Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''tocantins''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Bate Papo Geral e Assuntos Correlatos.
    • Selecione a sala abaixo:
  • Pesca em Água Doce
    • Assuntos Gerais (água doce)
    • Equipamentos de Pesca (água doce)
    • Relatos de pescaria (água doce)
  • Pescaria em Água Salgada.
    • Assuntos Gerais (água salgada)
    • Equipamentos de Pesca (água salgada)
    • Relatos de pescaria (água salgada)
  • Pesqueiros (pesca-e-pague), Fly Fishing e Caiaque.
    • Selecione o tipo de pescaria abaixo:
  • Náutica
    • Tudo sobre náutica
    • BassBoat Brasil
  • Eletrônicos
    • Selecione a sala
  • Aprenda a usar o fórum. Entenda como ele funciona.
    • Selecione a sala
  • Anúncios Globais e Anunciantes
    • Anunciantes do FTB. Promoções aos nossos amigos pescadores!
  • Club das 22lbs
    • Galeria 22lbs. Só monstro acima de 10Kg.
  • Pacotes de pesca dos nossos usuários
    • Em Andamento
  • Classificados
    • Selecione a sala abaixo:
  • Grupos Organizados
    • Traga a sua turma de pesca pra cá. É fácil e rápido.

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Nome + Sobrenome (obrigatório)


Localização

Encontrado 18 registros

  1. Olá turma do Biguá! Boa tarde! Como resolução pra 2019, quero pescar mais e compartilhar mais as experiências desse esporte que fascina com mais pessoas! Afinal, pescar já é bom, pescar com amigos então! Comecei a pescar tucunaré há pouco tempo, mas sempre fui adepto de pesqueiros, herança de meus avós maternos! Essa é a terceira vez que vou ao Lago do Peixe, já fui em abril e novembro do ano passado e minha experiência com tucunaré se resume a essas pescarias e mais duas em Bataguassu/MS e Panorama/SP - aliás péssimas pescarias, não pela quantidade e qualidade de peixes, mas pela conduta no geral, mas que fizeram o bichinho da pesca com artificial me morderem! Todo meu grupo, no geral, pé iniciante também, ambos fui eu que apresentei a pesca esportiva! Detalhe que o grupo todo é 100% pesque e solte, não matamos 1 peixe sequer! Pra quem não sabe, o Lago do Peixe ou Angical é um lago artificial, em decorrência da Usina de Peixe - TO, localizado a aproximadamente 350km de capital, Palmas, de estrada não muito boa, vindo via Natividade e melhor vindo via Gurupi, com alguns 50kms a mais. A logística é ir de aéreo até Palmas e de lá alugar um carro ou fechar o transfer com a operação escolhida. Nós escolhemos o Rancho do Kojak pela terceira vez, que faz o trabalho de transfer pra 4 pessoas num veículo caminhonete. O que nos faz voltar pro Peixe todo ano, além da pescaria ser formidável, é que a pescaria é feita, se não 100, 95% na superfície, usando meia água ou fundo apenas pra cobrir ações. Saindo de Guarulhos-SP. Fomos via Latam, 140,00 por bagagem especial por trecho. Acho bem difícil um porta varas passar como bagagem despachada comum. 1h40 de viagem e chegamos em Palmas onde o responsável Rally nos buscou, sem atrasos! Paramos pra jantar em Gurupi - excelente - e de lá chegamos no Rancho, cerca de 5h depois de pousar em Palmas. Chegando lá, pela manhã, já notamos o lago bufando...já pescamos com lago cheio e baixo, e tivemos bem melhor resultado com lago baixo. Tinha a informação de um amigo que tinha ido semanas antes de que os Tucunas só estavam pegando em pontos longe da pousada, cerca de 40 min de navegação.....a mudança de lua e a subida no lago mudou o comportamento do peixe, que não estava comendo, só atacando pra afugentar.....estava tudo previsto pra nossa pescaria mais difícil. Dos meus amigos, apenas eu e mais 1 já tínhamos pego o tão cobiçado 60UP - em novembro/18. Meu recórde era um belo Tucuna de 62,5cm. 1 dia - peguei logo um trick num dos 5 primeiros arremessos, até me enganei que a pescaria seria fácil....Bonnie 95 não falha. Até o fim do primeiro dia e a metade do segundo dia, eu tinha pego só 3 tricks e meu parceiro Fabio, 2 tricks. Mais de 1000 arremessos por dia com pouca ação cansa bastante....rsrs Algumas poucas ações, peixe seguindo isca, explodindo, mas errando as iscas.....por uma dica que vi no Purapesca, levei os sticks sem ratling, que deu resultado....dois peixes bons explodindo e errando, apenas.....no Sol de TO, estava bem cansativo....o outro barco tbm com poucas ações....mas pescar nunca cansa e o lema de pescaria, até sendo ruim, é boa, prevaleceu! 2 dia a tarde - Acertamos um ponto, entre raseiro e galhada que pegamos bem, várias ações. Peixes bem magros, mas acertamos cerca de 5-6 peixes entre 52 e 55cm, pra mim e pra situação de pesca, foram muito comemorados! Fui presenteado com esse belo por do Sol e esse lindo azul! Notem peixes bem magros e compridos, esse, se não me engano, bateu 55cm. Ações na Bonnie, Top Stick e Fire Stick....ações em zaras mais barulhentas, praticamente nulas. 2 dia acabou animador, então voltamos ao rancho já pensando nos próximos 2 dias! Por uma questão de superstição e coincidência, o 3 dia de pesca sempre me reserva bons peixes....então, a animação estava inda maior, até pq queria muito que meu parceiro entrasse pro Clube do 60UP! Logo pela manhã, fomos bem distantes da pousada, combinado já com o guia, ações melhores, pegamos alguns tricks e logo avistamos um belo casal no raseiro.... Fomos atrás, aquela pressão pra n errar, alguns barcos perto pra aumentara tensão, algumas cabeleiras, coração a mil e resultado: estooooouro na superfície!! 