Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Moderadores

Qual o diagnóstico ?

Posts Recomendados

Prezado Luiz Gusso,

Perdôe-me a "indiscrição", já que recebi esse material via MP, mas pelo teor do mesmo, me foi impossível deixar de compartilhá-lo aqui no Espaço Aberto ! :gorfei:

Absolutamente fantástico, não apenas pelas observações feitas, mas principalmente pela forma como foram escritas ! Parabéns... palmas::

Bastante provável que existam itens a serem adicionados, e certamente uma identificação de muitos "fominhas" daqui do FTB ! Grande contribuição ! doutor:: mestre::

Precisa agora "perder a timidez" e aparecer com maior frequência, com textos tão ou mais divertidos quanto esse... rindo3::

E seu avatar e assinatura personalizada ? Tá precisando de alguma ajuda ? :amigo:

Lembre-se que ainda não postou sua apresentação na seção adequada... vergonha::

Qualquer coisa, basta entrar em contato... tchau::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

verdade isso viu !!! nem fui ainda ao amazonas mas já tô " viciadim " nessa de helices... rsrsrsrsrs :gorfei: :gorfei:

:amigo: e saia da frente senão lacou:: rindo2:: tome hélice na cabeça... rsrsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Luis, fantástico seu posicionamento. Sem dúvida, eu já cheguei próximo dessa fase. Sorte que não aguentei o sol da Amazônia e tinha que parar. Mas, conheço um cara que almoça no café da manhã para não parar de pescar ao meio dia...rsrs

Agora, só uma perguntinha básica: como você chegou a essa conclusão?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Heheee....show de bola Gusso...Perfeito o texto.

Realmente a pescaria "de hélice" é completamente diferente das demais.

Não entrarei nem no mérito da emoção de se ter uma isca arremessada vários metros pro ar....Falarei também sobre o vício de usá-las.

Quando a hélice atinge o som perfeito, a pescaria muda de foco. O pescador passa a observá-la como algo "diferente". Na verdade ele se apaixona completamente pela pescaria de bait.

O som ecoando na mata, a água literalmente voando atrás da isca, e vc saber q o som dela está se propagando por uns 10m de raio por baixo d'água, deixa qualquer pescador hipnotizado. O único problema é saber q aquele som não irá durar muito tempo, seja pelo pitão q não aguentará muitas horas, seja por um "macaco" fisgado q irá empenar o conjunto, sendo q o esperado mesmo é um ataque fuminante. Aquele q deixa qualquer pescar com os joelhos tremendo...e é justametne essa parte a mais fera da pescaria.....hehe... alegre::

Confesso q nas minhas 2 últimas pescaria q fiz por lá aprendi a usar outros tipos de isca. Stick e Popper, principalmente, mas por conta do nível das águas, q estava muitttooooooooo baixo, daí, se não valorizasse o arremesso, as chances de pegar um marrucão diminuiam muito. Na segunda puxada a isca já estava em cima da praia...hehee... caveira::

E outra pq não saber trabalhar sequer um stick corretamente é de lascar, né?!?! hehee....O popper até hj não sei trabalhar direito...hehehee... surtei::

Agora, q isca de hélice está em um outro nível de pesca, isso está... joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Síndrome de bait propeller"

Imagem Postada

Após anos de observação, estou descrevendo uma nova doença nos pescadores do amazonas, "síndrome de bait propeller".

Tratamento: arrow:: até a presente data não foi descorberta.

Eh! amigo, diagnóstico, fisiopatologia, sem tratamento...

Será contagiosa? percebi que deve haver predisposição genética, mas não parece claro a forma como é adquirida. A princípio pensei ser algum vetor da região amazônica, mas parece que pode ocorrer em quem ainda não esteve no amazonas.

Acho que precisamos observar mais e solicitar a notificação dos casos para podermos compreender melhor a epidemiologia de tal sindrome.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem também uma outra variação da doença, com os mesmos sintomas, porém com um agravante, que é a confecção dos próprios mimos, e sua subdivisão é SÍNDROME DO BAIT PROPELLER MAKER...

Acho que é isso...

Abraço a todos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mestre Gusso,

Realmente o texto é fantástico e o diagnóstico e prognóstico certeiros!!!

Só quem já foi contaminado, sabe o verdadeiro prazer da pancada numa isca de hélice...aquele CHOOOPPPP...CHOOOPPP.....CHOOOOPPPP....POWWWWW!!! danca::

Sorte daqueles parceiros destes viciados que arremessam na "sombra" da hélice e pegam praticamente todos os peixes que por ali venham conferir tal barulho... doeu:: doeu::

Abraços e uma vez contaminado...já era... :amigo:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Recentemente, na Serra da Mesa, testanto algumas Tucunarex consegu´[i chegar quase ao som original das famosas Rip Rollers.

Depois de um dia inteiro sem pegar nada resolví apelar e comecei a usar a referida isca de 6.25 lbs, com uma Fenwick de 25 lbs.

O Fabricio e o Eloi olharam de lado e começaram a rir. Em menos de 1 hora eu já tinha embarcado 2 Tucunas.

Pelo visto os Tucunas também são fanáticos pelo som da isca. O detalhe ficou por conta de um exemplar menor que a isca...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Num tem um que tenha a sindrome e não se identifique com o tópico!

rsrs tem algumas coisas que só acontecem na "pescaria de hélice" mesmo... por ex: Eu tomo susto toda vez que o peixe ataca. Não tem jeito, posso estar tranquilo como for, sempre tomo susto... chego a gritar como se fosse eu quem tomou a mordida! kkkk

Tem também aquele ataque que acontece bem no momento da puxada da isca. E a gente acaba "arrancando" a isca da boca do peixe... ( a vontade é de voltar no tempo e não dar aquela puxada, ou esperar um pouquinho mais)- quase sempre é seguido de um "p.o.r.r.a!!!" que ecoa na mata...

rsrs pra piorar, nessa hora a multi enrola na helice, e não ha jeito da isca voltar a trabalhar...

Tem o ataque do Borboleta, que quase sempre faz mais esparrame do que do Açu (enquato o açu grande só suga fazendo "cogumelo"). Eu endureço a musculatura toda, espero a carretilha cantar, o coração dispara... depois vem aquela decepção engraçada... "que peixim sacana..."

Hélice é um caso aparte realmente...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Será meu Deus..........que eu me enquadro nesta doença..........kkkkk.....dá uma olhada na minha assinatura, já diz tudo.....eheheh, mestre Gusso essa foi das boas...... :gorfei: :gorfei:

abraços, segue a amostra de uma parte rindo3:: rindo3::

Imagem Postada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ixx , acabei de descobrir que tenho um tipo de sindrome diferente , a sindorme do bait zarapeller =) levo comigo pelo menos 25 - 30 zaras na bolsa ;D

Eu tbm prefiro as zaras, mas vai saber, isso pode mudar... rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...