Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''lago''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Bate Papo Geral e Assuntos Correlatos.
    • Selecione a sala abaixo:
  • Pesca em Água Doce
    • Assuntos Gerais (água doce)
    • Equipamentos de Pesca (água doce)
    • Relatos de pescaria (água doce)
  • Pescaria em Água Salgada.
    • Assuntos Gerais (água salgada)
    • Equipamentos de Pesca (água salgada)
    • Relatos de pescaria (água salgada)
  • Pesqueiros (pesca-e-pague), Fly Fishing e Caiaque.
    • Selecione o tipo de pescaria abaixo:
  • Náutica
    • Tudo sobre náutica
    • BassBoat Brasil
  • Eletrônicos
    • Selecione a sala
  • Aprenda a usar o fórum. Entenda como ele funciona.
    • Selecione a sala
  • Anúncios Globais e Anunciantes
    • Anunciantes do FTB. Promoções aos nossos amigos pescadores!
  • Club das 22lbs
    • Galeria 22lbs. Só monstro acima de 10Kg.
  • Pacotes de pesca dos nossos usuários
    • Em Andamento
  • Classificados
    • Selecione a sala abaixo:

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Nome + Sobrenome (obrigatório)


Localização

Encontrado 15 registros

  1. Bom dia meus amigos. Lendo um posto sobre pescaria no lago de Palmas, resolvi aproveitar a oportunidade, já que faria um passeio com a esposa no Jalapão e pescar no lago de Palmas. Combinei com o guia Vitor, dois dias de pesca, sendo o valor 700 reais por dupla a diária. Negociamos e fechamos em 600 reais, já que minha esposa iria só acompanhar, não curte muito pescaria. O guia reservou o hotel dizendo que era no centro, mas quando chegamos, era um hotel de posto de gasolina na beira da estrada. Trocamos por um mais bem localizado. No final da tarde, combinamos de conversar sobre o dia seguinte, a pescaria. Convenci a esposa a não ir, já que seria muito calor e sol na cabeça. No dia da pescaria, foi me buscar, junto com outra dupla e mais um pescador. Pessoal muito legal por sinal. Chegamos ao local da pescaria e me foi apresentado a pessoa que seria meu guia. 🤔. Ok. Vamos lá. Embarcamos no barco, que era pra ser plataforma do com motor de 40. Era um plataforma pequena na na frente com 18 hp. Fomos eu e o pescador avulso de dupla. Navegamos juntos com outro barco até o ponto de pesca. Lá chegando, nos separamos. Ao ligar o motor elétrico, a bateria estava descarregada. Tivemos que ir até o outro barco e emprestar uma bateria meia boca. O guia estava com preguiça ou não sabe muito sobre os locais e formas de pescar. Durante a manhã não tivemos ações. Só piranha e traíras. Na hora do almoço, ficamos sabendo que a outra dupla pegou mais de 15 peixes. O tempo virou, choveu, ventou e a pescaria piorou. Até pegamos dois tucuninhas pequenos. A outra dupla também não pegou nada. À noite reclamei para o Vitor, que não era justo cobrar diária cheia de cada pescador pois estávamos dividindo o barco. Inventou história dizendo que o custo é alto etc etc. No outro dia, falou que iria guiar a gente. Fomos pra um lugar mais distante. Fomos no barco dele, com plataforma mas 25 Hp, que entrava muita água. Arrumou outro barco plataforma com motor 25 para o outro guia e sua dupla. Chegamos numa praia onde tivemos ações em um cardume. Não embarcamos, mas nós divertimos. A partir daí ficamos horas batendo iscas de todo tipo. Sem ações. Fomos perto de uma ilha onde almoçamos e após, batemos isca perto da ilha onde tivemos algumas ações e embarque de três peixes.o vento estava forte e não conseguia arremessar de tão forte. Mas continuamos na mesma estratégia. Meio da tarde, o guia dormindo sentado, já que segundo ele, foi dormir 4 da matina, resolvemos terminar a pescaria. Uma outra dupla com outro guia, pegaram vários acima de 55 cm. Saímos do mesmo local, mas utilizaram ponto e estratégia diferente. No final paguei 900 pelas duas diárias, o outro pescador provavelmente não teve seu dinheiro de volta ( pagou diária cheia pra pescar sozinho). Saí decepcionado. Frustrado. Vida que segue.
