Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Adhemar

Olha o IBAMA agindo

Posts Recomendados

Ibama apreende 5 toneladas de pirarucu em Tocantins

(Araguaia - 29/05/2007) - A maior apreensão de peixes no estado do Tocantins aconteceu neste último final de semana (26 a 28 de maio), através de uma operação do Ibama com apoio do Batalhão da Polícia Militar Ambiental do Tocantins (Cipama), da Funai e de lideranças indígenas karajás da aldeia Macaúba.

O total estimado de peixe recolhido foi de cinco toneladas, nas mais de 200 mantas salgadas de pirarucu (Arapaima gigas) que estavam sendo transportadas da Ilha do Bananal até o estado do Pará, onde seria distribuído a outras regiões do país. O pescado era proveniente da área do Parque Nacional do Araguaia - TO.

O pirarucu é o maior peixe de escamas de água doce do Brasil, podendoa atingir 200 quilos de peso e três metros de comprimento. Tem respiração aérea obrigatória e precisa subir periodicamente à tona para captar oxigênio do ar, o que o torna presa fácil dos pescadores que, conhecedores de seus hábitos, costumam capturá-los com arpões. A espécie está em processo de extinção e sua pesca está proibida em todo o estado do Tocantins.

Durante quatro dias a equipe buscou localizar os pescadores para a abordagem numa região de difícil acesso e alto risco. Quando da aproximação dos fiscais e policiais, os pescadores fugiam, deixando as diversas mantas que estavam sendo salgadas para o transporte, ficando no local apenas um indígena de 75 anos que faz parte da quadrilha.

A operação contou com apoio de lideranças indígenas de uma aldeia

Karajá no entorno do parque. As lideranças demonstraram preocupação com a exploração pesqueira na região. O peixe, principal fonte de proteína na alimentação, está desaparecendo por causa da pesca predatória. Alguns índios estão envolvidos na atividade ilegal. Eles revendem o pescado a atravessadores por valores irrisórios.

O peixe apreendido está sendo distribuído a diversas instituições beneficentes do estado.

Ibama/TO

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

MAIS UMA PONTINHA

Ibama apreende embarcação de pesca turística em unidade de conservação paulista

São Sebastião (01/06/2007) - Uma equipe de fiscalização do Ibama apreendeu na madrugada do dia 29 de maio uma embarcação que realizava pesca dentro da Estação Ecológica Tupinambás, em São Sebastião/SP. O barco havia saído de Bertioga e conduzia turistas de Mogi das Cruzes. Durante a operação chamada Bom Dia João II , a equipe do Ibama lotada na unidade de conservação recebeu apoio da Marinha do Brasil e da Polícia Federal.

O responsável pela Fiscalização da Esec Tupinambás no Ibama, Roberto Reis, conta que há cerca de seis meses a embarcação já havia sido autuada pelo mesmo motivo. ?Por ser um crime reincidente, a multa poderá ser duplicada ou triplicada. Também existe a possibilidade do Órgão pedir o ?perdimento? da embarcação, tendo em vista que a mesma já havia sido apreendida, ficando seu proprietário como fiel depositário?, explicou Reis.

As multas aplicadas pelo Ibama variaram de R$ 700 a R$ 10 mil. Os autuados responderão a processo por crime ambiental e ficarão sujeitos à detenção de um a três anos, além de cumprirem penas alternativas, como a doação de equipamentos à Esec. Na operação, que durou cerca de dezesseis horas, nove pessoas foram autuadas e vários apetrechos de pesca foram apreendidos.

A estação engloba quatro ilhas, sendo uma delas a de Lages, além das ilhas de Palmas e Cabras, que pertencem a Ubatuba. Também compõem a Esec quatro ilhas e parcéis do Arquipélago dos Alcatrazes. A área protegida abrange dez quilômetros ao redor de cada ilha e lage.

