Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Marcel Werner

Cabras da Pesca
  • Total de itens

    798
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    19

Marcel Werner venceu a última vez em Setembro 12

Marcel Werner had the most liked content!

10 Seguidores

Sobre Marcel Werner

  • Rank
    Integrante Senior
  • Data de Nascimento 12-11-1987

Profile Fields

  • Sexo
    Feminino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Marcel Werner
  • Sobre mim

    <p>
    Pescador esportivo e operador de pesca no Vazzoleri Camp, Amazonas.
    </p>

    <p>
    Baiano que mora em Manaus e viaja atrás de todos os tucunarés que puder pescar.
    </p>

Meu contato

  • Website URL
    http://www.cabrasdapesca.com.br

Informações de Perfil

  • Localização
    Manaus - AM
  • Interesse
    Pesca Esportiva

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Preto é Barcelos. Afluente do piunzento Padauari.
  2. Ito, Na região da cidade onde nasci, o tarpon é chamado de “robalo camuripim”. Pode ser um caso parecido, ele pode estar pescando baby tarpon como na foto do perfil e realmente é diferente de pescar um robalo. Faltou só o John esclarecer o tal robalo de dorso Negro, uma(s) foto(s) ajudaria(m) bastante. Mas acho que é o flecha sim. Aliás, parabéns pelo lindo flecha, nesse conjuntinho deve ter sido sensacional, mas certamente a pescaria no NE exige um equipamento um pouco mais parrudo, não apenas porque esse porte é - ainda - um pouco mais comum, como pela frequência de ações de xaréus e alguns tarpons.
  3. Não tinha essa informação no teu post inicial. 🤷🏻‍♂️ Nesse caso, amigo John, você não está usando o equipamento mais adequado. Para essa pescaria, um molinete é muito mais adequado. Um Stella ou Twinpower 5000 ficaria perfeito. Pode comprar usado no eBay se um novo não estiver ao seu alcance no momento. Observe apenas para que seja um modelo não muito antigo, conforme a borda do carretel você saberá. A borda em diagonal é a melhor, os molinetes muito antigos possuem a borda tradicional arredondada, isso já está defasado demais. Se quer insistir com carretilha, compre alguma Abu Garcia mais top da série Revo. Mas um molinete é muito mais adequado e, se for Stella ou Twinpower, você nunca pensará novamente em ter uma carretilha para essa finalidade, além do que, só vai precisar de outro quando esse ficar muito desatualizado, daqui a 10 ou 15 anos, mesmo assim ainda estará em condições de uso. Carretilhas pequenas como a Chroma não servem pra essa finalidade, você vai desperdiçar mais dinheiro e criar mais tópicos de descontentamento, pode confiar. Abraço, boa sorte e conta pra nós o resultado da sua busca. PS.: seria ótimo ver uma relatos dessas suas pescas.
  4. Que sensacional!!! @Custom by Marco Eu fiquei curioso em relação ao peso e ao custo, comparado com a cortiça. E @Kid M eu também achava que não seria natural, até o Marco falar que são.
  5. Salvo engano, vem na caixa das minhas carretilhas um Drag de 10 ou 11 lb, abaixo da média dos demais fabricantes. Mas não tem a menor importância o que está escrito, o que vale é a prática. Só sei que, na Amazônia, com peixes grandes sobra Drag nas Curado K, Antares etc. Fora da Amazônia, então, vish, basta um pouquinho só de freio das Aldebaran e Curado 71.
  6. Valeu, chefia! Abraço! Disponha, Mestieri! Abraço! Boa, Tiagão!! Depois manda pra nós aqui o resultado. Abração! Os maiores, na Ermanay e na Sugoi. Abraço!
  7. Mais um lindo relato, Kid! Sempre com a mesma personalidade e riqueza de detalhes e impressões que encantam! E esse grupo lendário que é o Mocorongos, 30 anos é uma história incrível! Forte abraço, meu amigo!
