Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Giuliano Americano

TEXTO SOBRE A PIRAIBA - FOLHA DA MANHÃ

Posts Recomendados

Pessoal.

Estava navegando pela net quando achei este texto... Leiam e dêem opiniões:

A Enorme Piraíba, por David Húngaro

03/02/2010 - 10h03

Folha da Manhã

Conheci a Piraíba quando fui fazer uma pescaria na Ilha do Bananal, com meu amigo Amos D. Borsari. E no dizer do escritor Georges Paturbe a Piraíba é o “monstro” do rio e ele a descreve assim: “A Piraíba é o maior de nossos peixes de água doce, atingindo mais de 3,5 metros de comprimento, com o extraordinário peso de 250 quilos ou mais. Possui nada menos que um metro e meio de circunferência”. A cor da Piraíba é algo bronzeadora, com o ventre claro. Na sua cabeça monstruosa, dois pequeninos olhos, pretos e sem vida, dão a Piraíba um aspecto mal, inspirando terror a quem a vê. Tal peixe ocorre nas Bacias do Amazonas e Araguaia, sendo que no Amazonas, é conhecida do indígena pelo nome de Piratinga.

Os exemplares de menor porte (20 a 80 quilos) são conhecidos como filhote. Uma particularidade da Piraíba, é dar saltos fora d’água, verticais, saindo com todo o corpo e caindo novamente à água, com grande estrondo. Já tive ensejo, de ver no Araguaia, o salto desses monstruosos peixes de 3 metros, em dias de forte canícula, quando as Piraíbas saltam a toda hora. A carne deste peixe é desprezada, sendo apenas aproveitados os pequenos exemplares.

Dizem os caboclos que a carne do Piraíba causa lepra e outros malefícios. Disto, porém, nada se tem provado e é realmente desperdício, deitar fora tamanha quantidade de carne. Passemos agora, à pesca da Piraíba, a mais bruta das pescarias. Em primeiro lugar, o anzol. Deve ter um palmo ou mais de comprimento, pois os exemplares de 30 quilos já possuem a boca perfeitamente capaz de engolir o maior dos anzóis.

A isca, pode ser de algum pato, leitãozinho, curimatãs ou peixes de 3 quilos ou até mais. Linha, não se utiliza; usa-se uma corda, de preferência de náilon, com 10 a 15 mm de diâmetro. Outra corda que pode ser usada, é a conhecida por “corda de bacalhau”, mas o ideal são as cordas de náilon, por serem mais resistentes. Pescando de canoa, a corda deve ir amarrada ao seu bico e, a canoa apoitada.

Tem-se que ter a prevenção, de ter sempre à mão uma faca, para cortar a corda assim que a situação ficar preta, pois se ela chegar a ficar, o melhor é você pular n’água e deixar que o peixe faça o que bem entender com a canoa. Pois bem, com a canoa poitada, assim que a Piraíba ferrar, deixe que ela carregue a canoa com poita e tudo, rio acima ou rio abaixo, da maneira que ela quiser. Ao contrário do Jaú, a Piraíba não se emboca e podemos deixar que ela carregue a canoa por todos os lados, mas a Piraíba possui alguns truques e, pode perfeitamente ir puxando a canoa em dada direção e, de repente, dar uma reviravolta, vindo exatamente em sentido contrário, passando por debaixo da canoa.

Quando a corda esticar, somente se a canoa for muito pesada, é que não emborcará, afundando o bico. Antes que isso aconteça, deve já o pescador ter cortado a corda, ou manejado a canoa, de maneira que tal não aconteça. Se no decorrer da pescaria, não haver sido preciso cortar a corda, assim que a Piraíba aflorar a cabeça, depois de algumas horas de luta, naturalmente, deve-se vará-la com vários tiros. Só assim o pescador conseguirá deitar a mão no monstruoso peixe.

Do barranco, não há força humana capaz de segurar o peixe. Por isso deve-se amarrar a corda em alguma árvore, mas note bem, em árvores, pois já assisti a uma Piraíba arrancar dois moirões de cerca, em cujos moirões a corda fora amarrada e, rebentando o arame farpado, lá foi a Piraíba para as profundezas do Araguaia, carregando anzóis, cordas e dois moirões de cerca, além de um pedaço de arame farpado. Se a corda estiver amarrada a uma árvore, a vitória será do pescador, pois a Piraíba, via de regra, engole a isca e, tanto são os saltos, arrancões e solavancos, que o peixe dá, que em uma hora ou pouco menos, o anzol dilacerará suas vísceras trazendo-lhe a morte.

