Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Djalma

Tipos de arremessos. Qual vale a pena aprender?

Posts Recomendados

Aproveitando o topico postado pelo Fernando Braga com os videos do mestre Nakamura demostrando alguns tipos de arremessos, pergunto:

Alem do OverHead, quais outros arremessos vc pratica durante suas pescarias?

Qual dos arremessos citados vale a pena aprender que realmente pode fazer a diferença numa pescaria e porque?

BackHand

Flipping

Pithing

Side

Skipping

Spiro

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom se suas pescarias forem em local aberto de facil aremeço vai de Over Read Casting,treine bem para acertar o alvo e seja feliz,mas o bom é ter pelo menos o minimo de pratica com todos os aremeços pois depende da ocasião vai usa lo joia::: uma hora ou outra voce precisa deles joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos ver se eu te ajudo Djalma. Espero que seja isso que vc queira saber. Basicamente são os obstáculos próximos à você ou próximos de onde você quer colocar a isca que nos obrigam a mudar o tipo de arremesso...

Backhand & Side: Quando tem algum obstáculo mais ou menos alto, que impede o overhead. Por exemplo, uma árvore grande em cima de você ou onde você quer colocar a isca. Aí você usa o BackHand ou o side de acordo com a sua posição no barco, para não virar a vara para cima do su parceiro. Se está em 3 e está pescando no meio, não vai usar esses arremessos nunca, prá não correr o risco de acertar seus parceiros.

Flipping & Spiral: Quando há um obstáculo baixo onde você quer arremessar, ou um ponto com muitos obstáculos ao redor. É muito usado em pescaria de robalo, quando você precisa colocar a isca no meio das raízes (no mangue). Também usa quando você não pode usar o side ou o backhand casting. Ex.: arremesso debaixo de um pier, no meio de pauleiras, etc.

Skipping: Quando o obstáculo é tão baixo que não permite nenhum dos arremessos acima. Normalmente um pier com água quase chegando no piso, ou debaixo de uma árvore cuja copa quase encosta na água. O skipping é feio normalmente (e muito mais facilmente) com isca soft, que quica mais fácil.

Pithing: Embora eu nunca use, eu sei que é usado prá fazer com que a isca não caia na água dando uma "cassetada". Ela cai na água bem suave, sem causar muito estardalhaço. Serve prá peixes mais manhosos, que assustam com facilidade. Esse arremesso é curto, só serve também quando você está pescando próximo de onde quer colocar a isca...

O que eu uso mais: overhead, side cast, spiral cast. Sou um lixo de backhand, aí uso o spiral mesmo... rs

Eu acho que todo pescador deveria saber arremessar de side/back e spiral ou flip, além do overhead. Prá mim eles já fizeram muita diferença. E, na pescaria de robalo por exemplo, fazem TODA a diferença...

Abraço,

Edu Nakiri

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu acho que todo pescador deveria saber arremessar de side/back e spiral ou flip, além do overhead. Prá mim eles já fizeram muita diferença. E, na pescaria de robalo por exemplo, fazem TODA a diferença...

Edu Nakiri

Tô contigo, Xará!

Aos poucos fui aprendendo outros aremessos além do over head, ainda tenho muito que melhorar, mas me saio bem e uso com maior frequencia o spiralcast, que me permite maior distancia que o flip.

Já tentei o pitching, mas nao me acerto com ele.

Sao arremessos que permitem chegar na região de ataque do peixe, por exemplo, na SM, quando o tucunaré está dentro do mato. Outra: arremessos por baixo sao mais seguros em relação a acidentes com garatéias e os companheiros de barco agradecem hehehe.

Acho que o segredo é pegar o tempo do arremesso... depois disso, flip, backhand, spiral se tornam mais fáceis, pois o movimento é quase o mesmo. Uma dica: inicie com vara mais moderada, com o tempo fará isso até com x-fast.

E como diz o Edgar Pessoa, saber nao ocupa espaço...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com os Eduardos, é bom ter pelo menos uma noção de todos a teoria pelos videos agente ja tem, a pratica dá-se um jeito não custa nada tirar 5 minutos de uma pescaria e praticar algum desses arremessos, pra pescar embarcada agente sabe como é perigoso botar uma isca num parceiro, entaum praticar não custa nada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vale Apena aprender todos, embora eu utilize frequentemente 3 ou 4, queria sim aprender todos e queria faze-los com maestria como o mestre Nakamura entre outros mestres,embora eu esteja muito longe, e te digo que faz sim muita diferença em determinadas condições que se exige mais da técnica como Robalos na galhada ou tucunas mais manhosos etc. que exigem arremessos na cara do peixe e dentro das mais variadas estruturas!

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal obrigado pelas respostas. ::tudo::

Eu uso muito OverHead onde consigo distancia e boa precisão. Acho o sideCasting relativamente facil, consigo boa distancia, mas sem a precisão desejada. To tentando aprender o FlippingCasting que, alem de extremamente produtivo para certas situações é um arremesso muito bonito quando bem executado.

Uma vez, numa pescaria UL de Tabaranas aqui no Sul de Minas, num pequeno rio, em um trecho com muita mata ciliar, o arremesso OverHead era simplesmente impossível pelas arvores que sombreavam toda aquela parte do rio. Um amigo pescava em pé sobre uma pedra às margem do rio que lhe permitia arremessos em três pontos estratégicos; um remanso logo após uma corredeira, a montante de outra corredeira antes de uma grande pedra e num outro remanso escondido pelos galhos das arvores. Eu fiquei próximo, basicamente com as mesmas opções de arremesso. Naquele dia só ele conseguiu capturar as Tabaranas, pois usava com maestria o Flipping Casting, colocando a isca precisamente na cara das Tabaranas. palmas::

São esses fatos que fazem da pesca com iscas artificiais uma pratica maravilhosa, por mais experiência que pensamos ter, sempre é hora de aprender.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Djalma, tudo bem?

Sou Instrutor de Pesca Esportiva e ministro cursos de arremesso e Fly Fishing, e posso garantir que todos os arremessos tem sua produtividade e importância em certas situações.

Já usei todos os arremessos em pescarias, e com certeza se não soubesse executar um deles, em certas situações ficaria com as"mãos atadas".

Os arremessos são dividos basicamente em POSITIVO e NEGATIVO. Sendo que os arremessos positivos nós usamos a ação da vara para arremessar, e os negativos usamos a vara como pendulo ou apenas alavanca progressiva (um exemplo é o arremesso de iscas mais pesadas, as vezes acima da indicação da vara, ou apresentação mais suave da isca como o pitching).

E como disse o nosso amigo Edgar, aprender é sempre bom... e posso garantir que a pesca se torna menos restritiva e mais prazerosa.

Bons pinchos!!

bração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...