  2. Olá amigos. Sou de Brasília, mas a pouco tempo comprei um lote na beira do lago de Palmas. Mas é claro que não vou conseguir ir mais que duas vezes por ano para o mesmo (até poder ir morar lá em definitivo). Gostaria então de reunir informações sobre o melhor período de pesca nesse e nos outros lagos no rio tocantins (deixar o tópico um pouco mais abrangente do que apenas um lago). Fui algumas vezes nos meses de julho (muito vento) e nas viradas de ano (muita chuva). Desde já agradeço OBS: quem já pescou nesse lago, poderia também deixar dicas da isca mais eficiente na sua pescaria.
  3. Análise feita pelo nosso amigo @Nadimir. "Amigos Pescadores, no meio de tanta notícia ruim, lá vai uma boa, para nós que somos apaixonados pela Serra da Mesa: O nível da água da Serra da Mesa está subindo bem. Isto se deve a uma resolução da ANA – Agência Nacional de Águas, que reduziu a vazão mínima de 300 m³ para 100 m³. Esta vazão reduzida deve permanecer até 30/04, quando voltará a 300 m³. Isto se não for revogada a resolução e/ou acontecer algum outro fato quer faça liberarem as comportas (geração de energia, $$$$), o que já ocorreu em outros anos. A vazão reduzida (principal motivo) e a boa quantidade de chuvas, está permitindo este aumento do nível. No gráfico anexo, vocês podem ver com está a subida em relação a outros anos (linha verde, de 2020. Obs: para 30/03 é estimado). Esta é a notícia boa. A notícia ruim é que a própria resolução reafirma o que já era sabido: de que a Serra da Mesa “deverá, sempre que necessário, suprir as vazões defluentes necessárias para garantir o atendimento das restrições de vazões defluentes mínimas das UHEs de Cana Brava, Peixe Angical, Lajeado e Estreito, localizadas no trecho do rio Tocantins a jusante da UHE de Serra da Mesa”. Ou seja, a Serra da Mesa é uma grande “caixa d’água” para as represas situadas abaixo dela, por isto sempre haverá grande oscilação em seu nível (basta verificar o gráfico anexo). A Serra da Mesa ainda está muito longe de atingir o seu nível máximo (460 metros), e até mesmo o nível máximo que já atingiu em 15/04/2012 (454,28). Considerando que todo ano ela sobe bem até maio, mas desce bem também até dezembro, o saldo positivo de subida é pequeno todo ano. Mas é um alento sabermos que, ao menos este ano, no final do período de chuvas, teremos um bom nível de água. Temos que ver como os tucunarés se comportarão com este aumento rápido do nível da água, mas isto somente tem um jeito de descobrir: PESCANDO!!!!!!!!!!! E SOLTANDO!!!!!! BORA PESCAR ENTÃO!!!!!!!!!! Um abraço a todos. Nadimir" Obrigado ao amigo pela análise. E puts, assim q abrirem Niquelândia vou lá dar uma esticada na linha.
