Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Douglas Lenz

Membro
  • Total de itens

    23
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Tudo que Douglas Lenz postou

  1. Prezados Ninguém tá levando em conta uma coisa... 90% dos norte americanos, participantes de torneios de pesca, tipo Bass Masters, etc... não estão pescando, eles estão competindo! Competindo pelo prêmio de alguns milhares de dólares que estão em jogo. Já participei de muitos campeonatos de pesca de traíras aqui no RS, nessas provas quando se fisga uma tu nem coloca a mão na manivela da carretilha ou molinete. Levanta-se a vara o mais alto possível e caminha-se rapidamente pra trás, literalmente rebocando/arrastando o peixe até tira-lo da água. Mas é competição, se está atrás de algum resultado, que via de regra não é o prazer da pesca e curtir o peixe na ponta da linha. Dessa forma aumenta-se a alavanca da vara e a tensão da linha na tem variação. Nessa corridas de costas os tombos são inevitáveis e por vezes engraçados.
  2. Fabrício Sou do tempo que tinha que se mandar até um pedaço da linha ( era isso né?). Sei lá quando foi isso. Agora me instigaram a dar uma estudada nas novas normas e regras da tal IGFA. Quanto ao meu condomínio, sou o Síndico, imagina a "notoriedade" que tenho !! hahahahahahahahahahaha !!!!!!
  3. Fotografo rapidamente e solto. Conheço pouco sobre registro de homologação de record, mas o pouco que sei me dá a certeza de que não vou registrar nenhum. Para tal feito, exige-se uma lista de coisas que NÂO tenho. - equipamentos homologados, aferidos e caros, para registro (linhas, medidores, balança, etc) - disposição para a burocracia e tramites com pessoas de outros países que irão me pré julgar por ser brasileiro. - VAIDADE suficiente para ter um record em meu nome. Sem falar que por certo, esse feito logo será batido por outro pescador e quando tal fato acontecer, isso me trará amargor, decepção e imediatamente a sanha de "recuperar" o record em meu nome.
  4. Fabrício Absolutamente certo !! Há anos frequento fóruns de atividades que pratico. Já vi todos os tipos de barbaridades e comportamentos diríamos "pitorescos". Brasileiro, via de regra, não lê contrato, não lê manual de instruções e obviamente não lê as regras do fórum que irá participar. Desta forma, quando entra em um fórum que trata do assunto de seu interesse, pensa que ali encontrará pessoas que pensam e agem igual a ele, essas pessoas não procuram em um fórum aprendizado e/ou amigos, procuram cúmplices. Tente contrariar um novato com uma ideia boba, ilegal, imoral ou que vá contra as regras do fórum, pronto tu desperta um inimigo que se sentirá ofendido e cheio de razão. Outra comportamento interessante que vejo em alguns membros de fóruns, é que tratam o fórum como se deles fosse. As pessoas não tem noção, ou não aceitam que isso aqui (todos os fóruns) não são públicos, na raiz da palavra. Os fóruns são particulares, TEM UM DONO(s), este dono paga para mantê-los no ar, trabalham e se incomodam muito para que estranhos se divirtam como o trabalho e esforço do proprietário. Os incautos chegam e acham que estão na sala de casa. Outros, em sua maioria por não concordarem ou não conhecerem as regras, acham que podem muda-las com o argumento de isso aqui é NOSSO!!
  5. Todos temos que entender e aceitar que se alguém não resolver em 100 dias 16 anos da mais grossa pilantragem, esse alguém é no mínimo um incompetente. Mas neste post vi um comentário absurdamente coerente e condizente com nossa realidade, não havia lido/ouvido nada mais lúcido até agora. "Tapando furos pra todo lado um dia a caixa-d'água enche..." Parabéns, Marcelo Terra
  6. De todos os relatos que ouvimos de amigos e conhecidos o que surpreende é só um caso ter repercussão e aparecer na mídia. Ou melhor, não surpreende não! Nos estamos no Brasil e nesse país, estelionato nunca foi crime, existe uma SUGESTÃO que não se deve enganar as pessoas. O dia que tivermos LEIS e não sugestões talvez isso mude.
  7. Prezados Vale lembrar que o mais importante do GPS seja ele qual for, é conhecer seus recursos e saber utiliza-lo. Lembrem-se do Padre dos Balões !!
  8. Wilson, seja bem vindo. Pelo entendimento e experiência que tenho: - O fato de tu não "visualizar" os alevinos de forma alguma quer dizer que eles não mais existam. - Tens certeza que não existem traíras no lago? - E aves como: Martin Pescador, Bem te vi e ou qualquer outra que possa come-los? Mesmo que existam a possibilidade de terem sido todos comidos ps 1150 alevinos é 0. - Qual a profundidade média do represa? Qual o local mais profundo e qual o mais raso? Acredito que em breve, menos de um ano terás gratas surpresas quando fores brincar com umas iscas no teu lago.
  9. Prezados Tenho parado há anos este carretel em aço para Carretilhas PENN mod 155-200. Novo - Original - Na caixa Sei que é um item raro e que pode ajudar muito alguem que precise para restaurar uma carretilha antiga que tenha muito valor sentimental. Quem tiver interesse entre em contato que conversamos, aceito proposta de troca por algo que possa me interessar. doug.lenz@gmail.com
  10. Prezados Procuro para compra/troca/doação, molinete Arrow 300 para retirada de peças o mesmo pode estar estragado. Contato por MP ou e-mail doug.lenz@gmail.com
  11. Ângelo Legal te encontrar por aqui, saibas que faz parte do rol de meus amigos virtuais.