  8. Guilherme, Essa é difícil de explicar. Nem casting, nem peso de isca. É o power e a ação. Varas mais rápidas e mais potentes abrem mais facilmente o mesmo anzol. Exemplo: se você usava garatéia Owner 4x #1 na T20, como eu usava, numa vara Rapala Gold 25 lb, que é bem firme, de vez em quando abria, mesmo sem enrosco. Mas se usasse uma vara de 17 lb, quando uma garatéia dessa abriria? Nunca! Só no enrosco, que é quando você perde o controle, que é feito através da vara. É isso que estou tentando explicar. Nos Gamakatsu, vem indicando na embalagem a libragem, não sei como eles chegam nesses valores, mas eu sempre interpreto isso como a libragem máxima de vara que eu devo usar com aquele modelo. E, mesmo assim, se a gente estiver no limite e vacilar, vai abrir. Esses limites são sutis e certamente vão mudar de pessoa pra pessoa, conforme o jeito de pescar. Essas são as minhas recomendações, conforme a minha prática. Valeu, Ricardo!
  9. Valeu, Tiagão! Valeu, Kruel!! Valeu, Octávio! Boa, Guilherme! Depois conta pra gente, vai ser ótimo ter um capítulo no relato da pescaria sobre o que você achou da mudança. Abraço! Quanto mais subir esse recorde, melhor. Kkkk E ele merece, além de ter capacidade para tal. Em breve nos encontraremos e vamos à Arena mais uma vez. Quero ver seu relato da próxima pescaria. Forte abraço e muitos açus na linha!
  10. Olá, amigos! Este tópico contém a parte prática sobre os anzóis Inline nas iscas artificiais. Para quem não acompanhou, a discussão sobre os motivos está em outro tópico, consulte em caso de dúvida. O único aspecto que eu não falei no tópico da discussão foi que a isca arranha menos. Eu menosprezei a importância deste fator, mas aqui é Brasil, uma simples Bonnie custa o olho da cara, toda economia é bem vinda. Inclusive, você pode usar uma Sará Sará, que é top e baratinha, por muito mais tempo. Cabe lembrar que eu não tenho qualquer patrocínio, vivo da minha operação de pesca, portanto tudo que está aqui é sincero, são as coisas que eu realmente uso, que compro com meu dinheiro e acredito ser o melhor. Vou separar em duas partes: iscas amazônicas e iscas não amazônicas. A intenção é que este tópico seja colaborativo, então sofrerá atualizações e adições, com os devidos créditos. Portanto, após um tempo, revisite, pois você pode ter algo a contribuir, tirar uma dúvida nova ou ainda encontrar algo que não tinha visto antes. ISCAS AMAZÔNICAS Quase sempre, iscas parecidas receberão os mesmos anzóis. Também há muito menos modelos de anzóis do que de garatéias, então foi mais fácil encontrar o melhor, que até o momento em que escrevo é o Decoy Sergeant Jigging'n Single. Vocês vão notar que tem anzóis de outras marcas nas fotos, são ainda dos testes, eu insistirei com eles até que todos abram, assim posso ver suas fraquezas. Quando eu falar de varas de 20 lb para algumas iscas, abro a possibilidade de uso do Owner 3/0 e Decoy 2/0. Para varas de 25 lb, somente Decoy 3/0 em diante. Vamos começar pelo principal. T20, Realis Pencil 110, Sará Sará 120, as principais iscas de superfície usadas na Amazônia vão todas muito bem com o 3/0. Vale também para Vaprax, João pepino da KV, Entre outras de 11/12 cm. Algumas iscas são mais fininhas, o 3/0 fica grudando nas costas. Para estas iscas, anzol 2/0 e varas de 20 lb, em lugares onde a quantidade de peixes é o maior atrativo, e não o tamanho. É o caso da Sticknina 110, Hunter Bait, Sammy 115, Giant Dog-X, e, provavelmente, da Bonnie 107, só saberemos quando alguém testar e postar aqui o resultado. O PopQueen 105, considerado o popper mais eficiente para os Açus, também vai de 2/0, assim como os mais acessíveis Barracudinha e Stick Popper, ambos da Borboleta. Vou experimentar este ano o popper do momento, que é o Feed Popper, da Tackle House, no tamanho 130 com 3/0, queria também um do tamanho 100 com 2/0, mas