Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Kid M

Araguaia, rio das águas douradas...

Posts Recomendados

1726899600_Araguaia1.jpg.7803541ba0f5edc1107b9e06f42cf003.jpg  1606909903_Araguaia2.jpg.1490c95d1c0b401d0ed6de678042ea37.jpg  1618378286_Araguaia3.JPG.aa46061fb32edb2231deaaff85fcd8bd.JPG 

 

Rio Araguaia, sempre formoso e farto de emoções e lembranças...

Certamente é um dos rios brasileiros mais piscosos de nossas muitas opções esportivas.

Palco de grandes (e frequentes) embates com gigantescas Piraíbas e Pirararas, cujas arrancadas geram taquicardia nos seus oponentes...

Passar um dia navegando pelo extenso curso d'água que nasce à 810 m de altitude e percorre 4 estados brasileiros até desaguar no rio Tocantins.

Esparrama-se pelo alagamento de suas margens na época das cheias, quando propiciam uma fantástica oportunidade de ver os imensos cardumes subindo o rio em grupos de espécies, respeitando a cadeia alimentar que provem a energia necessária para a chegada nos pontos de reprodução e desova e perpetuação das espécies !

Não estamos aqui falando de milhares e sim de milhões de indivíduos que parecem cegos a qualquer outra coisa senão a de alcançar seu berço de nascimento e realizar a desova e fertilização dos novos embriões, dos quais apenas uma fração ínfima chegará a fase adulta.

Não há complacência  entre presas e predadores, até porque uns que caçam podem também serem caçados, a depender de onde estejam nos respectivos cardumes... ::fish2::fish2::fish2

A fila começa pelos menores, passa pelos "papa terras" (curimbatás), piáus, matrinxãs, barbados, mandubés (palmito), pacus, pintados, caranhas, filhotes, pirararas até as piraíbas, todos subindo o rio e se alimentando no caminho...

Já presenciei perto da cidade de Porto Luiz Alves, mais de 60 botes com 3 pescadores por barco - em média - pescando de maneira incessante, embarcando peixe sem parar, dentro da passagens dos cardumes... (dizem ser algo comum os botes chegarem a 200 no topo dos cardumes). 

Nessas oportunidades, os incansáveis e sempre famintos golfinhos (que hoje infestam o rio) atacam incessantemente os cardumes, chegando ao requinte de caçarem em grupo, jogando parte dos cardumes nas águas mais rasas onde devoram suas presas...

Na temporada de rio seco, que normalmente acontece no meio do ano (Jun à Set), as águas parecem ser outras !

Praias de areia entremeiam as águas baixas que desenham seu curso em canais de um pouco mais profundidade, até como forma de "navegação" dos que permanecem nesses habitats.

Hora de enfrentar mais um predador sagaz e constante ! Estou me referindo às piranhas (as chamadas cajús - papo avermelhado - em maior quantidade) que não perdoam qualquer peixe (independente de espécie e tamanho) que se apresentar "em dificuldades" (presos num anzol por exemplo). Atacam o indefeso peixe até o embarque do que dele sobrou... é algo absolutamente incrível ! Puxou devagar, grandes chances de ataques das piranhas em região de águas mais paradas.

Em compensação, é a época onde os infindáveis lagos e lagoas oferecem os tucunarés, jacundás, cachorras, apapás, traíras, aruanãs, etc... até chegar ao "desconfiado pirarucu". De uma forma geral ainda são indivíduos (tucunarés principalmente) considerados pequenos (pegar algo acima de 4 quilos é motivo para celebração), mas que fornecem uma incessante perseguição às iscas artificiais, principalmente as preferidas "de superfície",

Contrariamente ao que acontece nos rios afluentes do Amazonas e/ou Madeira, as iscas consideradas "pegadeiras" são (quase sempre) de menor tamanho e de cores mais claras, de branco osso até transparentes, passando por inúmeras combinações de cores complementares...