  12. Angelo Também estou por aqui! Uma pena a Caterva ter passado pelo que passou. Fiquei feliz e esperançoso quando o Zeca mandou email querendo reerguer o fórum. Entretanto fiquei muito chateado quando vi ele, o Zeca incentivando e enaltecendo a participação de todos no WHATS oficial da Caterva. Incentivando e enaltecendo o que esvaziou o fórum... Uma pena. Dou uma passada 2 ou 3 vezes por semana por lá... 4 ou 5 posts novos ou 1 ou 2 respostas nos que já existem. Me enchi de esperança e me motivei a "resgatar" o fórum... Mas quando vi incetivo ao whats, abandonei o projeto.
  13. Edward Acho que todas as 4 opções. Tu não sabes ao certo o que tem por lá, então a "tentiada" é livre até encontrar a(s) forma(s) mais eficientes.
  14. Nos verdes anos da minha infância meu pai pegou uma dessas no litoral aqui do RS, na tarrafa. pra minha sorte não era muito grande, lembro que fiquei "brincando" de tomar choque na barriga dela... encostava de propósito só pra levar o tranco na mão... devia ter uns 10 anos.
  15. Octávio Sempre sou taxado de exagerado e fatalista, entretanto, excesso de zelo e cuidado nunca me trouxeram fatalidades ou incomodos.
  16. Jorel Assim como abrem com a maior facilidade as malas para subtrair itens do seu interior, podem abrir para colocar drogas e tu servir de mula pra o tráfico sem nem mesmo saber... daí tu chega ao teu destino com 3kg de qualquer substância dentro da mala e se conseguir sair do aeroporto sem ser descoberto, te assaltam e roubam a bagagem... Ou o pior, tua mala é pega pelo faro de um cachorro e tu vai preso por anos e anos... Por furtos e principalmente por essa ideia que sempre me assombrou, mala vedada, fotografada e despachada. Na esteira se tiver o menor sinal de violação, chama um policial mostra a foto de como a mala foi despacha e de como está na esteira e pede pra ele abrir e revistar a mala. Faço isso quem qualquer aeroporto do mundo que eu estiver... R$ 60 ou US$ 20 é muiiiiiiito barato frente à incomodação que tu evita mandando lacrar a mala. E no caso do assunto inicial do post, as carretilhas, se estiverem lacradas dentro da mala despachada a chance de serem roubadas diminui em 98%. Os "trabalhadores" que lidam com as malas nos aeroportos sempre irão preferir as mais fáceis de serem abertas e que não chamem a atenção de que foram abertas antes de serem postas na esteira.
  17. Isso é mais uma discussão que nunca chegaremos a um fim devido ao PB - PADRÃO BRASIL! Se existem regras não são cumpridas ou são burladas, ou ainda não são supervisionadas. Se existe regra, quem deveria fiscaliza-la não conhece o regulamento e tem a "liberdade brasilis" de abrir uma exceção conforme a cara do sujeito. Se houver cobrança da regra, haverá o brasileiro, eterno ofendido e incomodado por regras (mas só no Brasil, quando estão no exterior viram anjos e obedecem a todos os regulamentos) que dará um jeito de dar uma "carteirada" ou dar um "jeitinho" para burla-la. Em aeroporto sempre tenho uma cuidado que não abro mão, embalar a mala com plastico filme (varias camadas) ou ainda aquelas plastificações de aeroporto. Fotografo a bagagem antes de despacha-la. E se o lacre estiver violado na esteira, chamo um policial e não coloco a mão nela. Não estou disposto a carregar droga pra nenhuma quadrilha e o risco de ser roubado pelos funcionários de aeroportos diminui 90%. Não sou neurótico, mas nesses 43 anos de vida morando neste País, com este povo abençoado, aprendi a lidar com várias situações...
  18. Marcelo Pensa bem na ideia, faz um protótipo, desenvolve o projeto, testa no teu barco e/ou no de um amigo de confiança e fabrica a coisa. Seja de forma própria ou com parceria muito bem documentada e registrada com alguma empresa. Ou ainda, desenvolve, fabrica e vende direto ao consumidor final via comércio eletrônico. As possibilidades são muitas No Brasil não existe "vender a ideia" a coisa mais provável a acontecer é alguém conversar contigo e "ter uma ideia muito parecida" colocar em produção e nem te agradecer. Se tu acredita no produto, acredita que terá mercado, acredita em Ti e realiza. Somente minha opinião... Mas se acredita, porque perder a ideia, faz ela acontecer. Boa Sorte
  19. Somos puritanos e sonhadores em pensar que nós os pescadores esportivos somos maioria no Brasil. Por essas e outras que acho patéticas e utópicas quaisquer campanhas por pesca esportiva ou pesque e solte no Brasil. A crença que iremos mudar isso no País e que a "nova geração" não irá mais matar, sonho. Lidamos com um ser muito, muito complicado, um ser chamado brasileiro. Que dificilmente é ou será "educado" por campanhas. Não temos leis ( o Brasil tem sugestões em todos as áreas), não temos fiscalização e o pior, não temos punição eficiente para educar a população a não cometer tal erro. Diga-se de passagem, no país que tu quer pescar de forma legal, não se consegue, já faqzem quase 2 anos que não conseguimos emitir uma licença de pesca desembarcada. Sem arrecadação; sem fiscalização; sem punição e sem punição; não há exemplo... E o assunto vai longe...
  20. Prezados Me chamo Douglas, sou de Porto Alegre, RS e a um bom tempo penso em participar desse fórum. Pois bem o momento chegou, a inscrição foi feita e estou por aqui. Espero poder sempre ajudar e engrandecer o fórum. Abração a todos
×
×
  • Criar Novo...