Ir para conteúdo

Elias Neto

Membro
  • Total de itens

    32
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    3

Elias Neto venceu a última vez em Fevereiro 22 2017

Elias Neto had the most liked content!

3 Seguidores

Sobre Elias Neto


  • User Group: Membro


  • Member ID: 9950


  • Rank: Pescador de Lobó


  • Post Count: 32


  • Post Ratio: 0.02


  • Total Rep: 32


  • Member Of The Days Won: 3


  • Joined: 19-03-2014


  • Been With Us For: 1892 Days


  • Last Activity:


  • Atualmente:


  • Age: 33


Clubes

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Elias Pereira
  • Sobre mim
    <p>
    <img alt="555.jpg" class="ipsImage ipsImage_thumbnailed" data-fileid="3623" src="<fileStore.core_Attachment>/monthly_2016_07/555.jpg.0551b93a1b4938d54cb16fef6b188594.jpg"></p>

Informações de Perfil

  • Localização
    Cuiabá - MT

Últimos Visitantes

857 visualizações
  1. Elias Neto

    Jack plate para casco de alumínio

    @Fabrício Biguá ou a hélice utilizada no Yamaha 300hp tem passo mínimo de 25" ou a Yamaha está revolucionando o mercado com câmbio CVT, alterando a relação de 1,75/1 para 1,45/1 😂
  2. @Fabio Giovanoni a correria ta grande! Mto trabalho graças a Deus! A SpeedHunter tá esperando minhas horas vagas e o chinelinho nem saiu do papel ainda Assim que puder voltarei a fazer minhas experiências... Abraço dr! Tudo de bom ae!
  3. Até onde sei não tem! Nunca vi! O ponto mais próximo que tenho notícias de tucunaré seria na região do Porto Jofre/Poconé, subindo o Rio Piquiri. https://www.google.com.br/maps/place/Rio+Piquirí/@-17.2684511,-56.3746365,137654m/data=!3m1!1e3!4m13!1m7!3m6!1s0x938384e37da9255f:0x3c4b36915351e47f!2sPorto+Jofre,+Poconé+-+MT!3b1!8m2!3d-17.3646102!4d-56.7748532!3m4!1s0x93839842ed69d7a9:0xd37218d565479725!8m2!3d-17.2686452!4d-56.0944504
  4. Boa tarde moçada! Vejo muitos falando sobre os crônicos problemas causados pela gasolina brasileira aos bons motores de popa disponibilizados no mercado atual, sei que muitos já sabem disso, mas “adoçar” o motor com alguma gasolina livre de álcool seria a solução para muitos problemas (bicos, mangueiras, diafragmas, etc). Nossa péssima gasolina possui, no mínimo, 25% de álcool anidro (dito sem água) e em conjunto com outros aditivos é responsável por tantos problemas relatados aqui no fórum. Embora a legislação cite o etanol anidro como 99,6% Etanol e até 0,4% água, é sabido que alguns postos adulteram a gasolina com a adição de mais álcool, porém o hidratado que tem, segundo a legislação, até 4,9% de água. De qualquer forma temos atualmente água em nossa gasolina e essa “mardita” água é uma das substâncias que prejudicam tanto o motor parado por muitos dias... Dito isto, é fácil propor uma simples solução: Instalação de um tanque de uns 5 litros (ou tanque externo portátil) apenas para adoçar o motor com alguma gasolina sem álcool/água antes de guardar o conjunto por períodos superiores a uma semana. (É parceiro, 2 tanques, o que vc já tem e um bem pequeno ao lado com um pouco de gasolina livre de água, interligados com mangueiras e válvulas para alterar a fonte do combustível p motor). Podemos citar duas gasolinas “livres” de água para uso nesse processo de “manutenção preventiva”: Opção 1 - Gasolina comum com o álcool retirado pelo processo de mistura com água que todos já sabem como fazer... (desconsiderar essa opção!) Opção 2 - Gasolina de aviação – AVGAS 100 octanas A primeira opção só funciona para motores de baixíssima compressão, pois ao retirar o álcool da gasolina, sua octanagem cai muito (para se ter ideia a gasolina comum com álcool possui 87 octanas e a gasolina pura quando sai da destilação fracionada tem índice próximo a 65 octanas, então, ao retirar o álcool da gasolina você também estará reduzindo muito sua octanagem e seu motor sofrerá com o efeito da auto detonação – explosão antes da faísca produzida pela vela). A segunda opção é mais cara e de difícil acesso, mas seria uma ótima opção para manter a vida dos sistemas de injeção. Vale informar que a gasolina de aviação pura tem queima mais quente e, portanto, NÃO DEVE SER UTILIZADA PARA NAVEGAÇÃO E SIM APENAS PARA POUCO TEMPO DE FUNCIONAMENTO EM BAIXAS ROTAÇÕES - ADOÇAR O MOTOR (existe um risco real de superaquecimento das velas do motor caso estas não sejam para essa classe de temperatura). Vale lembrar também que a AVGAS 100 não envelhece como a gasolina comum, então você terá uma rotina de compra de 5 litros a cada 6 meses! (exemplo)
  5. Blz! Se eu conseguir dia 23 ou 24 vou lá comer um peixe com vcs
  6. A Pousada Pantanal Norte fica 1800m p cima do Poção do Jaú, vc pode descer uns 15km p pesca do Dourado, existem ótimos lugares, vc vai gostar! Pintado, Cachara, Barbado vc vai pegar no rio todo (se acertar o dia) e existem alguns pontos p Pacu tb (tentem encontrar com o pirangueiro a fruta Taiuiá nas margens, é a melhor isca p Pacu naquela região)... rlx que os ribeirinhos são hospitaleiros e vão lhe indicar bons pontos... só estou achando Junho um pouco tarde, melhor seria abril/maio mas relaxa que será uma boa pescaria. Dependendo do dia que vier posso até estar lá p tomar umas cachaças com vcs! Sempre fico na Pesqueiro do Ferrinho, logo abaixo do Poção. Abraço dr
  7. @Gustavo Petrocchi, boa noite! O Pantanal da região de Barão de Melgaço está com nível bem alto, começando a abaixar... Agora que a pesca melhora. Essa semana me disseram que ainda não está muito bom porém em poucos dias o nível irá diminuir mais e ai sim é o momento! Onde irão se hospedar? Já decidiram o dia? Como vi que gosta de Jaú lhe indico passar uma madrugada nesse ponto: https://www.google.com.br/maps/place/Poção+Do+Jaú/@-16.3959287,-55.9694658,3085m/data=!3m1!1e3!4m5!3m4!1s0x0:0x86f2c6a07103665d!8m2!3d-16.3943428!4d-55.9669867 E não se esqueça de emitir a Carteira de Pesca no: http://app.sema.mt.gov.br:8087/sca/servlet/hcarteira Boa pescaria!
  8. Elias Neto