67,5cm de pura adrenalina! Uma pintura de peixe!! Meu récorde batido!! Momento da soltura! Por pura erro nosso e pressão do momentom, não conseguimos pegar o outro peixe que estava junto....rs Saímos do ponto, eu já feliz da vida por ter batido meu recorde pessoal, mas eu queria mesmo era que meu parceiro pegasse o 60up dele. Num ponto seguinte, mais próximo ao rio Paranâ, com as águas mais sujas - raro no lago Peixe - , ele resolve bater uma meia água despretenciosa....emprestei uma X-rap branca que não costuma falhar..... Numa esquina de ponto, olho pra trás e o vejo quase com a vara dentro da água, gritando, é graaaaande! Após uma briga que levou ao limite sua vara de 15lbs, saiu o bitelo! 65UP não tenho foto na régua aqui pra mostrar - pois as fotos ficaram no celular dele, mas dá pra ter uma ideia pelo tamanho do azul! Nunca vi um Tucunaré tão grande - até maior que o meu, mesmo medindo menos! Missão cumprida, sorriso no rosto do parceiro, a viagem estava paga! A tarde pegamos mais alguns tricks e o companheiro no outro barco que não tinha pego de 60cm, tb acertou um belo azul de 60cm na Bonnie. 4 dia - mais fraco, estávamos já cansados de bater stick e zara e plenamente satisfeitos com os recordes batidos, mas pegamos alguns cardumes e a risada foi garantida!! 3ª viagem ao Tocantins finalizada com muita felicidade e alegria! Detalhe: não matamos sequer um peixe e a pousada disponibiliza pacus caranhas - criadas em cativeiro - para os almoços no meio do mato. Detalhe 2: guias não pescam, nem por insistência. Equipamentos: Vara Redai Black Mamba 17lb 5´8 Vara Redai Viking 14lbs 5´8 Vara Redai Viking 20lbs 5´8 Carretilhas Venator Lite, SE e GTS Linhas 35 lbs Iscas mais usadas: Bonnie 95, Firestick, Top Stick da Iara e Rapala XRap10 Que Deus sempre nos abençoe com essa interação com a natureza e amizades! Agradeço desde já as dicas lidas neste fórum, que contribuíram muito pro sucesso dessa pescaria! Gostaria também de deixar claro que não ganho nada em divulgar o nome da pousada, operação, apenas cito quando sou bem atendido!! Grande abraço rapaziada! Ps. volto em outubro, se tiver interesse, me chama por mensagem! Instagram @rafatako
  2. Boa tarde a todos Podem me dizer como esta o nível da bacia Araguaia/Tocantins ? Estou indo no começo de Abril pro Rio das Mortes, e me falaram q esta muito baixo, procede ? Abrações
  3. Atenção senhoritas de plantão!!! Oportunidade para uma turma exclusiva de mulheres pescar e gravar um programa no tocantins A viagem será exclusiva para mulheres, e o resultado disso irá virar um episodio na grade da fish tv, além de ganhar um dvd de lembrança desse momento especial. Temos apenas 4 vagas sobrando, interessadas entrar em contato com a Labadee: (41) 3534-6050 (41) 99864-1000 - Fellipe - fellipe@labadeesportfishing.com.br (41) 98804-7703 - Guilherme - Gui@labadeesportfishing.com.br Um grande abraço!! João Guilherme
  4. Voltei há alguns dias de uma pesca de três dias no Lago do Peixe (de 15 a 17 de maio), em Tocantins, e gostaria de compartilhar com vcs minha alegria. Só peço desculpas porque só tiramos fotos dos troféus: porque quando batia cardumes a gente só pensava na festa, não em foto! No domingo (14 de maio) me encontrei com meu tio - meu parceiro oficial que me iniciou na pesca - no aeroporto de Brasília pra iniciarmos a jornada. Foram 7h30 dirigindo até o povoado de Retiro, chegando na Pousada Martins por volta da meia noite. Bem na entrada da pousada fomos recepcionados por um nativo da região: Antes de chegarmos havíamos nos comunicado com o pessoal da pousada, e acertado que haveriam algumas frutas nos esperando no nosso quarto. Devido ao horário, acertamos que nos encontraríamos com eles apenas pela manhã do dia seguinte. Então fomos pro nosso quarto comer e preparar as tralhas pro primeiro dia de pescaria. Acostumados com pescarias anteriores no estado de SP, acordamos por volta das 7h da manhã, e pra nossa surpresa nosso guia já estava pronto pra sair. Tomamos café da manhã e saímos pra começar a bater isca. Na manhã do primeiro dia aconteceu o que se tornaria recorrente durante nossa pesca: peixes preguiçosos até umas 9h da manhã. Começamos a pescar com superfície em uns raseiros, mas por sugestão do guia trocamos pra iscas de jigs de pena - sempre eles - arremessando em drops e deixando a isca cair um pouco. Ainda assim poucas ações e quase nenhuma captura até umas 9h da manhã. Quando o guia falou ''vamos trocar de ponto que aqui tá parado'', de repente um cardume passa por baixo da isca do meu tio. Ai por uns 5 minutos foi uma festa, deixávamos o jig baixar uns 2 metros trabalhávamos um pouco a isca, e começamos a pegar. Nesse ponto foram uns 5 peixes em um intervalo de uns 5 minutos. Nada realmente grande, mas divertido. Depois que o cardume parou de atacar, insistimos mais um pouco mas resolvemos trocar de ponto. Apesar de não encontrarmos cardumes, sempre pegávamos um peixe aqui, outro ali, num lugar com a água bem límpida. Meu tio pega um peixe, e quando eu viro o rosto pra ver o que estava acontecendo eu vejo um raio correr no meu jig. A isca estava um pouco longe do barco, e não teve muito como segurar o bicho, que se enrolou e desenrolou em um toco umas três vezes até se entregar: era o primeiro azulão da minha vida! Fotos tiradas e peixe solto, continuamos batendo isca e pegando um peixe aqui e outro ali. Voltamos pra pousada pra almoçar, e infelizmente no período da tarde as ações diminuíram bastante. Sempre pegávamos alguns peixes, mas as ações ocorriam espaçadas. No segundo dia, por sugestão da pousada, subimos mais o lago, navegando pra uma região entre os rios Paranã e Tocantins, aonde passamos o dia inteiro. Nosso primeiro ponto foi uma região rasa mas de águas um pouco mais escuras, cheias de pauleiras. Como no dia anterior, nada de ação antes das 9h da manhã. Quando começávamos a desanimar, uma pancada errada na minha isca de superfície. Eu jogo de novo e pergunto pro guia: ''será que ele volta?''