Ir para conteúdo

Geordânio Félix

Membro
  • Total de itens

    237
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Geordânio Félix venceu a última vez em Novembro 11 2019

Geordânio Félix had the most liked content!

3 Seguidores

Sobre Geordânio Félix

  • Rank
    Já consegue zarar
  • Data de Nascimento 22-01-1972

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Geordânio Félix

Informações de Perfil

  • Localização
    Belo Horizonte - MG
  • Interesse
    Aprendizado e amizades.

Últimos Visitantes

745 visualizações
  1. E aí Werner, tudo bem? Estou passando só pra deixar aqui a impressão pessoal que tive acerca deste assunto que propôs. Acompanho sempre que posso suas postagens. São bem redigidas, fundamentadas e abrangem temas interessantes. Logo que vi este tópico e o de título "Anzóis no lugar de garatéias - como e porque", decidi acatar suas sugestões e testar algumas destas montagens inline na Amazônia. Sinceramente gostei bastante do resultado, que foi sim surpreendente. Tanto é que resolvi, doravante, abolir o uso de garatéias por lá. Confirmei cada vantagem apontada por você nos tópicos. Dentre tantas, de fato: * As fisgadas se mostraram mais eficientes, quase sempre no canto da boca, no canivete. De tão bem fisgado no canivete, dava mais trabalho extrair o anzol. * O anzol em si dificultou que os peixes escapassem na briga e as capturas foram mais esportivas, não tendo havido fisgadas que não fossem na boca do peixe; * As substituições que fiz, seguindo suas orientações quanto ao tamanho dos anzóis em algumas marcas de iscas, não desbalancearam, nem comprometeram o trabalho de nenhuma das iscas que testei. A desvantagem que destaca é sem dúvida que a substituição pesa mais no bolso. Uma vez que tive acesso a estes tópicos há poucos dias de nossa pescaria em SIRN, agora em Outubro 2019 e tendo em vista escassez no mercado nacional, não me foi possível adquirir os tão bem indicados Decoy Sergeant Jigging'n Single. Sendo assim, não me restou escolha senão improvisar: considerando a semelhança de qualidade/resistência e disponibilidade imediata, resolvi ir de Decoy Pike Type R - Js- 3 - Jigging, tamanhos 2/0 e 3/0 usado geralmente em pesca de água salgada com isca natural e como assist hook de slow jigging. Tem curvatura diferente dos Decoy Sergeant Jigging'n Single, mas se mostrou não menos eficaz. Eles foram parar em algumas de minhas principais iscas amazônicas: Trairão, River2Sea 128, Bonnie 128, Jumpin Minnow t20, Pop Queen 105; Red Pepper 110; Hunter Bait, Curisco 110 . . . E, os Lone Diablo BKK 4/0 foram para duas Hélices de minha predileção: Caribe Lures e High Roller. Estes anzóis não possuem olhal grande e invertido. Então, antes de comprar entrei em contato com o amigo Matheus da MVA Pesca e por Wathsapp pedi para que confirmasse se o olhal do azol tinha espaço suficiente para que o splint ring de 100lbs ficasse bem solto e ficou: VIDEO-2019-09-13-11-18-05.mp4 Nas iscas o anzol não travou, ficou livre, funcional. No pitão da barriga das River2Sea 128 e Bonnie 128 ficaram perfeitos, pois são cruzados, virados. Há quem diga que a manobra que fiz em seguida para que servissem nos demais pitões e iscas interfere na resistência do anzol e tals . . . Sendo certo ou não, pela urgência do momento - proximidade da viagem e interesse em testar as montagens - deliberadamente dei calor nos olhais e os torci alinhando-os com uso de dois alicates. Se esta manobra compromete ou não a liga do metal, o que por ora tenho condição de afirmar é que nenhum deles abriu. Resistiram tranquilamente a muitas capturas de pequenos e médios e tirei da água alguns bitelos bem nervosos. Com relação à iscas de hélice usei também esta tabela para substituir os anzóis Lone Diablo BKK, disponível na rede: Achei a espessura deles meio bruta, porém são bem leves. Quanto a resistência não deu para verificar, porque feita a substituição as fisgadas realmente ficam consideravelmente mais complicadas. O peixe dava cabeçadas na isca jogando-a pra todo lado, dando show de perseguição sucessiva, mas não entrava nem a pau. Enfim, cada um é cada um. Se naquele momento específico for possível ao pescador se permitir partir para a verdadeira diversão de pescar e não a de pegar peixe, acho que vale a pena os anzóis nas hélices no lugar das garatéias. Fico por aqui. Desculpa a delonga. Agradeço pelas informações disponibilizadas e influência na mudança de paradigma. Forte abraço meu irmão e linhas sempre esticadas!
  2. Edu, grande pescaria, relato pra lá de top! Estivemos em SIRN também. Que pescaria trabalhosa foi a nossa. Bacana demais a harmonia do grupo, o companheirismo e a diversão. Isso tudo fala mais alto, principalmente nos momentos de adversidade. Vimos no local o Tauá adernado. Putz, que cena trágica. Não quis nem fotografar. Em 2017 estivemos nele. Bom saber que em breve voltará à ativa e que não deixaram vocês na mão. Parabéns a todos do grupo pelas capturas! Abraço, pescador!
  3. Também estive em SIRN neste mês e vi o quanto estava difícil a pescaria por lá. Parabéns a todos do grupo pelas capturas. Pé de Coelho vc Chicão! Abraço, pescador!
  4. Dizer o quê de um relato destes. Parabéns elevado a décima potência! 👏
  5. Valeu, Carrão! Escolhemos a semana aleatoriamente e partimos pra SIRN em 2018. Dizem que foi uma das melhores datas em SIRN. Este ano vamos antes, no mês de Setembro. Vamos ver o que acontece. Espero, acima de tudo, que se divirtam e que acertem uns grandes por lá! Boa sorte e um forte abraço, pescador!
  6. Well, cada gigante uma pintura. E em pleno Fevereiro, quem diria. A Jumping Minnow T20 é mesmo fatal. Parabéns a vc e aos amigos pela excelente pescaria. Certeza ter sido pra lá de divertido. Forte abraço!
  7. Opa! Valeu Rogério! Bom saber que gostou da nossa história. Forte abraço, pescador!
  8. Valeu Estevão! Fiz a correção. Bom saber que acertaram a pescaria. Nem me fale em repiquete, demos de cara com ele nas três últimas temporadas. Coisa de Amazônia. Vc tem razão sobre o Zé Bona. Abraço, pescador!
  9. Ooo Tiago, tomara dê tudo certo na realização destes seu desejo e que a estreia seja marcante, como foi a do nosso amigo Juninho. Forte abraço, pescador!
  10. Fala aí Douglas. Já imaginou o tucunaré sob proteção legal em 3 Marias? Quem sabe um dia... Vamos aguardar. O kdula fez uma pescaria fora da curva. Pancada atrás de pancada. Foi bacana de ver. Cara, desta vez resolvi curtir mais a pescaria. Na próxima vou tentar fazer algumas imagens. Se valer a pena serem vistas, edito e posto aqui, com certeza. Bom saber que gostou do relato. Forte abraço, pescador!
×
×
  • Criar Novo...