Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Cristiano Rochinha

Mod Temp
  • Total de itens

    1.118
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    22

Histórico de Reputação

  1. Upvote
    Cristiano Rochinha deu reputação a Leandro Gofert em Pescaria de caiaque no Riacho Grande   
    Boa tarde amigos, hoje estava de folga e resolvi tirar a poeira do meu caiaque, o lugar escolhido foi o Riacho Grande, onde utilizei a Pousada dos Pescadores na estrada velha de Santos como ponto de embarque.
    Cheguei as 7:15 h, tirei a tralha do carro e comecei a montar os apetrechos, o dia estava nublado, excelente para a pesca de traíras.

    Caiaque arrumado, agora é montar em cima e remar...resolvi não ir muito longe pois aquela represa é enorme e a chance de se perder é grande...então fiquei nas imediações da Pousada, até porque gostei bastante de alguns pontos de pesca que vi ali por perto, pareciam promissores.

    Iniciei com iscas de superfície, o sapinho Badfrog nas raseiras e em meio às vegetações submersas, mas não tive ações. Resolvi investir nas iscas soft (Criatura da Camalesma)...o resultado não tardou a aparecer, uma bela traíra por volta de 1,5 kg.

    Usando a mesma isca soft ainda perdi uma outra traíra menor que conseguiu se soltar no pulo. 
    Mais tarde, resolvi investir na foz de um riozinho que deságua na represa ali perto...como era mais raso e cheio de capim submerso resolvi investir novamente no Badfrog. O resultado foi excelente,  uma traíra de 800 g:

    Notem como as traíras de lá possuem uma lista escura na lateral...achei muito interessante esse fato.
    Mais por volta da hora do almoço as ações pararam, hora de comemorar com uma breja.

    Acabei indo embora mais cedo, porque por volta das 14h o vento e a garoa entraram com vontade...
    E foi isso amigos, consegui tirar a poeira do caiaque e ainda pesquei duas bonitas dentuças...
    Obrigado a quem leu até aqui..
     