. Segundos depois do nosso guia responder ''ele volta'', o peixe voa na minha isca de novo - era o segundo azulão! O peixe nem se importa comigo, toma muita linha e eu sinto que tá no pau. Depois de ficar um pouco parado, ele deixa a linha enrolada em um pau e corre de novo, saltando pra fora da água e indo pra outro pau. Mas ai ele apela e larga linha em um toco, isca em outro toco, e escapa. Um pouco frustrado mas também empolgado, começo a bater isca de novo. Alguns minutos depois, outra pancada na minha zara e eu penso: ''esse eu não deixo escapar''. Mas o azulão não tá nem ai comigo, coloca a linha nas costas e depois de alguma briga vai pro pau de novo. O guia me pede calma, encosta o barco no pau e consegue tirar o peixe de lá, meu segundo azulão, e foto com o guia pq sem ele o peixe não saia: E tem vídeo também E peixe bom é peixe solto: Depois de me recuperar da emoção, voltamos a bater isca. Um pouco de tempo depois, meu tio erra um arremesso e acerta uma vegetação na margem. O nosso guia encosta o barco, desenrosca a isca e joga ela pro lado do barco. Quando meu tio mexe a linha pra ajeitar na carretilha, bate um peixe na isca, e nós vemos pelo menos uns 5 tucunarés embaixo da isca: cardume a vista! ai virou festa! o guia rapidamente fala pra pegar o jig e já se posiciona no meio do barco, ao lado do viveiro. Era só descer o jig, nem precisava trabalhar, e vinham vários tucunarés em cima! Ficávamos só descendo a isca - eu com 1 vara, meu tio com 2 - brigando um pouquinho e o guia tirando do anzol e colocando no viveiro. Pegamos pelo menos 8 tucunarés em coisa de 5 minutos, só festa! Aqui vale um parênteses: o guia colocava os peixes no viveiro não pra levar, mas pra não deixar que eles espantassem o cardume. Quando o cardume desapareceu, soltamos a grande maioria dos tucunarés, deixando 2 pro almoço. Batemos mais um pouco de isca e vamos pro acampamento do almoço. No dia anterior, conversando com o guia, ficamos sabendo que nesse ponto de almoço era possível pescar no barranco piaus e derivados, e por vezes também tucunaré. Então meu tio levou uma varinha de mão pra pescar no barranco. Quando chegamos no local pra mim não parecia que encostava peixe ali não, e eu fiquei tirando sarro do meu tio que tentava pescar piau, e dizendo que duvidada de tucunaré ali. O guia limpou os peixes pro almoço e jogou as carcaças ali no barranco, e então muitos peixes começaram a encostar, e meu tio começou realmente a tirar piaus enquanto eu almoçava. A água era bem limpa, então nós víamos tudo que acontecia debaixo da água. Depois de almoçar mas ainda cético, entro na água e começo a dar alguns arremessos. De repente uma porrada na zara, mas que não entra. Eu viro pro guia e digo: ''tá bom, agora eu acredito'', mas por dentro eu jurava que não voltaria mais nenhum peixe. De repente, comigo ali dentro da água, um cardume começa a nadar ali perto de nós, alguns a coisa de 2 metros do meu pé. Mesmo esquema da manhã, enquanto eu pego tucunaré de dentro da água, e meu tio em cima do barco encostado, o guia fica com o trabalho duro de tirar peixe do anzol. Depois de alguns minutos, avistamos um azulão bem perto. Ele vai pro lado do barco e meu tio solta o jig na cara dele, mas ele nem dá bola e começa a nadar bem devagar pro meu lado. Eu jogo uma meia água um pouco pra frente dele, e mais afastado do barranco. Quando a isca cai na água, ele já vira pro lado da isca e vai pra cima dela. Isca já um pouco distante, eu não vejo o ataque mas só sinto o tranco na vara: outro azulão na linha. Mas de novo o peixe nem dá bola pra mim, corre pra todo lado com a linha nas costas, até que começa a vir pro barranco e se enfia num mato que saia do barranco. E nosso guia então se enfia lá no mato, começa a quebrar os galhos e traz o peixe na unha: mais um azulão engatado! E é claro, peixe bom é peixe vivo, então bora soltar: A tarde aconteceu o mesmo do dia anterior: poucas ações e apenas algumas capturas. O terceiro e último dia começou novamente bem devagar, com poucas ações e algumas capturas. O roteiro foi o mesmo, subir até o rio Paranã, almoçar por lá e vir descendo o rio batendo em vários pontos no caminho. Neste dia, apesar de algumas várias capturas, não acertamos nenhum cardume. No entanto, as tardes tiveram um pouco mais de ações do que as tardes dos dias anteriores. Enquanto batíamos isca um ponto super raso que o guia considerava promissor, ele vê um rebojo na entrada de um córrego e pede pra eu arremessar ali. Faço o primeiro arremesso, mas sai um pouco curto. No segundo arremesso, a uns 30m do barco, quando o jig cai na água o guia diz ''fica esperto que agora ele vai agarrar''. Depois de uns 5 toques na isca, o tucunão gruda na isca, coloca a linha nas costas e vai embora. Mesmo com o freio bem travadinho ele toma uns 20 m de linha, enrolando a linha num toco, e vai pro meio de umas galhadas. Pela primeira vez percebo conscientemente que na verdade eu não estou pescando nada, porque o peixe faz o que quer comigo! E ai novamente entra o trabalho do guia: ele vai com o barco desenroscar a linha do toco, e depois se joga nas galhadas pra trazer o peixão: O guia nos atentou pra uma coisa interessante: esse peixe estava protegendo seus filhotes. Ao colocar o peixe na água, era esperar coisa de 10 seg e de repente o peixão estava rodeado de alevinos. Tá ai mais uma importância do pesque e solte, pois um peixe desse porte protege bem seus filhotes. Tentamos filmar essa cena, mas acabou não saindo no vídeo. Não pesamos nem medimos nenhum dos peixes, mas