Ir para conteúdo
Wellington BSB

Qual o tamanho das iscas q vc usa para os Açus??

Posts Recomendados

Pq a pergunta?

 

É q, em outro tópico, perguntei qual o maior açu q vc tinha pegado com hélice pequena. Recebi de cara a pergunta:

 

Mas por que usar hélice pequena pra pegar açu? Nao entendo o motivo. Pra nao cansar?


Enviado via Tapatalk

 

Aí, aproveitei o gancho.

 

Resposta simples nas iscas de hélice: usamos hélices de 14 a 19 cm em regra, certo??

 

Certo.

 

Mas e as outras iscas??

 

Indique uma zara ou stick pra AM ... 99% dirão T20 ...

 

Qual o tamanho da T20?

 

Ou a moda agora a Duo Reallis 110 ...

 

Indique um popper pra AM ... pop queen 105 (isso, o 105), chug bug 11 cm, Vulcan 90 MS (antigo), stick popper Borboleta (9 cm) ...

 

Indique uma Subsuperfície pra AM ... Perversa (10 cm), Subwalk 9 (9cm)

 

Temos exceções, mas são poucos que levam iscas diferentes disso ...

 

Pq usar uma hélice de 17 cm e as outras de 11, 12 cm??

 

Pq uma hélice de 12 cm é considerada pequena e uma zara/stick de 11,4 cm é a maior campeã da AM, aclamada por todos?

 

Alguém se habilita a responder?

 

Abração a todos ...

 

PS: olha que nem falei de meia-água ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pq nenhuma das outras iscas recebe um ataque tão violento como uma isca de hélice! Se a T20 tivesse uma hélice no fundo, não tirava um peixe da água... Iria arrancar todos os pitões !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Wellington,

 

Belo tópico. Tive que parar um pouco para pensar. O que vc coloca faz muito sentido. Resumo os motivos que encontrei para usar iscas grandes.

 

Acredito que as iscas de hélice, em especial as de madeira, tem que carregar metais muito pesados. Os pitões tem apenas uma das pontas presa na isca, a outra fica solta, então tem que ser pesado (grosso) para aguentar. A própria hélice já é bem pesada, particularmente a da Rip Roller, que muitos (me incluo) usam mesmo nas outras iscas.

 

Outro ponto que acho importante é que nas iscas de hélice a garateia de trás fica "encoberta" pela hélice. Isto deixa esta garateia menos eficiente na pegada. Temos alguns recursos neste caso, como usar uma argola alongada e/ou aumentar o tamanho da garateia. De qualquer forma, mais peso. Só de olhar as Rip Rollers 6.25" na caixa já começa a doer o braço, mas continuo usando, pois vi uma efetividade (pancadas/capturas) maior com as hélices de 3 garateias (uso também a Pavon Prop, a Woodchopper Slim, e a Devassa). Com 3 garateias, não dá pra ser muito pequena mesmo.

 

Em Barcelos e em Balbina tentei pescar com uma Bicuda 110 com garateias Owner 4x #2, as mesmas que uso na JM. Foi um festival de batidas não efetivadas. Garateias maiores afundam esta isca.

 

A forma bruta como o peixe ataca as hélices, a alta velocidade da puxada, o fato da isca vir muito "pra fora d'agua", e a garateia de trás encoberta pela hélice, facilitam a vida do peixe. Acho que pra tentar equilibrar o jogo, usamos garateias maiores e/ou em maior número, o que exige iscas maiores. E neste caso acho que é melhor aumentar o comprimento do que o diâmetro. Na minha opinião a Pavon Prop 7", mesmo com os metais da Rip Roller, é mais fácil de puxar que a Rip Roller 6.25", por ser mais fina.

 

Vamos amadurecendo as idéias...

 

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lembrando q são só ideias ... por favor ...

 

Vamos lá ...

 

Segundo Betão as iscas de hélice têm de ser grandes pq nelas acontecem as maiores porradas ... necessitando de metais parrudos ... comparando com as T20 ...

 

O Eduardo vai na mesma linha, enfatizando a necessidade de metais mais pesados, mencionando a garateia traseira das hélices ...

 

Seguinte ...

