Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Gabriel Pires

Multifilamento Molhada

Posts Recomendados

Pessoal Neste sabado fui pescar alguns cat fishes em nova padua aqui perdo de caxias

Pesquei esse belo exemplar de Kg 1,500 que foi uma briga de uns doi minutos tomando linha e fazendo eu botar a varinha lubina C531M 8-16 lbs dentro da agua.

Imagem Postada

Bom vamos ao assunto

Depois da pescaria de dois cat fishes um do meu pai que acabou escapando, final da tarde começou a chuva e eu tentei enrrosca algum peixe na minhoca artificial a entro agua na linha toda pois estava chovendo! a vá blink::

Bom queria saber se tem algum problema deixar toda a linha molhada ali parada na carretilha dentro da caixa, ela se desgasta?

Abraço pessoal

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo Gabriel,eu tiro o carretel da carretilha e ponho no sol,a carretilha depois de limpar, passo secador de cabelo numa temperatura baixa para tirar a umidade,não deixo a carretilha no sol,um abraço.

Sim sim

Fasso o mesmo com minhas iscar artificiais pra não enferrujar as garateias

Vou tentar fazer isso na linha ::tudo::

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

faço a mesma coisa que o luiz joia::: , mas não uso secador para tirar a umidade ... apenas tiro o carretel de linha , coloco no sol , limpo a carretilha ( aproveito pra passa um oleozinho ... carretilha bem lubrificada é sempre bom ) ::tudo::

e evito deixar a carreta no sol ...

abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

a pessoal a minha carretilha n tinha nenhum cheiro antes de pescar na chuva e depois de sabado que eu tinha pesado na chuva ela fico com um xero de gracha mas muito forte mesmo

ta ate hoje esse cheiro

como resolve esse problema?

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Gabriel!!!

Comigo já aconteceu isso com uma carretilha que eu tive da MS modelo GTO 8000 e levando ela até uma assistencia técnica o rapaz me falou que isso é normal quando a carretilha é relativamente nova e você pega chuva, pois a aguá entra dentro da engrenagem fazendo com que a graxa que lubrifica e protege as engrenagens solte um odor caracteristico dela, por isso é recomendavel fazer uma manutenção na carretilha de tempos em tempos para que na hora da briga não tenha nenhuma surpresa desagradavel. Bom não sei se é verdade mas pensando pela lógica porvavelmente é isso que aconteça.

Grande abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Gabriel!!!

Comigo já aconteceu isso com uma carretilha que eu tive da MS modelo GTO 8000 e levando ela até uma assistencia técnica o rapaz me falou que isso é normal quando a carretilha é relativamente nova e você pega chuva, pois a aguá entra dentro da engrenagem fazendo com que a graxa que lubrifica e protege as engrenagens solte um odor caracteristico dela, por isso é recomendavel fazer uma manutenção na carretilha de tempos em tempos para que na hora da briga não tenha nenhuma surpresa desagradavel. Bom não sei se é verdade mas pensando pela lógica porvavelmente é isso que aconteça.

Grande abraço

Vlw cara, eu ja estava ficando preocupado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sei que dá trabalho prá caramba, mas costumo retirar a linha da carreta, enrolo numa garrafa pet (2 litros ou mais) e lavo a linha (se for no mar ou local de água muito suja) no chuveiro, com água morna, depois deixo secar na sobra e em local ventilado. Nunca deixo nem a linha nem a carretilha no sol e tb não uso secador de cabelo.

Pelo fato da linha estar bem distríbuída, ela seca mais rápido, evitando assim o cheiro de mofo que fica na linha molhada e um eventual apodrecimento da mesma (se é que realmente acontece).

Abração.

Opa Hiroshi...!

Apodrece sim. Já aconteceu comigo...

Em fev/10 levei uma Spider Camo-braid 65lb para Barcelos e foi nota dez... Não a lavei, só tirei da carreta e guardei. Em out/10 ela não prestava nem para o arremesso. Arrebentou no primeiro arremesso e no segundo engatou um açu e levou minha Caribe predileta embora...

É um único exemplo mas serve como alerta...

Abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então tem mais um exemplo aqui: Primeira pescaria com multi, fui prá Argentina. Linha Triumph nova (prá ver que não era linha porcaria). Acabou a pescaria, embalei as carretas nas capinhas e enfiei na mala, porque is viajar cedo no dia seguinte. Em casa guardei tudo, mas não tirei as carretas das capinhas.

Na outra pescaria, surpresa: linha estourando na hora de fazer o nó do leader...

Nunca mais guardei linha molhada. Chegou em casa, coloco na área de serviço prá sercar à sombra. Depois de um ou dois dias eu guardo tudo...

Abraço,

Edu Nakiri

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Secar carreta ao Sol ?? blink::. O cunhado de um cara, passando uns dias em sua casa, percebeu uma carreta semi desmontada na varanda e resolveu puxar o s_co do anfitrião. Pos a carretilha sobre o telhado da varanda onde, além de + ventilação, secaria + rápido ao Sol. O dono da casa e carreta, ao descobrir fato hs depois, deu baita "sabão" e, por pouco não jogou as malas do cunhado pela janela...( tó vendendo a estória + - como ouvi...).