pela foto e o tamanho da boca eu acho que esse foi o maior que capturamos. Inclusive ele deixou o anzol do jig aberto, totalmente na horizontal, acho que só não escapou pq ele parou de correr quando foi pra galhada. E claro, bora soltar. Continuamos batendo iscas e pegando mais alguns peixes, mas sem fotos. Com peixe ou sem peixe (e em nosso caso, tivemos muito peixe), a natureza sempre nos presenteia com belas imagens. Final de dia e pescaria, navegamos de volta a pousada com um belo pôr do sol: Saldo final: quando a pescaria é boa, a gente não conta os peixes. Mas creio que por dia tanto eu quanto meu tio pegamos uma média de pelo menos 15 peixes cada um por dia. E também muitos causos: dois peixes na mesma isca, todas as varas do barco com peixe ao mesmo tempo, peixe pegando isca enroscada no toco e várias outras. Também saíram 4 azuis de porte maior, os mostrados nas fotos acima. A pousada e o guia: ficamos na Pousada Martins, que é uma pousada nova na região. Conversando com o proprietário Ismael, nos alegrou saber da consciência dele ao praticar a cota zero (peixes capturados apenas pra consumo na pousada). Inclusive ele só prepara peixe que o pescador mesmo capturou, pra que ele não precise comprar peixe de ribeirinhos e, ele mesmo, tenha como praticar o pesque e solte. A pousada é super confortável, e todos os funcionários são super simpáticos, prestativos e fazem de tudo pra nos agradar e nos deixar preocupados apenas com a pesca, e a comida é ótima (se estiver por lá a moqueca vale muito a pena, pra mim estava sensacional). Nosso guia foi o Osmar. É difícil falar o quanto o guia conhece o local, creio que só consigo ter uma base nisso depois de pescar várias vezes no mesmo local com vários guias diferentes. Mas como disse acima, saímos felizes com a produtividade, e o Osmar foi super parceiro. Não hesitou em se enfiar na água e no mato pra tirar peixe, mesmo no meio das pauleiras ele falava pra jogarmos jig quanto necessário e nunca se importou em desenroscar isca etc, fazia questão de tirar isca do peixe pra gente, e ainda preparou belos churrascos! No geral, eu me senti realmente cuidado na pousada, e a única preocupação que tinha era realmente jogar isca na água. Em suma, eu recomendo a pousada. Iscas: utilizamos várias iscas de superfície e meia-água, como por exemplo zig zarinhas, t10, t20, Heddon Super Spook Jr., hélices pequenas. Mas as pegadeiras mesmo foram: River2Sea Rover 95 osso (de longe a vencedora na superfície), jig de pena Lori 12g branco (jigs não podem faltar), Nelson Nakamura Borá 10 branco com rosa, e pro meu tio Lori X osso com verde, jig Lori amarelo e Brava branco, verde e vermelho.
  5. 1º TORNEIO ENTRE AMIGOS QUEST / FTB - LAGO DO PEIXE - 2017 Data: de 18 a 20 de janeiro de 2017. Local: Retiro - TO (Pousada Pesca e Lazer). Fotos: Todos os pescadores. Amigos...tivemos o prazer de começar o ano de 2017 com o pé direito. Logo nos primeiros dias conseguimos reunir uma pequena turma (7 barcos) para uma pescaria que seria realizada no Lago Angical, mais especificamente na Pousada Pesca e Lazer, que fica localizada na cidade do Retiro - TO. Apenas para q a turma tenha uma noção do local, a pousada fica a 530km de Brasília, destes, 22km de estrada de chão. Como disse acima, a nossa ideia era apenas a de fazer a primeira pescaria do ano no Lago do Peixe. A By Biguá tinha acabado de montar 2 New 268 (do Emerson e do Zequinha), além e ter reformado a carreta do 290 do @Rodrigo Leme...e a hora de colocar os itens à prova era essa. Como a turma da Quest também queria testar seus novos barcos, vieram de Curitiba os nossos amigos Miguel e Marcelo Suchek. Amigos do Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e outras partes do Brasil estiveram presentes. Ao todo foram 7 barcos pra água...isso, pq outros 3 grupos de amigos não puderam ir em cima da hora. Mas nada disso tirou o brilhantismo do encontro. Essa ideia de torneio surgiu do amigo Gargamel, vulgo @Emerson Matias...rsrs...O cara tinha uns 18 peixes amarrados lá e queria arrancar um dinheirinho mole da gente...rsrs... Mas vamos logo a pescaria...Foram 3 dias inteiros de pura pescaria e boa prosa. Sabe aquele espírito de competição que encontramos na maioria dos torneios de pesca q vemos por aí?!?!? Pois é, não existiu aqui...A turma queria mesmo era pescar. A turma queria estar na água, batendo isca, tomando uma cervejinha e fazendo um churrasco na margem do lago. No meu barco estavam eu, meu irmão, meu sobrinho (de 5 anos), e o nosso amigo Salsicha. Eu e o Salsicha pescamos os 3 dias com isca de superfície...rsrs... Aqui algumas fotos... Primeiro encontro da turma.... E vamos aos peixes... Sempre comentamos que as condições climáticas influenciam muito em uma pescaria...mas houve algo muito interessante em nossa pescaria. Por mais que um enorme lago se mantenha estável (temperatura da água, nível, pressão e etc), tudo pode mudar em pouquíssimo tempo. Nosso primeiro dia de pescaria foi uma quinta-feira. Saímos da pousada e logo nos primeiros pontos começamos a levar porradas na superfície. Foram mais de 40 peixes capturados durante o dia (contando desde os pequenos)...Mas, passando por um local com apenas 1.5m de profundidade deu pra perceber a água correndo lentamente.......Comentei com meu irmão e logo ele me repreendeu: "ô retardado, estamos pescando num lago gigante"....E foi aí q começamos a reparar mais atentamente e não era que a água estava correndo!!! Estávamos há mais de 40km da barragem e mesmo assim a água estava sendo puxada pra lá. Prova disto foi que ao chegamos na praia no final da tarde, dava pra ver a marca na areia (coisa de 15cm/20cm