Ibama/SP

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

OUTRA PONTINHA

Ibama/PA apreende 338kg de peixe no Aeroporto Internacional de Belém

Belém (07/05/07) ? O Ibama apreendeu durante uma fiscalização de rotina na noite de sexta-feira, no Aeroporto Internacional de Belém, 338 quilos de peixe da espécie Pargo que estavam sendo exportados para a cidade de Nova York (EUA).

Os peixes pertenciam a uma empresa exportadora localizada no município de Augusto Corrêa, interior do Pará, e estavam lacrados em 26 caixas de isopor. Os peixes foram apreendidos, pois no momento da vistoria o fiscal do Ibama identificou que cerca de 40% da carga possuía medidas inferiores à permitida, que deve ser acima de 41 centímetros.

A empresa já tomou conhecimento da apreensão e deve ser autuada e multada pelo órgão no valor de R$ 6.380,00. Os peixes foram doados a Instituições cadastradas ao Ibama.

Shirley Moura

Ibama/Pa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabéns ao IBAMA e à todas as forças que em conjunto estão realizando um belo trabalho, mesmo que saibamos que isto é só a ponta do Iceberg... Mas já é um começo!!!

Infelizmente, ainda exitem pessoas "mercenárias", como estes acima citados, espero, que um dia, não tão distante, se arrependam e se lembrem que caixão não possui gaveta, e que seus netos e bisnetos, sofrerão os prejuizos causados por eles!

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu só não concordo com a proibição total. Acho que a regulamentação da pesca esportiva faria muito mais pela preservação.

Explico ao permitir o pesque e solte mediante licença especial ou temporária teríamos mais dinheiro entrado para equipar os fiscais, fora que teríamos mais olhos a vigiar nossas águas, os mesmos pescadores esportivos.

Mas isso só funcionaria se houvesse um modo de transformar os atuais pescadores profissionais ou em fazendeiros de peixe ou em guias, ai sim a pesca comercial em águas internas, rios e lagoas, deveria ser proibida.

Vejam como funciona nos EUA e vocês vão entender o que eu digo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chico,

O problema daqui para , não é só o de mentalidade, mas o da necessidade...

Agora, se fôssemos um País um pouquinho mais atento a ações mínimas de zelo humano, certamente tudo ficaria bem mais fácil...

Mas hoje não estou a fim de polemizar... :roll:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente as ações do Ibama ainda são tímidas por falta de recursos.

Geralmente vou para Luiz Alves - GO no mês de Julho a sempre somos parados no rio pela fiscalização do Ibama a qual pede toda a documentação. Ocorre que boa parte dos pescadores ficam atentos a fiscalização e descem o rio quando o Ibama sobe e, sobem quando o Ibama desce. Com isto eles podem pescar nos lagos, coisa que é proibida pela legislação local.

Já fiquei em dois hotéis nesta região. Em um deles existe uma placa informando que eles não servem peixe já, no outro, dos 5 dias que fiquei lá foi servido Pirarucu em 4 deles (suponho que era ilegal). Desta forma fica difícil preservar quando as pessoas que deveriam estar interessadas na preservação não o fazem.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente as ações do Ibama ainda são tímidas por falta de recursos.

Desta forma fica difícil preservar quando as pessoas que deveriam estar interessadas na preservação não o fazem.

:arrow: Kleverson - Concordo integralmente com seu possicionamento :!:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

boa notícia Adhemar espero que o ibama continue e que de preferência aumente a fiscalização.

Mas como citou um colega acima acho que não é o pescador que pesca a cada 15 ou 20 dias e ainda solta boa parte dos peixes e nem aquele que pega um ou outro peixe pra sustento da família que sejam o problema o problema são os "fazendeiros" de peixes pessoas que tiram centenas de peixes por dia dos rios, esses tem que ser eliminados, peixe para comércio em grandes quantidades tem que ser criado em cativeiro e não extraído da natureza.