Algumas carretas tvz não sofram com o Sol. Mas parece que até algumas roldanas e/ou outras peças plásticas de algumas carretilhas podem dilatar-se ou, mais grave: empenar sob o calor solar ::excl::

Pesco raramente, e ainda muito leiga. Mas após a pescaria, evito por imediatamente as "roupinhas" das carretilhas para que ventilem o máximo; a menos que tenha de juntar petrechos e precise protegê-las ( por uns momentos isso é msm necessério). Se o 1º pto fixo pós pesca for casa, abro a carretilha, retiro dela o carretel, para melhor ventilação do seu interior à sombra. Se tiver usando linha fina (comum), e voltarei a pescar dia seguinte, mtas vezes nem recolho a linha da vara, tirando só parcialmente o carretel, pra ventilar um pco o interior da carreta. Se há percurso de carro pós pesca, idem; deixando a carreta aberta atrás do banco traseiro, sobre toalha no tampão interno sobre bagagem. Assim, na ppia viagem, com vidros abertos, já vai tudo ficando bem sequinho...

Linha suja ou de água salgada ( ocasião em que sou forçada a optar por molinete, especialmente pela manutenção + simples), tão logo possível a linha é retirada com uso de um motor de maq de costura, adaptado década atrás, pelo "Zé Pitaco"/marido. Imagem Postada.

Depois, ou fica de molho em balde c água+detergente, ou é embebida em pano com detergente, durante rebobinamento em carretel plástico, passando por bacia d'água ( confesso que esse braçal fica por conta do "patrão"...preocupado, e que financia meus brinquedos...kkk). Depois, fica secando em local fresco e, por ultimo ( qdo há tempo, é rebobinada em outro carretel, aplicando jatos de silicone spray). A durabilidade das linhas, por estes e/ou outros fatores não relacionados (como o pco uso real), tem impressionado. Que os experts possam nos esclarecer melhor e com mais confiabilidade de informes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ilza,

Sem quaqluer demérito ao esforço, será que justifica mesmo todo esse trabalho de manutenção das linhas ?

Naturalmente que uma lavagem em água corrente e deixar secar na sombra "é de lei", mas retirar e guardar a linha para uso futuro ?? Essas linhas já foram muito caras, mas hoje já não custam tanto assim, e aguentam diversas pescarias ! Pessoalmente inverto-as a cada início de temporada, naquele tempo de esperar pelo tempo que custa a passar...

Quanto aos molinetes ( no meu caso ), ficam limpos, engraxados e guardados com um pouco de WD40 no corpo ! joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é, eu também tenho a mesma "preguiça" do Kid... Como as multi já baratearam bastante, prefiro ter apenas os cuidados mínimos e trocar quando precisar. Mesmo porque vira e mexe tem que cortar um pedaço da linha e jogar fora, por causa da abrasão....

Abraco,

Edu Nakiri

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Suzuki, gostei mt de tua resposta. Considerando que algumas graxas, dizem, contem enxofre (será?) e/ou outros compostos qie. qdo em contato com água e, tvz com acréscimo de calor por algum atrito, deve causar odor meio bravo .

Ilza,

Sem quaqluer demérito ao esforço, será que justifica mesmo todo esse trabalho de manutenção das linhas ?

Naturalmente que uma lavagem em água corrente e deixar secar na sombra "é de lei", mas retirar e guardar a linha para uso futuro ?? Essas linhas já foram muito caras, mas hoje já não custam tanto assim, e aguentam diversas pescarias ! Pessoalmente inverto-as a cada início de temporada, naquele tempo de esperar pelo tempo que custa a passar...

Quanto aos molinetes ( no meu caso ), ficam limpos, engraxados e guardados com um pouco de WD40 no corpo ! joia:::

Grande Mestre Kid M.,

Uma falha de minha redação tvz conbribua para tua dúvida e pergunta. No parágrafo onde inserida a foto de minha "trapizonga" p troca de linha, inicio "tentando" especificar condições de "linha suja ou de água salgada", qdo, então, é feito o trabalho de retirada e limpeza da linha . Por falha de redação, não deixei claro que , por "linha suja", tentava me referir à linha banhada por "águas poluídas" com esgotos domésticos/industriais ( comuns próximo aos grandes centros, [e a logística não me tem permitido ir longe deles]), facilmente gerando compostos ácidos ( tvz bastasse mergulhar carretel num balde com solução "básica"/ sabão/detergente, etc., sei...). Jà qto aos cuidados frente o Sal, uma mania, já...rs. E como, por motivos mil, entre eles o fato de eu e família termos "quebrado" profundamente, a + de década; cada vez mais rara vai ficando a pesca ( para mim, já é um luxo poder participar e aprender tanto nos fóruns (onde tb desopílo o fígado e faço grandes amizades), sonhando preparar-me para novas aventuras qto antes).

Somando-se a isto a identificação e apreço pelos materiais que nos dão tto prazer, entendemos como natural retirar-lhes qqer agente corrosivo para estar "tudo OK" "nas próximas", ainda + qdo sabemos que, hoje, são mt raras. Além do mais, este cuidado todo só se dá após o retorno final do passeio. No local deste, a simples lavagem do carretél e chuveirada no petrecho p tirar o Sal é o usual.

Exagero na limpeza, zêlo e economia? Admito, acrescentando que o "esforço manutenção", que só raramente contou c minha ajuda, sempre executado pelo "patrão"...rs [ "as mulheres devem sempre manter seus maridos ocupados..". smile:: kkk. Ele vai me xingar qdo ler este aditamento...kkk].

Perguntas se justifica o esforço, pq as linhas "...hoje já não custam tanto assim..." ? Com um até carinhoso respeito por tudo que representa sua pessoa, que dispensa os melhores adjetivos, só dá p responder: "Depende": de que linha se esteja falando; de... "pra quem" "não custa tanto"?, etc. Então, depende das condições, interesses, motivações e, principalmente responsabilidades de cada um e do contexto onde inserido..

C gde abç, sincero respeito e admiração.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...