  2. Upvote
    Cristiano Rochinha deu reputação a Kid M em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    REPIQUETE
    Este é o "inimigo mais assustador" de qualquer pescador que se dispõe a enfrentar uma ida à Amazônia...
    O planejamento prévio da pescaria parece ter mitigado grande parte dos riscos, ou do que possa "não dar certo".
    Mas em se tratando de Amazônia, essa possibilidade nem sempre pode ser prevista (ou prevenida) !
    Chuva fora de época (dentro da tradição anual) nas cabeceiras dos rios são o "calafrio" que bate nos pescadores.
    Pescar com chuva não é (e não será jamais) um problema, mas mexeu no ph da água e/ou fazer o fluxo de descarga parar, ou pior ainda, virar nível crescente, é trágico !
    Peixe fica inativo quando não passam a "rabanar" as iscas em defesa de ninhos ou da filhotada recém nascida.
    A troca das iscas e tentativa de "tudo que se tem disponível" é insuficiente para reverter esse quadro negativo.
    É preciso não perder o "fair play" e buscar outras formas de desfrute desses dias tão intensamente programados com antecedência.
    A pesca dos peixes é uma alternativa, embora o "repiquete" também desacelere a caça desse grupo de peixes no rio.
    Àqueles que estiverem em barco hotéis, devem desfrutar mais do que essas embarcações lhes oferecem - sempre relegadas quando o peixe está comendo...
    Almoçar embarcado, descanso pós almoço minimizando os efeitos do sol do meio dia são sugestões a serem pensadas e talvez utilizadas !
    Aproveitar melhor os momentos do grupo junto para fazer a "resenha" e tentar evitar que o desânimo possa ser o condutor dessas conversas !
    Estar na Amazônia já é para ser visto como uma realidade positiva para cada vez menos novos pescadores pelos custos de chegar nesses pontos !
    Em momento algum há a sugestão de "deixar de" lançar as iscas, mas talvez fazer isso sem aquela "ansiedade" de a cada arremesso uma batida.
    Desfrutar do entorno nos locais onde o piloteiro lhe levou é uma boa sugestão, pois ele é um dos principais interessados no seu sucesso que se refletirá na gratificação.
    Trabalhar as iscas com mais técnica e menos alvoroço costuma dar algum resultado. Lembre-se que "da próxima vez" será muito melhor... 
  3. Thanks
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Custom by Marco em Uma das primeiras de 2020. Bom presente para um produtor de milho   
    Esses cabos em sabugo de milho são os mais bonitos que vi até hoje.
    Parabéns!
  4. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Fábio Tittoto em AZUIS EM ÁGUAS TURVAS   
    Valeu Fábio,respondi in box,mas pra mais alguém que se interesse,eu sempre pesco com o guia Marlô,017-999746996
  5. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Edson C. Martins (CAPITÃO) em Como "tolerar & conviver" com o astuto boto tucuxi ?   
    Tanto no caso do tucuxi na Amazônia,como do cor de rosa ,no Araguaia,a verdade é uma só: NÃO HÁ O QUE SE FAZER!!!!!
    Ainda não vi nenhuma técnica pra ficar livre deles e acredito que nem existirá.Ano passado no Araguaia,um dos guias que é um legítimo indio karajá,começou a iscar de uma maneira diferente,passando o anzol por 2 ou 3x na isca....No começo até pareceu que ia surtir efeito,mas acho que foi só impressão mesmo rsrs....Logo eles apareceram a atacaram do mesmo jeito...Ouvi dizer (não sei se é verdade) que um "magnata" que pescava em Luiz Alves chegou a pagar para alguns piloteiros poitarem seus barcos acima de onde ele ia pescar e alguns abaixo,pra que ele soltasse suas iscas num "meio mais protegido".Enquanto ele pescava,os botos se divertiam com as iscas dos barcos de cima ou de baixo...Sinceramente não acreditei muito nisso não ,parece rádio pião mesmo,mas o fato é que cada vez mais eles estão mais inteligentes,e dificultando mesmo as pescarias em determinados lugares.Eu particularmente já estou começando meio que a "me acostumar e aceitar isso",afinal,como foi dito acima,onde tem boto tem peixe,e os intrusos na verdade somos nós.
    Grande abraço á todos!
  6. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Adalberto Magrao em Como "tolerar & conviver" com o astuto boto tucuxi ?   
    Tanto no caso do tucuxi na Amazônia,como do cor de rosa ,no Araguaia,a verdade é uma só: NÃO HÁ O QUE SE FAZER!!!!!
    Ainda não vi nenhuma técnica pra ficar livre deles e acredito que nem existirá.Ano passado no Araguaia,um dos guias que é um legítimo indio karajá,começou a iscar de uma maneira diferente,passando o anzol por 2 ou 3x na isca....No começo até pareceu que ia surtir efeito,mas acho que foi só impressão mesmo rsrs....Logo eles apareceram a atacaram do mesmo jeito...Ouvi dizer (não sei se é verdade) que um "magnata" que pescava em Luiz Alves chegou a pagar para alguns piloteiros poitarem seus barcos acima de onde ele ia pescar e alguns abaixo,pra que ele soltasse suas iscas num "meio mais protegido".Enquanto ele pescava,os botos se divertiam com as iscas dos barcos de cima ou de baixo...Sinceramente não acreditei muito nisso não ,parece rádio pião mesmo,mas o fato é que cada vez mais eles estão mais inteligentes,e dificultando mesmo as pescarias em determinados lugares.Eu particularmente já estou começando meio que a "me acostumar e aceitar isso",afinal,como foi dito acima,onde tem boto tem peixe,e os intrusos na verdade somos nós.
    Grande abraço á todos!
  7. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Guilherme Liotti em Como "tolerar & conviver" com o astuto boto tucuxi ?   
    Tanto no caso do tucuxi na Amazônia,como do cor de rosa ,no Araguaia,a verdade é uma só: NÃO HÁ O QUE SE FAZER!!!!!
    Ainda não vi nenhuma técnica pra ficar livre deles e acredito que nem existirá.Ano passado no Araguaia,um dos guias que é um legítimo indio karajá,começou a iscar de uma maneira diferente,passando o anzol por 2 ou 3x na isca....No começo até pareceu que ia surtir efeito,mas acho que foi só impressão mesmo rsrs....Logo eles apareceram a atacaram do mesmo jeito...Ouvi dizer (não sei se é verdade) que um "magnata" que pescava em Luiz Alves chegou a pagar para alguns piloteiros poitarem seus barcos acima de onde ele ia pescar e alguns abaixo,pra que ele soltasse suas iscas num "meio mais protegido".Enquanto ele pescava,os botos se divertiam com as iscas dos barcos de cima ou de baixo...Sinceramente não acreditei muito nisso não ,parece rádio pião mesmo,mas o fato é que cada vez mais eles estão mais inteligentes,e dificultando mesmo as pescarias em determinados lugares.Eu particularmente já estou começando meio que a "me acostumar e aceitar isso",afinal,como foi dito acima,onde tem boto tem peixe,e os intrusos na verdade somos nós.
    Grande abraço á todos!
  8. Upvote
  9. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Eduardo Sone em AZUIS EM ÁGUAS TURVAS   
    Galera,tudo bem com vocês?
     