  4. ANA AUTORIZA TESTE DE REDUÇÃO MÍNIMA DA UHE SERRA DA MESA EM GOIÁS ⛰️ A Agência Nacional de Águas (ANA) autorizou teste de redução da descarga mínima da usina hidrelétrica (UHE) de Serra da Mesa (GO). Com isso, o volume mínimo de água liberado pela barragem passa de 300 metros cúbicos por segundo para 100m³/s, em termos diários, até 26 de abril, desde que a Resolução nº 129/2011 do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) seja respeitada. De acordo com o documento da ANA, a operação do reservatório de Serra da Mesa deverá liberar volumes de água suficientes para garantir o atendimento das vazões mínimas das hidrelétricas de Cana Brava (GO), Peixe Angical (TO), Luís Eduardo Magalhães – Lajeado (TO) e Estreito (TO/MA), todas elas na calha do rio Tocantins a jusante (abaixo) de Serra da Mesa. Furnas, que opera a UHE Serra da Mesa, deverá divulgar a flexibilização temporária da vazão mínima defluente da barragem para os municípios localizados entre os reservatórios de Serra da Mesa e de Cana Brava. Além disso, caberá à empresa se articular com a Marinha do Brasil para garantir a segurança da navegação na região. Furnas também deverá entregar um relatório em até 30 dias após os testes de redução da descarga mínima. A ANA fiscalizará o cumprimento da Resolução nº 8/2018 pela operadora do reservatório. A bacia do rio Tocantins vem enfrentando condições hidrometeorológicas desfavoráveis, com chuvas e vazões abaixo da média desde 2015, o que vem reduzindo o armazenamento dos reservatórios da bacia, especialmente o de Serra da Mesa. Conforme o dado mais recente do Sistema de Acompanhamento de Reservatórios (SAR) da Agência, de 26 de fevereiro, o reservatório estava com 13,91% em pleno período chuvoso. Saiba mais sobre a crise hídrica no Tocantins na página da Sala de Situação da ANA. Tendo em vista o caráter estratégico do reservatório para a regularização das vazões do rio Tocantins, a ANA publicou a Resolução nº 8/2018. Para produzir o documento a Agência Nacional de Águas também considerou o fato de que o reservatório de Cana Brava proporciona níveis d’água suficientes para o atendimento dos usos d’água entre as barragens de Serra da Mesa e Cana Brava. A ANA também levou em conta a experiência de redução de defluências de Serra da Mesa em 2014 e o fato de que o período chuvoso é o momento mais oportuno para recuperação do armazenamento em Serra da Mesa. Hidrelétrica de Serra da Mesa A Usina Hidrelétrica de Serra da Mesa tem capacidade instalada para geração de 1.275 MW, segundo dados de Furnas, e atende ao mercado de energia elétrica do Sistema Interligado Sul/Sudeste/Centro-Oeste. Além disso, a hidrelétrica é responsável pela ligação entre este sistema e o Norte/Nordeste, sendo o elo da Interligação Norte-Sul. Com uma área de 1.784km², o reservatório da hidrelétrica é o maior do Brasil em volume de água: 54,4 bilhões de metros cúbicos (m³). Sua barragem para geração de energia fica no curso principal do rio Tocantins no município de Minaçu (GO). Rio Tocantins Com aproximadamente 2400km de extensão, o rio Tocantins é o segundo maior curso d’água 100% brasileiro, ficando atrás somente dos cerca de 2800km do rio São Francisco. O Tocantins nasce entre os municípios goianos de Ouro Verde de Goiás e Petrolina de Goiás. Ele também atravessa Tocantins, Maranhão e tem sua foz no Pará perto da capital Belém. O rio também pode ser chamado de Tocantins-Araguaia, por se encontrar com o rio Araguaia entre Tocantins e Pará. Os dois cursos d’água também dão nome à Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia, que é a maior do Brasil em área de drenagem 100% em território nacional. Por serem rios interestaduais, a gestão das águas do Tocantins e do Araguaia é de responsabilidade da ANA. Informações do Setor Energético