 

- Nem sempre uma hélice grande, mesmo com metais parrudos, terá mais resistência que o pitão de uma zara.

- O pitão original da barriga das Rips 5.5" é muito pequeno ... além do pitão da frente de todas as Rips ... basta comparar com outras hélices: Caribes, Trex, Yakima bait turbine então ...

 

- Mas minhas questões dizem respeito a não usar ou indicar zaras, poppers, twchis de 14 cm ou +, por exemplo ...

 

Betão levantou outra bola e artilheiro não perco por nada ... ele disse:

 

"Pq nenhuma das outras iscas recebe um ataque tão violento como uma isca de hélice! ..."

 

Isso me lembra meu grande amigo Osvaldo Correa ...

 

Em uma metáfora ...

 

Iscas de hélice e popper imitam um peixe caçando na casa de outro, então, na reação, sentam-lhe porrada.

 

Na hélice, o dono da casa percebe que o invasor está só caçando no terreiro .... toma-lhe cacetada ...

 

No popper, o dono da casa vê o invasor caçando no seu terreiro e ainda abrindo a geladeira pra escolher a melhor comida ... toma-lhe cacetada, porrada, até a morte ... rsrsrs

 

Pra ilustrar um ataque mortal = hélice ...

 

 

Obrigado pelas ideias e forte abraço ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pq nenhuma das outras iscas recebe um ataque tão violento como uma isca de hélice!

 

Isso não faz sentido. O que faz o peixe atacar de forma violenta é o trabalho rápido e barulhento, que não é exclusividade de iscas de hélice, de jeito nenhum. Popper arrastado faz pior, e também vemos explosões sensacionais em zaras, diga-se de passagem, muito mais numerosas que nas de hélice. Não vou nem falar de meia-água porque o Wellington as deixou de fora.

 

 

Se a T20 tivesse uma hélice no fundo, não tirava um peixe da água...

 

Outra coisa sem nenhum sentido. Há várias iscas no mercado com tamanho e formato parecido, e que funcionam muito bem. Nacionais inclusive, embora eu não seja adepto destas iscas.

 

 

Iria arrancar todos os pitões !

 

E essa parte é rir. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wellington,

 

Sabemos que, em geral, o tamanho das iscas é próximo dos 11-12 cm.

 

Em primeiro lugar, acho que é o que nos é ofertado pelos fabricantes. E dentre estas, preferimos ou constatamos mais eficazes modelos que têm este tamanho.

 

Algumas iscas maiores muito boas são deixadas em segundo plano, como a Maria Miss Carna 140, que inclusive suporta garatéias gigantescas. Mas acabamos desprezando-a para nosso conforto, porque certas iscas menores acabam proporcionando resultados similares com menor desgaste físico do pescador.

 

E por último vem a questão de o peixe enxarutar, que é beeeem interessante, do ponto de vista de não perder o peixe para o enrosco.

 

Mas porque não usamos hélices pequenas? Aqui eu fico só com a questão dos fabricantes. Eles não querem ter trabalho (de produzir iscas pequenas, resistentes e eficazes), querem ganhar dinheiro, e nós gostamos de arrastar aqueles trambolhos na superfície, então para que mudar???

 

A isca de hélice que mais uso na Amazônia é Trex 140 e 160 Slim. Tenho duas Big Game Woodchopper Slim e acho que são as melhores, mas cansam muito. Estarei levando a Woodchopper menor (5-1/4", acho) na próxima pescaria.

 

Aqui, tenho utilizado a Pavón Prop de 11 cm, que tem um trabalho sensacional. Tenho 5 no meu estojo para os pinimas e estarão em minha próxima viagem a Barcelos com certeza!

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Completando Wellington... Vc sabe que eu só uso Rips 6.5... Porém eu só recomendo a 5.5. Pra todo mundo que vai e me pede uma opnião, eu mando comprar só a 5.5. O cara ainda fala:"nem uma só da 6.5 vc acha que eu devo levar?"... e eu respondo que não...