    Como já é de costume,todos os anos na primeira semana de janeiro eu faço uma pescaria de tucunarés na represa de Porto Colombia...
    Por ser uma época normalmente de muita chuva,já estamos acostumados a fazer essa tradicional pescaria regada quase sempre à "muita água", e esse ano não poderia ser diferente.Com as fortes chuvas dos últimos dias,somente o rio Grande acima da barragem de Porto Colombia ainda mantinha suas águas mais limpas .Todos os afluentes estavam com águas turvas.
    Enquanto que na parte de baixo da barragem,o rio Grande ainda está baixo,acima há muita,muita água...A água está sendo mantida acredito eu até final de janeiro/início de fevereiro,quando as comportas de Porto Colombia devem ser abertas caso as chuvas continuem com essa frequência,e somente então o rio deve começar a subir.
     
    Pra quem conhece a região,aqui da pra ter noção do nível da água no reservatório de Porto Colombia.....Água já embaixo dos barcos que ficam guardados lá no clube naútico de Planura.

     
    E lá vamos nós....

     
    Mesmo com as águas turvas dos afluentes,resolvemos arriscar em um deles,o Sapucaí,já que é um rio onde já pegamos bons peixes,e havia notícias de que alguns dias atrás alguns bons exemplares haviam sido fisgados.
     
    Logo na entrada do rio,já dava pra perceber a diferença na cor da água perante a água do rio Grande.
     
    Grande

     
    Sapucaí

     
    Água turva sempre é sinônimo de pescaria difícil de tucunaré,então resolvemos partir direto pra algumas iscas consideradas "coringas" nessa região: Innas 70 branca com cabeça vermelha e jigs,todos brancos devido a coloração da água.Resolvi experimentar também uma isca que nem é novidade pra tucunaré,mas pelo menos aqui pelo rio Grande,é muito pouco utilizada, as colheres. Escolhi as famosas Jonhson prateadas de 10g com anti-enrosco.E foi resultado certeiro.
    Não demorou muito e encontramos um pequeno cardume junto a moitas de aguapés nas margens.E foi nesse local que embarcamos 3 excelentes peixes,o primeiro deles foi o maior do dia,um lindo peixe pego na colher e que mediu 57cm...
     

     
     
    Após esse cardume,achamos mais alguns peixes pequenos nas águas turvas,e uma outra isca se mostrou eficiente nessas condições, a Brava 70 cor verde limão.
     
    Paramos pra fazer um rango as na entrada do rio Sapucaí,e claro,tomar umas porque ninguém é de ferro.

     
    Após o almoço ficamos no rio Grande,com suas águas azuis....Só então conseguimos levantar alguns peixes na superfície, Zig Zarinha,e fisgamos mais alguns azuis e um lindo amarelo na meia água e jig.....A esperada "chuvona braba" não veio nesse dia,apenas um chuvisqueiro,que deixou a tarde ainda mais bonita.

     
    No dia seguinte,resolvemos ir atrás das corvinas no trecho abaixo da ponte que liga SP a MG.
    Sem sucesso....As fortes chuvas dos últimos dias fizeram as bichinhas  desaparecerem por completo.Então,resolvemos pescar de rodada com lambaris de isca,atrás dos barbados.Esses sim,embora pequenos,estavam muito ativos,e e um pouco mais de 1h de pescaria,fisgamos vários deles...Com tralha bem leve,é uma pescaria pra lá de esportiva.

     
     
    Lembrando que a pesca nesse trecho do rio Grande só é permitida acima da barragem ou na parte de baixo da ponte.Isca natural somente lambaris com nota fiscal (encontrado na região) e obviamente somente na modalidade ESPORTIVA....Caso queira comer um peixe,apenas espécies exóticas.
    Outro lembrete principalmente pra quem conhece a região,é que a estrada que vai para o clube Náutico de Planura,que esteve em estado lastimável por quase 3 anos,foi totalmente recapeada,e está em excelentes condições...Vamos ver até quando.
     
