Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Flavio Oliveira

Paz e Tranquilidade...

Posts Recomendados

Paz e tranqüilidade

Cansado da agitação da vida urbana, Celo larga o emprego, compra um pedaço de terra no Amazonas e se muda para lá. Ele vê o carteiro uma vez por semana e vai à mercearia uma vez por mês. No mais, é paz e tranqüilidade.Seis meses depois, em dezembro, alguém bate na porta. Celo abre e vê um homem barbudo, enorme, que diz:

- Meu nome é Chicão, seu vizinho, 7 léguas daqui. Festa de Natal lá em casa, sexta-feira. Começa às cinco.

Celo se entusiasma:

- Ótimo, depois de seis meses por aqui, na solidão, nada melhor que isso. Muito obrigado, vou sim.

Chicão começa a ir embora, pára e diz:

- Seguinte: vai rolar bebida.

- Sem problema. Eu topo.

Novamente Chicão começa a ir embora, mas pára e diz:

- Olha, também pode ter briga.

- Sem problema, eu me dou bem nesses lugares. Mais uma vez obrigado.

Chicão continua:

- E pode ter sexo meio selvagem...

- Também não é problema. Eu estou aqui faz 6 meses. Mais um motivo para ir. E, aproveitando, me diz uma coisa: qual é o traje?

Chicão:

- Cê é que sabe. É só nós dois!!!!!!!! bang:: bang::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×