 

A 5.5 tem a mesma garateia, mesma resistencia, de pitões e do corpo. Mesma estrutura digamos assim... Pq o cara vai usar uma bem mais pesada a trouco de quase nada? Eu uso a grandona pq já me acostumeu a ela...ma né coisa boa não... kkkk claro que tem algumas vantagens tb...

 

Eu tenho 2 casos que ví com meus olhos. Apostas de pescadores em iscas leves... Uma foi o Piguim apostando em uma Red Pepper. Não era a magnum, a normal mesmo... Ele mostrou o nado da isca pra mim, a isca nadando lindo...entrou um borboleta, outro... Derrepente estorou um açuzão e eu ví o Pinguim ficar com a isca sem nenhuma garatéia e sem graça. A outra foi o Cristiano apostando em Bent Minnow esse ano...Começou saindo paquinha, ação... Derrepente ví a isca sumir e não voltou mais...kkkk

 

O que eu quero dizer com isso tudo, é que uma isca para aguentar açu precisa ter estrutura, corpo resistente, garateia resistente. E com isca de helice precisa ainda mais. Acho que por ser uma isca muito rápida, o peixe já vem embalado para atacar ela... Comparando com um carro...até 60km/h não te quase dano nenhum um acidente...passou de 60, a coisa complica... acima de 100km/h já dá PT...rsrs

 

Entendeu? rsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

È um post super interessante, uma vez eu li o seguinte (palavras do Fabricio), por que usar iscas grandes no rio negro, pelo simples fato de poder usar garateias grandes..

 

iscas como as t20 sao super consafradas, ja tirou muito peixe grande, mas devemos concordar q as garateias são pequenas, e isso serve para as demais iscas do mesmo tamanho..

 

ja nas consagradas helices podemos exagerar um pouco mais..

 

mas isso é uma observação, lembrando q as garateias 6x são digamos que uma revolucão ou evolucão que nos faz pensar diferente..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostaria de contrapor:

 

E aquele ditado " Isca grande peixe grande".

 

Não estaria isso no inconsciente dos pescadores , aliado ao que o Werner falou sobre as opções dos fabricantes???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso não faz sentido. O que faz o peixe atacar de forma violenta é o trabalho rápido e barulhento, que não é exclusividade de iscas de hélice, de jeito nenhum. Popper arrastado faz pior, e também vemos explosões sensacionais em zaras, diga-se de passagem, muito mais numerosas que nas de hélice. Não vou nem falar de meia-água porque o Wellington as deixou de fora.

 

 

 

Outra coisa sem nenhum sentido. Há várias iscas no mercado com tamanho e formato parecido, e que funcionam muito bem. Nacionais inclusive, embora eu não seja adepto destas iscas.

 

 

 

E essa parte é rir. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

 

 

Werner, eu acho que o comportamento do peixe atacando helice e popper eh unico, pois eh de defesa de territorio ...

 

Vc pode puxar qq outro tipo de isca na maior velocidade possivel, que o ataque terah outra finalidade, que nao a defesa do territorio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wellington,

 

Sabemos que, em geral, o tamanho das iscas é próximo dos 11-12 cm.

 

Em primeiro lugar, acho que é o que nos é ofertado pelos fabricantes. E dentre estas, preferimos ou constatamos mais eficazes modelos que têm este tamanho.

 

Algumas iscas maiores muito boas são deixadas em segundo plano, como a Maria Miss Carna 140, que inclusive suporta garatéias gigantescas. Mas acabamos desprezando-a para nosso conforto, porque certas iscas menores acabam proporcionando resultados similares com menor desgaste físico do pescador.

 

E por último vem a questão de o peixe enxarutar, que é beeeem interessante, do ponto de vista de não perder o peixe para o enrosco.

 

Mas porque não usamos hélices pequenas? Aqui eu fico só com a questão dos fabricantes. Eles não querem ter trabalho (de produzir iscas pequenas, resistentes e eficazes), querem ganhar dinheiro, e nós gostamos de arrastar aqueles trambolhos na superfície, então para que mudar???

 

A isca de hélice que mais uso na Amazônia é Trex 140 e 160 Slim. Tenho duas Big Game Woodchopper Slim e acho que são as melhores, mas cansam muito. Estarei levando a Woodchopper menor (5-1/4", acho) na próxima pescaria.