a menos), mas essa foi nova pra mim...rsrs...rsrs Fato é q depois do lago começar a abaixar os peixes deram uma sumida. Antes levávamos porradas o dia inteiro na superfície...na sexta e no sábado os bichos afundaram e ficaram bem manhosos....mesmo assim a média de captura diária (por barco) não era menor q 30 peixes (mas 90% entre 30cm e 40cm)... Gostaria de agradecer a cada um dos amigos pela brilhante companhia...Pescaria não é barato, ainda mais para esta turma que veio de longe. A Pousada Pesca e Lazer foi impecável conosco. Tudo simples, mas da melhor qualidade. A turma da cozinha, através do nosso amigo Carlinhos que cuidava dos nossos almoços na boca do Tocantins / Paranã, só faltava adivinhar o q precisávamos. O Roberto (dono da pousada), puts, cabra-da-peste...rsrs...Ponta firme em tudo. E a minha equipe de pesca...srs...turma top demais. Salsicha sempre falando muito e pegando pouco..rsrs....mas dessa vez quem arrebentou foi o meu sobrinho Gabriel (apenas 5 anos)...o moleque pegou sozinho 5 tucaninhos...rsrs...Ele já está trabalhando popper, colher e isca de meia água muito bem....rsrs...No final do terceiro dia de pescaria o moleque já se integrava aos mais velhos na caça dos bocudos...Foi top demais...rsrs Quanto ao torneio...o Miguel e o Marcelo levaram....mas tb, com o Roberto de guia até minha vó ganhava...kkkkk... Fato é que foi tão bom que a turma já tá marcando de voltar...rsrsr Aqui vai a foto de toda a turma... Colocar o retratista na foto tb..kkkkk (nosso amigo Roberto)...kkk Quem tiver interesse em conhecer o local, aqui vão os dados do Roberto (o site está em construção). Roberto = (34) 9242 1447 / (63) 3396 3034
  6. Bom turma, decidimos ir ao lugar que vamos pelo menos 3x ao ano para iniciar a temporada,no meu caso a ultima ate junho pois meu herdeiro chega em fevereiro e vou ficar chocando a cria ,então fomos dia 06/01 ,fizemos uma pescaria muito boa, peixe muito ativo principalmente na superficie(nos nem gostamos!!!)rsrs... pegamos varios peixes pequenos e medios ,cardumes ,enfim nos divertimos muito....Mas ficou para o ultimo dia o maior peixe que ja capturei no lago do peixe , saimos cedo para pescarmos apenas na parte da manha pois na hora do almoço ja iriamos embora ,entramos em uma boca de lago batemos umas iscas e qndo olhei para dentro do lago vi o bruto comendo,fomos rapidamente atras,fiz meu arremesso nao veio,arremessei novamente no meio das estruturas e qndo parei de trabalhar a isca para fazer um novo arremesso....o SUSTO!!!!!! QUASE toma a vara da minha mão,aquela explosao inimaginavel ao lado do barco, venator e enzo 17 lbs em açao como nunca!!!!! peixe direto para o fundo e para as estruturas submersas, o jeito foi arriscar e segurar no dedo,confiar no equipamento (linha,snap,lider,vara,freio,garateia,argola e Deus!!!) , muita coisa podia dar errado mas Deus guardou esse peixe para mim e pedi muito, pois ficaria um tempo sem pescar e fui agraciado por ele!!!! segue o video da captura e soltura!!!!! Espero que gostem e deixem comentarios e da O LIKE!!!!! Boa pescaria a todos!!!!! Material utilizado: vara enzo I 17lbs ,linha vexter 30lb,lider vexter 0,42mm , carretilha venator se , iscas de superficie (sara-sara , z-top,firestick) MUITA EMOÇÃO!!!!!! vara enzo I 17 lbs , linha vexter 30lb,lider vexter 0,42mm , carretilha venator se , iscas (popper,helices) Pouca açao. vara gladius ms , linha Gsoul 40 lbs, lider vexter 0,42mm , carretilha curado 201E7, iscas( jigs,meia agua, subsuperficie) utilizada apenas nos cardumes!!
  7. Bom dia pescadores, em maio/16 começamos a planejar a pesca em Tocantins, não tínhamos ainda tido essa oportunidade de ir a um lugar tão bom de peixes e de pescar tantos dias, começamos a pesquisar aqui pelo fórum sugestões de pousadas, etc... Tivemos ajudas de Vários amigos que responderam ao tópico criado na ocasião, mas principalmente do Hideyoshi e João Medeiros que tiraram dúvidas, sugeriram iscas, deram todas as dicas via MP, telefone etc... e João Neto que nos apresentou a pousada Pesca e Lazer. Marcamos a pesca Para Janeiro/2017 e essa data não chegava nunca kkkkkk, até que enfim chegou, fomos em 3 pescadores: Alfredo Dias, Angelo Spricigo e Ricardo Cortez(Planeta Iscas), pousada escolhida foi pousada pesca e lazer www.pousadapescaelazer.com.br https://www.facebook.com/roberto.pescaelazer.9?fref=ts proprietário Roberto (63) 3396-3034 (34)99242-1447. Atendimento espetacular, nos sentíamos da familia do Sr. Roberto, comida muito boa, acomodações muito bem limpas e cuidadas. Os peixes, como o lago estava baixo não saíram na quantidade que esperávamos(sempre queremos mais kkk) os grandes também foram poucos que deram as caras, mesmo assim, tivemos grandes emoções e alguns cardumes garantindo a diversão, estamos já programando retorno para o mesmo local no ano que vem. Separei algumas fotos para o tópico não ficar pesadão, foram mais de 100 fotos e alguns vídeos, fora que a fominhagem não deixava ficar tirando foto de tudo também hehehehe. Aproximadamente 300 peixes capturados em 4 dias de pesca, 8 acima dos 50cm. Iscas, Lelé, Zig Zara, Zig Zarinha, Hammer 80, Hammer 100, Yozuri pencil Arms 90, Brava 90, Sasuke 90, Jet 90, Curisco, Birutinha, entre outras Piranha preta arrebentou com a isquinha do Angelo Ricardo Cortez acerto o seu Troféu kkkkkkk Bass acelerandooooo Alguns cardumes apareciam Direito a um cochilo após o almoço, dava uma baita revigorada nas forças Esse foi o maior peixe da Pescaria 61 Cm Roberto, Sua esposa, sua sogra, Seus filhos e Carlinhos, nos trataram como alguém da familia. Filhos do Roberto os Trigêmeos Pedro, Victor e Henrique, uma alegria essa Piazada.