  5. Pessoal em fevereiro deste ano foram soltos 1600 alevinos de tucunaré azul em uma represa lotada de lambari e tilapinha (TEM DE MAIS), desde que soltamos esses tucunaré azul e segundo o vendedor tinha um pouco do paca nós não vimos eles na represa, lembrando q essa represa tem uns 2 hectares por ai e é um pouco funda, tem bastante mato dos lados. (FOI ENCONTRADO 1 MORTO NO LADRÃO DEPOIS DISSO NUNCA MAIS VIMOS NADA DELE)
  6. Bom turma, decidimos ir ao lugar que vamos pelo menos 3x ao ano para iniciar a temporada,no meu caso a ultima ate junho pois meu herdeiro chega em fevereiro e vou ficar chocando a cria ,então fomos dia 06/01 ,fizemos uma pescaria muito boa, peixe muito ativo principalmente na superficie(nos nem gostamos!!!)rsrs... pegamos varios peixes pequenos e medios ,cardumes ,enfim nos divertimos muito....Mas ficou para o ultimo dia o maior peixe que ja capturei no lago do peixe , saimos cedo para pescarmos apenas na parte da manha pois na hora do almoço ja iriamos embora ,entramos em uma boca de lago batemos umas iscas e qndo olhei para dentro do lago vi o bruto comendo,fomos rapidamente atras,fiz meu arremesso nao veio,arremessei novamente no meio das estruturas e qndo parei de trabalhar a isca para fazer um novo arremesso....o SUSTO!!!!!! QUASE toma a vara da minha mão,aquela explosao inimaginavel ao lado do barco, venator e enzo 17 lbs em açao como nunca!!!!! peixe direto para o fundo e para as estruturas submersas, o jeito foi arriscar e segurar no dedo,confiar no equipamento (linha,snap,lider,vara,freio,garateia,argola e Deus!!!) , muita coisa podia dar errado mas Deus guardou esse peixe para mim e pedi muito, pois ficaria um tempo sem pescar e fui agraciado por ele!!!! segue o video da captura e soltura!!!!! Espero que gostem e deixem comentarios e da O LIKE!!!!! Boa pescaria a todos!!!!! Material utilizado: vara enzo I 17lbs ,linha vexter 30lb,lider vexter 0,42mm , carretilha venator se , iscas de superficie (sara-sara , z-top,firestick) MUITA EMOÇÃO!!!!!! vara enzo I 17 lbs , linha vexter 30lb,lider vexter 0,42mm , carretilha venator se , iscas (popper,helices) Pouca açao. vara gladius ms , linha Gsoul 40 lbs, lider vexter 0,42mm , carretilha curado 201E7, iscas( jigs,meia agua, subsuperficie) utilizada apenas nos cardumes!!
  7. Saudações amigos ! Aos conhecedores do Lago do Peixe, qual o melhor local em se tratando de produtividade ? A região do Kojak ou a região da Pesca e Lazer ? Ou tem outra melhor que essas já citadas ? Por favor desconsiderem a qualidade das pousadas, respondam somente baseado na produtividade. Obrigado !
  8. Boa tarde pessoal. Minha questão é a seguinte. Possuo uma lagoa na fazenda com 1.3Ha. Ela possui GRANDE quantidade de lambaris e tilapias pequena e médias e cascudos. Noto algumas carpas também. Talvez algumas outras espécies mas não tenho certeza. Não pesco nela, e não faço qualquer manejo na lagoa (ração para os peixes..etc). Ela entrou em equilíbrio e sustenta-se naturalmente. Sendo assim, gostaria de soltar espécies esportivas, de preferencia alevinos, para divertimento pessoal; naturalmente pensei no tucunaré. A fazenda localiza-se em Mamborê-PR, as temperaturas aqui no inverno são bem baixas, penso que isso pode ser um empecilho pro tucunaré. Dessa maneira pensei em black bass e dourado que podem ser menos sensíveis a temperaturas baixas. Enfim, meu desejo é ter uma lagoa com especies esportivas, de maneira que eu não precise realizar nenhum manejo específico. Portanto gostaria de saber se alguem tem alguma sugestão quanto se isso é possivel, qual a melhor maneira de fazer, qual a espécie mais indicada, se vocês conhecem alguem que fez isso com sucesso, relatos, lugares para adquirir os alevinos, etc... Qualquer informação é preciosa um abraço