 

Aqui, tenho utilizado a Pavón Prop de 11 cm, que tem um trabalho sensacional. Tenho 5 no meu estojo para os pinimas e estarão em minha próxima viagem a Barcelos com certeza!

 

Abraços!

 

Werner, o tamanho das iscas é de todo tamanho ... não vejo regra no tamanho 11/12 cm ...

 

Sobre iscas maiores é o sentido deste tópico ... pq não usá-las enquanto as hélices são acima dos 14 cm ...

 

A questão do conforto do pescador por não querer cansar-se com iscas grandes já é motivo buscado pelo tópico ... já ouvi de muitos que seria pra economizar os braços pras hélices ...

 

Sobre encharutar, ainda tenho que digerir a ideia ...

 

rsrsrsrs tem muita hélice pequena que não perde em resistência pra nenhuma outra ... essa dos fabricantes foi Phodis ... rsrsrs

 

TRex 140 e 160 são ótimas, mas não pegam garateias mais parrudas ... são mais aqui pra baixo ...

 

As Woods grandes são as melhores de todas ... é só balancear que vêm bem leves ...

 

As Woods 14 cm são horríveis de flutuação ... sugiro as Tormentas da CCM ou as Yakimas bait timber turbine 14 cm ... algumas caribes 6" tb flutuam bem (algumas) ...

 

As Caribes 11 cm, como todas as iscas de madeira, variam muito a flutuação ... algumas necessitam de garateias mais leves que as originais, enquanto outras suportam muito bem hélices das Woods com VMC 6X #1 e até #1/0 ...

 

Hélice pequena hj acho q a Jet 120 está sobressaindo-se ... pode colocar VMC 6X #1/0 na frente e Owner 4X #2/0 atrás ... é o bicho ...

 

joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Werner, eu acho que o comportamento do peixe atacando helice e popper eh unico, pois eh de defesa de territorio ...

 

Vc pode puxar qq outro tipo de isca na maior velocidade possivel, que o ataque terah outra finalidade, que nao a defesa do territorio.

 

Wellington,

 

Em nenhum momento eu falei em defesa de território. Naonao:: 

 

Embora tentemos interpretar a "intenção" do peixe... Ataques violentos/explosivos/muita água para cima não acontecem somente por defesa de território.

 

E nem "ataques por defesa de território acontecem somente nas iscas de hélice e popper", essa é dose! Aliás, de onde foi que veio isso??

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Werner, o tamanho das iscas é de todo tamanho ... não vejo regra no tamanho 11/12 cm ...

 

Também não vejo regra, só constatei o óbvio, o que a maioria utiliza. Além da T20 e Realis Pencil 110, uso muito a Bowstick (13 cm), Bonnie 128 e a própria Miss Carna 140.

 

 

Sobre iscas maiores é o sentido deste tópico ... pq não usá-las enquanto as hélices são acima dos 14 cm ...

 

Também não vejo porque não utilizá-las. Talvez seja o caminho para menos peixes perdidos por aqueles que costumam forçar muito, meu caso inclusive - embora esteja me policiando cada vez mais. Com estas iscas grandes, poderemos utilizar garatéias maiores e ter mais chances de embarcar.

 

Enxarutar vai na contra-mão, e é algo que busco mais do que garatéias grandes. Mas isto sou eu, também na contra-mão da maioria.

 

rsrsrsrs tem muita hélice pequena que não perde em resistência pra nenhuma outra ... essa dos fabricantes foi Phodis ... rsrsrs

 

TRex 140 e 160 são ótimas, mas não pegam garateias mais parrudas ... são mais aqui pra baixo ...

 

As Woods grandes são as melhores de todas ... é só balancear que vêm bem leves ...

 

As Woods 14 cm são horríveis de flutuação ... sugiro as Tormentas da CCM ou as Yakimas bait timber turbine 14 cm ... algumas caribes 6" tb flutuam bem (algumas) ...

 

As Caribes 11 cm, como todas as iscas de madeira, variam muito a flutuação ... algumas necessitam de garateias mais leves que as originais, enquanto outras suportam muito bem hélices das Woods com VMC 6X #1 e até #1/0 ...