não encontrei na cor que eu gostaria. Algumas zaras mais compridas, entre 13 e 14 cm, estilo Super Spook, são bem populares, mas eu particularmente só gosto da Bowstick. Ela pega anzóis 3/0, assim como a maioria das iscas deste perfil. Já iscas mais volumosas como Miss Carnä 140 e Red Pepper Magnum vão melhor com 4/0. Abro agora um espaço para uma observação extra. Sei que muitos estavam ansiosos para eu falar qual anzol vai na Rover e Bonnie 128, seja porque gostam muito dessas iscas, seja porque já notaram que elas possuem uma diferença. Eu tenho aqui uma isca com a mesma característica, chamada Iron Mouth. Os pitões dela são ortogonais ao maior eixo da isca, ao invés de longitudinais. Em palavras mais fáceis, eles são cruzados ou virados. A foto abaixo deixa bem claro. Devemos lembrar que precisamos de um anzol forte e um split ring forte (vale frisar que é importante usar 1 split ring, nem 2, nem 0), e que o anzol precisa ter um olho largo o suficiente para a argola se movimentar livremente. Depois de muitas buscas, encontrei o Owner SJ41, foto abaixo. É caro, porém funciona, é leve e de bom formato. O 1/0 funcionou bem na Bahia, agora vou testar o 3/0 na amazônia. Saindo da superfície, temos as twitch baits, a maioria pega anzol 2/0, como a Perversa e a SubWalk 09, além da Curisco 110. Na verdade, caso use algum modelo forte de anzol 3/0 que não se cruze facilmente, poderá usar estas iscas com mais chances de tirar um peixe grande. Desculpem a sinceridade, mas eu não gosto destes modelos de isca, nenhum desse tipo, mesmo já tendo usado e comprovado sua altíssima produtividade, os 3 citados. Eu prefiro usar iscas de barbela. Toda a sensualidade da Saruna 125F e até da 147MAX são dispensáveis na amazônia. São iscas fantásticas, mas o Açu não está nem aí pra elas, se recolher direto pega mais do que ficar trabalhando sofisticado. Assim, acaba que uma reles Inna 135 é super eficiente, assim como Juana da Borboleta e, claro, as iscas tops de meia água, Maria The First 140F, Aile Magnet, K-Ten etc. Todas essas grandonas pegam 4/0, o que é ótimo. Já a Saruna 125, eu usaria com vara de 20 lb - lembrando: Decoy 2/0 ou Owner 3/0 como na foto abaixo. Power Minnow e a maior das Raptor também são excelentes iscas. HÉLICES Estas merecem um capítulo à parte. Vou começar relembrando um princípio: a isca deve ser facilmente abocanhada, para que fisgue dentro da boca do peixe ou nos seus lábios. O anzol contribui para isto acontecer. Mas isso também significa que, quando a isca não entrar na boca do peixe, terá mais perdas, e é aí que o pescador tem que analisar o que quer. Se reduzir a isca, vai ter mais peixes fisgados. Se não reduzir a isca, vai perder a maioria dos peixes pequenos e também alguns ataques de peixes grandes. Se o peixe grande estiver ativo, ele vai atacar de novo, então não tem problema e dá mais emoção ainda, na pior das hipóteses você vai ver muitas porradas, ainda que não pegue o peixe. Se estiver manhoso na hélice, opinião minha, você está usando a isca errada. Simples assim. Jet 120, pegadeira demais, apesar do visual controverso. Já peguei um peixe de 82 cm no Lago do Maçarico com esta isca e ela mata a pau no Vazzoleri Camp também. 