  9. Galera,beleza! Minha intenção nesse tópico não é de apenas mostrar grandes peixes e ou uma pescaria com quantidade absurda de peixes,mas sim mostrar uma nova opção de pesca no Amazonas que pode proporcionar momentos super agradáveis,com todo o mínimo conforto necessário e atendimento nota 1000. Estou falando da Pousada Recanto do Maçarico,no lago do Maçarico,região de Autazes. Estive lá na semana de 10 a 15/11 com um grupo de 13 amigos (14 comigo) em uma semana de peixes manhosos e calor de 40° na sombra rsrsrs,mas mesmo assim todos saíram super satisfeitos com o atendimento.O dono,Moisés Rodrigues,atendimento.O dono,Moisés Rodrigues,não poupou esforços pra nos ajudar em nossa pescaria.Chegamos em Manaus um dia antes de nossa entrada na pousada,então tivemos tempo de curtir um pouco a capital amazonense,indo à bela praia da Ponta Negra,onde tivemos tempo de apreciar o belo por do Sol no rio Negro. No dia seguinte,pegamos um micro-ônibus que nos levou até o porto da Ceasa,pra fazermos a travessia do famoso encontro dos rio Negro e Solimões,e cerca de 2:30h depois de nossa partida do centro de Manaus,já estávamos chegando à pousada. Esse região é bastante extensa e com muitos pontos para a pesca do tucunaré.A pousada fica no lago do Maçarico,onde existem grandes exemplares.Só não conseguimos mais peixes nesse lago pois o nível estava um pouco abaixo do ideal,e a água acaba ficando um pouco mais turva. Porém,da pousada chegamos também ao belo lago Tracajá,onde alguns barcos de nossa equipe conseguiram boa quantidade de peixes,alguns acima de 7kg. Tanto no lago do Maçarico como no lago Tracajá,os peixes estavam manhosos devido à baixa das águas.Peixe na superfície foram muito poucos,até mesmo na meia água os bichos estavam meio escassos,o que nos fez apelar para os "imbatíveis jigs". Pescando de fundo,conseguimos resultados.Já no primeiro dia,em 2 barcos de nossa equipe,saíram 3 peixes muito bons,na casa de 8kg. A maioria dos exemplares fisgados ficavam entre 2 e 3,5kg,o que já nos proporcionava excelentes brigas,sobretudo com os pacas. Estranhei a ausência de tucunarés borboletas nessa região.Apareceram pacas,açus e popocas,além de alguns aruanãs. Achei bem legal também o tamanho de alguns apaiaris e jacundás fisgados no lago Tracajá.Verdadeiros gigantes pra essas espécies. A beleza do lugar: No terceiro dia no finalzinho da tarde,já voltando pra pousada,engatei um paca de uns 3kg numa isca BIG GAME,da Marine Sports. Como esqueci meu boga-grip em casa,acabei emprestando um outro de um amigo.Esse alicate era bem menor que o que eu estou acostumado à usar.Resultado da combinação de uma isca grande com uma garatéia solta,alicate pequeno e 1 segundo de distração: o peixe se sacudiu e cravou um dos anzóis em meu dedo. Lá vamos nós acabar de atravessar o dedo pra farpa do anzol sair inteira do outro lado pra cortar a ponta do anzol.....OOOOOOOO DELICIA!!!!!!!!!!!! Resultado,garatéia cortada,peixe livre e devolvido,dedo furado e inchado,e tome cana na pousada kkkkkkkkkk...... No final desse terceiro dia,alguns pescadores estava decididos à partirem em busca das pirararas no dia seguinte.Foi quando o Moisés,dono da pousada,veio com a opção de irmos atrás dos tucunas na região do alto rio Juma,pois as notícias é de que por lá a água estava um pouco mais escuro,e grandes exemplares estavam aparecendo.Decisão essa acatada pela galera e acertada,pois nesse último dia de pesca,tivemos nossos melhores resultados.Finalmente conseguimos deixar os jigs de lado e fisgar grandes peixes na meia água.Até tentamos na superfície com zaras e hélices,mas apenas alguns poucos ataques sem resultado. Em compensação,na meia água,principalmente nas iscas BORA 12,INNA PRO TUNED 90 E BOMBER ARTICULADA,todos do grupo conseguiram seus troféus. Infelizmente ainda não tenho as fotos de todos ,mas em um dia,4 barcos pescando,foram fisgados e fotografados ao menos 6 peixes acima de 16lb,inclusive 2 deles chegaram