Ir para conteúdo

Marcel Werner

Membro
  • Total de itens

    882
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    36

Sobre Marcel Werner

  • Rank
    Integrante Senior
  • Data de Nascimento 12-11-1987

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Marcel Werner
  • Sobre mim
    Pescador esportivo e operador de pesca no Vazzoleri Camp, Amazonas.

    <p>
    Baiano que mora em Manaus e viaja atrás de todos os tucunarés que puder pescar.
    </p>

Meu contato

  • Website URL
    http://www.cabrasdapesca.com.br

Informações de Perfil

  • Localização
    Manaus - AM
  • Interesse
    Pesca Esportiva

Últimos Visitantes

3.748 visualizações
  1. Temperatura e vento variam pouco. Só venta quando vem chuva e só esfria dentro da pousada, quando liga o ar condicionado. Para descobrir se a represa está cheia ou não, fale com o operador. É algo que ele não pode mentir, sob pena de ser desmascarado publicamente, se você optar pelos conceituados Jeff e Quatá não correrá esse risco. Sobre a época, idem.
  2. Procura a 2016 usada. Vai te surpreender.
  3. Minha recomendação para esta pedida específica é somente o Magic Stick 90, se souber trabalhar vai pegar. Sará Sará desloca bem mais, como a Bonnie, não vai fazer o que você mencionou. E 120 não cabe na boca dos peixes de lá, use de 10 cm pra baixo. Red Pepper pra tucunaré, na minha opinião, é queimar dinheiro, isca para robalos. Não aguenta sol (é a primeira a estufar) e não aguenta Peixe (torce o pitão com muita facilidade). Eu uso Realis Pencil 85 e 100 nesta situação. Praticamente só uso ela. Faz todos os trabalhos possíveis.
  4. Grande Kid! Saudade de você! Um único cliente, já experiente, possuidor das suas próprias varas de 25 lb, veio por duas vezes pescar comigo sem trazê-las. Creio que é vantajoso para o cliente e para mim - ao passo que é desvantajoso para a cia aérea, para os lojistas, para toda a cadeia envolvida na produção das varas, para os “habilidosos” patrocinados da internet... muita gente incomodada, só coleciono estresses, dinheiro que é bom... De maneira geral, a rejeição do público é quase que completa. Minha percepção é que pouquíssimos são os que valorizam técnica e qualidade (boas ideias, então, são motivo pra pedrada - como ousa fazer algo diferente?), a maior parte das pessoas se iludem com o preço mais baixo, acabam avaliando-o como mais barato - não sabem a diferença. Portanto, aos mais chegados, o melhor que eu puder oferecer. Aos demais, o que quiserem que eu forneça. Forte abraço!
  5. Passadores tortos. Mas você pode checar isso visualmente. Recomendo que faça mesmo. De fato, concordo com a hipótese do Fabrício, eu faço a mesma análise quando acontece comigo, porém já tentei essa coisa de parar o guia-fio no centro na montagem da vara e não resolveu. Nem precisa cortar linha, basta travar o carretel com o dedo e rodar a manivela que o guia-fio anda e você para onde quiser. O que me dá mais resultado nessas situações é, simplesmente, tirar a linha e colocar de novo. Isso resolve comigo na maioria das vezes. Um último complemento é que linha torcida provoca bastante esse fenômeno do acúmulo lateral e, quanto mais grossa a linha, maior a tendência de isso acontecer. Se passar do limite máximo de linha do carretel, também colabora para que isso aconteça.
  6. Não vi bass lá. Mas pode perguntar no contato que passei, com certeza eles respondem, se tiver possibilidade vão providenciar. Abraço!
  7. Olá, Heitor! Tudo beleza? A minha intenção com os tópicos é justamente ajudar os amigos que amam pescar esportiva. Se ajudei 1 pessoa, já valeu a pena. Quanto à balança, usei bastante e detectei ser pouco proveitoso o seu uso. No caso de iscas muito leves e sensíveis, como Red Pepper ou iscas micro, pode ser importante sim. Mas, para quase tudo que usamos nas pescarias de tucunarés e robalos, basta desenvolver um pouquinho de noção de proporcionalidade e já era. Pega rapidinho. Depois de testar bastante de tudo que encontrei, os Decoy acabam sendo a melhor decisão de compra. Seguidos pelos Maruri Kaiju Red (baratos e fortíssimos). Basicamente, com estes se resolve tudo. O único tamanho que abriu comigo foi o menor do Maruri, o número 6, mas devido a entrarem peixes grandes. Acho que tem os dois na Ermanay. O Maruri Kaiju Red é mais fácil de encontrar na internet e é tão mais barato que eu só compraria Decoy para iscas que não conseguisse um bom ajuste com os Maruri. Se precisar de mais detalhes, pode me chamar no WhatsApp (92) 99495-1987 Forte abraço!