    Hélice de Superfície.

    Exato! É motor de baixa cilindrada e alta rotação, normalmente perde em torque e portanto sofre com carga. Perfeito!
  9. Elias Neto

    Hélice de Superfície.

    @Astra-Taranis Se eu entendi direito o site indicado, eu teria com a passo 9 sozinho um regime de 7000 rpm, porem com duas pessoas e uma velocidade de 28km h um regime de 5500 rpm.. (considerei essa velocidade pois eh uma digamos realística). Raciocínio correto, embora eu não acredite que seu motor original atinja os 7000 rpm. Ou seja, se eu entendi direito (tem hora que vc calculou com e hora que calculou sem slip), passo 9 so se fosse em 2 pessoas, ai eu teria o melhor possivel para essa situacao, passo 10, eu posso usar sozinho e em dois, porem o ganho de velocidade com carga é pqno. Como vc calculou o slip? Sempre se considera o slip, é real, faz parte do processo. Sem carga temos pouco slip, com carga temos muito slip. Eu não "calculei" o slip pois vc não tem tacômetro para nos informar as rotações exatas do motor, eu simplesmente admiti um slip de ~7% para o seu barco sem carga (Passo 11" / relação 2.42 / 5900 rpm / 23.58 mph / slip de 7%) e um slip de ~14% para seu barco com carga ja considerando a nova hélice (Passo 10" / relação 2.42 / 5500 rpm / 18.52 mph / slip de 14%). No primeiro cálculo considerei um slip de 7% e a formula me respondeu com a rotação de 5900 rpm, no segundo caso considerei a nova hélice, aumentei o slip devido a carga e a fórmula me respondeu com a rotação de 5500 rpm, entenda que estamos tentando entender o que acontece com seu conjunto, tudo é estimativa, embora seja uma estimativa bem real Qdo eu coloco o segundo ocupante no primeiro banco a velocidade aumenta de 22 para 26kmh, porem eu tomo um banho, ou seja, nao da pra navegar assim... Existem muitas variáveis para se determinar a velocidade de uma embarcação, repito: Compre a Sorabo passo 10 de vá pescar dr! E siga a dica do @Guto Pinto, tente diminuir seu peso total de alguma forma. Ja já o @Fabrício Biguá aparece p puxar nossa orelha por mudarmos o rumo da prosa Espero que a discussão esteja te ajudando
  10. Elias Neto