 

Hélice pequena hj acho q a Jet 120 está sobressaindo-se ... pode colocar VMC 6X #1/0 na frente e Owner 4X #2/0 atrás ... é o bicho ...

 

joia:::

 

Balanceamento pra lá e pra cá. Somos nós fazendo o que os fabricantes deveriam nos entregar. Ou não??? Mas nós pagamos, e não está nada barato.

 

Eu falei que os fabricantes não se interessam em fazer as iscas pequenas porque não há demanda. O que você falou das Caribes de 11 cm é muito certo, a diferença de uma para outra é notável, imagine se a maioria dos pescadores resolvesse comprar só iscas desse tamanho. Os fabricantes teriam que suar muuuuiiitttooo para entregar algo que prestassem. Mas me arrisco a dizer: a maioria deles usaria do nome que já tem para entregar porcarias para ajustarmos em casa.

 

Nós pagamos caro por materiais ruins. É esse o motivo de precisarmos ajustar as iscas - ditas artesanais, mas fabricadas em larga escala.

 

E voltando ao tópico:

 

Me veio à mente que a limitação é (também) pelo restante do equipamento. O equipamento para trabalhar corretamente grandes pencils é muitíssimo mais pesado que a faixa que empregamos nos açus - seria o de arremesso no mar/popping. Acho que as maiores zaras comumente usadas na amazônia são justamente as Carnas 140, por este motivo. O que acha?

 

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Completando Wellington... Vc sabe que eu só uso Rips 6.5... Porém eu só recomendo a 5.5. Pra todo mundo que vai e me pede uma opnião, eu mando comprar só a 5.5. O cara ainda fala:"nem uma só da 6.5 vc acha que eu devo levar?"... e eu respondo que não...

 

A 5.5 tem a mesma garateia, mesma resistencia, de pitões e do corpo. Mesma estrutura digamos assim... Pq o cara vai usar uma bem mais pesada a trouco de quase nada? Eu uso a grandona pq já me acostumeu a ela...ma né coisa boa não... kkkk claro que tem algumas vantagens tb...

 

Eu tenho 2 casos que ví com meus olhos. Apostas de pescadores em iscas leves... Uma foi o Piguim apostando em uma Red Pepper. Não era a magnum, a normal mesmo... Ele mostrou o nado da isca pra mim, a isca nadando lindo...entrou um borboleta, outro... Derrepente estorou um açuzão e eu ví o Pinguim ficar com a isca sem nenhuma garatéia e sem graça. A outra foi o Cristiano apostando em Bent Minnow esse ano...Começou saindo paquinha, ação... Derrepente ví a isca sumir e não voltou mais...kkkk

 

O que eu quero dizer com isso tudo, é que uma isca para aguentar açu precisa ter estrutura, corpo resistente, garateia resistente. E com isca de helice precisa ainda mais. Acho que por ser uma isca muito rápida, o peixe já vem embalado para atacar ela... Comparando com um carro...até 60km/h não te quase dano nenhum um acidente...passou de 60, a coisa complica... acima de 100km/h já dá PT...rsrs

 

Entendeu? rsrs

 

Betão, antes de tudo, loas para tua fleuma ... eu ainda muito tenho a caminhar ...

 

Especificamente sobre as Rips 6.25 e 5.5 ...

 

O pitão da barriga da 5.5 é menor ...

 

Saem de fábrica com as mesmas garateias, mas a diferença de possibilidades entre elas é muito grande ... 6.25 aguenta; é isca amazônica ... a 5.25 basicamente só suporta garateias de verdade na versão charuto ...

 

Uma 6.25 pronta, bem balanceada, com argolas CCM 130 lbs e garateias VMC 6X #4/0 pesará 45, até 50 g ...

 

Uma 5.5 com a mesma configuração pesará no mínimo 38 g, até 43 g ...

 

Qual a diferença mesmo?? Garateia vmc 6X #4/0 + argola CCM 130 lbs pesam 4,50 g ... tire suas conclusões ...

 

Minha ideia é isca pequena pra peixe pequeno, embora possa tb pegar grandes.