3/0 nela, mas por ser fininha tem que ter atenção para o anzol não laçar a isca. Também tenho usado a Rip 4.25"e a Caribe de 4.5", já tem até uma Dojô parecida com esta Caribe. Todas precisam da substituição dos pitões pelos CCM, exceto no pitão da hélice, desde que você tenha uns de reserva, não precisa ser tão grosso, porque você nunca irá colocar anzol ali, então pode aguentar até ele ficar fininho. Anzol apenas na barriga, em tamanho 4/0, Decoy ou Owner. O interessante dessas iscas pequenas é que não cansam o pescador. Tive uma cliente que arrebentou da ripzinha e pegou até de 16 lb, assim como um garotinho de 11 anos que só conseguia pescar com esta isca de hélice, pegando peixes de até 14 lb. Falta eu testar com o Açu, mas devido à hélice ser igual à da Rip 5.25", acredito que terá o mesmo bom desempenho. Essa isquinha só com 1 anzol grande fica muito matadeira e quase não gira o corpo. E o peixe pode levar pra onde ele quiser, que não vai enroscar. Já no tamanho mais comum, que é 5.25", anzóis 5/0, ou até 6/0, pode ser Decoy ou Owner (acho que o Owner até 5/0 só, o 6/0 é meio exagerado até para iscas de quase 20 cm). Você deve testar isca por isca para achar o equilíbrio. Algumas iscas podem receber um pitão extra no corpo, outras não. Com 2 anzóis na barriga é melhor para quem gosta de puxar hélice bem rápido. ISCAS NÃO AMAZÔNICAS Agora, as iscas que usamos nas pescarias de tucunarés fora do paraíso. Para varas de 17lb: anzóis Decoy e Owner, mas notem uma coisa muito importante. O menor Decoy é 2/0 e tem tamanho intermediário entre os Owner 1/0 e 2/0. Portanto, você deverá usar a sua sensibilidade e fazer as alterações que julgar necessárias, pois você provavelmente não tem o equipamento idêntico ao meu e nem trabalha a isca exatamente como eu. Essas diferenças naturais entre as pessoas vão provocar pequenas diferenças na preferência, mas nada que seja muito distante, a ponto de alterar o equilíbrio das iscas. 2/0 da Owner ou Decoy: Bonnie 95, Giant Dog-X, Sammy 100, Aile Magnet 105, Borá 10 (contribua) Ideais para Owner 1/0: Saruna 110F, Fakie Dog 90, Sledge 6F, Silent Assassin 99F, Queen 90, The First 90, Firestick, Red Pepper 10cm, X-80, Dog-X Speed Slide & One Knocker, (contribua) Para varas de 14 lb e 12 lb: Aqui, o VMC 7237 #1 ganha destaque, devido a ser resistente, com ótimo formato e, o que pesa mais, o fator preço. Sim, é absurdamente mais barato que os já comentados até aqui. Por isso, e para nossa sorte, a maior das listas de iscas para tucunarés azuis e amarelos é justamente com esse anzol. VMC #1: T10, Bonnie 85, Realis Pencil 85, Water Moccasin, Mudscuker 80, Dog-X S ou W antiga, Wavy 85S, Saruna 95F, X-rap 08, X-80JR, Squad Minnow 80, Vision 95, Bream Pencil, Fakie Dog 70, Rozante 77, MS Raptor 70, Brava 77 (contribua) Para varas de 10 lb: aqui entram as iscas específicas para pescarias de amarelinhos. Eu prefiro molinete nesta categoria. Os anzóis da Gamakatsu são bem caros, mas são finos, fortes, afiadíssimos (nunca fisgue o tucunaré com esse anzol, ele já vai se fisgar só de triscar na isca, é incrível como entra fácil no peixe) e bem leves para não alterar o nado da isca. Basicamente, uso apenas 2 tamanhos. O Gamakatsu 53SALT #2 em todas as iscas que eu testo e aguentam. Dog-X JR, Wavy 65S, Saruna 80F, Rozante 63, Athlete F7 "gordinha" (contribua) E o Gamakatsu #4, o menor que uso, para iscas miudinhas que o #2 fique grande: X-70, Athlete F7 "magrinha", e outras miudezas que não lembro direito, acho que são poucas nessa lista, quando falamos de tucunarés. Mas contribua se souber de algum que não falei. EXCEÇÃO: a Realis Pencil 65, apesar do #2 se cruzar com relativa facilidade, eu achei que fica perfeitamente equilibrada, então uso #2 mesmo com esse inconveniente. Se você não gostar, diminua o anzol. Só lembrando: este tópico sofrerá acréscimo de fotos e modelos de isca com o passar do tempo, para que sirva como livro de referências. Eu mesmo tenho centenas de iscas para postar, mas você pode me ajudar. Envie fotos que eu vou acrescentando no tópico inicial, com os devidos créditos. Espero que tenha sido útil. Forte abraço a todos e boas pescarias. IMG_6135.HEIC IMG_6134.HEIC IMG_6130.HEIC IMG_6133.HEIC
  11. Agora eu acerto os arremessos! Interessante, Kid! Lembra os óculos 3D do cinema.
×
×
  • Criar Novo...