  8. Olá, amigos! A convite do grande capitão Edson, me juntei ao seu grupo em novembro, passando meu aniversário com a turma na pousada Angical do amigo e mestre Mariozan. Pude viver mais um alguns dias de pesca e conhecer também novos amigos. Pela primeira vez, peguei Peixe choco no Lago do Peixe, batendo de boca fechada. Faltou também um pouquinho de talento, pois tive ao menos uma chance por dia de fisgar um grandão, mas não fui capaz de fazê-los morder. Mas o que conta é a diversão e estar entre amigos sempre. Deixo abaixo algumas das imagens desta semana maravilhosa. Tive muita sorte de pegar a época de reprodução das aves. Quando encostávamos em um toco de Buriti, Eu colocava o celular por cima pra tirar foto. Achei ninho de arara, papagaio e a desova de uma pata selvagem, que saiu assustada e quase derrubou meu celular na água, então tem que ter cuidado com isso. A pousada está com uma estrutura ótima, cada vez que volto é uma novidade. Agora tem muitos quartos, um belíssimo refeitório e uma piscina deliciosa pra ficar batendo papo e petiscando no final da pescaria. O contato da pousada é (63) 99978-2357 e mais fotos podem ser vistas no Instagram da pousada, que teve que começar de novo devido a hacker, então se você não segue, procure @pousadaangical Forte abraço a todos.
  9. @Messias Otoni Sarmento Tudo vai depender do seu bolso. A melhor: Antares. A 2019 ficou bem compacta, se puder, vai nela. Não há nada no mundo que sequer possa ser comparado. Pra fazer par, uma Curado K. Você vai usar bem pouco a Curado, pode apostar que não vai querer largar a mão da Antares hora nenhuma. @Octávio Amaral Curado 71 pra hélice??? Não faça isso! Sugestão: compre uma Antares HG 2016 usada. Ou, se o bolso aguentar, a 2019 nova, que é bem mais compacta. Nunca mais vai querer saber de outra carretilha pra bater hélice.
  10. Olá, amigos! Com o passar dos meses de pânico e a perspectiva de um esvaziamento do setor turístico, previ em várias conversas com amigos e clientes que a região do Juma iria apresentar uma melhora na temporada, devido principalmente a um movimento de barcos muito abaixo do que se costuma ver. Acertei, mas as expectativas foram superadas demais!! Há muitos anos que um peixe com 80 cm de comprimento é extremamente raro nessa região. Imaginei que poderiam aparecer alguns, talvez algum de 82 como é o meu maior até hoje por ali. Vou postar abaixo pra relembrar, foi na hélice Jet 120 em janeiro de 2016, assim que foi lançada. O Peixe saiu inteiro com ela na boca, essa imagem nunca vai sair da minha cabeça. Quando finalmente pude pescar lá esse ano, já era final de outubro, início de novembro. A água já tinha ficado barrenta e muito, mas muitoooo quente mesmo. Minha ideia era fazer vídeo de iscas que sempre me pedem, até para mostrar as diferenças (quando há) do uso com anzol no lugar das garatéias. Pro meu azar, só bateram grandes nas iscas miudinhas, não ficou nenhum. Kkkk Mas deu pra fazer dois vídeos, ainda longe da qualidade que desejo. Me ajudem clicando em “gostei”, assinando o canal e comentando nos vídeos. https://youtu.be/jpFyioyMqRo https://youtu.be/fm5cmFPch8A https://youtu.be/lqsyWt3aqDI Nos grupos de WhatsApp afora, peixes de 83, 85, 87 cm!!!! De 80 foram vários na primeira semana de outubro. Não vou postar aqui tudo que chegou pra mim, até porque são de várias pousadas diferentes e hoje eu só vou no Recanto do Maçarico, faço questão e recomendo, inclusive se quiserem me contratar pra acompanhar o grupo vamos marcar nesta pousada. Estarei lá de novo daqui a duas semanas, quem