 

Vc já esteve na Serra da Mesa ... a isca de superfície que mais uso é a Trairão, 13 cm, 29 g ... e pega tucunaré de menos de 1 kg ...

 

Fala sério na AM usar isca de menos de 13 cm ... pega, mas fala sério ...

 

Estrutura, corpo, flutuabilidade ... são as chaves ... e na AM pode até aguentar com sorte e habilidade, mas não se deveria usar garateia menor que Owner 4X #2/0 ... ou talvez Decoy Y-82 #2/0 (em testes) ...

 

É isso ...

 

Forte abraço, Betão :amigo: , e obrigado pela participação (pode continuar ... rsrsrs)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

È um post super interessante, uma vez eu li o seguinte (palavras do Fabricio), por que usar iscas grandes no rio negro, pelo simples fato de poder usar garateias grandes..

 

iscas como as t20 sao super consafradas, ja tirou muito peixe grande, mas devemos concordar q as garateias são pequenas, e isso serve para as demais iscas do mesmo tamanho..

 

ja nas consagradas helices podemos exagerar um pouco mais..

 

mas isso é uma observação, lembrando q as garateias 6x são digamos que uma revolucão ou evolucão que nos faz pensar diferente..

 

A ideia é mais ou menos essa, Odirlei ...

 

Já escrevi por aí, mas li um estudo sobre tucunarés em que se capturaram mais de 400 ... o que mais me chamou a atenção é que, dos que ainda estavam com a presa no estômago, ou com pedaço fora dele, TODAS as curimbas tinham sido capturadas pela cabeça ... e comparando o tamanho do tucunaré com o tamanho da presa, houve um tucunaré de 36 cm que estava com uma corimba de 19 cm ainda entalada.

 

Entendeu, não é??

 

Sobre as T20, eu acho que o sucesso advém do uso ... como quase todo mundo usou/usa/usará, já viu, né ... ainda mais agora com uns cabeçudos conseguindo colocar argolas CCM 130 lbs com garateias VMC 6X #1 (cerca de 90 lbs de resistência) ... só perde o peixe se estourar o pitão ... isso além dos destravadores ... rsrsrs

 

Ainda bem que já estou disseminando o uso das Sará-Sará 120, com argolas CCM 130 lbs e Owner 4X #2/0 na frente e Decoy Y-82 #2/0 atrás ...

 

Abração ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wellington,

 

Em nenhum momento eu falei em defesa de território. Naonao::

 

Embora tentemos interpretar a "intenção" do peixe... Ataques violentos/explosivos/muita água para cima não acontecem somente por defesa de território.

 

E nem "ataques por defesa de território acontecem somente nas iscas de hélice e popper", essa é dose! Aliás, de onde foi que veio isso??

 

 

Pô, Werner, num fode ... num vou ficar aqui te dando aula sobre engodo/teatro/mimetismo ... suici:: suici::

 

Vai assistir Natgeo e canais q vc terá mais facilidade em entender comportamento de predadores ... ou divirta-se apenas observando; é o melhor caminho/professor ... essa instrução eu vou pular ...

 

Ah! Pra não dizer ...

 

Sabe dizer o porquê de as iscas de hélice terem hélice???

 

doeu:: doeu::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também não vejo regra, só constatei o óbvio, o que a maioria utiliza. Além da T20 e Realis Pencil 110, uso muito a Bowstick (13 cm), Bonnie 128 e a própria Miss Carna 140.

 

 

 

Também não vejo porque não utilizá-las. Talvez seja o caminho para menos peixes perdidos por aqueles que costumam forçar muito, meu caso inclusive - embora esteja me policiando cada vez mais. Com estas iscas grandes, poderemos utilizar garatéias maiores e ter mais chances de embarcar.

 

Enxarutar vai na contra-mão, e é algo que busco mais do que garatéias grandes. Mas isto sou eu, também na contra-mão da maioria.

 

 

Balanceamento pra lá e pra cá. Somos nós fazendo o que os fabricantes deveriam nos entregar. Ou não??? Mas nós pagamos, e não está nada barato.