seguramente na casa de 22lb. Como nenhum de nós possuia balança digital,os peixes foram pesados em alicates de contenção mesmo,o que sabemos que sempre são pesos aproximados,mas sinceramente,isso não é o mais importante pra nosso grupo.O que valeu foi que todos conseguiram seu troféu. Inclusive,no meu caso posso não ter pego o maior peixe da viagem,mas seguramente peguei o mais bravo kkkkkk. Confesso que nunca havia visto,nem mesmo em tv,um tucunaré levar tante linha como um açu que peguei numa isca BORÁ 12 cor de osso. Como esse peixe foi pego em um lugar raso,em um arremesso pro meio do rio,ele saiu em disparada com a linha nas costas,levando pelo menos uns 40m de linha da carretilha,o que nos levou até a pensarmos que poderíamos ter pego um pirarucu.Fui obrigado a dar aquela leve freiada na carretilha com o dedo,antes que o peixe chegasse à pauleira.Alguns minutos de briga e o troféu nas mãos. Mais alguns peixes: É isso aí,pescaria cansativa,mas valeu cada gota de suor. Quero agradecer à toda minha equipe sem citar nomes pra não esquecer de ninguém e principalmente ao Moisés Rodrigues e sua equipe pelo trabalho e esforço pra que nossa viagem fosse um sucesso. Valeu mesmo e até ano que vem. Contatos pousada Recanto do Maçarico: 092-996099277 092-993365142 092-988216970 zap www.recantodomacarico.com.br
  10. Amigos pescadores gostaria de saber se algum de vocês ja pescaram na Pousada Pamori e a media de tamanho dos peixes de lá estou indo para la no final de outubro e se seria uma boa data. Desde ja agradeço a sua atenção.
  11. Boa noite pescadores ! Acabo de receber meu bass classic, mas to sem saber onde estao os tucunas aqui na nossa região! Temos apanhado muito na Serra da Mesa com o baixo nivel da àgua, os bichos sumiram ! Alguém tem dicas de locals onde podemos encontrar os tucunas por aqui ? Como são as represas Corumba III e IV ?..... Obrigado e um abraco a todos !!
  12. Boa tarde amigos pescadores! Mais um vídeo/relato de uma tarde em busca das traíras! Como podem ver, tive varias ações, mas nem todas entraram!. Abraços!!
  13. Boa noite a todos do TB. Fiz este tópico pois moro próximo a região e nas últimas vezes que fui o lago estava enchendo frustrando um pouco a pescaria, mas gostaria de saber com relação aos integrantes do TB que pescam no lago, local, resultado de pescarias e estado da represa. Agradeço quem quiser compartilhar experiências.
  14. Bom dia aos amigos pescadores. Venho mais uma vez solicitar vosso apoio para um pescador entediado, querendo um lugar tranquilo para pescar. Estou buscando neste tópico reunir informações sobre a pescaria esportiva no Lago do Paranã, em Flores de Goiás. Pesquisei no fórum e vi que existem algumas informações, mas são muito antigas e não encontrei respostas para todas as minhas dúvidas. Moro em Alvorada do Norte-GO, que fica a +- 140 km do Lago, mas ainda não fui até lá pescar por falta de informações. Sei que aqui tem uma turma que frequenta ou já frequentou o local, então peço apoio para montarmos esse informativo. Minhas dúvidas são as seguintes: 1 - Qual o melhor caminho até o lago para quem vem de Brasília? Já ouvi dizer que a entrada fica a +- 10km antes do município de Vila Boa-GO, em um pequeno trevo onde existe uma grande engrenagem amarela. Me parece que seria a entrada de uma usina de etanol (CBB). Outros dizem que é preciso chegar pelo asfalto até o município de Flores de Goiás, e de lá então pegar uma estrada de chão que vai até o lago (este seria o caminho mais curto para mim). Uma terceira informação dá conta de que devemos entrar pelo trevo de Santa Rosa, que fica logo após o Povoado JK, e de Santa Rosa seguir até o lago. Qual destes seria o caminho correto? Qual é o melhor atualmente? Dessas entradas da BR-020 até o lago são quantos KM? Existe alguma dificuldade em se chegar no lago ou é um caminho fácil? Existe algum tipo de sinalização indicando o caminho? Alguém teria um mapa? 2 - Qual a infraestrutura existente na região? Já ouvi dizer que existem pousadas, restaurantes, guias de pesca e barcos de aluguel. A que mais ouvi falar é a do tal de "Carlão". Pergunto: Alguém tem contatos telefônicos desse pessoal? Qual seria a pousada mais recomendada? Existe área de camping por lá? Compensa dormir em alguma das cidades perto e ir pescar durante o dia no lago (Flores, Santa Rosa ou Vila Boa)? 