  8. Galera me ajudem ai, Qual pousada fica em tese perto de melhores pontos no Lago??? Rancho do Kojak Perto da Barragem ou o Pesca e Lazer em Retiro-TO??? Estamos planejando conhecer o lago e com ele vem os preparativos. Como sera nossa primeira vez toda ajuda é bem vinda. Se tiver mais alguma pousada que puderem e quiserem indicar ficarei Grato. Obrigado Galera um Abraço
  9. Meus amigos não sou muito entendido sobre catalogo espécies e coloco abaixo fotos das espécies de Corvina que já tive oportunidade de capturar. As primeiras foram nas águas da represa de serra da mesa onde sei que também são encontradas nas bacias do Amazonas, Araguaia/Tocantins, Prata/Paraguai e as demais da espécie encontrada aqui na Bacia do Rio São Francisco. Quem puder colaborar para a identificação e esclarecimentos sobre as diferenças das espécies em questão agradecemos muito. Grande abraço para todos.
  10. Olá amigos da Turma do Biguá A pescaria da semana, tivemos a alegria e satisfação de receber os novos amigos pescadores Cearenses, uma turma nota mil... Foi uma grande confraternização entre amigos e pais e filhos. Os grupos Clube do Tucunaré e Piranha com Cachaça duelaram até o ultimo dia. Mais uma vez fomos recepcionados pelo Rancho do Kojak onde ficamos hospedados com todo conforto e comodidade. A operação foi realidade pela agência Tocantins Pesca & Aventura – TPA com os Guias Alex Silva, Juliano Lasca, Alexandre Gaúcho, Deivid e GG que não mediram esforços para colocarem os pescadores em cima dos peixes mesmo em condições adversas, pois foram 3 dias de ventos, dificultando os arremessos, principalmente para os pescadores mirins... Tiramos leite de pedra, mesmo com o tempo não ajudando, conseguimos brincar com vários cardumes, foram capturados, fotografados e soltos vários exemplares variando entre 55, 56, 58 e 59cm com destaque para o pescador Felipe que mesmo com a vara quebrada conseguiu embarcar dois troféus OVERs 60 com um medindo 60cm e outro 61cm levando o título para o Clube do Tucunaré e o outro campeão foi Pedro Carlos que faturou o torneio mirim com um belo Tucunaré de 59cm. Foram 3 dias intensos de muita alegria, confraternização, churrasco na beira do lago e amizade, fazendo do peixe apenas um detalhe... Quero agradecer imensamente ao grupo pela escolha da TPA como organizadora deste roteiro em nome do amigo Assis que foi o meu contato, aos nossos novos amigos Marlowe, Moerton, Gilberto, Pedrinho, Felipe, Assis, Fabio, Marco, Pedro Carlos, João Pedro, Dudu, Leo e Guga. Um agradecimento especial ao Rancho do Kojak e toda família e equipe Kojak, que sempre recebe meus clientes e a todos que vão lá com muita alegria e com uma ótima recepção, não podemos deixar de agradecer ao proprietário da Fazenda Jatobá que autorizou o pouso do avião em sua pista e recepcionou o grupo e um agradecimento mais que especial aos amigos, guias e parceiros Juliano Lasca, Alexandre Gaúcho, Deivid e GG, pois de nada adianta termos os melhores equipamentos, não adianta estarmos na melhor pousada do Tocantins se não tivermos os melhores conhecedores da região e da profissão de guia.... Colocar os pescadores em cima dos peixes, com vários exemplares de bom tamanho mesmo em condições adversas, tem que se tirar o chapéu... Valeu parceiros, a TPA tem orgulho de tê-los na equipe e orgulho de ter como parceiro o Rancho do Kojak... Valeu mesmo, muito obrigado! A TPA atua em 11 regiões dentro do Tocantins focado sempre nos peixes espostivos, além de observação de aves e animais silvestres com safári fotográfico... Informações sobre a pesca esportiva no Tocantins acesse os sites; www.alexpesca.com.br , www.lascapescaesportiva.com.br, www.romanipescaesportiva.com.br, www.raphaelpescaesportiva.com.br, www.gauchopescaesportiva.com.br , www.ranchodokojak.com.br r
  11. Tucunarés no Tocantins em maus Lençóis... Depois de quase 10 anos da ultima pescaria... Recebemos novamente os amigos e clientes de Lençóis Paulista interior de São Paulo... André Lombardi (Moringa) e Ivens já são velhos conhecidos e completando o quarteto os pescadores Marcelo Lombardi (Tchelo)e João Luiz (Bugio)... Os pescadores são amigos de longa data e conterrâneos do parceiro da TPA Juliano Lasca. Além da alegria de estar recebendo estes amigos, eu estava estreando o novo equipamento de trabalho da equipe da TPA... Uma Mega Bass de 21 pés modelo Mega Bass, com carreta trucada ODNE e o novo lançamento mundial e premiado na Icast e no Brasil, o motor elétrico Minn Kota Ulterra e o coração deste bólido não poderia ser outro... Um motor Mercury Pro XS ... Este equipamento já está disponível para os clientes da TPA que para 2016 terá grandes novidades... Mais conforto e segurança, itens primordiais em nossos serviços, além de possibilitar o atendimento de 3 pescadores com a diminuição dos custos. Nossa pescaria sob o comando do parceiro Lasca, nosso roteiro foi exclusivamente nos lagos de Formoso do Araguaia, que, diga-se de passagem, mesmo com tanta gente matando peixe ainda sobrevive e proporciona belas fisgadas... Saíram vários OVER’s 60 e Pirarucus na isca artificial... Agradeço aos amigos pescadores pela agradável companhia e ao parceiro Lasca pela oportunidade de estar guiando essa turma que é nota 10. Fiquem com as imagens desta aventura (fotos apenas da minha câmera) e que venha a próxima com muito mais peixes... A TPA é uma agência operadora com pacotes exclusivos para roteiros dentro do Tocantins e é a única operadora a trabalhar com Bass Boats em sua equipe, são Guias altamente qualificados e equipados com o que há de melhor no mercado... Desejando conhecer e pescar no Tocantins a TPA é a sua operadora! Sempre a disposição com os melhores roteiros e profissionais para você! Informações: www.alexpesca.com.br, www.lascapescaesportiva.com.br.