Mas não quero causar polêmica e tb não sou expert no assunto. peço desculpa se ofendi alguém mas é só minha humilde opinião.

abraço a todos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No Brasil; a falta de recursos ocorre pela má distribuição da receita pelo governo federal...

Exemplo: a "Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira - CPMF", foi aprovada com a desculpa de sua renda ser revertida para a saúde pública...

Eu sou contra qualquer tipo de arrecadação extra porque ela não terá destino certo!!!

Sobre o pessoal do IBAMA; estão de parabéns (desta vez)!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tentando ficar afastado, mas tá difícil resistir...

:arrow: Godô : Bastaria uma lei PROIBINDO a comercialização de pescado silvestre que não "in natura" ! Com isso se preserva o comércio ribeirinho ( impossível de ser acabado ) e se evita que as grandes comercializadoras dessas capturas possam desenvolver essa prática danosa ao ciclo dos peixes. Nisso também se incluem as espécies "salgadas"... Se coibir isso, já melhora substancialmente o problema !

Outra coisa interessante, é a manutenção / conscientização dos ribeirinhos, que no caso dos peixes esportivos, "peixe vivo vale muito mais que morto", e que o trabalho que se constrói em torno disso é muito maior que se possa pensar... ( sobre isso o próprio Chico Jorge ensaiou um comentário ). Mas é preciso investir mais que a simples idéia... Não esquecendo que muitas das famílias regionais vivem profissionalmente disso ! Claro que podem "migrar" para um outro modelo de exploração econômica, mas assessorado / monitorado por uma política moderna e uma determinação legal inquestionável ! Será que estamos interessados ( como sociedade ) em mergulhar nisso de forma natural, ou teremos que tratar disso, quando o problema deixar de ser viável e se tornar "intratável" ? Infelizmente esse parece ser o legado que essa geração deixará pendente para a próxima... ( que será constituída também pelos nossos descendentes... apenas para não esquecer ! )

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cota de abate e/ou transporte de 1 peixe por pescador! Sem prejuízo de outras limitações por espécie ou tamanho mínimo...

Proíbição total de redes ou tarrafas (não adianta limitar o tamanho de malha...; pois, assim como os quebra-molas nunca obedecem ao tamanho regulamentar, as redes nunca obedecem ao tamanho de malha permitido...)!

Não acho muito viável imaginar a pesca predatória como atividade comercial, pois ela não é capaz de sustentar as famílias que "dela dependam" pois há meses do ano que a pesca não pode ser exercida por ser defeso...

E a conta desse defeso acaba caindo nas costas da sociedade como um todo através de "auxílios"...

Sem contar que a pesca predatória não é sustentável porque os defesos têm se mostrado incapazes de garantir a continuidade do "estoque pesqueiro"!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ai galera blz? eu tava em formoso do araguaia na data da apreensão...os fiscais me mostraram a foto das mantas sendo embarcadas num caminhão...Deu tempo da maioria dos FDP fugirem, ficando somente um velho indio e outro menor... Fforam estimados de 250 a 300 piararucus mortos, tendo como base o peso médio das mantas...

Apesar do Governo Federal não dar a menor apoio pra questão ambiental, ainda existem fiscais honestos que isoladamente lutam pelo meio ambiente...

abço

Cristiano Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Seja bem vindo Cristiano,

Independente de sua chegada / participação neste tópico, temos o hábito de pedir aos que por aqui chegam, de fazerem um pequena Apresentação no tópico próprio ( o 1º do Index ), além de esperar que também seja postado um Avatar para reconhecimento imediato de suas participações através de uma imagem escolhida - Existe um tutorial no final da pagina do Índice ( Off Topic ) que ensina como fazê-los, se for esse o caso... :roll:

De todo modo, no caso de alguma dificuldade, peça por auxílio, que um dos moderadores irá auxiliá-lo ! Fique a vontade, e poste suas opiniões e comentários sempre ! :wink:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...