    E assim foi mais um excelente começo de ano,nesse rio que é o mais importante de minha vida.
     
    Um grande abraço e excelente ano á todos.
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     

  10. Upvote
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Guto Pinto em AZUIS EM ÁGUAS TURVAS   
    Galera,tudo bem com vocês?
     
    Como já é de costume,todos os anos na primeira semana de janeiro eu faço uma pescaria de tucunarés na represa de Porto Colombia...
    Por ser uma época normalmente de muita chuva,já estamos acostumados a fazer essa tradicional pescaria regada quase sempre à "muita água", e esse ano não poderia ser diferente.Com as fortes chuvas dos últimos dias,somente o rio Grande acima da barragem de Porto Colombia ainda mantinha suas águas mais limpas .Todos os afluentes estavam com águas turvas.
    Enquanto que na parte de baixo da barragem,o rio Grande ainda está baixo,acima há muita,muita água...A água está sendo mantida acredito eu até final de janeiro/início de fevereiro,quando as comportas de Porto Colombia devem ser abertas caso as chuvas continuem com essa frequência,e somente então o rio deve começar a subir.
     
    Pra quem conhece a região,aqui da pra ter noção do nível da água no reservatório de Porto Colombia.....Água já embaixo dos barcos que ficam guardados lá no clube naútico de Planura.

     
    E lá vamos nós....

     
    Mesmo com as águas turvas dos afluentes,resolvemos arriscar em um deles,o Sapucaí,já que é um rio onde já pegamos bons peixes,e havia notícias de que alguns dias atrás alguns bons exemplares haviam sido fisgados.
     
    Logo na entrada do rio,já dava pra perceber a diferença na cor da água perante a água do rio Grande.
     
    Grande

     
    Sapucaí

     
    Água turva sempre é sinônimo de pescaria difícil de tucunaré,então resolvemos partir direto pra algumas iscas consideradas "coringas" nessa região: Innas 70 branca com cabeça vermelha e jigs,todos brancos devido a coloração da água.Resolvi experimentar também uma isca que nem é novidade pra tucunaré,mas pelo menos aqui pelo rio Grande,é muito pouco utilizada, as colheres. Escolhi as famosas Jonhson prateadas de 10g com anti-enrosco.E foi resultado certeiro.
    Não demorou muito e encontramos um pequeno cardume junto a moitas de aguapés nas margens.E foi nesse local que embarcamos 3 excelentes peixes,o primeiro deles foi o maior do dia,um lindo peixe pego na colher e que mediu 57cm...
     

     
     
    Após esse cardume,achamos mais alguns peixes pequenos nas águas turvas,e uma outra isca se mostrou eficiente nessas condições, a Brava 70 cor verde limão.
     
    Paramos pra fazer um rango as na entrada do rio Sapucaí,e claro,tomar umas porque ninguém é de ferro.

     
    Após o almoço ficamos no rio Grande,com suas águas azuis....Só então conseguimos levantar alguns peixes na superfície, Zig Zarinha,e fisgamos mais alguns azuis e um lindo amarelo na meia água e jig.....A esperada "chuvona braba" não veio nesse dia,apenas um chuvisqueiro,que deixou a tarde ainda mais bonita.

     
    No dia seguinte,resolvemos ir atrás das corvinas no trecho abaixo da ponte que liga SP a MG.
    Sem sucesso....As fortes chuvas dos últimos dias fizeram as bichinhas  desaparecerem por completo.Então,resolvemos pescar de rodada com lambaris de isca,atrás dos barbados.Esses sim,embora pequenos,estavam muito ativos,e e um pouco mais de 1h de pescaria,fisgamos vários deles...Com tralha bem leve,é uma pescaria pra lá de esportiva.

     
     
    Lembrando que a pesca nesse trecho do rio Grande só é permitida acima da barragem ou na parte de baixo da ponte.Isca natural somente lambaris com nota fiscal (encontrado na região) e obviamente somente na modalidade ESPORTIVA....Caso queira comer um peixe,apenas espécies exóticas.
    Outro lembrete principalmente pra quem conhece a região,é que a estrada que vai para o clube Náutico de Planura,que esteve em estado lastimável por quase 3 anos,foi totalmente recapeada,e está em excelentes condições...Vamos ver até quando.
     