Falei dos lagos, mas não mencionei os diversos rios cuja foz é no Araguaia. Vou "concentrar todos num só", homenageando o rio Cristalino, cujo nome precede a cor de suas águas e seu papel de condutor dos milhões de alevinos que se desenvolvem em seu intercalar com lagos e lagoas existentes em seu serpentear até o desague próximo à Ilha do Bananal.

Seguramente uma região de muita fauna e flora, onde a depender das épocas visitadas não raramente se encontram onças a se banhar nas águas rasas ou atravessando os canais mais fundos à procura de terras menos alagadas (já vi diversas, sempre com sua beleza incomparável). Também a singeleza das borboletas amarelas (as mais comuns) num frenético balé de fertilização e continuidade da vida se tornam num apreciar envolvente.

O rio Araguaia tem tanto a oferecer que apenas indo ver é que se consegue ter uma ideia do que se considera como algo imperdívelpalmas::

 

1958425543_Araguaia5.JPG.938fc459820656f674cc27610e084877.JPG   1272805513_Araguaia6.JPG.39dbe1e8767cec39fe52d5d08697c455.JPG  1098132050_Araguaia4.JPG.c106930069cb1f405db608fcdb3cdd4f.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bonito demais o araguaia , ja estive por la por 2 veses e vale a pena conhecer, o que enche o saco sao os botos so kkkk, ee a piranhas mais baravas que ja vi ate hj , umas com as barrigas vermelhas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Kid M disse:

1726899600_Araguaia1.jpg.7803541ba0f5edc1107b9e06f42cf003.jpg  1606909903_Araguaia2.jpg.1490c95d1c0b401d0ed6de678042ea37.jpg  1618378286_Araguaia3.JPG.aa46061fb32edb2231deaaff85fcd8bd.JPG 

 

Rio Araguaia, sempre formoso e farto de emoções e lembranças...

Certamente é um dos rios brasileiros mais piscosos de nossas muitas opções esportivas.

Palco de grandes (e frequentes) embates com gigantescas Piraíbas e Pirararas, cujas arrancadas geram taquicardia nos seus oponentes...

Passar um dia navegando pelo extenso curso d'água que nasce à 810 m de altitude e percorre 4 estados brasileiros até desaguar no rio Tocantins.

Esparrama-se pelo alagamento de suas margens na época das cheias, quando propiciam uma fantástica oportunidade de ver os imensos cardumes subindo o rio em grupos de espécies, respeitando a cadeia alimentar que provem a energia necessária para a chegada nos pontos de reprodução e desova e perpetuação das espécies !

Não estamos aqui falando de milhares e sim de milhões de indivíduos que parecem cegos a qualquer outra coisa senão a de alcançar seu berço de nascimento e realizar a desova e fertilização dos novos embriões, dos quais apenas uma fração ínfima chegará a fase adulta.

Não há complacência  entre presas e predadores, até porque uns que caçam podem também serem caçados, a depender de onde estejam nos respectivos cardumes... ::fish2::fish2::fish2

A fila começa pelos menores, passa pelos "papa terras" (curimbatás), piáus, matrinxãs, barbados, mandubés (palmito), pacus, pintados, caranhas, filhotes, pirararas até as piraíbas, todos subindo o rio e se alimentando no caminho...

Já presenciei perto da cidade de Porto Luiz Alves, mais de 60 botes com 3 pescadores por barco - em média - pescando de maneira incessante, embarcando peixe sem parar, dentro da passagens dos cardumes... (dizem ser algo comum os botes chegarem a 200 no topo dos cardumes). 

Nessas oportunidades, os incansáveis e sempre famintos golfinhos (que hoje infestam o rio) atacam incessantemente os cardumes, chegando ao requinte de caçarem em grupo, jogando parte dos cardumes nas águas mais rasas onde devoram suas presas...

Na temporada de rio seco, que normalmente acontece no meio do ano (Jun à Set), as águas parecem ser outras !