3 - Há boatos sobre uma quadrilha que age na região roubando barcos, motores e equipamentos de pesca. Isso procede? Eles praticam roubos com ameaça ou somente furtos? Estando em alguma das pousadas, existe risco de levarem o barco/motor/caminhonete ou são pequenos furtos que ocorrem somente nos ranchos de temporada quando estão fechados? 4 - Quais os tipos de peixes encontrados na região? É um lago bom de peixe ou o que vale mesmo é o passeio? Somente Tucunarés e Trairões ou aparecem peixes de couro também? Existe algum lugar para adquirir iscas vivas por ali ou predomina a pesca com iscas artificiais? 5 - Existe local (rampa) para embarque/desembarque público e de fácil acesso? O lago é de fácil navegação como SM ou é cheio de tocos, paus, estruturas, etc..? Seria um lago indicado para piloteiros iniciantes, sem muita experiência na função? 6 - É possível seguir navegando rio acima a partir do lago? 7 - Pensando na possibilidade de adquirir um terreno e construir um rancho por lá, alguém recomendaria ou é melhor ir só nas pousadas mesmo? Os furtos nos ranchos são frequentes ou é tranquilo (com base em SM que acho bem tranquilo, pelo menos onde costumo ir)? Os terrenos são caros ou tem preço bom? Alguém teria o contato de um corretor ou "entendido" dessas vendas por lá? 8 - Encontrei no OLX o anuncio de um pacote de pesca no local, o contato é o Sr. Carvalho (61-8136-0101). Conversei com ele pelo whatsapp. Oferecem translado saindo de Brasília, hospedagem em pousada a 50 metros do lago com ar condicionado e demais itens de conforto, barco com piloteiro, iscas, refeições, bebidas, etc. Fica por volta de 550 por pessoa, de sexta a domingo. Alguém conhece ou já contratou? 9 - Existe fiscalização de Arrais e registro da embarcação por ali? 10 - Quais seriam as outras opções de pesca na região, excetuando-se os lagos de SM e Corumbá? Existe algum lago de fácil acesso na região de Formosa-GO? Alguém já pescou no lago das usinas PCH's que existem aqui na região de Buritinópolis e Mambaí? No mais agradeço de coração a quem puder responder. São muitas dúvidas, mas acredito que será um tópico de grande valia para muitos pescadores esportivos da região, que como eu querem um bom passeio, apreciar as boas fisgadas e preservar a natureza acima de tudo. Abraços!
  15. Olá amigos da Turma do biguá, sou um dos mais novos integrantes desde fórum e nada melhor do que se apresentar em grande estilo, começando com um relatinho da minha ultima "grande" pescaria, realizada não apenas por mim, mas sim em conjunto com a minha turma "MIYAGI's team" no Lago do Peixe TO no mês de novembro (do dia 19 ao 24) do ano passado. A pescaria já havia sido programada desde o inicio do ano, passagem compradas com antecedência, e a ansiedade cada vez maior, cada vez mais pesquisas eram feitas. Equipamento e iscas escolhidos a dedo, tudo para ir em busca dos Azulões. Embarcamos no dia 19 com destino a Brasilia, de lá partimos para Palmas onde fomos recebidos pelo Mestre Mariozan, rapaz gente fina, a viagem inteira do aeroporto até a pousada foi regada de boas historias e dicas para pescaria. Depois de 4 horas pela estrada asfaltada entramos na de terra com destino a pousada e oque eram para ser 15 Km se transformaram em 30 km devido o desvio necessário, pela ponte ter sido destruída por um caminhoneiro