    Hélice de Superfície.

    @Astra-Taranis Relação 2.42 : 1 é p força, como se fosse uma marcha reduzida, normalmente os torpedos dessas rabetas acaba tendo maior diâmetro externo (o que prejudica a velocidade). Não sabemos a rotação exata do seu motor mas levando em conta que na situação de maior velocidade o seu escorregamento deve ser baixo (até ~7%), sua rotação gira em torno de 5900 RPM (que a meu ver tá ótimo se vc só andasse vazio, considerando que seu motor trabalha de 5500 a 6500 RPM). Uma hélice 9.1/2" x 10" elevaria sua rotação com o barco vazio (~6400 RPM com a mesma velocidade) e permitiria maior empuxo p não perder tanta velocidade com carga, seria tipo 5500 RPM a ~30km/h, mas de qq forma tudo depende de testes. Hélice com diâmetro maior faz com que o escorregamento (slip) diminua (O slip é a relação entre a velocidade teórica da hélice a determinada rotação e a velocidade prática). Compre logo a Sorabo J007 (9.1/2" x 10") e seja feliz! De qq forma não é investimento perdido! Brinque com o http://www.mercuryracing.com/prop-slip-calculator/ (utilize ponto e não vírgula / velocidade em mph / slip dado em % - Exemplo 10 / 2.42 / 5500 / 18 / 15) e vá brincando com os valores... E lembre-se que levando o peso p trás o Centro de Gravidade se aproxima da popa e diminui o atrito do casco na água devido a menor área de contato. Abraço dr!
  11. Elias Neto

    Hélice de Superfície.

    @Astra-Taranis, comentando por partes... A preparação é bacana mas o consumo aumenta e a vida útil cai... Pra usar a Solas 9” inox vc precisaria preparar o motor p alta rotação, ai voltamos a menor vida útil e possibilidade de quebra prematura. Creio que tenha no Fórum um tópico específico fornecendo explicações sobre tamanho de hélices como esse abaixo... A discussão tem que girar sobre hidrodinâmica de rabetas, altura de motor, relação de transmissão, potência disponível, curva de torque/potência, escorregamento (slip) e as fórmulas básicas que interligam tudo isso... com calma posso abrir um tópico específico. Sua relação de transmissão é fácil descobrir. Retire as velas e com o motor engatado a frente marque a posição inicial e gire o volante do motor tal que a hélice dê 1 volta exata (marque a posição inicial) e conte quantas voltas do volante foram necessárias para isso. Exemplo: 2 rotações do volante para que a hélice realize uma rotação, pronto! Relação 2:1 Caso queira mais precisão Vá girando o volante (e contando) tal que a hélice dê 10 voltas. Exemplo: 24 voltas no volante e 10 voltas na hélice, Relação 2,4:1 - ou procure na internet o “Gear Ratio” da sua “Gear Case” ou ainda conte o número de dentes do pinhão e engrenagem da rabeta (Pinhão com 15 dentes e engrenagem com 28 dentes = Relação 28:15 ou ainda ~1,87. Espero ter ajudado!
  12. Elias Neto

    Hélice de Superfície.

