Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Posts Recomendados

Boa tarde pessoal. Minha questão é a seguinte.

Possuo uma lagoa na fazenda com 1.3Ha. Ela possui GRANDE quantidade de lambaris e tilapias pequena e médias e cascudos. Noto algumas carpas também. Talvez algumas outras espécies mas não tenho certeza. Não pesco nela, e não faço qualquer manejo na lagoa (ração para os peixes..etc). Ela entrou em equilíbrio e sustenta-se naturalmente.

Sendo assim, gostaria de soltar espécies esportivas, de preferencia alevinos, para divertimento pessoal; naturalmente pensei no tucunaré. 

A fazenda localiza-se em Mamborê-PR, as temperaturas aqui no inverno são bem baixas, penso que isso pode ser um empecilho pro tucunaré. Dessa maneira pensei em black bass e dourado que podem ser menos sensíveis a temperaturas baixas.

Enfim, meu desejo é ter uma lagoa com especies esportivas, de maneira que eu não precise realizar nenhum manejo específico. Portanto gostaria de saber se alguem tem alguma sugestão quanto se isso é possivel, qual a melhor maneira de fazer, qual a espécie mais indicada, se vocês conhecem alguem que fez isso com sucesso, relatos, lugares para adquirir os alevinos, etc...

Qualquer informação é preciosa

um abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, meu irmão soltou uma vez o tucunaré aqui na represa, não de muito certo pra gente, pois só sobraram os tucunarés, eles acabaram com os lambaris e as tilápias. Mas se você não se importar com isso vá em frente. Em questão do Dourado, ele não depreda tanto igual ao tucunaré, pois ele não reproduz em lagos devido a ausência de corredeira. O Black bass não conheço. Um bom lugar pra se adquirir os alevinos seria o Projeto Pacu, eles enviam pelo correio/onibus, podendo ser feita a retirada em alguma rodoviária, vem tudo certinho, se eu não me engano eles tem o Dourado.

Abrass e boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu pensaria também na matrinxã,peixe muito esportivo com o comportamento parecido com o Dourado mas que se adapta muito bem a lagoas,tenho um colega que tem e é um show a parte.

O problema do tucunaré é que se chegar a fazer muito frio a mortandade pode ser enorme.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se há lambaris e tilápias mesmo sem manejo ou introdução artificial, muito possivelmente há traíras também, que já são esportivas e dão um belo divertimento.

Eu não introduziria nada se já há um "ecossistema" natural na lagoa.

Grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pedrão,

Você já recebeu boas sugestões dos amigos que me antecederam, mas posso contribuir com alguma coisa a mais:

Primeiro, você deve ter em mente que as espécies tidas como "esportivas", são aquelas mais vorazes, que estão no topo da cadeia alimentar da ictiofauna. Dentre estas se destacam Dourados, Tucunarés, Black-Bass, Pirarucus e Peixes de Couro Você deve abster-se de introduzi-las num ambiente natural de pequenas dimensões, como é o caso de sua lagoa, com 1,3 ha de extensão;

Segundo, entendo que as melhores espécies para você introduzir não devem ter reputação como predadoras, como piaus, piavas, pacus, matrinxãs e curimbas. Estas não provocação desequilíbrios ecológicos, o que as outras antes mencionadas farão. Não esqueça que é recomendável introduzir filhotes (entre 5 e 6 cm) e não alevinos, mais suscetíveis à mortandade e predação. Quando e se o fizer, também não esqueça de somente liberar os filhotes dos saquinhos após equilibrar a temperatura da água com a da lagoa, o que você obtém mantendo o saquinho fechado na água receptora por uns 10 minutos, daí você solta a molecada sem risco de choques térmicos que fatalmente provocarão alta mortandade;

Terceiro, apesar de não saber mais detalhes sobre a profundidade de sua lagoa, você deve considerar que cada metro cúbico de água deve suportar um máximo de 3/4 peixes de maior peso e tamanho (quando adultos), pesando até 2/3 kg, e um pouco mais se as espécies forem menores. Isso porque há o problema da aeração natural, se houver peixe demais, maior será a demanda por oxigênio, que se não atendida, resultará em mortandade.

Desejo sorte na iniciativa.

Abraços do Gilbertinho, pescador de lobó graúdo da Amazônia   

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelas sugestões amigos. A matrinxã realmente é uma boa ideia.

Vou testar umas artificiais antes, pode ser que tenha traíra mesmo.

Se virar em algo isso, posto aqui pra vcs verem o resultado mais adiante.

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pedro, tucunaré não combina com baixas temperaturas, procure colocar predadores que sejam comuns na sua região a matrinchã é boa sugestão como foi dito. Apesar de no Brasil tudo estar bagunçado o IBAMA proibe soltar num lical peixes que sejão de outras bacias geográficas. Alem disto se o intuito é lazer pesca esportiva, eu colocaria peixes esportivos que não se reproduzissem na represa pois o crescimento dos mesmos está em função da densidade, alimentação, conforto etc.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...