quiser me acompanhar é só entrar em contato. Vai ganhar consultoria grátis. Nas semanas que estive lá acompanhando alguns pescadores, vi fotos de alguns de 80, 81, 82 cm e muitos acima dos 75 cm. O que era troféu nesses últimos anos virou comum em 2020. É bem provável que ano que vem também seja bom, já que os peixes não foram tão pescados esse ano. Menos movimento de barcos, menos poluição dos motores, menos lixo e resíduos. Vale a aposta. O contato do Recanto do Maçarico é com o proprietário Moisés (92) 98821-6970, podem chamar no WhatsApp que ele sempre responde, na pousada tem internet. Vejam muito mais fotos no Instagram dele @recanto_do_macarico. Ah, lembrei também que já teve aqui o ótimo relato do Dudu Torello que foi lá também. Abraços a todos e ótimas pescarias. FullSizeRender.mov
  11. Valeu, Gil! Valeu, Marcelo! Valeu, Vicente! Valeu, Capitão!
  12. Olá, amigos! Venho compartilhar a realização de mais um sonho, mais uma espécie de tucunaré que pude conhecer. Recentemente, passei pela cidade de Altamira, no Pará. Como devem saber, o rio Xingu margeia a cidade, agora represado pelo complexo de Belo Monte. Claro que só me resta lamentar não ter ido antes ao local e fazer uma comparação, mas ainda assim pude desfrutar de tudo que a região pode oferecer hoje. O lago tem uma característica que nunca presenciei em outros locais: há correnteza, e não é pouquinha não! Dentro da barragem em si. Tanto que formam-se bancos de areia bem no meio do lago. Vejam abaixo: É impressionante. Muitas pedras restam à mostra, constituindo ótimo locais para se arremessar iscas artificiais em busca dos tucunarés. Saindo de Altamira, descemos até o primeiro ponto. Peguei meu primeiro e até o décimo Tucunaré Xingu (Cichla melaniae), todos na casa dos 25-35 cm. Pequenos, bem quadradinhos, são fortes, explodem com violência na superfície. Um peixe realmente sensacional desde pequenininho. Então, entrou uma ventania que formou ondas e estragou a pescaria no restante da manhã. Avançamos mais de uma hora sobre elas até chegar a um local de transposição de barcos entre os níveis da barragem, e isso é outra particularidade que eu nunca tinha visto. Fica uma equipe 24h trabalhando para mudar de nível as embarcações. Utilizamos do serviço sem pagar diretamente por eles - cabe informar aos desavisados que essa minha “passagem” foi paga por cada brasileiro, de uma forma bem indireta para que não percebam. Pelo menos, o serviço funciona muito bem, e em 5 minutos estávamos no “andar inferior” do lago, bem na hora do almoço. Quando voltamos à pescaria, tinha bem menos vento, mas um pouco de chuva. Encontrei exemplares maiores e uma bicuda, além de mais três pequenos tucunarés, totalizando 16 peixes no total, em apenas um dia de pesca. Os dois maiores foram esses acima. Tive mais 3 ações de peixes de porte similar, que não acertaram a isca. Todos os 5, os 2 que peguei e os 3 que erraram, saíram completamente da água no ataque. Os bichos lá são 100% explosivos. Tive mais um ataque de bicuda, um de Trairão pequeno de uns 3 kg e uma isca de meia água triturada por uma cachorra pequena que escapou. Com mais tempo, teria pego pela segunda vez na vida o que chamo de “quarteto fantástico” dos nossos rios. Quem organiza esta pescaria lá é o Black (@guia_jacksonaurelio no Instagram), Whats (93)99115-6349. Gente finíssima, extremamente prestativo e animado. Vou voltar com toda certeza. Agradeço também ao meu amigo Andrey, que me indicou o Black, e ao guia Lúcio, que me levou com muita habilidade e conhecimento ao encontro com os bichos. Forte abraço a todos e linhas sempre bem esticadas.
  13. Que toda sorte do mundo te acompanhe, Kid! Grato por tudo que contribuiu aqui e na vida de quem passou por aqui. Certamente tem um grande legado. Forte abraço!!!
  14. Show, Dudu! Muito bem escrito e passou bem todos os detalhes. Muito obrigado pela menção. Vamos corrigir o lado da carretilha que você viu que consegue trabalhar bem melhor as iscas de superfície. Forte abraço e conte sempre comigo.
×
×
  • Criar Novo...