Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Moderadores

Qual o diagnóstico ?

Posts Recomendados

Prezado Luiz Gusso,

Perdôe-me a "indiscrição", já que recebi esse material via MP, mas pelo teor do mesmo, me foi impossível deixar de compartilhá-lo aqui no Espaço Aberto ! :gorfei:

Absolutamente fantástico, não apenas pelas observações feitas, mas principalmente pela forma como foram escritas ! Parabéns... palmas::

Bastante provável que existam itens a serem adicionados, e certamente uma identificação de muitos "fominhas" daqui do FTB ! Grande contribuição ! doutor:: mestre::

Precisa agora "perder a timidez" e aparecer com maior frequência, com textos tão ou mais divertidos quanto esse... rindo3::

E seu avatar e assinatura personalizada ? Tá precisando de alguma ajuda ? :amigo:

Lembre-se que ainda não postou sua apresentação na seção adequada... vergonha::

Qualquer coisa, basta entrar em contato... tchau::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

verdade isso viu !!! nem fui ainda ao amazonas mas já tô " viciadim " nessa de helices... rsrsrsrsrs :gorfei: :gorfei:

:amigo: e saia da frente senão lacou:: rindo2:: tome hélice na cabeça... rsrsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Luis, fantástico seu posicionamento. Sem dúvida, eu já cheguei próximo dessa fase. Sorte que não aguentei o sol da Amazônia e tinha que parar. Mas, conheço um cara que almoça no café da manhã para não parar de pescar ao meio dia...rsrs

Agora, só uma perguntinha básica: como você chegou a essa conclusão?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Heheee....show de bola Gusso...Perfeito o texto.

Realmente a pescaria "de hélice" é completamente diferente das demais.

Não entrarei nem no mérito da emoção de se ter uma isca arremessada vários metros pro ar....Falarei também sobre o vício de usá-las.

Quando a hélice atinge o som perfeito, a pescaria muda de foco. O pescador passa a observá-la como algo "diferente". Na verdade ele se apaixona completamente pela pescaria de bait.

O som ecoando na mata, a água literalmente voando atrás da isca, e vc saber q o som dela está se propagando por uns 10m de raio por baixo d'água, deixa qualquer pescador hipnotizado. O único problema é saber q aquele som não irá durar muito tempo, seja pelo pitão q não aguentará muitas horas, seja por um "macaco" fisgado q irá empenar o conjunto, sendo q o esperado mesmo é um ataque fuminante. Aquele q deixa qualquer pescar com os joelhos tremendo...e é justametne essa parte a mais fera da pescaria.....hehe... alegre::

Confesso q nas minhas 2 últimas pescaria q fiz por lá aprendi a usar outros tipos de isca. Stick e Popper, principalmente, mas por conta do nível das águas, q estava muitttooooooooo baixo, daí, se não valorizasse o arremesso, as chances de pegar um marrucão diminuiam muito. Na segunda puxada a isca já estava em cima da praia...hehee... caveira::

E outra pq não saber trabalhar sequer um stick corretamente é de lascar, né?!?! hehee....O popper até hj não sei trabalhar direito...hehehee... surtei::

Agora, q isca de hélice está em um outro nível de pesca, isso está... joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Síndrome de bait propeller"

Imagem Postada

Após anos de observação, estou descrevendo uma nova doença nos pescadores do amazonas, "síndrome de bait propeller".

Tratamento: arrow:: até a presente data não foi descorberta.

Eh! amigo, diagnóstico, fisiopatologia, sem tratamento...

Será contagiosa? percebi que deve haver predisposição genética, mas não parece claro a forma como é adquirida. A princípio pensei ser algum vetor da região amazônica, mas parece que pode ocorrer em quem ainda não esteve no amazonas.

Acho que precisamos observar mais e solicitar a notificação dos casos para podermos compreender melhor a epidemiologia de tal sindrome.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem também uma outra variação da doença, com os mesmos sintomas, porém com um agravante, que é a confecção dos próprios mimos, e sua subdivisão é SÍNDROME DO BAIT PROPELLER MAKER...

Acho que é isso...

Abraço a todos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mestre Gusso,

Realmente o texto é fantástico e o diagnóstico e prognóstico certeiros!!!

Só quem já foi contaminado, sabe o verdadeiro prazer da pancada numa isca de hélice...aquele CHOOOPPPP...CHOOOPPP.....CHOOOOPPPP....POWWWWW!!! danca::

Sorte daqueles parceiros destes viciados que arremessam na "sombra" da hélice e pegam praticamente todos os peixes que por ali venham conferir tal barulho... doeu:: doeu::

Abraços e uma vez contaminado...já era... :amigo:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Recentemente, na Serra da Mesa, testanto algumas Tucunarex consegu´[i chegar quase ao som original das famosas Rip Rollers.

Depois de um dia inteiro sem pegar nada resolví apelar e comecei a usar a referida isca de 6.25 lbs, com uma Fenwick de 25 lbs.

O Fabricio e o Eloi olharam de lado e começaram a rir. Em menos de 1 hora eu já tinha embarcado 2 Tucunas.

Pelo visto os Tucunas também são fanáticos pelo som da isca. O detalhe ficou por conta de um exemplar menor que a isca...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Num tem um que tenha a sindrome e não se identifique com o tópico!

rsrs tem algumas coisas que só acontecem na "pescaria de hélice" mesmo... por ex: Eu tomo susto toda vez que o peixe ataca. Não tem jeito, posso estar tranquilo como for, sempre tomo susto... chego a gritar como se fosse eu quem tomou a mordida! kkkk

Tem também aquele ataque que acontece bem no momento da puxada da isca. E a gente acaba "arrancando" a isca da boca do peixe... ( a vontade é de voltar no tempo e não dar aquela puxada, ou esperar um pouquinho mais)- quase sempre é seguido de um "p.o.r.r.a!!!" que ecoa na mata...

rsrs pra piorar, nessa hora a multi enrola na helice, e não ha jeito da isca voltar a trabalhar...

Tem o ataque do Borboleta, que quase sempre faz mais esparrame do que do Açu (enquato o açu grande só suga fazendo "cogumelo"). Eu endureço a musculatura toda, espero a carretilha cantar, o coração dispara... depois vem aquela decepção engraçada... "que peixim sacana..."

Hélice é um caso aparte realmente...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Será meu Deus..........que eu me enquadro nesta doença..........kkkkk.....dá uma olhada na minha assinatura, já diz tudo.....eheheh, mestre Gusso essa foi das boas...... :gorfei: :gorfei:

abraços, segue a amostra de uma parte rindo3:: rindo3::

Imagem Postada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ixx , acabei de descobrir que tenho um tipo de sindrome diferente , a sindorme do bait zarapeller =) levo comigo pelo menos 25 - 30 zaras na bolsa ;D

Eu tbm prefiro as zaras, mas vai saber, isso pode mudar... rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×