    E assim foi mais um excelente começo de ano,nesse rio que é o mais importante de minha vida.
     
    Um grande abraço e excelente ano á todos.
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     

  11. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Rodrigo de Souza Gonçalves em AZUIS EM ÁGUAS TURVAS   
    Galera,tudo bem com vocês?
     
    Como já é de costume,todos os anos na primeira semana de janeiro eu faço uma pescaria de tucunarés na represa de Porto Colombia...
    Por ser uma época normalmente de muita chuva,já estamos acostumados a fazer essa tradicional pescaria regada quase sempre à "muita água", e esse ano não poderia ser diferente.Com as fortes chuvas dos últimos dias,somente o rio Grande acima da barragem de Porto Colombia ainda mantinha suas águas mais limpas .Todos os afluentes estavam com águas turvas.
    Enquanto que na parte de baixo da barragem,o rio Grande ainda está baixo,acima há muita,muita água...A água está sendo mantida acredito eu até final de janeiro/início de fevereiro,quando as comportas de Porto Colombia devem ser abertas caso as chuvas continuem com essa frequência,e somente então o rio deve começar a subir.
     
    Pra quem conhece a região,aqui da pra ter noção do nível da água no reservatório de Porto Colombia.....Água já embaixo dos barcos que ficam guardados lá no clube naútico de Planura.

     
    E lá vamos nós....

     
    Mesmo com as águas turvas dos afluentes,resolvemos arriscar em um deles,o Sapucaí,já que é um rio onde já pegamos bons peixes,e havia notícias de que alguns dias atrás alguns bons exemplares haviam sido fisgados.
     
    Logo na entrada do rio,já dava pra perceber a diferença na cor da água perante a água do rio Grande.
     
    Grande

     
    Sapucaí

     
    Água turva sempre é sinônimo de pescaria difícil de tucunaré,então resolvemos partir direto pra algumas iscas consideradas "coringas" nessa região: Innas 70 branca com cabeça vermelha e jigs,todos brancos devido a coloração da água.Resolvi experimentar também uma isca que nem é novidade pra tucunaré,mas pelo menos aqui pelo rio Grande,é muito pouco utilizada, as colheres. Escolhi as famosas Jonhson prateadas de 10g com anti-enrosco.E foi resultado certeiro.
    Não demorou muito e encontramos um pequeno cardume junto a moitas de aguapés nas margens.E foi nesse local que embarcamos 3 excelentes peixes,o primeiro deles foi o maior do dia,um lindo peixe pego na colher e que mediu 57cm...
     

     
     
    Após esse cardume,achamos mais alguns peixes pequenos nas águas turvas,e uma outra isca se mostrou eficiente nessas condições, a Brava 70 cor verde limão.
     
    Paramos pra fazer um rango as na entrada do rio Sapucaí,e claro,tomar umas porque ninguém é de ferro.

     
    Após o almoço ficamos no rio Grande,com suas águas azuis....Só então conseguimos levantar alguns peixes na superfície, Zig Zarinha,e fisgamos mais alguns azuis e um lindo amarelo na meia água e jig.....A esperada "chuvona braba" não veio nesse dia,apenas um chuvisqueiro,que deixou a tarde ainda mais bonita.

     
    No dia seguinte,resolvemos ir atrás das corvinas no trecho abaixo da ponte que liga SP a MG.
    Sem sucesso....As fortes chuvas dos últimos dias fizeram as bichinhas  desaparecerem por completo.Então,resolvemos pescar de rodada com lambaris de isca,atrás dos barbados.Esses sim,embora pequenos,estavam muito ativos,e e um pouco mais de 1h de pescaria,fisgamos vários deles...Com tralha bem leve,é uma pescaria pra lá de esportiva.

     
     
    Lembrando que a pesca nesse trecho do rio Grande só é permitida acima da barragem ou na parte de baixo da ponte.Isca natural somente lambaris com nota fiscal (encontrado na região) e obviamente somente na modalidade ESPORTIVA....Caso queira comer um peixe,apenas espécies exóticas.
    Outro lembrete principalmente pra quem conhece a região,é que a estrada que vai para o clube Náutico de Planura,que esteve em estado lastimável por quase 3 anos,foi totalmente recapeada,e está em excelentes condições...Vamos ver até quando.
     