No mais, peguem o maior anzol que puderem encontrar, isque-o com um bom peixe, amarrem-no firmemente em uma corda de 30 a 50 metros, amarre-o em uma árvore e deixe ali até o dia seguinte e, boa sorte.

http://www.clicfolha.com.br/noticia.php?id=7541&titulo=a+enorme+piraiba+por+david+hungaro

Não sei de vocês amigos... Mais achei um absurdo esse texto!!!!!! Deveria ter o título: A MORTE DA PIRAIBA ou ASSASSINATO DA PIRAIBA.

"A isca, pode ser de algum pato, leitãozinho..."

"Linha, não se utiliza; usa-se uma corda, de preferência de náilon, com 10 a 15 mm de diâmetro. Outra corda que pode ser usada, é a conhecida por “corda de bacalhau”..."

"... assim que a Piraíba aflorar a cabeça, depois de algumas horas de luta, naturalmente, deve-se vará-la com vários tiros. Só assim o pescador conseguirá deitar a mão no monstruoso peixe."

"Se a corda estiver amarrada a uma árvore, a vitória será do pescador, pois a Piraíba, via de regra, engole a isca e, tanto são os saltos, arrancões e solavancos, que o peixe dá, que em uma hora ou pouco menos, o anzol dilacerará suas vísceras trazendo-lhe a morte."

ISSO NÃO EXISTE!!!!!

ABSURDO!!!!!!!

::nada:: ::nada:: ::nada:: ::nada:: ::nada:: ::nada:: ::nada::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mandei um e-mail para a redação do jornal...segue abaixo:

Boa Noite.

Venho por meio deste e-mail tentar expressar a perplexidade que pude sentir ao ler a coluna do David sobre a Piraíba.

Não acho que seja culpa do próprio David, que obviamente não tem a mínima idéia do que está fazendo, mas a edição do jornal deveria ter consciência de que um meio de comunicação como o Jornal influencia pessoas e ajuda a formar opiniões.

A piraíba é sim um grande peixe, o maior de nossos rios, e grande predador e , por isso, com um papel importantíssimo no equilíbrio da cadeia alimentar.

É lamentável incentivar pessoas a praticar a pesca predatória de um peixe que, realmente não tem carne boa para consumo, manusear armas de fogo para abater o peixe, entre outros comentários equivocados e fantasiosos.

O próprio Lester Scalon, citado em texto anterior do David, grande pescador esportivo da região do jornal poderia confirmar oque digo a vocês;

Para se ter uma idéia, não vejo outro título mais apropriado para a Coluna: Piraíba: Não conhece? Aprenda a assassiná-la.

Estou a disposição para qualquer esclarecimento sobre meu comentário pelo e-mail.

Agradeço desde já pela atenção

Guilherme

Acho que nem todos precisam escrever um texto, mas quem puder fazer uma manifestação ao site, por favor o faça

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mandei um e-mail para a redação do jornal...segue abaixo:

Boa Noite.

Venho por meio deste e-mail tentar expressar a perplexidade que pude sentir ao ler a coluna do David sobre a Piraíba.

Não acho que seja culpa do próprio David, que obviamente não tem a mínima idéia do que está fazendo, mas a edição do jornal deveria ter consciência de que um meio de comunicação como o Jornal influencia pessoas e ajuda a formar opiniões.

A piraíba é sim um grande peixe, o maior de nossos rios, e grande predador e , por isso, com um papel importantíssimo no equilíbrio da cadeia alimentar.

É lamentável incentivar pessoas a praticar a pesca predatória de um peixe que, realmente não tem carne boa para consumo, manusear armas de fogo para abater o peixe, entre outros comentários equivocados e fantasiosos.

O próprio Lester Scalon, citado em texto anterior do David, grande pescador esportivo da região do jornal poderia confirmar oque digo a vocês;

Para se ter uma idéia, não vejo outro título mais apropriado para a Coluna: Piraíba: Não conhece? Aprenda a assassiná-la.

Estou a disposição para qualquer esclarecimento sobre meu comentário pelo e-mail.