 

Eu falei que os fabricantes não se interessam em fazer as iscas pequenas porque não há demanda. O que você falou das Caribes de 11 cm é muito certo, a diferença de uma para outra é notável, imagine se a maioria dos pescadores resolvesse comprar só iscas desse tamanho. Os fabricantes teriam que suar muuuuiiitttooo para entregar algo que prestassem. Mas me arrisco a dizer: a maioria deles usaria do nome que já tem para entregar porcarias para ajustarmos em casa.

 

Nós pagamos caro por materiais ruins. É esse o motivo de precisarmos ajustar as iscas - ditas artesanais, mas fabricadas em larga escala.

 

E voltando ao tópico:

 

Me veio à mente que a limitação é (também) pelo restante do equipamento. O equipamento para trabalhar corretamente grandes pencils é muitíssimo mais pesado que a faixa que empregamos nos açus - seria o de arremesso no mar/popping. Acho que as maiores zaras comumente usadas na amazônia são justamente as Carnas 140, por este motivo. O que acha?

 

Abraço!

 

Essa parte final aí é legal ...

 

Por isso adoro as Falcon Cara ... com as CC8 pesco com iscas de até 112 g ...

 

Forte abraço, Parceiro ... :amigo:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostaria de contrapor:

 

E aquele ditado " Isca grande peixe grande".

 

Não estaria isso no inconsciente dos pescadores , aliado ao que o Werner falou sobre as opções dos fabricantes???

 

Não entendi direito, Rodrigo ...

 

Eu acho e uso: isca com garateia grande = peixe grande ...

 

O Werner tá pulando o corguinho com essa coisa isca 11/12 cm ... rsrsrss

 

Deve ter enchido a cara e adispois ter vindo proeá cunóis ... :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Wellington,

 

Belo tópico. Tive que parar um pouco para pensar. O que vc coloca faz muito sentido. Resumo os motivos que encontrei para usar iscas grandes.

 

Acredito que as iscas de hélice, em especial as de madeira, tem que carregar metais muito pesados. Os pitões tem apenas uma das pontas presa na isca, a outra fica solta, então tem que ser pesado (grosso) para aguentar. A própria hélice já é bem pesada, particularmente a da Rip Roller, que muitos (me incluo) usam mesmo nas outras iscas.

 

Outro ponto que acho importante é que nas iscas de hélice a garateia de trás fica "encoberta" pela hélice. Isto deixa esta garateia menos eficiente na pegada. Temos alguns recursos neste caso, como usar uma argola alongada e/ou aumentar o tamanho da garateia. De qualquer forma, mais peso. Só de olhar as Rip Rollers 6.25" na caixa já começa a doer o braço, mas continuo usando, pois vi uma efetividade (pancadas/capturas) maior com as hélices de 3 garateias (uso também a Pavon Prop, a Woodchopper Slim, e a Devassa). Com 3 garateias, não dá pra ser muito pequena mesmo.

 

Em Barcelos e em Balbina tentei pescar com uma Bicuda 110 com garateias Owner 4x #2, as mesmas que uso na JM. Foi um festival de batidas não efetivadas. Garateias maiores afundam esta isca.

 

A forma bruta como o peixe ataca as hélices, a alta velocidade da puxada, o fato da isca vir muito "pra fora d'agua", e a garateia de trás encoberta pela hélice, facilitam a vida do peixe. Acho que pra tentar equilibrar o jogo, usamos garateias maiores e/ou em maior número, o que exige iscas maiores. E neste caso acho que é melhor aumentar o comprimento do que o diâmetro. Na minha opinião a Pavon Prop 7", mesmo com os metais da Rip Roller, é mais fácil de puxar que a Rip Roller 6.25", por ser mais fina.

 

Vamos amadurecendo as idéias...

 

Abraço.

 

Sabe Eduardo, veja o q escrevia acima sobre 2 ou 3 garateias ...

 

Sobre a Bicuda 110, ela não aguenta garateia msm ... mas as batidas perdidas foram sinal de que a isca cumpriu sua finalidade: chamou os peixes ... agora, qto a não entrarem, pode ser um monte de coisa ... mas Owner 4X #2 é suficiente pra peixe bom ... na Serra da Mesa, hélice com garateia VMC #4 já pegou e segurou tucuna de 68 cm ... as garateias #6 das Bad Baby tb já pegaram tucunas de + de 4 kg ...

