Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Rodrigo Yamaki

monopolio

Posts Recomendados

Tentarei discutir um assunto diferente. Não é nada sobre pesca, mas acaba por atingir nós pescadores.

Todos temos notado que no mundo empresarial está ocorrendo a fusão de concorrentes , sejam bancos, frigoríficos ou redes de varejo. É natural que em um ambiente capitalista altamente competitivo os menores sejam absorvidos por empresas maiores ou mais eficientes. No ramo da pesca não tem sido diferente.

Hoje a Rapala tem sobre controle muitas marcas que eram seus concorrentes, exemplo: Storm, Sufix, Williansom etc...

Além de que já fabrica e coloca a sua marca em diversos produtos no seguimentos da pesca. Oque antes era uma marca de iscas agora fabrica de jogos eletronicos a jacketas.

Certa vez perguntei a um vendedor de uma das lojas virtuais famosas, por que não encontrava iscas de uma determinada marca. Ele me disse que como a Rapala havia comprado a empresa, não era interessante para ela importar produtos concorrentes. Ou seja, não acha mais. doeu::

Então o que não sai da minha cabeça é; Será que daqui a algum tempo só teremos produtos da Rapala pra comprar? Será o monopólio de uma marca? Penso desta forma porque não existe hoje outra empresa do seguimento que possa se equiparar à Rapala (mundialmente).

Vejam, no ramo de motores a concorrencia é grande e feroz, com os fabricantes se superando: Yamaha, Mercury, Envirude, Suzuki, Honda, Tohatsu, Sailor :gorfei:

Carretilhas: Daiwa, Shimano, Abu, MS, ....

gostaria que os companheiros opinassem sobre o tema. Não estou a discutir a qualidade dos produtos Rapala, mas simplesmente a possibilidade de uma empresa dominar um seguimento e eliminando a concorrencia que sempre é benéfica ao consumidor.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

NÃO SEI QUAL É O MEDO...POIS MESMO COM ESSE MONOPOLIO NAÕ VAMOS FICAR SEM BOAS OPÇÕES TANTO EM RELAÇÃO A CUSTO QUANTO QUALIDADE....VEJAMOS BEM. AS ISCAS RAPALA SÃO MUITO BOAS, MAS OQ TORNARAM ELAS ASSIM FORAM NOS PESCADORES, SE COLOCALAS A PONTA DA LINHA E DEIXA-LAS PARADAS NÃO FUNCIONA, O FATO É QUE ELAS PRIMEIRO NOS PEGA E SO DEPOIS BEM DEPOIS O PEIXE...

COM O DESENVOLVIMENTO DE NOSSOS FABRICANTES NACIONAIS LOGO NÃO VAMOS COMPRAR AS IMPORTADAS...VAI DEMORAR MAIS UM DIA VAI SER ASSIM..PELO MENOS ESPERO...

ATT....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rodrigo,

Como tudo na vida, tem o lado ruim, mas tem também o bom...

O processo de "gigantismo" que tem feito com que as aquisições & fusões aconteçam com uma frequência cada vez maior deve-se ( não necessariamente ) a impedir o crescimento do concorrente, mas ( principalmente ) uma oportunidade de ampliar seu escopo de ação, e ganhar uma fatia maior de mercado !

Claro que a "competição" é boa e saudável, MAS ainda melhor é ver empresas capitalizadas fazendo pesquisas para evoluir ( principalmente em seus custos de produção ) para patamares ainda mais atrativos !

No fundo, tudo depende mesmo de margens e ganhos, e nisso não há nada de errado...

Errado, na minha opinião, é ter uma situação de monopólio, subsidiado pelo Estado, que faz com que o desenvolvimento necessário a saúde empresarial seja colocada em risco...

Apenas para exemplificar isso, há tempos atrás, nosso país adotou uma política protecionista para o setor de informática ! Ou seja, ou era fabricado / desenvolvido no Brasil, ou não era viável...

Resultado, ficamos a reboque no setor, e certamente atrasadíssimos em relação as descobertas e aprimoramentos mundiais...

Pergunto-lhe ( sobre isso ), será que podemos competir ( nesse segmento ) com quem investe bilhões de dólares e tem um mercado mundial ? Claro que não... Nem por isso deixamos de ter nossos produtos e desenvolver algumas ações focadas em qualidade ( sem o afã de competir no varejo... ).

Na pesca, também existe isso ! Veja que usamos durante bastante tempo iscas artificiais importadas, adaptando-as às nossas necessidades ! Nem por isso deixou de haver desenvolvimento industrial interno e hoje já preferimos ( muitas vezes ) nossas iscas brasileiras às estrangeiras !

Porém, será que haveria mercado de compra se o esporte da pesca não pudesse ter evoluído através do uso de equipamento estrangeiro ? Podemos não admitir, mas sabemos a resposta...

Essa pode se tornar uma conversa comprida, mas não é o meu objetivo !

Tente ver os dois lados da questão, até porque sempre haverá - pelo menos - dois lados a serem avaliados !

Não me preocupa esse processo que relatou !

Acho que ele vai trazer - cada vez mais - uma melhor tecnologia a preços cada vez mais atraentes para todos... joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que se considerarmos essas fusões somente no âmbito da "indústria" da pesca esportiva, creio que não teríamos grandes consequências práticas. Todavia, somente o tempo nos dirá o quanto estamos certos ou errados em relação à questõa levantada aqui o tópico.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×