Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
ThaisonScopel

Professora perdoa noivo que sumiu para pescar e remarca casa

Posts Recomendados

:gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: olha aonde que os pescadores tao chegando o cara largou tudo pra ir pescar pq tava nervoso e nao foi pro casamaneto rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3::

Uma história de sumiço às vésperas do casamento, sofrimento da noiva supostamente abandonada e investigação policial terminará neste sábado (31) no altar em Ribeirão Preto, a 313 km da capital paulista. A professora Sueli Casarotti, de 49 anos, perdoou o noivo Antônio Mondim, de 47 anos, e o casal remarcou o casamento. Ela havia acusado o homem de fugir um dia antes da cerimônia, marcada inicialmente para o dia 17 de julho, com R$ 19 mil, um carro e uma moto dela.

“Agora já foi tudo resolvido. Tanto eu como ele estamos bem, felizes e desejamos que toda essa repercussão passe”, afirmou Sueli nesta terça-feira (27) em entrevista ao G1. Os dois finalmente se casarão às 10h30 deste sábado em um cartório do município, poucos dias depois de o mal-entendido ser desfeito. “Já era para eu estar casada, estou dentro do meu prazo”, disse sobre a pressa.

O caso começou no dia 16 de julho, quando Sueli esteve em uma delegacia da cidade contando que passou o dia em um salão de beleza se preparando para o seu casamento, que aconteceria no dia seguinte. Quando voltou para casa, percebeu que as roupas do companheiro haviam sumido do armário, junto com os seus bens: R$ 19 mil, um carro e uma moto.

No dia 21 de julho, o pedreiro Antônio Mondim esteve no 3º Distrito Policial de Ribeirão Preto para prestar esclarecimentos. Ele negou as acusações. “Eu fui pescar”, disse o pedreiro na saída da delegacia. Em seu depoimento, Mondim afirmou que havia discutido com a noiva no dia anterior ao casamento e que eles desistiram da cerimônia. Também disse que pegou o dinheiro pensando que havia ali apenas a sua parte. Afirmou que o carro é seu e a moto foi comprada em conjunto pelo casal.

Sueli afirma que todo o caso foi “apenas uma crise”. “Aconteceu isso, mas a gente já se acertou”, disse. Segundo a professora, o pedreiro voltou no dia marcado do primeiro casamento, quando ela já tinha registrado o boletim de ocorrência na delegacia. “Nós estávamos nervosos e fui eu que não quis casar naquele dia”, contou. Agora, depois de tudo resolvido, ela só pensa no casamento remarcado. “O amor é mais forte, fala mais alto e é isso que importa”, disse.

rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3:: rindo3::

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/07/professora-perdoa-noivo-que-sumiu-para-pescar-e-remarca-casamento.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Casar, vc casa a qualquer dia! Pescar com os amigos, não é sempre que vc consegue! DEIXA O CASAMENTO PRA DEPOIS!!!!!!!! shaushuahsuahsuahushauhsuaa

Ainda bem que a minha muié não lê meus posts, ou eu estava ferrado!!! srsrsrsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Cara não sabe a fria que entrou mau:: ,devia ter continuado pescando palmas:: ,se mudado para Manaus joia::: ,agora para ir num pesque paque vai ter que pedir liberação para a PATROA lacou:: Abraços.

Pio que é desse tipim mesmo! chorei::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...