Ir para conteúdo

Marcel Werner

Membro
  • Total de itens

    888
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    37

Sobre Marcel Werner

  • Rank
    Integrante Senior
  • Data de Nascimento 12-11-1987

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Marcel Werner
  • Sobre mim
    Pescador esportivo e operador de pesca no Vazzoleri Camp, Amazonas.

    <p>
    Baiano que mora em Manaus e viaja atrás de todos os tucunarés que puder pescar.
    </p>

Meu contato

  • Website URL
    http://www.cabrasdapesca.com.br

Informações de Perfil

  • Localização
    Manaus - AM
  • Interesse
    Pesca Esportiva

Últimos Visitantes

4.037 visualizações
  1. Muito interessante o tema. Como levantado, mas não abordado no excelente texto, em caso de levar a espinha em consideração, a simples execução de diferentes técnicas de arremesso seria prejudicial à vara. Numa vara em que a carretilha ou molinete está montada sobre a espinha ou do lado oposto, arremessos que vergam lateralmente a vara, como side cast, back hand cast e flipping cast seriam prejudiciais ao blank. Poderia se pensar numa montagem com a espinha na lateral, a 90 graus, para uma vara específica para estes arremessos, em que não se poderia fazer os arremessos “retos”, como o tradicional overhead cast. Além disso, teria que se levar em conta a mão dominante do pescador para a correta definição do lado a se posicionar a espinha - que, inevitavelmente, estaria em posição errada na briga com o Peixe, a menos que o pescador se concentre em flexionar a vara sempre lateralmente e para o lado correto. Tendo em vista que as minhas poucas varas de pesca já foram utilizadas muito além do que eu supunha ser a vida útil delas, submetendo-as a esforços superiores aos que eu imaginava que suportariam, utilizando todo tipo de arremesso que pude aprender (imagine o quão danoso poderia ser o spiral), chego à conclusão que a espinha não é tão importante assim em varas de pesca. É famoso no Amazonas o caso das Falcon Cará, varas praticamente inquebráveis sem acidentes, capazes de suportar abusos impensáveis, mas cada uma com a espinha numa posição - o que eu pude conferir pessoalmente um par de vezes nas famosas lojas Sucuri. Mesmo as 5 que adquiri, todas com espinhas em posições aleatórias, 20 graus, 30 graus, 70 graus, simplesmente não dão importância e as varas são inacreditavelmente resistentes. Mesmo varas tidas como quebradiças, como a Daiwa Steez 16lb 6’, suportam grandes batalhas e abusos, sendo suscetíveis a quebras por impactos (acidentes, batidinhas etc.). Possuo uma que é minha principal vara fora da Amazônia (e já tirou alguns tucunarés acima de 6 kg lá também) há mais de na década, e permanece inteira. Pode quebrar de repente? Sim! Já está muito além do que eu esperava. Não será uma surpresa, algo sem motivo ou explicação. Concluo que é uma questão de qualidade na fabricação do blank e montagem da vara. A preocupação com a espinha pode ser um assunto interessante e demonstração de competência dos montadores. Mas, na prática do uso, se provou sem importância para mim. Abraços!
  2. Oi, Hebert! Toda vez que vi uma reclamação deste problema, se tratava da linha deslizando no carretel. Segue sugestão de resolução: Tire toda a linha. Se o carretel tiver furos, use-os para amarrar a linha. Se não houver, coloque um pouco de fita Teflon (aquela de vedar roscas de encanamento) ou mesmo fita isolante, alguma que não se desfaça ao molhar. Amarre novamente, deixando bem firme para que não deslize. Depois conta aqui se resolveu. Abraço e boas pescarias.
  3. 128 pega Peixe, principalmente trabalhada como stick. Como zara não é boa, pesada demais para trabalhar, Peixe erra bastante. 107 achei um fiasco, de nado e de atratividade. Mas teve quem conseguisse pegar Peixe. Agora que critiquei, jazinho aparece alguém que adora a isca. Kkkkk
  4. http://www.cprm.gov.br/sace/index_bacias_monitoradas.php?getbacia=bamazonas#
  5. Mariozan, dono da Pousada Angical (63) 99978-6357 Instagram: @mariozan.oficial Black, guia em Altamira, às margens do rio Xingu (93) 99115-6349 Instagram: @guia_jacksonaurelio Recomendaria o Bruno da Quatá também, mas você já fechou este. Da minha lista de recomendações, é o único que ainda não pesquei, mas atendeu bem alguns amigos meus. Moisés, Recanto do Maçarico (92) 98821-6970 Instagram: @recanto_do_maçarico
  6. Olá, Barreto! Muito bom ter informações atualizadas de lá. Só duas contribuições a fazer: Sentido do rio é sempre de montante para jusante; portanto, a margem a que você se refere é a esquerda. 👍🏻 Quanto mais plana a região, mais alagável, seca mais lento. O rio que seca mais rápido é o que tem margens altas, sem nada pra segurar, barranco mesmo ou pedra nas laterais. Talvez os rios de água branca (formação mais recente) ainda tenham margens altas: Demeni e Padauiri. Mas eu não conheço esses, foram os únicos que não entrei - e não vou nunca, tem pium, encarei uma vez pra nunca mais.
