Ir para conteúdo
Jorge Hilton

Carretilhas Made in china e made in thailand

Posts Recomendados

Olá pessoal, gostaria que me ajudassem, fiquei com uma pulga atrás da orelha! vejo comentarios que carretilhas made in china e made in thailand, não presta, as boas tem que ser de origem made in Japan, eu comprei uma Quantum kinetic 101 made in china e uma Daiwa advantage 153 made in Thailand, uma comprei na Império da Pesca e outra na Snoockshop, Então!! tem algum problema a origem das carretilhas que comprei? são carretilhas ruins?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não procede.

Tem pessoas que ainda temem a comprar produtos de origem Chinesa, Thailandesa, Koreana, etc... mas acredito que num futuro não muito distante, acabaremos por ficar presos a produtos fabricados nesses países.

Tem coisas ruins, sim..., mas tem muitas coisas boas tbém.

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu penso o seguinte ... Comprar equipamentos que tem fábricas próprias, como a Daiwa , Quantum , Abu Garcia e Shimano ( nova Curado 200G ) , que possuem controle de qualidade etc .. não tem problema, pois neste caso estas marcas detem toda parte de engenhria e construção do equipamento , efetuando apenas a fabricação e montagem na China e Tailandia, para redução de custos. No caso marcas que são OEM, ou seja que usam fábricas lá para desenvolver e fabricar os produtos, eu particularmente não compro ... Como Marine Sports , Sumax entre outras que estão represntadas no Paraguay. Essa é minha opnião. Marcelo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já penso que a Shimano e Daiwa possuem várias linhas de produção, e a de primeira linha é japonesa.

As Curado G (Genérica...rsrs), e outras made in china, foram criadas para reduzir custos e atingir uma outra faixa de consumidores.

Basta vc pegar uma made in Japan e outra made in China que vc sente a diferença.

Mas uma coisa é certa, a tendência é tudo virar Made in China.

Mas é apenas uma opinião, na qual posso estar errado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

valeu pessoal, o que deu pra entender é que existem categorias para a produção, as carretilhas mais caras da marca, onde a matéria prima é melhor, são made in Japan, por exemplo da Daiwa Aggrest para cima, zillion etc, é made in Japan e a Advantage e megaforce para baixo e made in china, a shimano seria da chronarch para cima made in Japan e da curado para baixo made in china, é isso? será que foi mau investimento eu ter comprado uma Advantage? era o mesmo que ter comprado uma Black Window made in China, já que as duas é quase o mesmo preço, acho que não, penso que a Advantage é mais carreta do que a Black Window, e não estou falando de arremesso e peso não, é de peças e durabilidade. Falando de peso, arremesso e velocidade, estou pensando em comprar uma para usar com iscas artificiais a Daiwa Aggrest 7.3 o que vocês acham? joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Jorge, a grande confusão é o pessoal associar o processo de produção ao local, daí todo mundo acha que o que é feito na China, Coréia, Tailândia, etc... não presta e isso é uma inverdade e injusto.

A Apple por exemplo tem grande parte de suas fábricas e/ou terceirizações na China. Alguém acha que os produtos deles são ruins? A grande diferença está no processo de produção e controle de qualidade.

Então, porque produzir nesses países? Mão-de-obra barata (quase de graça) e incentivos para a exportação (tributação muito baixa). Vi uma reportagem certa vez sobre o trabalho na China e o cara estava super feliz por ter encontrado um bom emprego numa linha de produção que lhe rendia US$ 3.00 por dia!!!! O custo de mão-de-obra para montagem de um iPad na China gira em torno de US$ 7.00.

Qual o problema com a maioria de produtos de lá então? Cópias, cópias e mais cópias de produtos de marcas renomadas com materiais inferiores e sem qualquer controle de qualidade, ou seja, obrigado e BOA SORTE! Mas há sim produtos pouco conhecidos e com qualidade aceitável.

Com a grande disputa de preços, há sim a produção de linhas diferentes (1ª e 2ª e as vezes até 3ª) até mesmo por empresas renomadas. Eu trabalho com compras em órgãos públicos e sei que existem até linhas específicas para licitações blink:: e que realmente são lastimáveis, mesmo sendo de marcas renomadas.

A tendência mundial é adquirirmos cada vez mais produtos vindos desses países. O que nos resta é buscar produtos de marcas conceituadas e informações dos colegas quanto a qualidade.

O bom senso é válido: quando o milagre é demais, é bom a gente desconfiar!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha amigo, se esses produtos made in china e thailand não prestam não vou saber dizer, mas carretilhas "antigas" estão com os preços em alta devido a grande procura. Percebo muita gente deixando os lançamentos de lado e indo atras de carretilhas ja consagradas.

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha na minha opinião você deve observar bem o produto que está comprando, ficar atento a qualidade do acabamento, pintura etc...

Quanto ao que o Marcelo disse sobre representadas no PY, la tambem tem representantes Daiwa, ABU e Shimano e os produtos vendidos são de otima qualidade... Inclusive os la~çamentos chegam meses antes lá...

Minha humilde opinião. abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem, só para lembrar, até Abu Garcia (alguns modelos) está sendo feita na China. Não tem como fugir disso. Com a globalização da economia, custo é custo. Se enganam muito aqueles que creem que fabricações chinesas e dos tigres asiáticos são ruins. Hoje esses países detém os melhores e mais bem equipados laboratórios de aferição e teste de qualidade já que produzem para os EUA e Europa. Existe muita coisa boa, inclusive carretilhas. Na minha humilde opinião, acho que essa história de querer um equipamento que dure a vida toda, já não existe mais, e se existir, o preço é bem salgado, conforme se pode notar pelo preço de algumas carretilhas  japonesas que existem por aí. Dá comprar 10 das outras, e talvez dez das outras dure 3 vezes mais que uma famosa, ou seja, sempre devemos avaliar a relação custo x benefício (que também se sujeita aos conceitos e disponibilidade financeira, próprios de cada um). E por ser famoso, um produto não se isenta de apresentar problemas. No caso de uma carretilha, procure saber acerca do material do pinhão, da coroa, os rolamentos essenciais (qualidade), a caixa externa, a pintura,a manivela, a facilidade de acesso aos controles de tensão do carretel e drag, o próprio carretel (qualidade, balanceamento, fluidez), o dispersor de linha (equilibrio na distribuição da linha sobre o carretel) etc. E se puderem substituam  os rolamentos originais pelos híbridos de esferas de cerâmica e aí me digam que a carreta não presta.  O único problema de se adquirir uma carretilha chinesa que não tenha representante no Brasil, são as peças de reposição, que talvez sejam de difícil obtenção. Mas com cuidado e boa manutenção, mesmos as carretas mais simples duram um bom tempo. Particularmente, tenho uma Brisa 8.000 da Marine Sports há 4 anos, com rolamentos cerâmicos ABEC 7 (troquei os originais), que nunca me deixou na mão, mesmo na pesca mais pesada, inclusive no mar (ela não é própria para mar). Já me proporcionou muitas alegrias, com peixes até com mais 12 Kg. Faço arremessos muito longos com ela, só não é a adequada para iscas artificiais muito leves. Cada equipamento, tem seu uso mais correto, dependendo de suas características. Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×