 

Se quiser isca boa de 13 cm pra baixo, dá um toque que te indico umas 10 ...

 

Abração ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Wellington,

 

Concordo, as iscas de três garateias parecem mais preparadas. Também acho que o esforço para o trabalho de uma e da outra é parecido, ficando a maior diferença no arremesso.

 

O que eu quis dizer acima foi que as hélices precisam de metais mais pesados para atingir a resistência necessária. As zaras (e poppers, subs, etc.) são resistentes mesmo com metais mais leves. O material empregado nas zaras (ABS ou policarbonato) é mais resistente que a madeira leve das hélices; nas zaras as duas pontas dos pitões estão travadas na isca; e nas hélices o pitão de trás fica muito para fora da isca, criando uma alavanca (se for fino, vai entortar muito facilmente).

 

Concordo também que garateias pequenas (mas reforçadas) podem tirar os grandes. Brigando no limpo, uma VMC 4x #4 aguenta muito bem a fricção das carretas que usamos para os tucunas. Meu irmão tirou um paca de 5 kg no Uatumã com uma Z90 original. Eu peguei um açu de 4 kg em Balbina com um popperzinho porcaria da Bass Pro, com Eagle Claw 4x #4 (abriu mas veio, hehehe!). O problema é quando o peixe vai para o pau ou quando alguma parte do equipamento falha (por exemplo, linha encavalada). Com o peixe no pau, cada movimento significa um enorme esforço sobre o equipamento. Minha preferência pelas garateias grandes para as hélices está mais ligada à pegada (evidentemente a resistência é muito importante também). Como escrevi acima, acho que as hélices tem características que dificultam a fisgada, e garateias maiores deixam as pontas mais à mostra, aumentando a chance da pancada virar captura.

 

O que vc e o Marcel colocaram acima sobre o equipamento é um ponto muito importante para explicar as zaras serem relativamente pequenas. Complemento dizendo ainda sobre a diferença no trabalho entre as hélices e zaras (na minha opinião, os poppers ficam no meio). Para as hélices, podemos descer o braço. Digo, o braço todo, em movimento longo. Para as zaras o movimento é curto, rápido e repetitivo. Não sei se sou apenas eu, mas o braço queima. Assim, meu limite para zara é a Trairão. A JM é o conforto.

 

As dicas sobre as hélices pequenas são muito bem vindas, ninguém é de ferro (hehehe!).

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Eduardo. Não é só vc não. Parece até piada, eu uso as rips 5,5 e as pavon 6". E não me cansam. As zaras me cansam mais, pode ater ser deficiência minha. Mas meu antebraço fica moído. Quando meus amigos me veem peacando de hélice dizem q sou incansável. Mas na real. E a isca me me cansa menos. Isso não significa q não me canso. Mas me sinto mais confortável com as hélices do que zaras.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não entendi direito, Rodrigo ...

 

Eu acho e uso: isca com garateia grande = peixe grande ...

 

O Werner tá pulando o corguinho com essa coisa isca 11/12 cm ... rsrsrss

 

Deve ter enchido a cara e adispois ter vindo proeá cunóis ... :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei:

Eu sempre escutei esse ditado de que se quer pegar peixe grande , deve-se usar iscas maiores. Uma forma de selecionar os peixes.

 

A T20, mencionada, ela pega de mamando a caducando, e por todos usarem e a terem, acaba pegando até mesmo os grandes.

É uma questão de probabilidade.

 

Mas uma Rip 6,25 ?? Não é qualquer peixinho que ataca.

É assim com os poppers também.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como respondi em outro tópico tenho o costume de trabalhar na Amazônia com iscas que variam de 9 a 13 cm - aliás a Z-130 da Deconto está entre as minhas preferidas. Em relação ao hélice, sim os ataques são incríveis e tenho preferencia em pescar com as de 14 cm OCL. Porém que tem o costume de usar isca do tipo Pencil Popper - e aqui grifo a da Cotton Cordell, sabe que ataques violentos não são exclusivos das hélice e também há as Ima Big Stich.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...