    E assim foi mais um excelente começo de ano,nesse rio que é o mais importante de minha vida.
     
    Um grande abraço e excelente ano á todos.
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     

  12. Upvote
    Cristiano Rochinha deu reputação a João_Medeiros em Primeiro tucunaré do ano para começar 2020 com o pé direito - Presidente Epitácio/SP   
    Fala pessoal. Pesquei em Epitácio/SP no dia 02/01/2020.
     
    E logo meu primeiro peixe foi esse azulão de 58,5 cm:




    E ainda capturei peixes de 50, 48, 47 e 45cm, fora os menores ao montes. Algumas fotos:



     
    para ler o relato completo, clique AQUI ou no link abaixo.
     
    http://historiadepescador.com/post.php?id=171
     
    Fica minha recomendação ao guia Marcelo Moreno, o cara é 10!
     
    Abraço a todos!
  13. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Marcel Werner em Qual o papel real das agências e agenciadores de pacotes na Amazônia   
    Fabricio,nesse caso das pousadas na Amazônia,o papel dos agenciadores ( na sua maioria) é apenas o de atrair mais turistas,através de propagandas e sites,onde as vezes um agenciador consegue mais contatos com grupos de pesca e mais facilmente que o dono em si...Algumas pousadas fecham parcerias com agências exclusivamente por esse motivo,para que esses caras se encarreguem de arrumar gente pra ir pescar.Normalmente esses agenciadores cobram o mesmo preço da pousada e o que ganham é comissão por estarem levando grupos pra lá,nada mais que isso...Há também aqueles que montam roteiros mais "completos" com transfers para restaurantes e hotéis inclusos,aí cobram a mais por esses serviços extras.E por fim há pousadas que operam em exclusividade em algum local,e aí são representadas por alguma agência,que pode ou não ter ligações diretas com o dono....Particularmente,eu acho essencial o serviço de agenciadores se a pescaria for fora do Brasil,Argentina,Costa Rica,Panamá e etc,pois aí sim é importante e irá facilitar e muito alguém que cuide de toda a parte de logística e negociação com a pousada,pra evitarmos alguma dificuldade e ou transtorno que nós ,por sermos de outro país,possa a vir ter.No mais,em pousadas aqui no Brasil,sempre fecho diretamente com a pousada mesmo.
  14. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Evandro P. F. de Camargo em Qual o papel real das agências e agenciadores de pacotes na Amazônia   
    Fabricio,nesse caso das pousadas na Amazônia,o papel dos agenciadores ( na sua maioria) é apenas o de atrair mais turistas,através de propagandas e sites,onde as vezes um agenciador consegue mais contatos com grupos de pesca e mais facilmente que o dono em si...Algumas pousadas fecham parcerias com agências exclusivamente por esse motivo,para que esses caras se encarreguem de arrumar gente pra ir pescar.Normalmente esses agenciadores cobram o mesmo preço da pousada e o que ganham é comissão por estarem levando grupos pra lá,nada mais que isso...Há também aqueles que montam roteiros mais "completos" com transfers para restaurantes e hotéis inclusos,aí cobram a mais por esses serviços extras.E por fim há pousadas que operam em exclusividade em algum local,e aí são representadas por alguma agência,que pode ou não ter ligações diretas com o dono....Particularmente,eu acho essencial o serviço de agenciadores se a pescaria for fora do Brasil,Argentina,Costa Rica,Panamá e etc,pois aí sim é importante e irá facilitar e muito alguém que cuide de toda a parte de logística e negociação com a pousada,pra evitarmos alguma dificuldade e ou transtorno que nós ,por sermos de outro país,possa a vir ter.No mais,em pousadas aqui no Brasil,sempre fecho diretamente com a pousada mesmo.
  15. Upvote
    Cristiano Rochinha deu reputação a Renato Barreto em Dica de reparo em varas de carbono quebrada   
    Vídeo onde ensina uma técnica para recuperar varas de carbono (oca)  quando quebra...eu fiz isso numa Enzo III que um amigo pisou em cima no barco e quebrou bem no meio e depois desse reparo ficou boa...essa técnica só não funciona se quebrar na ponta da vara.
     