Agradeço desde já pela atenção

Guilherme

Acho que nem todos precisam escrever um texto, mas quem puder fazer uma manifestação ao site, por favor o faça

abraço

Opa... Aproveitei e mandei um e-mail também.

Segue abaixo:

Boa noite.

Gostaria de expressar a indignação ao ler a coluna do David sobre a Piraiba...

Sim...É o maior peixe de nossos rios...Peixe considerado um troféu entre os pescadores esportivos que utilizam vara, linha e carretilha ou molinete... e praticam o pesque e solte.

Peixe protegido por lei em diversos locais no Brasil, inclusive no Rio Araguaia.

Acredito que o jornal sendo um meio de comunicação e formador de opinião deveria ter mais cuidado com o que escreve... Aquela coluna da Piraiba deveria mudar de título e passar a chamar " APRENDA A MATAR A PIRAIBA" ou então " ASSASSINATO DA PIRAIBA".

Devemos reprimir todas as atividades predatórias como esse citada pela coluna.

"A isca, pode ser de algum pato, leitãozinho..."

"Linha, não se utiliza; usa-se uma corda, de preferência de náilon, com 10 a 15 mm de diâmetro. Outra corda que pode ser usada, é a conhecida por “corda de bacalhau”..."

"... assim que a Piraíba aflorar a cabeça, depois de algumas horas de luta, naturalmente, deve-se vará-la com vários tiros. Só assim o pescador conseguirá deitar a mão no monstruoso peixe."

"Se a corda estiver amarrada a uma árvore, a vitória será do pescador, pois a Piraíba, via de regra, engole a isca e, tanto são os saltos, arrancões e solavancos, que o peixe dá, que em uma hora ou pouco menos, o anzol dilacerará suas vísceras trazendo-lhe a morte."

Isso não é pesca, e sim assassinato.

Estou a disposição para esclarecimento sobre meu e-mail.

Obrigado

Giuliano

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lendo o texto da pra imaginar que foi escrito a muitos anos atraz por isso a forma de pescar o peixe, ja ouvi varias historias de como meus tios e avós pescavam antigamente, até de amarrar uma linha grossa em torno da cintura para segurar os peixes e eles quase os levavam para dentro do rio, mas naquela época tinha bastante peixe e pelo menos as pessoas que conheço matavam para comer e somente o necessario, não consigo imaginar o jornal colocando um texto desses como uma coisa atual, é uma pena mas acredito que exista muitas pessoas que ainda fariam desta mesma forma se tivessem oportunidade! negativo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dá pra ver que é uma narrativa de um escritor, apenas foi transcrito...

Mas, antigamente era assim mesmo. NInguém tinha consciência ecológica. No Rio Maranhão, antes da existência da Represa de Serra da Mesa, era comum, na cidade de Uruaçu a gente ver Piraíbas dentro de caminhonetes D-20, com o rabo caindo para o lado de fora, tamanho era o peixe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

diabo:: diabo:: diabo:: diabo:: aonde que vamos para se pessoas que sao bem informadas pensa dessa maneira imagine um sucro o que ele vai fazer bomba2 bomba2 bomba2 bomba2 bomba2 diabo:: diabo:: diabo:: diabo:: diabo:: diabo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A pesca antigamente era feita de várias maneiras que podem até parecer bizarras para nós...mas dizer que colocavam leitões e patos como isca ai já é demais...arrastar mourões de cercas inclusive com arames, gente, isso é ridículo...com certeza esse texto foi excrito por alguém que não tem a mínima consciência ou conhecimento do que esta escrevendo e credito todo "incrédito" no jornal e seus editores....como disse o Diego..ganhei uma raiva....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Email enviado ao jornal:

"Jesus, o Cristo, disse que o Pai deveria perdoar aos que a Ele estavam crucificando, pois eles não sabiam o que estavam fazendo.

Como naquela época não havia os meios de comunicação de hoje, realmente a maioria deles não deveriam mesmo saber o que estavam fazendo. No entanto, esse infeliz texto sobre a Piraiba do Sr. David Húngaro nos dias de hoje é simplesmente deplorável. É inaceitável um jornal tão conceituado ter em seu quadro pessoa tão desinformada a ponto de redigir tal texto. Sugiro que o Sr. David procure se informar melhor nos sites abaixo, eles darão uma visão de como está a Pesca Esportiva no Brasil. http://www.turmadobigua.com.br - http://www.tucunazul.com.br - http://www.caterva.com.br".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...