Praias de areia entremeiam as águas baixas que desenham seu curso em canais de um pouco mais profundidade, até como forma de "navegação" dos que permanecem nesses habitats.

Hora de enfrentar mais um predador sagaz e constante ! Estou me referindo às piranhas (as chamadas cajús - papo avermelhado - em maior quantidade) que não perdoam qualquer peixe (independente de espécie e tamanho) que se apresentar "em dificuldades" (presos num anzol por exemplo). Atacam o indefeso peixe até o embarque do que dele sobrou... é algo absolutamente incrível ! Puxou devagar, grandes chances de ataques das piranhas em região de águas mais paradas.

Em compensação, é a época onde os infindáveis lagos e lagoas oferecem os tucunarés, jacundás, cachorras, apapás, traíras, aruanãs, etc... até chegar ao "desconfiado pirarucu". De uma forma geral ainda são indivíduos (tucunarés principalmente) considerados pequenos (pegar algo acima de 4 quilos é motivo para celebração), mas que fornecem uma incessante perseguição às iscas artificiais, principalmente as preferidas "de superfície",

Contrariamente ao que acontece nos rios afluentes do Amazonas e/ou Madeira, as iscas consideradas "pegadeiras" são (quase sempre) de menor tamanho e de cores mais claras, de branco osso até transparentes, passando por inúmeras combinações de cores complementares...

Falei dos lagos, mas não mencionei os diversos rios cuja foz é no Araguaia. Vou "concentrar todos num só", homenageando o rio Cristalino, cujo nome precede a cor de suas águas e seu papel de condutor dos milhões de alevinos que se desenvolvem em seu intercalar com lagos e lagoas existentes em seu serpentear até o desague próximo à Ilha do Bananal.

Seguramente uma região de muita fauna e flora, onde a depender das épocas visitadas não raramente se encontram onças a se banhar nas águas rasas ou atravessando os canais mais fundos à procura de terras menos alagadas (já vi diversas, sempre com sua beleza incomparável). Também a singeleza das borboletas amarelas (as mais comuns) num frenético balé de fertilização e continuidade da vida se tornam num apreciar envolvente.

O rio Araguaia tem tanto a oferecer que apenas indo ver é que se consegue ter uma ideia do que se considera como algo imperdívelpalmas::

 

1958425543_Araguaia5.JPG.938fc459820656f674cc27610e084877.JPG   1272805513_Araguaia6.JPG.39dbe1e8767cec39fe52d5d08697c455.JPG  1098132050_Araguaia4.JPG.c106930069cb1f405db608fcdb3cdd4f.JPG

Pesquei esse ano no Araguaia e gostei demais, se Deus quiser, ano que vem em Maio irei novamente. Agora acompanhado do meu irmão...Uma coisa além de boto e piranha que ta tendo demais tbm são as arraias, ano passado só eu peguei 5. Até brinquei com um amigo meu que se ação de piraíba fosse igual das arraias no quarto dia de pesca nao ia ter braço pra brigar mais nao...kkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fui pela primeira vez ao Araguaia em 2010,e de lá pra cá já foram 10 incursões a aquele lindo rio.Sou suspeito pra falar,pois amo aquele lugar.Ainda vejo muitos pescadores "torcerem o zóio" quando falamos em Araguaia,principalmente pela fama dos botos de atrapalharem as pescarias.Pois bem,essa situação é real,os botos enchem o saco mesmo,porém mesmo assim,desconheço outro lugar no Brasil onde se pegue tantas piraíbas e pirararas enormes como lá...Além de uma variedade muito grande de espécies,ainda temos uma Natureza muito bela,que apesar de já não estar mais intacta devido a ação do homem,ainda se faz encantar aos que vão pela 1° vez...Agora,junte isso tudo ao bom custo x benefício da viagem....Pousadas com ótima estruturas e excelentes guias...O velho BOM,BONITO E BARATO...

Pra mim,posso conhecer todos os destinos de pesca do Brasil,mas jamais deixarei de ir ao bom e velho Araguaia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...