     
  16. Upvote
    Cristiano Rochinha deu reputação a Renato Barreto em Rolamento anti reverso Curado 201 g7   
    Olá Artur, entre em contato com a Bluefishing, que é a distribuidora da Shimano no Brasil, que eles podem te informar onde encontrar esse rolamento...e no site deles tem a relação de oficinas credenciadas aqui no Brasil, que com certeza devem ter :  https://www.bluefishing.com.br/
  17. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Breno Rabelo Carneiro em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  18. Upvote
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Cezar.ATL em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  19. Upvote
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Eder Nascimento em Três Marias Espetacular, Dezembro/2019 – Para fechar o ano com chave de ouro – Guia Jaida Machado   
    Parabéns pela pescada...Só peixe lindo!
  20. Upvote
    Cristiano Rochinha deu reputação a Eder Nascimento em Três Marias Espetacular, Dezembro/2019 – Para fechar o ano com chave de ouro – Guia Jaida Machado   
    Três Marias Espetacular, Dezembro/2019  – Para fechar o ano com chave de ouro – Guia Jaida Machado
     
    Nos últimos dias 12, 13 e 14 de Dezembro realizamos uma pescaria surreal no Lago de Três Marias.
    Abastecido pelas águas do Rio São Francisco o Lago de Três Marias tem água cristalina e nesta época do ano apresenta uma cor esverdeada com azul turquesa incrível, que em alguns pontos você se sente no Caribe.
    E é nessas águas que mora o famoso tucunaré azul, Cichla piquiti, mais conhecido como azulão de Três Marias, além do valente e muito briguento tucunaré amarelo, Cichla Kelberi. Muitas outras espécies também são encontradas no lago. Mas para os amantes das tomadas de linha os destaques são esses dois, além das traíras que por muitas vezes também fazem a nossa alegria.
     
    A viagem
     
    Partimos para Três Marias no dia 11, sempre bom ir um dia antes para organizar tudo. Meu grande amigo Igor Toniato pousou em Confins bem no início da manhã e eu o outro grande amigo Rogério Lima fomos buscar ele no aeroporto e de lá mesmo partimos para estrada.
    Viagem tranqüila, muito bate papo e risadas lembrando das nossas aventuras na Amazônia, é cada história que chegamos em Três Marias em um piscar de olhos.
    Tudo organizado e era apenas esperar o outro dia para pescar, as notícias eram muito boas, desde o torneio a pesca estava muito produtiva, com grandes exemplares.
     
     
    Primeiro dia de pesca
     
    Logo pela manhã bem cedo após um bom café da manhã partimos para o ponto de encontro no Lago, utilizamos a estrutura do Guia Helder para embarcar. Helder é um cara super do bem e também um excelente guia que oferece uma estrutura muito boa.

    Eder, Igor Toniato e Rogério Lima
     
    Descendo a rampa nosso guia já estava lá, e era nada mais nada menos do que um dos caras que mais admiro dentro da pesca esportiva, o amigo Jaida Machado, conhece muito de pesca e um grande apaixonado por tudo que esta relacionado à pesca esportiva.
    Mesmo com muito vento pela manhã acertamos bons peixes e por volta das 11h da manhã Rogério acerta o troféu do dia, um belo azulão de 59.5 cm. O peixe brigou bonito e depois de embarcado sessão de fotos e peixe liberado.
    Durante a tarde muitos peixes de pequeno e médio porte, alegria garantida e mesmo com vento tivemos um bom dia de pesca.

    Bela traíra capturada pelo Rogério.
     

    Belo azul de 59.5cm 
     

    Muitos amarelos deste porte de valentia incrível
     
    Segundo dia de pesca
     
    Que dia senhores, que dia!
    Água parada, zero de vento e muito peixe.
    Depois de alguns pequenos tucunas Rogério acerta o primeiro 60up da pescaria, 61cm de uma bela briga.
     

    Que placa senhores! Que placa!   61cm
     

    Jaida Machado
     
    Pouco tempo depois eu avisto um casal na praia de não penso duas vezes, arremesso preciso e o machão entrou na isca, a fêmea saiu para o fundo. Briga no limpo e macho de 59cm embarcado.Nesse momento Jaida Machado mostrou sua experiência, colocou o macho no viveiro, que ficou muito bem oxigenado e nos instruiu a continuar batendo isca subindo a praia e que voltaríamos batendo isca descendo a mesma praia que a fêmea estaria lá esperando o macho. E foi dito e feito, depois de cerca de 15 minutos descendo a praia Igor acertou a fêmea que também brigou no limpo com seus 57cm.
    Depois de uma bela briga soltamos os namoradinhos juntos que saíram bonitos um ao lado do outro, cena linda de se ver.