    @Astra-Taranis Boa noite! Cara, no caso de embarcação pequena não tem muito o que se fazer (a não ser que esse 15hp seja preparado para ganhar uns watts ), o que precisamos ter em mente é que vc necessita de uma hélice que atenda com boa performance a sua condição real de uso (duas pessoas + tralha leve), embora vc não saiba com exatidão as rotações atingidas nas diferentes situações, fica claro que sua hélice está "pesada" para o seu uso, pois imagino esse barco com 3 pessoas p onde vai a velocidade... Creio que a 10" já te ajude bastante pois vc já estará diminuindo o passo em ~10%, creio que a 9" (-18%) seja muito leve e seu motor excederá o giro quando estiver vazio. Outro fator que altera muito a relação teoria / prática é o fabricante da hélice pois vc hoje pode estar com uma 11" Original e substituirá por uma 10" Paralela (muitas hélices ruins hj no mercado) e não atingirá o resultado esperado. Outra coisa que vc pode verificar no seu conjunto é a altura de instalação do motor, mas normalmente ninguém dá atenção p isso quando se fala em motores de popa portáteis. As informações necessárias para o estudo do comportamento e performance do conjunto seriam: Rotação do motor Dimensões da hélice Relação de transmissão (rabeta) Velocidade atingida Com isso conseguimos calcular o escorregamento (slip) e baseado na potencia do motor e peso do conjunto conseguimos avaliar por cima a máxima velocidade possível através de fórmulas... E te deixo uma pergunta: Como está a compressão desse seu 15hp? O motor pode estar fraco e daí não adianta mto gastar com hélice, tem que gastar com retífica Dê uma geral na carburação e verifique a compressão, velas... tenha ctz que a máquina está 100% Sucesso dr!
  13. Elias Neto

    Teles Pires, Usina

    Sem polêmica rs
  14. Elias Neto

    Teles Pires, Usina

    @Davi Vinocur Não sei como anda a pesca na região mas a Usina deve ser é essa aqui, é da COPEL e está sendo construída no município de Nova Canaã do Norte. https://www.google.com.br/maps/place/10°58'31.3"S+55°46'00.3"W/@-10.8359632,-55.9445978,55410m/data=!3m1!1e3!4m5!3m4!1s0x0:0x0!8m2!3d-10.975366!4d-55.766741 Abraço dr!
  15. Elias Neto

    Hélice de Superfície.