  12. Ola Pescadores! Com a correria entre as pescarias e os torneios... acabo q ficando num apuro lascado... mas sempre que possivel dou uma corrida nas mensagens para acompanhar os amigos Biguazeiros, mesmo que sem postar muitas mensagens estou sempre conferindo as postagens dos amigos... Segue uma reportagem que tive a oportunidade de acompanhar e com muita felicidade fisgar um belissimo Azulao e contribuir com esta grande materia em prol a Pesca Esportiva Aconteceu em Palmas-TO o 1º Torneio de Pesca Esportiva onde o embaixador da Pesca Esportiva o Tucunaré Azul se faz presente e em grande quantidade e tamanho... Terra de grandes pescadores e competentissimos Guias, a convite da globo local onde faria uma reportagem com o pescador e apresentador Johnny Hoffmann, fomos para acompanhar o dia do pessoal e ficar dando auxilio e suporte para o camera e reporter... o resultado foi uma belissima materia que foi e esta sendo muito bem comentada aos quatro cantos do País onde foi extremamente trabalhada a situação e atitude do Pesque e Solte!! Espero que esta seja uma de muitas materias difundindo a Pesca Esportiva Nacional! Gostaria de agradecer aos amigos da TPA(em especial Alex Silva e Raphael Fishing Guide-Guias de Pesca Esportiva Tocantins), ao pessoal da Rede Globo-TO, Johnny que foi muito bacana e extremamente competente(como sempre) e os demais envolvidos na empreitada!! Obrigado amigos http://vid1227.photobucket.com/albums/ee428/FabioThomazMartins/11232931_495045723987459_1593688530_n.mp4
  13. Olá amigos... É com uma alegria e satisfação imensa venho compartilhar com vocês algumas fotos da minha Mega Bass Master que montei com muito carinho juntamente com a família Mega Bass e com os amigos da Araguaia Náutica de Goiânia... Depois fui fazendo Ups Grade com acessórios da AQUABRAZIL Outdoors, Nitro Imports e alguns acessórios adquiridos com o amigo Fabricio Biguá... A Master está equipada com; - Motor Mercury 200 Pro XS com hélice Fury 26 - Jack Plate Bobs Machine 10" manual by Nitro Imports - Motor elétrico Minn Kota Terrova i-Link 80lbs com i-pilot by AQUABRAZIL Outdoors - Carreta ODNE trucada com eixos reforçados e para-lamas personalizados com iluminação em led. - Sonar Humminbird 688 Ci com Down Image by AQUABRAZIL Outdoors - Cunhos em inox by Nitro Imports - 2 Rods Buckles - Escada acoplada ao Jack Plate Bobs Machine by Nitro Imports - Chaves de comando no painel da Sea Choice by Nitro Imports - Bombas e automatico Attwood by Nitro Imports - Puxadores das tampas T-H marine by Nitro Imports - Leds em todos os compartimentos
  14. boa tarde amigos, sou menbro a algum tempo do forum mais somente como leitor, esse é meu primeiro post venho aqui apresentar para voces meu trabalho, sou guia de pesca esportiva em Palmas - TO, e queria apresentar um pouco do serviço que presto a voces. trabalho como guia de pesca e o serviço prestado começa no momento da chegada do cliente a Palmas, onde irei buscar no aeroporto ou rodoviária e levo ate o hotel o qual ja esta incluso no pacote, no hotel o cliente tem direito a cafe da manha, busco o cliente no hotel pela manha e partimos atras do bichos, no barco esta incluso bebidas (água, refrigerante, suco e cerveja) a vontade durante todo o dia, aperitivos, almoço as margens do lago (picanha,linguiça, frango ou peixe a escolha do cliente, arroz, salada), o barco e um megabass trick com motor evinrude e-tec 130 hp, com motor elétrico minn kota terrova ipilot e sonar lowrance elite 5. apos a pescaria o cliente e deixado no hotel e fica a critério do mesmo se deseja sair para jantar ou jantar no próprio hotel (jantar por conta do cliente), caso o cliente deseje sair para jantar me disponho a levar o mesmo onde desejar. a pescaria no lago de palmas e atras dos tucunarés azuis, sendo que do hotel ao lago de Palmas estamos a 5 minutos, ja as cachorras e bicudas são pescadas no rio Tocantins que fica a 50 km do hotel em estrada de asfalto muito bem conservada. aos interessados em mais informações seguem meus contato e algumas fotos abaixo www.raphaelpescaesportiva.com.br raphael_sabbato85@hotmail.com (63) 9993-3164
  15. Galera, Pesco há bastante tempo e sei que existem diversos fatores que afetam a produtividade em uma pescaria. Porém gostaria de programar uma viagem visando à produtividade. Ou seja, a intenção não é ir atrás de troféus, e sim se divertir pegando bastante peixe. Até mesmo por que minhas tralhas são varas de 10 a 17 lbs, carretilhas pequenas e iscas de 7 a 10 cms mais ou menos, claro que comprar uma ou outra coisa é sempre necessário. Gostaria de saber que destinos recomendam. Aguardo dica dos amigos. Abraços
  16. . Semana Santa 2015 - Lago do Peixe Angical ( Povoado do Retiro TO ) com as turmas : Felipe Solto ( DF ) Fabricio Silveira ( SC ) Luis Alvarenga ( GO/ TO ) O que marcou esse fim de semana, foram os cardumes, varios estouros tamanhos entre 500 gramas a 1,5 kg, locais abertos com rasuras a isca coringa, foi a Fire Stick onde conseguiram levantar alguns exemplares entre 2 a 4 kg, em um trabalho mais lento.. outra isca que tb destacou, foi o happer popper cor osso do nelson nakamura um resumo de algumas fotos deste fim de semana aqui na Pousada Pescaiaque Goiás, Retiro TO