  7. Temperatura e vento variam pouco. Só venta quando vem chuva e só esfria dentro da pousada, quando liga o ar condicionado. Para descobrir se a represa está cheia ou não, fale com o operador. É algo que ele não pode mentir, sob pena de ser desmascarado publicamente, se você optar pelos conceituados Jeff e Quatá não correrá esse risco. Sobre a época, idem.
  8. Minha recomendação para esta pedida específica é somente o Magic Stick 90, se souber trabalhar vai pegar. Sará Sará desloca bem mais, como a Bonnie, não vai fazer o que você mencionou. E 120 não cabe na boca dos peixes de lá, use de 10 cm pra baixo. Red Pepper pra tucunaré, na minha opinião, é queimar dinheiro, isca para robalos. Não aguenta sol (é a primeira a estufar) e não aguenta Peixe (torce o pitão com muita facilidade). Eu uso Realis Pencil 85 e 100 nesta situação. Praticamente só uso ela. Faz todos os trabalhos possíveis.
  9. Grande Kid! Saudade de você! Um único cliente, já experiente, possuidor das suas próprias varas de 25 lb, veio por duas vezes pescar comigo sem trazê-las. Creio que é vantajoso para o cliente e para mim - ao passo que é desvantajoso para a cia aérea, para os lojistas, para toda a cadeia envolvida na produção das varas, para os “habilidosos” patrocinados da internet... muita gente incomodada, só coleciono estresses, dinheiro que é bom... De maneira geral, a rejeição do público é quase que completa. Minha percepção é que pouquíssimos são os que valorizam técnica e qualidade (boas ideias, então, são motivo pra pedrada - como ousa fazer algo diferente?), a maior parte das pessoas se iludem com o preço mais baixo, acabam avaliando-o como mais barato - não sabem a diferença. Portanto, aos mais chegados, o melhor que eu puder oferecer. Aos demais, o que quiserem que eu forneça. Forte abraço!
  10. Passadores tortos. Mas você pode checar isso visualmente. Recomendo que faça mesmo. De fato, concordo com a hipótese do Fabrício, eu faço a mesma análise quando acontece comigo, porém já tentei essa coisa de parar o guia-fio no centro na montagem da vara e não resolveu. Nem precisa cortar linha, basta travar o carretel com o dedo e rodar a manivela que o guia-fio anda e você para onde quiser. O que me dá mais resultado nessas situações é, simplesmente, tirar a linha e colocar de novo. Isso resolve comigo na maioria das vezes. Um último complemento é que linha torcida provoca bastante esse fenômeno do acúmulo lateral e, quanto mais grossa a linha, maior a tendência de isso acontecer. Se passar do limite máximo de linha do carretel, também colabora para que isso aconteça.
  11. Não vi bass lá. Mas pode perguntar no contato que passei, com certeza eles respondem, se tiver possibilidade vão providenciar. Abraço!
  12. Olá, Heitor! Tudo beleza? A minha intenção com os tópicos é justamente ajudar os amigos que amam pescar esportiva. Se ajudei 1 pessoa, já valeu a pena. Quanto à balança, usei bastante e detectei ser pouco proveitoso o seu uso. No caso de iscas muito leves e sensíveis, como Red Pepper ou iscas micro, pode ser importante sim. Mas, para quase tudo que usamos nas pescarias de tucunarés e robalos, basta desenvolver um pouquinho de noção de proporcionalidade e já era. Pega rapidinho. Depois de testar bastante de tudo que encontrei, os Decoy acabam sendo a melhor decisão de compra. Seguidos pelos Maruri Kaiju Red (baratos e fortíssimos). Basicamente, com estes se resolve tudo. O único tamanho que abriu comigo foi o menor do Maruri, o número 6, mas devido a entrarem peixes grandes. Acho que tem os dois na Ermanay. O Maruri Kaiju Red é mais fácil de encontrar na internet e é tão mais barato que eu só compraria Decoy para iscas que não conseguisse um bom ajuste com os Maruri. Se precisar de mais detalhes, pode me chamar no WhatsApp (92) 99495-1987 Forte abraço!
  13. Olá, amigos! A convite do grande capitão Edson, me juntei ao seu grupo em novembro, passando meu aniversário com a turma na pousada Angical do amigo e mestre Mariozan. Pude viver mais um alguns dias de pesca e conhecer também novos amigos. Pela primeira vez, peguei Peixe choco no Lago do Peixe, batendo de boca fechada. Faltou também um pouquinho de talento, pois tive ao menos uma chance por dia de fisgar um grandão, mas não fui capaz de fazê-los morder. Mas o que conta é a diversão e estar entre amigos sempre. Deixo abaixo algumas das imagens desta semana maravilhosa. Tive muita sorte de pegar a época de reprodução das aves. Quando encostávamos em um toco de Buriti, Eu colocava o celular por cima pra tirar foto. Achei ninho de arara, papagaio e a desova de uma pata selvagem, que saiu assustada e quase derrubou meu celular na água, então tem que ter cuidado com isso. A pousada está com uma estrutura ótima, cada vez que volto é uma novidade. Agora tem muitos quartos, um belíssimo refeitório e uma piscina deliciosa pra ficar batendo papo e petiscando no final da pescaria. O contato da pousada é (63) 99978-2357 e mais fotos podem ser vistas no Instagram da pousada, que teve que começar de novo devido a hacker, então se você não segue, procure @pousadaangical Forte abraço a todos.
×
×
  • Criar Novo...