    Salve salve @Gilbertinho da Amazônia! Fico feliz em saber que vc tb gosta dessa troca de informações que igualmente considero valiosa, aprendo muito aqui com os demais participantes. Agradeço o “deitou e rolou” mas apenas contribuí um pouco com esse tema que adoro e tenho aprendido por curiosidade ...motonáutica! Sim, sou paulista nascido em Birigui e estou a 16 anos em Cuiabá-MT, cheguei um pouco antes de prenderem o Comendador rs Bom, indo p técnica já vou tentando responder aos seus questionamentos... TURBINAS AERONÁUTICAS As turbinas aeronáuticas não são muito (existem algumas embarcações com essa propulsão) utilizadas creio que devido a fatores como alto valor para aquisição e principalmente manutenção e ainda devemos lembrar que as turbinas não aceitam bem a presença de corpos estranhos durante seu funcionamento, uma pequena chumbada poderia causar um estrago e tanto! De qualquer forma é totalmente possível o uso de turbinas como propulsão de embarcações, basta que se tenha alguns cuidados com o equipamento. Outra informação importante é que mesmo utilizando turbinas de grande potência (~3000hp), umas das embarcações mais rápidas do mundo utilizam hélices de superfície como propulsão final, ou seja, turbinas aeronáuticas tocando hélices de superfície, veja no vídeo abaixo: HIDROJATO Quanto ao uso da turbina hidráulica como propulsão, o conhecido e largamente utilizado hidrojato, podemos dizer que trata-se de um sistema com muitas qualidades e defeitos, assim como qualquer outro. Um Jet Boat (seu caso) é mto funcional p manobras, navega em águas rasas, tem velocidade satisfatória mas vamos aos problemas: Grande atrito entre a água e o sistema de propulsão (A água entra pelo captor abaixo do casco, passa por um duto até ser bombeada pelo rotor e finalmente ser direcionada na saída do hidrojato com alta pressão). Grande atrito do casco com a água: Já parou p pensar que quanto mais você acelera mais a embarcação cola na água? Qualquer projeto de desempenho visa diminuir o atrito entre o casco e a água e no sistema hidrojato isso é impossível pois quanto mais vc exige da bomba hidráulica mais ela puxa água do fundo do casco e mais gruda o coitado na água, limitando muito a velocidade final.... (quem tem embarcação de alta performance sabe a diferença de se navegar com o casco todo na água ou apenas com uma pequena área da popa) Risco em águas “sujas”: Caso se navegue em áreas com vegetação ou qualquer outra “sujeira” estas podem entrar na turbina e danificar o sistema (no mínimo a cinta que envolve a “hélice”) porém não possuem rabeta para bater em tocos rs Se você diz que “O desempenho é significativo, porém o consumo é bastante alto” vc está dizendo que o sistema é ineficiente pois gasta-se muito combustível para realizar o trabalho o que é fato levando em conta o grande atrito com a água. Uma grande vantagem do hidrojato é que devido a esse sistema “sugar” água do fundo do casco e consequentemente mantê-lo “colado na água” o usuário poderá, sem grandes problemas, mudar sua trajetória sem perder o controle (desde que esteja com a bomba sugando e forte!) como acontece em algumas embarcações de desempenho (como uma que tenho usando hélice de superfície) que ficam sem muito atrito com a água quando estão em alta velocidade (se eu precisar mudar a trajetória bruscamente acima de 60mph fudeu!). Veja este vídeo que mostra justamente uma embarcação dotada de hidrojato com uma incrível capacidade de manobra. Perceba também que o piloto acelera nas curvas para que o casco tenha velocidade, porém o mais importante, para que o casco não perca o atrito e saia deslizando lateralmente rs AEROBARCOS E pra fechar essa resposta vamos aos Aerobarcos, ou barcos movidos a hélice de avião rs Projeto muito bacana, com muitas qualidades e muitos defeitos como qualquer outro, pensado para andar em Pântanos, com propulsão totalmente independente da água. Já vi vários “engenheiros mecânicos com pós doutorado” gastarem uma grana tentando construir um no fundo do quintal sem êxito, quais seriam os motivos? Primeiro, barco não é avião e a força do motor do avião não é o que o sustenta no ar, a asa da aeronave que tem essa missão, o empuxo da hélice do avião é pequeno, incomparável com um motor de popa comum com a mesma potência. Exemplificando, um conjunto de 150hp aeronáutico tem uma velocidade teórica de 250km/h a 5000rpm e este mesmo motor em formato “outboard” tem uma velocidade teórica de 70km/h, o escorregamento - slip - de uma hélice na água é muito menor tb) portanto com a mesma potência em velocidade teórica reduzida temos um maior empuxo e é disso que precisamos para deslanchar, decolar ou ainda “tirar do arrasto” uma embarcação. Muitos constroem aerobarcos com motores pequenos dotados de hélices aeronáuticas usuais e nem conseguem “sair do arrasto” pois não há empuxo suficiente. Quer sucesso na construção de um aerobarco? Casco pequeno, leve, motor grande, hélice com velocidade teórica baixa e projetada para muito empuxo! Só assim vc vai conseguir sair do arrasto e obter a tão desejada velocidade. Ah! O centro de gravidade tb é muito importante, nada de peso na frente pois Aerobarco não tem “trim”, o casco deve planar com o maior peso atrás. Abaixo um vídeo da competição de Airboats nos EUA e um link do tipo de motor empregado para esses modelos (Bloco 6.2 V8 556hp) http://americanairboats.com/product/lsa-6-2l-556hp-v8/ Então nada de montar Aerobarco com motor de fusca e hélice de ultraleve ok? (A não ser que o casco tenha 2m x 1,5m e pouquíssimo peso) Espero ter contribuído para diminuir suas dúvidas e aguçar sua curiosidade! Caso queira construir algo ai no fundo do seu quintal abra um tópico e vamos discutindo o tema com os outros interessados do fórum Abraço dr!
×