  17. Olá amigos da Turma do biguá, sou um dos mais novos integrantes desde fórum e nada melhor do que se apresentar em grande estilo, começando com um relatinho da minha ultima "grande" pescaria, realizada não apenas por mim, mas sim em conjunto com a minha turma "MIYAGI's team" no Lago do Peixe TO no mês de novembro (do dia 19 ao 24) do ano passado. A pescaria já havia sido programada desde o inicio do ano, passagem compradas com antecedência, e a ansiedade cada vez maior, cada vez mais pesquisas eram feitas. Equipamento e iscas escolhidos a dedo, tudo para ir em busca dos Azulões. Embarcamos no dia 19 com destino a Brasilia, de lá partimos para Palmas onde fomos recebidos pelo Mestre Mariozan, rapaz gente fina, a viagem inteira do aeroporto até a pousada foi regada de boas historias e dicas para pescaria. Depois de 4 horas pela estrada asfaltada entramos na de terra com destino a pousada e oque eram para ser 15 Km se transformaram em 30 km devido o desvio necessário, pela ponte ter sido destruída por um caminhoneiro enfurecido, que quase ao cair da mesma tacou fogo na madeira Apesar do desvio demorar mais de 1h, e ser necessário abrir 7 porteiras as 11 da noite, valeu a pena, vimos alguns animais como porcos do mato e lagartos. Ao chegarmos na Pousada fomos recebido pela dona Didi e também pelo Marcão, ambos sensacionais muito atenciosos e prestativos. Partimos para janta, uma bela macarronada com frango a passarinho, nada a mal para um pequeno italianinho haha. 1º dia de pesca, Após um belo café da manhã com pão de queijo comprado na ida, durante a parada na cidade de Gurupi, conhecemos nosso guia, Maranhão, o mesmo muito atencioso, qualquer coisa necessária fazia na hora. Partimos atrás dos peixes e logo nos primeiros arremessos, Giovanni engata o primeiro peixe da viagem, uma traíra, tirei o sarro falando que não se roda 2000 km para pescar as bocudas, ate desanimei o rapaz que nem foto quis tirar da bichinha. Mais alguns arremessos sem ação na superfície apelei para 1/2 água, e com uma bora 10 engatei o primeiro azul, que deu uma boa briga por ser o primeiro peixe. No resto do dia foram diversos peixes, que não passaram dos 2 kg conforme mostra as fotos a seguir; 2º dia de pesca, foi no mesmo esquema, sendo a unica diferença que no café comi 2 ovos de coca (galinha de angola, da própria pousada) feitos pela dona Didi, digo isto pois foi oque me deu sorte para engatar bons peixes até o fim do dia. Bocudo pego na Firestick rosa arremessada no pé de uma arvore em meio ao paliteiro. 3º dia de pesca já foi diferente, menos ações e um pancada de chuva no meio do almoço (parada das 12h ate 2h para recompor a energia deitado na rede e beliscando uma carninha com peixe preparado na hora pelo nosso guia), mesmo assim saiu peixe: Grande amigo e parceiro de pesca Mestre Giovanni com seu belo azul ao fim do dia 4º dia de pesca, era para tudo dar errado, variação climática, chuva, pressão, nível de água (devido a abertura das comportas) dificultou e muito a pesca, mas nada que uma boa capa de chuva e a persistência a cada arremesso somada a caçada do peixe garantiu os últimos exemplares da nossa jornada de 4 dias. Primeiro peixe do dia, Jacunda no soft. Logo em seguida, 30 metros a frente entrou o Peixe da viagem, que não por seu peso ou tamanho, mas sim pela ignorancia ao atacar 4 vezes, isso mesmo 4x a isca que não foi interrompida o trabalho, apesar das pernas e braços estarem tremendo haha. 100 risadinha haha PESADOOOO!!! Encharutada monstra na ZigZara 5º e ultimo dia, acordei logo cedo para dar uma pinchada em frente a pousa mas nada saiu, apenas alguns rebojos distante da isca. No Resumo, a Viagem foi TOP, novas amizades, aventuras e principalmente conhecimento compartilhado e adquirido dia após dia, Gostaria de Agradecer e Recomendar A pousada do agora novo amigo MARIOZAN PESCA ESPORTIVA, que com sua extrema simplicidade conquistou mais um cliente , dona Didi cozinheira de primeira, Marcão atencioso que só, e por fim Maranhão GUIA 100%, que certamente irei com ele novamente na próxima vez, que se Deus quiser não será distante. Paliteiro "LIGHT" Fauna e flora 100% preservada, vimos jabutis, jacarés, arraias, porcos, veados, onças, araras, cobras, papagaios, e inumeros outros pássaros. Eu e outro mestre, Norberto, pai do Giovanni. Foto meio tremida, mas juro que o barco estava indo certinho haha. "Selfie" Equipamentos utilizados por mim: Varas Urano 5'6" 17 lbrs Urano 5'6" 25 lbrs Green Bass 5'8" 25 lbras New Green Bass 5'5" 17 lbras Carretilhas Curado 201 g7 Curado 201 e7 Curado 51e Chronarch 201 e6 Linhas Power Pro 30 lbrs Ado X PE Principais iscas POP R (rebel) POP queen (maria) Firestick (intergreen) Bora (NN) ZigZara (NN) T10 (rebel) INNA PRO 90 (marine) Bonnie 95 (jackall) Red Pepper (Tiemco) Cores Rosa metálica, osso, Amarela/transparente/verde, prata, marrom.
  18. Pescaria no TO em Set/Out 2014 Peixe: Bicuda Isca: Curisco 90 Carretilha: Aldebaran mg7 Vara: 17lb Linha: PowePro 30lb Muita emoção, estava em busca dos tucunas e quando eu menos esperava entrou essa bicuda maravilhosa! abs turma.
×
×
  • Criar Novo...