WD40. Após retirar toda a graxa, lubrifique apenas com óleo para carretilhas. Você vai ver que ela vai arremessar muito mais. Caso já tenha feito esse procedimento, realmente acho que pode vender e comprar uma Curado, acho uma carretilha fantástica.
  15. Carrão

    Apresentação

    Olá pessoal, Me chamo Flávio Carrão, porém todos me chamam de Carrão mesmo. Moro em Brasília-DF e pesco há aproximadamente uns 20 anos... muito tempo, mas nem tantas pescarias assim rsrs muito menos do que eu gostaria. Costumo pescar no Lago de Serra da Mesa, Corumba IV, represa de Três Marias e, geralmente, lá por Outubro, costumo ir a Amazônia (variando entre a região do Guaporé, Rio Branco e Barcelos... sou aficionado pela pesca de tucunarés. Iniciei com iscas vivas, logo depois passei para as iscas de meia-água recolhendo sem trabalho nenhum rsrs (época em que eu ainda levava uns tucunas pra casa para comer). Porém, com o tempo, comecei a aprender mais sobre iscas artificiais (modelos, tipos, tamanhos, trabalhos etc... e hoje fico contando os dias para arremessar uma isca de superfície naquele espacinho entre as estruturas... é o desafio de conseguir alcançar aquele lugar onde a gente imagina estar aquele bitelo que vai fazer as pernas da gente tremer com a adrenalina. (Hoje eu não mato tucunaré nem para comer na beira do rio ou lago... muito melhor que comer um tucunaré é poder pescá-lo novamente). Espero poder trocar informações sobre pesca, obter dicas e quem sabe ajudar com alguma informação que, por ventura, eu tenha conseguido adquirir com a experiência desses anos de pesca. Satisfação em fazer parte de grupo de amigos pescadores. Obrigado!
×