    Esse boné nunca falha em Três Marias - 59cm                                          57cm
     

     

     
    Um dia com muitos peixes.
     

     
    E o dia seguiu com muitos peixes, amarelos saltando ferozmente da água para acertar as iscas e diversão garantida.
    Numa pequena ilha puxei a minha isca de superfície que estava indo ficar presa em galho ao puxar a isca um amarelão salta todo para fora da água e erra a isca, que susto! Nesta hora olhei para minha direita e no final desta ilha em um parte muito rasa avistei um casal gigantesco de tucunaré azul. Porém fiquei calado, estava muito longe e não tinha certeza, não queria passar vergonha. Mas quando senti que conseguiria alcançar no arremesso eu fui preciso os peixes apenas ameaçarão a atacar a superfície, recolhi na velocidade da luz e passei a mão no conjunto que estava com a isca XT3.
    Mais um arremesso preciso que passou no meio do casal e o macho ataca primeiro, a briga mais linda da minha vida e a fêmea ao lado muito brava esperando a vez dela. Rogério jogou uma superfície e ela ameaçou. Gritei com eles para jogar isca de fundo, Rogério jogou a brutal e não acertou logo em segui orientei ao Igor jogar o spinner e ele foi certeiro, que duble! Detalhe que no dia que chegamos a Três Marias tinha orientado ao Igor para deixar um conjunto montado com spinner porque seria nele que sairia o 60up dele.
    63.5cm
    64.5cm

    63.5cm                                                                                                        64.5cm 

    Mais um duble para conta - Fazendo dubles com este parceiro desde 2017 no Trombetas.

     

     
    Depois disso ainda acertamos muitos peixes, alguns em cardume. O dia foi incrível.

     
    Terceiro dia de pesca
    Dia com muito vento, mas ainda assim pegamos uma quantidade boa de peixes eu ainda acertei um belo azul. Não fotografamos os menores neste dia.
     

     
    Bastidores
     

    Seu Alevino, pensa num menino bom de garfo.
     

    Descontração total no barco e aquela saudade de Camaiu Camp.           Momento do click.
     
    Atendimento do guia
     
    Preciso deixar uma menção honrosa para Jaida Machado, não apenas pelo belo Bass Bout Quest Angler com motor Yamaha 250hp. Mas sim pelo seu atendimento diferenciado, tudo feito com muito carinho para o pescador.
    Serviço de primeiríssima qualidade, café quente servido a qualquer momento do dia, equipamento disponível para emprestar para o cliente, iscas diferenciadas e até abacaxi gelado foi servido.
    Além de todo material fotográfico e de vídeo disponibilizado para o cliente, uma atendimento que ainda não tinha recebido em Três Marias e olha que já pesquei com alguns guias top por lá, mas com esse atendimento ainda não vi nada que chegue perto.
    Por isso deixo aqui os contatos e super indico para quem gosta de um atendimento de qualidade e um guia com muito conhecimento.
     

    Jaida Machado – (31) 93998272
    Instagran: @jaidamachado @machadopescaesportiva
    Facebook: Jaida Machado
     

    Uma pescaria que ficará registrada para sempre na minha memória não apenas pelos peixes, mas por esses caras ai principalmente.
     

    Teve até premio para quem pegou os maiores peixes.                                Os demais também ganharam, merecido pegaram bons peixes nos dias anteriores.
     
    Agradecimentos
    Em primeiro lugar agradeço a Deus pela minha saúde e pelos amigos que ele me deu através da pesca esportiva. Minha família que é compressiva na minha ausência e torce para que eu acerte a pescaria.
    Aos amigos que se deslocaram de longe para estar comigo e que confia em mim.
    Ao trabalho espetacular de Jaida Machado que fez a diferença.
     

    A isca dos gigantes e que mais pegou peixe.
  21. Upvote
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Marcello Mello em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  22. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Marcelo Macale em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  23. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Renato Barreto em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  24. Like
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Guto Pinto em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  25. Upvote
    Cristiano Rochinha recebeu reputação de Leandro Gofert em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
×
×
  • Criar Novo...