enfurecido, que quase ao cair da mesma tacou fogo na madeira Apesar do desvio demorar mais de 1h, e ser necessário abrir 7 porteiras as 11 da noite, valeu a pena, vimos alguns animais como porcos do mato e lagartos. Ao chegarmos na Pousada fomos recebido pela dona Didi e também pelo Marcão, ambos sensacionais muito atenciosos e prestativos. Partimos para janta, uma bela macarronada com frango a passarinho, nada a mal para um pequeno italianinho haha. 1º dia de pesca, Após um belo café da manhã com pão de queijo comprado na ida, durante a parada na cidade de Gurupi, conhecemos nosso guia, Maranhão, o mesmo muito atencioso, qualquer coisa necessária fazia na hora. Partimos atrás dos peixes e logo nos primeiros arremessos, Giovanni engata o primeiro peixe da viagem, uma traíra, tirei o sarro falando que não se roda 2000 km para pescar as bocudas, ate desanimei o rapaz que nem foto quis tirar da bichinha. Mais alguns arremessos sem ação na superfície apelei para 1/2 água, e com uma bora 10 engatei o primeiro azul, que deu uma boa briga por ser o primeiro peixe. No resto do dia foram diversos peixes, que não passaram dos 2 kg conforme mostra as fotos a seguir; 2º dia de pesca, foi no mesmo esquema, sendo a unica diferença que no café comi 2 ovos de coca (galinha de angola, da própria pousada) feitos pela dona Didi, digo isto pois foi oque me deu sorte para engatar bons peixes até o fim do dia. Bocudo pego na Firestick rosa arremessada no pé de uma arvore em meio ao paliteiro. 3º dia de pesca já foi diferente, menos ações e um pancada de chuva no meio do almoço (parada das 12h ate 2h para recompor a energia deitado na rede e beliscando uma carninha com peixe preparado na hora pelo nosso guia), mesmo assim saiu peixe: Grande amigo e parceiro de pesca Mestre Giovanni com seu belo azul ao fim do dia 4º dia de pesca, era para tudo dar errado, variação climática, chuva, pressão, nível de água (devido a abertura das comportas) dificultou e muito a pesca, mas nada que uma boa capa de chuva e a persistência a cada arremesso somada a caçada do peixe garantiu os últimos exemplares da nossa jornada de 4 dias. Primeiro peixe do dia, Jacunda no soft. Logo em seguida, 30 metros a frente entrou o Peixe da viagem, que não por seu peso ou tamanho, mas sim pela ignorancia ao atacar 4 vezes, isso mesmo 4x a isca que não foi interrompida o trabalho, apesar das pernas e braços estarem tremendo haha. 100 risadinha haha PESADOOOO!!! Encharutada monstra na ZigZara 5º e ultimo dia, acordei logo cedo para dar uma pinchada em frente a pousa mas nada saiu, apenas alguns rebojos distante da isca. No Resumo, a Viagem foi TOP, novas amizades, aventuras e principalmente conhecimento compartilhado e adquirido dia após dia, Gostaria de Agradecer e Recomendar A pousada do agora novo amigo MARIOZAN PESCA ESPORTIVA, que com sua extrema simplicidade conquistou mais um cliente , dona Didi cozinheira de primeira, Marcão atencioso que só, e por fim Maranhão GUIA 100%, que certamente irei com ele novamente na próxima vez, que se Deus quiser não será distante. Paliteiro "LIGHT" Fauna e flora 100% preservada, vimos jabutis, jacarés, arraias, porcos, veados, onças, araras, cobras, papagaios, e inumeros outros pássaros. Eu e outro mestre, Norberto, pai do Giovanni. Foto meio tremida, mas juro que o barco estava indo certinho haha. "Selfie" Equipamentos utilizados por mim: Varas Urano 5'6" 17 lbrs Urano 5'6" 25 lbrs Green Bass 5'8" 25 lbras New Green Bass 5'5" 17 lbras Carretilhas Curado 201 g7 Curado 201 e7 Curado 51e Chronarch 201 e6 Linhas Power Pro 30 lbrs Ado X PE Principais iscas POP R (rebel) POP queen (maria) Firestick (intergreen) Bora (NN) ZigZara (NN) T10 (rebel) INNA PRO 90 (marine) Bonnie 95 (jackall) Red Pepper (Tiemco) Cores Rosa metálica, osso, Amarela/transparente/verde, prata, marrom.
×
×
  • Criar Novo...